Transtorno de Ansiedade Generalizada: Sintomas, Causas e Tratamento
Terapias Psicológicas 22/09/2016

Transtorno de Ansiedade Generalizada: Sintomas, Causas e Tratamento

Miguel Lucas Publicado por Miguel Lucas

A principal característica do Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG) é a preocupação excessiva. Todos nos preocupamos de alguma forma em algum ponto sobre algo das nossas vidas. No entanto, a preocupação sentida pelas pessoas que sofrem de TAG, está claramente fora de proporção em relação à probabilidade real ou impacto do evento temido. Os assunto sobre os quais a preocupação da pessoa se foca podem incluir a sua saúde, finanças, responsabilidades do trabalho, segurança dos filhos ou até mesmo estar atrasado para os compromissos.

A preocupação é difícil de controlar e interfere com as tarefas em mãos. Independentemente do foco da preocupação, esse sentimento temeroso é sempre acompanhado por sintomas físicos, como dor devido à tensão muscular, dores de cabeça, micção frequente, dificuldade em engolir, “nó na garganta” ou resposta de sobressalto exagerada.

Você preocupa-se excessivamente com coisas que são improváveis de acontecer, ou sente-se tenso e ansioso durante todo o dia sem motivo real? Todos nós ficamos ansiosos, às vezes, mas se as suas preocupações e os seus medos são tão constantes que interferem com a sua capacidade de levar a sua vida para a frente, não conseguindo relaxar, você pode estar a ser afetado pelo transtorno de ansiedade generalizada (TAG).

O Transtorno de ansiedade generalizada (TAG) é mentalmente e fisicamente desgastante. Drena a sua energia mental, eventualmente impede-o de dormir e relaxar, colocando o seu corpo em estado de alerta. Mas você não tem de sofrer desesperadamente por causa disso. Você pode libertar-se da sua preocupação crónica e aprender a acalmar a sua mente ansiosa, assim como implementar um conjunto de estratégias que lhe permitem clarificar o seu pensamento e fazer avaliações mais assertivas relativamente às situações que requerem a sua atenção.

ansiedade generalizada

O que é o transtorno de ansiedade generalizada?

Transtorno de ansiedade generalizada, é um transtorno de ansiedade comum que envolve nervosismo crónico, preocupação e tensão excessiva. Ao contrário de uma fobia, que o medo sentido está ligado a uma coisa ou situação específica, a ansiedade associada ao transtorno de ansiedade generalizada é difusa. Emerge um sentimento geral de medo ou inquietação que afeta a funcionalidade da vida. Essa ansiedade é menos intensa do que num ataque de pânico, mas muito mais duradoura, tornando a vida da pessoa muito difícil, dado que a pessoa fica num estado de hipervigilância.

Quando a pessoa sofre de transtorno de ansiedade generalizada, pode preocupar-se com as mesmas coisas que as outras. Questões de saúde, dinheiro, problemas familiares ou dificuldades no trabalho. Mas eleva essas preocupações para um nível estratosférico.

Exemplo: Um comentário descuidado de um colega de trabalho sobre a economia torna-se numa visão catastrófica eminente; um telefonema para um amigo que não é imediatamente atendido, gera-lhe a ansiedade extrema, transmitindo-lhe a ideia de que a relação está em apuros. Às vezes, apenas o pensamento de ter que esperar que o dia passe, produz ansiedade. Eventualmente encara as suas atividades com preocupação exagerada e tensão, mesmo quando há pouco ou nada que provoque essa preocupação.

Se você perceber que sua ansiedade é mais intensa do que a situação exige ou acredita que sua preocupação o protege de alguma maneira, o resultado final é o mesmo. Você não consegue desligar os seus pensamentos ansiosos. Eles continuam correndo na sua cabeça, numa repetição sem fim. A preocupação acompanha-o para todo lado, afetando o seu trabalho e relacionamento com os outros.

As seguintes afirmações são familiares?

  • “Eu não consigo fazer parar a minha mente … ela está-me deixando louco!”
  • “Está ficando tarde, ele já deveria estar aqui há 20 minutos! Oh meu Deus, ele deve ter tido um acidente! “
  • “Eu não consigo dormir, só sinto medo … e não sei porquê!”

Diferença entre preocupação “normal” e (TAG)

As preocupações, dúvidas e medos são uma parte normal da vida. É natural ficarmos ansiosos sobre nosso próximo teste ou preocupar-nos com as finanças após termos recebido contas inesperadas para pagar. A diferença entre procupação “normal” e transtorno de ansiedade generalizada, é que a preocupação envolvida no TAG é:

  • Excessiva
  • Intrusiva
  • Persistente
  • Debilitante

Por exemplo, depois de assistir a uma reportagem sobre um atentado terrorista no Médio Oriente, a pessoa comum pode sentir uma sensação temporária de desconforto e preocupação. Mas, se você tem transtorno de ansiedade generalizada, provavelmente, você pode acordar durante a noite, e em seguida, continuar preocupado durante vários dias sobre um cenário idêntico que possa ocorrer no local onde vive.

Preocupação normal VS transtorno de ansiedade generalizada

tabela da preocupação

Sinais e sintomas do transtorno de ansiedade generalizada

Os sintomas do transtorno de ansiedade generalizada (TAG) flutuar. Nem todas as pessoas que têm transtorno de ansiedade generalizada possuem os mesmos sintomas. Mas a maioria das pessoas pode experimentar uma combinação de um número de sintomas, emocionais, comportamentais e físicos.

Sintomas emocionais de transtorno de ansiedade generalizada:

  • Preocupações constantes correndo na sua cabeça
  • Sente-se como se a sua ansiedade fosse incontrolável, não há nada que você possa fazer para parar de preocupar-se
  • Pensamentos intrusivos sobre coisas que fazem você sentir-se ansioso; tenta evitar pensar sobre eles, mas não consegue deixar de pensar.
  • Uma incapacidade de tolerar a incerteza; você tem uma necessidade enorme de saber o que vai acontecer no futuro
  • Um sentimento generalizado de apreensão ou temor

Sintomas comportamentais de transtorno de ansiedade generalizada:

  • Incapacidade de relaxar, desfrutar de momentos de quietude, ou ser você mesmo
  • Dificuldade de concentração ou com foco nas coisas
  • Dificuldade em expressar-se, porque sente-se oprimido
  • Evita situações que fazem sentir-se ansioso

Sintomas físicos do transtorno de ansiedade generalizada:

  • Sensações de tensão, rigidez muscular ou dores no corpo
  • Tem problemas para adormecer ou manter o sono porque a sua mente fica muito ativa
  • Sentimento de inquietação
  • Problemas de estômago, náuseas, diarreia,

Dicas para superação do Transtorno de Ansiedade Generalizada:

DICA 1: MUDE A INTERPRETAÇÃO DAS SUAS PREOCUPAÇÕES

O sintoma principal do transtorno de ansiedade generalizada é a preocupação crónica. É importante entender o que  alimenta a sua preocupação, desde as suas crenças, medos, receios, sentimentos e pensamentos negativos. Você pode sentir como se as suas preocupações viessem de fora, de outras pessoas, dos eventos, ou situações difíceis que você está enfrentando. Mas, de fato, a preocupação é auto-gerada. Certamente o gatilho vem de fora, mas depois a forma como pensa acerca do assunto e o diálogo interno (usualmente negativo) que mantém consigo é o responsável pelo disparo da sua própria ansiedade para níveis intoleráveis.

Para aprofundar este assunto, leia: Abandone a negatividade, acabe com o diálogo auto-crítico

Quando você está excessivamente preocupado, começa a falar para si mesmo sobre coisas das quais tem medo, ou situações negativas que podem vir a acontecer. A sua mente é invadida por variadíssimos cenários sobre a situação temida, e de todas as formas que você acha que podia lidar com isso. Na verdade, você está tentando resolver os problemas que ainda não aconteceram, ou pior, simplesmente fica obcecado pelos piores cenários possíveis (criados por si mesmo).

Toda essa preocupação pode dar-lhe a impressão de que você está a proteger-se, preparando-se para o pior  cenário, ou evitar situações ruins. Pura ilusão. Na grande maioria das vezes a preocupação é improdutiva, esgota a sua energia mental e emocional, sem surtir em qualquer resolução de problemas concretos, estratégias ou ações.

Para aprofundar este assunto, leia: Abandone a preocupação, passe à ação

Como distinguir entre a preocupação produtiva e improdutiva? Se você está altamente focado nos cenários “e se isto acontecer…?” a sua preocupação é improdutiva. Assim que você  deixar de acreditar que a sua preocupação de alguma forma  pode ajudá-lo, você deu o primeiro passo para começar a lidar com as suas preocupações e ansiedade de forma mais produtiva. Isto tem necessariamente de envolver a estratégia de desafiar os seus pensamentos irracionais e preocupantes, aprendendo a adiar a preocupação, e a aceitar a incerteza na sua vida.

Você tem muitos medos e pensamentos do género: “e se isto acontecer…?” e estes assumiram o comando da sua vida? A sua preocupação está fora de controle? A boa notícia é que os problemas associados à preocupação crónica e excessiva são um hábito mental que você pode aprender a quebrar. Você pode ensinar-se a si mesmo a manter a calma e olhar para os seus medos de uma perspectiva mais equilibrada.

Para aprofundar este assunto, leia: Como quebrar o terrível hábito da preocupação

deixar ansiedade

DICA 2: PRATICAR TÉCNICAS DE RELAXAMENTO

A ansiedade é mais do que apenas um sentimento. É uma resposta do nosso organismo que se expressa num comportamento de “lutar ou fugir”, por outras palavras, é uma reação a uma ameaça percebida (na grande maioria das vezes imaginada, não correspondendo à realidade). O seu coração bate rápido, você respira de forma apressada, os seus músculos ficam tensos, e pode até sentir-se com perda de equilíbrio e confuso.

Mas, existe um antídoto para a diminuição rápida destes sintomas angustiantes, que é a prática do relaxamento. O relaxamento e a ansiedade são sensações físicas opostas, não podendo acontecer ao mesmo tempo. Seguem a regra da incompatibilidade entre estes dois estados. Você ou está ansioso ou relaxado. Num estado de relaxamento a sua frequência cardíaca diminui, a respiração torna-se mais lenta e mais profunda, os músculos relaxam, e a pressão arterial estabiliza. O relaxamento é uma prática de grande eficácia para aliviar a ansiedade.

A saber: Se você sofre de transtorno de ansiedade generalizada, as técnicas de relaxamento, como relaxamento muscular progressivo, respiração profunda e meditação podem ajudá-lo a relaxar.

A chave é a prática regular. Tente reservar pelo menos 30 minutos por dia. Assim que você aprender bem e reforçar a sua capacidade de relaxar, o seu sistema nervoso vai tornar-se menos reativo e estará menos vulnerável à ansiedade e stress. Com o tempo e aperfeiçoamento, a resposta de relaxamento será mais facilmente atingida, até que passa a ser algo natural e aplicado por si mesmo a qualquer momento e em qualquer situação, sempre que deseje.

Relaxamento muscular progressivo. Quando a ansiedade e a preocupação extrema toma conta de você, o relaxamento muscular progressivo pode ajudá-lo a liberar a tensão muscular e ter um “time out” das suas preocupações. A técnica envolve sistematicamente enrijecer (contrair os músculos) e, em seguida, soltar (descontrair) diferentes grupos musculares no seu corpo. Quando o seu corpo relaxa, a sua mente acalma. Existem muitas técnicas de relaxamento que podem ajudar a diminuir a preocupação e a ansiedade

Exemplo breve: Este exercício é uma versão abreviada do relaxamento muscular progressivo de Jacobson que, normalmente, ensino aos meus clientes. Deve fazê-lo sentado, mas sempre com o cuidado de ter a cabeça bem apoiada, ficando numa posição confortável. Execute os movimentos com suavidade, sem força excessiva e desnecessária. Á medida que vai executando os movimentos é importante centrar a sua atenção na zona do corpo que está a trabalhar, limitando-se a observar as sensações físicas nessa zona:

  • Feche as mãos com força. Mantenha a pressão durante cerca de 10 segundos, dirigindo a sua atenção para essa zona. Em seguida relaxe e mantenha cerca de 15 a 20 segundos, dirigindo a sua atenção para essa zona.
  • Faça força em ambos os dois braços, contraindo os bícipes. Mantenha a pressão durante 10 segundos, dirigindo a sua atenção para essa zona. Relaxe e mantenha 15 a 20 segundos, dirigindo a sua atenção para essa zona.
  • Contraia os músculos da testa, levantando o sobrolho o máximo que conseguir. Mantenha 10 segundos, dirigindo a sua atenção para essa zona. Relaxe e mantenha 15 a 20 segundos, dirigindo a sua atenção para essa zona.
  • Contraia os músculos à volta dos olhos, fechando-os com muita força. Mantenha 10 segundos, dirigindo a sua atenção para essa zona. Relaxe e mantenha 15 a 20 segundos, dirigindo a sua atenção para essa zona.
  • Contraia os músculos do pescoço, inclinando, suavemente, a cabeça para trás, como se quisesse tocar nas costas com a cabeça. Mantenha 10 segundos, dirigindo a sua atenção para essa zona. Relaxe e mantenha 15 a 20 segundos, dirigindo a sua atenção para essa zona. Repita, se necessário.
  • Contraia os músculos dos ombros, levantando-os como se quisesse que tocassem nas orelhas. Mantenha 10 segundos, dirigindo a sua atenção para essa zona. Relaxe e mantenha 15 a 20 segundos, dirigindo a sua atenção para essa zona.
  • Contraia os músculos à volta das omoplatas, puxando os ombros para trás, como se quisesse que as omoplatas se tocassem. Mantenha 10 segundos, dirigindo a sua atenção para essa zona. Relaxe e mantenha 15 a 20 segundos, dirigindo a sua atenção para essa zona.

Para aprofundar o assunto, leia: 10 técnicas poderosas de relaxamento

Respiração profunda. Quando você está ansioso, você respira mais rápido. Esta hiperventilação causa sintomas como falta de ar, tonturas, vertigens, formigueiro nas mãos e pés. Estes sintomas físicos são assustadoras, aumentando ainda mais a ansiedade e pânico. Mas com a prática da respiração profunda a partir do diafragma, você pode reverter esses sintomas e acalmar-se.

Exemplo breve:

  • Encha os pulmões devagar, usando os músculos do peito. Conserve o ar nos pulmões durante 6-8 segundos.
  • Agora faça sair o ar lentamente, usando também os músculos do tórax… sustenha a respiração durante 6-8 segundos.
  • Note a sensação agradável do ar a ser expelido.
  • Agora encha devagar o peito, usando os músculos do estômago para empurrar o ar para cima. Esvazie lentamente o ar dos pulmões, contraindo o abdómen, para levar o diafragma para baixo. Esteja atento às sensações provocadas pelo movimentos alternados. Note como essa cadência pode ser relaxante.
  • Respire cada vez mais fundo, e pausadamente. Leve o tempo que for necessário para respirar profundamente. Note as sensações de calma e tranquilidade, quando respira fundo, enchendo bem o peito de ar…, e quando expira, fazendo sair o ar continuamente.

Meditação. Muitos tipos de meditação são utilizados para reduzir a ansiedade. A meditação mindfulness, em particular,  tem-se mostrado promissora para o alívio da ansiedade. A pesquisa mostra que a meditação mindfulness pode realmente mudar a estrutura funcional do cérebro. Com a prática regular, a meditação aumenta a atividade do lado esquerdo do córtex pré-frontal, área do cérebro responsável pela sensação de serenidade, alegria e clareza de pensamento.

DICA 3: APRENDER A ACALMAR-SE RAPIDAMENTE

Muitas pessoas com transtorno de ansiedade generalizada, nos momentos críticos não sabem como acalmar-se e tranquilizarem-se. Mas é uma técnica simples, fácil de aprender, e isso pode fazer uma diferença drástica na redução e controle dos seus sintomas incómodos da ansiedade.

Tal como já referi nas técnicas de relaxamento, e no caso de praticá-las até chegar ao ponto que consegue utilizá-las de forma eficaz sempre que julgue serem úteis, pode ainda associar outras técnicas ou métodos complementares. Esses métodos contêm em si a utilização dos sentidos: visão, audição, olfato, paladar e tato. Em determinadas circunstâncias e depois de utilizar o relaxamento e estar física e mentalmente mais calmo, faça uso de auto-sugestões quando começa a sentir os gatilhos que fazem disparar a sua preocupação desmedida. Como por exemplo:

  • Visão. Olhe para algo aprazível. Vá a um museu de arte. Caminhe por uma zona tranquila e bonita. Veja as suas fotos preferidas ou consulte um livro com imagens interessantes.
  • Audição. Ouça uma música suave e relaxante. Aprecie os sons da natureza: pássaros cantando, ondas do mar quebrando na praia, sussurro do vento através das árvores.
  • Cheiro. Acenda velas perfumadas. Cheire as flores num jardim. Respire o ar puro e fresco. Cheire o seu pergume favorito.
  • Paladar. Cozinhe uma refeição deliciosa. Lentamente, coma um doce preferido, saboreando cada mordida. Desfrute de uma chávena de chá.
  • Tato. Acaricie o seu cão ou gato. Tome um banho quente de espuma . Envolva-se num cobertor macio. Sente-se na rua sentido a brisa fresca. Faça uma massagem.

Não deixe de fazer algumas destas sugestões, por achar que não lhe resolvem o seu problema. Na verdade, a intenção destas técnicas ou métodos não é resolver o seu problema na causa. É sim, permitir que pouco a pouco fique ciente que possui em si a capacidade para diminuir os seus sintomas físicos desagradáveis gerados pelo excesso de  pensamentos de preocupação.

Para lidar melhor com a ansiedade lembre-se de alguns pontos:

A – Aceitar a ansiedade. Não lute contra ela. A chave para a mudança de um estado de ansiedade é aceitá-la plenamente. Foque-se no presente e aceite a sua ansiedade, com a aplicação de algumas das estratégias anteriores certamente irá diminuir.  Substitua a sua rejeição, raiva e ódio pela aceitação. Ao resistir, você irá prolongar o desconforto sentido. Em vez disso, sinta-a sem fazer disso um problema. Não julgue que você pensa, sente e age devido à sua ansiedade, nada podia estar mais errado. A sua ansiedade é uma consequência dos seus pensamentos, forma de agir e crenças.

B – Observe a sua ansiedade. Observe-a sem julgamento. Olhe para a sua ansiedade como algo que nem é bom, nem é ruim. Avalie numa escala de (0 a 10) e observe se sobe ou desce quando você acciona algumas das estratégias anteriormente explicadas. Lembre-se, você não é a sua ansiedade. Quanto mais você se separar da sua experiência sentida, mais você consegue colocar-se numa posição de observador, sem ficar amedrontado pelas suas sensações físicas. Neste estado de observador, fica mais capacitado para aplicar as estratégias funcionais e redutoras da ansiedade e preocupação.

C – Aja mesmo sentido a ansiedade. Aja como se você não estivesse ansioso. Faça o que tem a fazer, mesmo sentido-se ansioso. Enfrente a situação, mesmo que esta lhe cause alguma ansiedade. Respire lentamente e normalmente e execute. Se você não fizer aquilo que deveria fazer, e afastar-se, irá sentir-se menos ansioso, mas o seu medo irá aumentar. Se você enfrentar o que lhe provoca receio, tanto a sua ansiedade como o seu medo irão diminuir.

D – Repita os passos. Continue a aceitar a sua ansiedade, observe-a, e faça as coisas que tem a fazer mesmo que se sinta ansioso.  Isto permite, que a sua ansiedade desça para um nível confortável. Vá repetindo estas três etapas: aceitação, observação, e  ação sentido a ansiedade.

E – Espere o melhor. O que você mais teme, provavelmente pode constatar que raramente acontece. Reconheça que para qualquer pessoa sentir uma certa quantidade de ansiedade é normal. Se aceitar que no futuro é natural e normal vir a sentir uma determinada intensidade de ansiedade, ficará melhor preparado para lidar com as sensações desagradáveis.

panico

DICA 4: CONECTE-SE COM OS OUTROS

O transtorno de ansiedade generalizada pode piorar quando você se sente impotente e sozinho. A ligação aos outros é importante no sentido de sentir-se mais apoiado e seguro, diminuindo o sentimento de vulnerabilidade. Por exemplo, a ansiedade e a constante preocupação com os seus relacionamentos próximos podem deixá-lo sentir-se carente e inseguro. Talvez você tenha tendência para prestar demasiada atenção para o que as pessoas dizem ou assumir o pior, quando um amigo ou parceiro não responde da maneira que você esperava.

Como resultado, você pode precisar  que os outros lhe transmitam muita confiança tranquilidade, e se não der isso como garantido pode ter tendência para tornar-se paranóico e desconfiado. Essas coisas podem colocar uma pressão enorme nos seus relacionamentos.

Para que seja mais fácil reforçar os laços com os outros e certificar-se que o faz de forma saudável, leve em consideração o seguinte:

  • Identificar padrões de relacionamento tóxico. Pense sobre as maneiras que você tende a agir quando está sentindo-se ansioso acerca de um relacionamento. Você testa o seu parceiro? Retira-se antecipadamente? Faz acusações desmedidas? Tornar-se pegajoso? Uma vez que você fique ciente de quaisquer padrões de ansiedade que dirigem o relacionamento, pode procurar por melhores formas de lidar com todos os seus medos e inseguranças que está sentindo.
  • Construa um sistema de apoio forte. Todos nós somos seres sociais. Nós não fomos feitos para viver em isolamento. Conectar-se com os outros é vital para a sua saúde emocional. Um forte sistema de apoio não significa, necessariamente, uma vasta rede de amigos. Não subestime o benefício de algumas pessoas que você pode confiar e contar para estar lá para você quando necessário.
  • Quando as suas preocupações começam a disparar, procure o suporte de alguém próximo. Se você começar a sentir-se oprimido e angustiado com a ansiedade, procure um membro da família ou amigo de confiança. Fale e desabafe com as pessoas da sua confiança. A família ou o parceiro são a sua primeira linha de apoio, procure aproximar-se deles e comunicar eficazmente as suas preocupações. É útil trocar opiniões com alguém acerca das suas preocupações, isso pode dar-lhe uma perspectiva equilibrada e objetiva.
  • Saiba quem deve evitar quando você estiver a sentir-se ansioso. Lembre-se que há uma boa chance de que sua tendência ansiosos acerca do modo como olha a vida seja algo que pode ter aprendido na sua infância e adolescência. Por exemplo,  Se sua mãe se preocupava de forma excessiva, ela não é a melhor pessoa para você pedir ajuda quando estiver a sentir-se ansioso. Quando quiser recorrer a alguém, leve em consideração se você tende a sentir-se melhor ou pior depois de falar sobre o problema com essa pessoa .

Um estilo de vida saudável e equilibrada, desempenha um grande papel na  redução dos sintomas de transtorno de ansiedade generalizada. Em seguida apresento um conjunto de hábitos de vida que promovem a capacidade  de lidar com a ansiedade e preocupação crónica:

ADOTE HÁBITOS ALIMENTARES SAUDÁVEIS

Comece bem o seu dia tomando o pequeno almoço, e continue com pequenas refeições ao longo do dia. Se ficar muito tempo sem comer corre o risco dos níveis de açúcar no sangue baixarem, o que pode fazer você sentir-se ansioso e irritável. Coma em abundância hidratos de carbono, como cereais integrais, frutas e legumes. Os hidratos de carbono ajudam a estabilizar os níveis de açúcar no sangue, e também aumentam a serotonina, um neurotransmissor com efeitos calmantes. Reduza a ingestão de cafeína e açúcar. A cafeína pode aumentar a ansiedade, interferir com o sono, e até mesmo provocar ataques de pânico. Reduza a quantidade de açúcar refinado.

EXERCITE-SE REGULARMENTE

O exercício físico é um redutor natural e eficaz para aliviar a ansiedade. Para obter o máximo de resultados  na melhoria do transtorno de ansiedade generalizada, é importante praticar pelo menos 30 minutos de atividade aeróbica na maioria dos dias. O exercício aeróbico alivia a tensão e stress, aumenta a energia física e mental, e melhora o bem-estar através da libertação de endorfinas (químicos que nos fazem sentir bem).

Para aprofundar o assunto, leia:

EVITE O ÁLCOOL E NICOTINA

O álcool pode temporariamente reduzir a ansiedade e a preocupação, no entanto pode exacerbar ainda mais os sintomas de ansiedade, quando o seu efeito desaparece. Usar o álcool para aliviar os sintomas do transtorno de ansiedade generalizada pode levar ao abuso de álcool e dependência. Fumar quando você está a sentir-se ansioso também é uma má ideia. Embora possa parecer que os cigarros são calmantes, a nicotina é realmente um poderoso estimulante. Fumar aumenta os níveis de exictação, aumentando a ansiedade.

DURMA O SUFICIENTE

A ansiedade e a preocupação excessiva podem causar insónia. Qualquer pessoa que tenha a sua mente ativa num assunto preocupante, certamente terá dificuldade em adormecer. Mas a falta de sono pode também contribuir para a ansiedade. Quando você está privado de sono, a sua capacidade de lidar com o stress fica comprometida. Quando você tem um sono restaurador, é muito mais fácil manter o seu equilíbrio emocional, um fator chave para lidar com a ansiedade e parar de se preocupar.

Para aprofundar o assunto, leia: 6 Dicas para melhorar os seus problemas de insónia

Você Desenvolveu ataques de pânico

Se o seu medo tem vindo a aumentar até ao ponto em que desenvolveu ataques de pânico, piorando drasticamente a sua vida, conheça o meu livro: Ataques de Pânico – Saiba como superar os seus medos que tem ajudado centenas de pessoas a recuperarem a sua qualidade de vida.

Clique na imagem em baixo para adquirir:

livro ataques de panico

É realmente um transtorno de ansiedade generalizada?

Para obter um diagnóstico preciso e tratamento adequado, é melhor consultar um profissional de saúde mental, como um psicólogo ou psiquiatra. O transtorno de ansiedade generalizada é muitas vezes acompanhado por outros problemas, como a depressão, abuso de substâncias, ataques de pânicofobia social e outros transtornos de ansiedade. Para o tratamento ter sucesso, é importante obter ajuda para todos os problemas que você está enfrentando.

Abraço,

Miguel Lucas

Novo usuário?
Comece aqui
Baixe Grátis o e-book “Seja Um Vencedor”
Baixe Grátis o e-book “Seja Um Vencedor”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.

Comentários
Avatar for Miguel Lucas
Gideon Marinho Gonçalves

Mais um excelente artigo que dá prazer de ler…

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Gideon, obrigado pelo comentário

Fico esperançado que o artigo possa ser útil.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
vilma santos silva

Adorei pois sofro o TAG todos os dias tenho ansiedademesmo.tomando remedios

Avatar for Miguel Lucas
Bruno Rodrigues

Há muito tempo que lido com muitas pessoas diariamente, e praticamente todos os dias conheço pessoas novas, e sinto que realmente as pessoas se preocupam de mais com coisas que não se deviam preocupar.

Muitas pessoas envelhecem e e ficam doentes por estarem sempre tão preocupadas com tantas coisas.
Por vezes até com coisas tão simples como o Tempo!

Adorei os concelhos que deu para ajudar essas pessoas.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Bruno, obrigado pelo comentário

Sem dúvida que hoje em dia as preocupações são muitas, e todos nós corremos risco de preencher demasiado a nossa mente, com coisas que não têm sentido. Mas, por vezes uma vez caindo nessa rede de preocupação excessiva, ela passa a comandar a atenção da pessoa de um forma automática. A partir daqui é necessário uma abordagem especializada para que a pessoa aprenda como libertar-se saudavelmente das preocupações desmedidas.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Paulo

Obrigado por mais este excelente artigo. Penso que a maioria das pessoas sofrem ou já sofreram de alguma dose de ansiedade.

Miguel, há um assunto que penso, ainda não abordou neste blogue, Déficit de Atenção em adultos e crianças. Eu falo por mim, os seus artigos podem fazer autênticos milagres em pessoas sem DDA, mas no meu caso, enquanto o “Diabo esfrega um olho”, eu estou noutra. Ou seja, como posso concentrar-me em ter sucesso se estou quase constantemente a distrair-me? Como deve calcular, tenho que apontar as minhas tarefas no telemóvel, com lembranças, senão… Não é por falta de memória, mas sim de dispersão. Por exemplo, quando leio um livro, tenho que ler a mesma página duas vezes, mas quando a leitura me agrada bastante, eu até consigo ficar super-focado. A coisa agrava-se porque o meu filho também é como eu, mas ele tem a vantagem de eu entendê-lo e ensino-lhe truques para concretizar as suas tarefas.
Em tempos tive uma depressão acentuada, fui a um psiquiatra e ele quase me matou, agora fujo de médicos como o “Diabo foge da cruz”.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Paulo, obrigado pelo comentário.

Sim, ainda não abordei o tema do défice de atenção. Provavelmente em breve escreverei um artigo sobre o assunto. Tenho uma opinião muito particular relativamente a esta temática, dado que acredito que grande parte dos diagnósticos não correspondem aos critérios para défice de atenção.

Existem estratégias e técnicas para disciplinar a atenção e a sua permanência no assunto pretendido.

Em breve abordarei o assunto. Obrigado pela sua dica.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
joyce

Olá amigo Miguel, muito esclarecedor seu post… confesso que gostaria de me identificar com os sintomas para ficar mais tranquila, mas tenho muita tontura… e não li muito sobre isso…. sempre acho que tenho doença grave… minha vida anda bem triste,,,,

Avatar for Miguel Lucas
Renato

Durante esses anos, entre estudos e correr atrás de informações referente ao meu estado, Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG) foi a resposta deste post, a palavra certa.
Me identifiquei com o texto, e com as dicas, e a proposta apresentadas.
Até então fui medicado com Cloridrato de Fluoxetina 20 durante esses anos.
Acredito Miguel, que o estado de ansiedade, ou a falsa impressão que os médicos tinham de eu estar depressivo, é que não houve o diagnóstico correto, confesso que as dicas apresentadas nesse post, poucas, ou quase nada estava seguindo,os hábitos alimentares, sobre exercitar-se regularmente, a importância de dormir bem.
Mas sim, sofro de ansiedade, e gostaria de saber, além dos exercícios e a técnica de relaxamento, há medicamentos específicos para (TAG). Na fase inicial o medicamento seria necessário?
Agradeço

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Renato, obrigado pelo comentário.

Fico esperançado que algumas das dicas apresentadas no artigo lhe possam ser úteis.

Sim, existem medicamentos para o “suposto” tratamento da TAG. No entanto, a TAG não é algo isolado dos acontecimentos de vida, e mesmo com medicação o tratamento será sempre mais eficaz quando paralelamente se aplica terapia psicológica. A terapia psicológica com base na terapia cognitivo-comportamental pode ensinar-lhe a lidar com as suas dificuldades do dia a dia.

A toma de medicação é sempre uma opção, dependendo do diagnóstico e da gravidade ou estado do problema.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Rodrigo Leal

Olá mano li seu texto e gostei muito, pois tenho quase certeza de que estou com essa doença, quando começou tomei clonazepam que fez parar os sintomas, mas ao final da cartela comecei a me preocupar demais e os sintomas voltaram, não sei o que devo fazer meus pensamentos estão girando em torno desse problema 24H, juntamente com medos de ter uma vida limitada a esse problema e não conseguir realizar meus sonhos, preferia mil vezes ter SDP do que esse problema incuravel. mas ao ler seu texto tive esperança de que pelo menos possa diminuir o problema. A pratica de Yoga pode amenizar o problema??quais são outras dicas que vc poderia me dar?há esperança de levar uma vida melhor?
a proposito a alguma doença fisica que se assemelhe a TAG???
Essa doença começa devagar e depois vai piorando??

Abraço obg pelo post

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Rodrigo, obrigado pelo comentário

Por aquilo que descreve, o Rodrigo necessita de ter um diagnóstico do seu problema. Deve procurar um psicólogo ou psiquiatra no sentido de perceber o que acha ser melhor para si.

O TAG, já possui tratamento eficaz com elevadas taxas de sucesso através da terapia cognitivo-comportamental (aquela que aplico na minha prática profissional e aqui mesmo nas consultas online: http://www.escolapsicologia.com/sessoes-online/

Relativamente à Yoga, todos os exercícios que possam contribuir para acalmar o corpo e a mente são úteis, no entanto não podem nem devem ser considerados terapia ou tratamento. São um complemento.

Sim, existe esperança desde que faça a terapia adequada.

Existem muitos sintomas que existem na TAG que também são comuns a outros transtornos. No entanto a preocupação excessiva e generalizada a grande parte das situações de vida é característica única do TAG.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Amigo

É natural que penses em seu problema 24h, pois este problema é estigmatizante. Mas, posso lhe garantir que isso é possível de ser contornado, desde que tenhas paciência e seja perseverante: perseverante em cumprir as prescrições médicas, em criar um bem estar e conforto em sua situação corporal e de espírito, buscando antes de mais nada a serenidade, e principalmente não desanimar no caso de crises e recaídas. Vá dormir (chateado, eu sei), mas com a certeza de que amanhã começa tudo de novo, e você está apto a criar e melhorar seu futuro. No longo prazo os efeitos da peristência e regularidade são milagrosos, como só Deus pode fazer.

Avatar for Miguel Lucas
Leitora

Olá Miguel

Muito bom seu artigo, ajudou-me muito a identificar o meu problema atual.

Desde que mudei de função onde trabalho para uma função maior de coordenação que tenho me preocupado demasiadamente em ser competente e em não perder meu posto atual, por isso tenho me sobrecarregado bastante de atividades e problemas que considero que devem ser resolvidos por mim uma vez que sou a coordenadora.

Ocorre que essa preocupação excessiva com eficiência tem me desgastado muito fisicamente, emocionalmente e mentalmente, tenho tido problemas de insônia, dores de cabeça, formigamento nos pés, enjoos, lapsos de memória, indisposição, dificuldade de respirar, cansaço, batimento cardiaco acelerado, crises de choro, instabilidade do humor e fiquei resfriada também. Não consigo desligar e desconectar-me dos problemas e logo minha mente é invadida por preocupações e previsões do que pode acontecer e fico ensaiando o que vou dizer ou fazer caso tal coisa aconteça.

Uma situação que tem agravado meu problema é perceber que há uma pessoa que tenta a todo momento interferir no meu trabalho, o que tem me causado estresse maior ainda, pois fico tentando a todo momento cortar essas interferências e nisso minhas preocupações aumentam ainda mais. Como sei que estar perto dessa pessoa me deixa pior, tenho evitado a sua presença me afastando do seu convívio e tentado analisar a situação de modo mais racional possível. Mesmo assim ainda temo que ela possa fazer algo que me prejudique e noto que minha preocupação se desviou mas não cessou.

Desde que comecei a ter essa função também parei com as atividades físicas por falta de tempo e noto já que isso prejudicou-me muito e colaborou para agravar o problema.

Antes de ler teu artigo tenho feito exatamente o que aconselhaste aqui: procurado apoio de amigos e familia, pedindo opinião sobre meu comportamento, mas invés de enfrentar as situações tenho tentado evitar as situações que desencadeiam maior ansiedade pois não me sinto ainda com controle emocional suficiente para lidar com elas e sempre fico nervosa demais e falando coisas agressivas e inconsistentes.

Mas vou me empenhar mais agora para resolver o problema e estabelecer a minha saúde mental.

Quero lhe agradecer pelo artigo que foi extremamente útil para nortear os caminhos que tenho que seguir para solucionar este problema.

Infelizmente é muito dificil encontrar uma terapia boa pois na ultima vez que fui ao psicologo não senti nenhuma melhora visto que o psicologo só fazia ouvir e nada me dizia que me ajudasse a identificar o problema e resolver, uma amiga me disse que tal postura profissional depende muito da linha de trabalho do psicologo, o que você acha do assunto? Qual o tipo de profissional e perfil que pode ajudar mais quem tem TGA?

Um abraço.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Leitora, obrigado pelo comentário

De acordo com aquilo que descreveu, pode não sofrer de TAG. Ainda que tenha muitas preocupações e alguns dos sintomas físicos. Por certo que está a passar por um período exigente e stressante da sua vida. No entanto. Problemas como burnout, dificuldade de adaptação às situações de vida e ausência de estratégias de lidar com as situações podem levar ao sentimento de preocupação, mal-estar, ansiedade, angústia, entre outros.

No que diz respeito à questão do psicólogo, e da eficácia ou não do seu trabalho, aplica-se o mesmo conceito a qualquer profissão, existem bons e menos bons. Existem terapias mais e menos eficazes. A que aconselho e pratico em consulta, e igualmente aqui nas Escola Psicologia, nas consultas online (http://www.escolapsicologia.com/sessoes-online/) é a terapia cognitivo-comportamental que tem elevados níveis de eficácia.

Boa recuperação e boa aplicação de estratégias.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
fabio bottoi

Adorei o site. precisava mesmo disso. duas perguntas.. pois nao quero viver de remedios nao! nao suporto me medicar
Uma vida comportamental agitada por ambientes de convivência tensos e estressantes (profissional, familiar) levaram a um estado de ansiedade maior, onde a “vida estressada” gerou um déficit bioquímico cerebral de Neurotransmissores que culminou na ansiedade?

Do mesmo modo que uma vida tensa gerou ansiedade e desequilíbrio bioquímico cerebral, um novo comportamento de vida muito mais tranqüilo, com tratamentos coadjuvantes (como exercícios físicos e terapia Cognitiva), aliados – se necessário por indicação médica ao auxílio de Benzodiazepínicos – pode reequilibrar tais Neurotransmissores bioquímicos e voltar o organismo do indivíduo a normalidade?

Avatar for Miguel Lucas
Amigo

Acho que os remédios podem ser indispensáveis em um momento de crise, mas estou convicto que é necessário pensar “fora” deles, enfrentar as resistências e medos de seu corpo e mente, PAULATINAMENTE, mas diariamente, buscar a palavra serena de Jesus.

Alimentação saudável e exercícios físicos são fundamentais.

Você enfrentará muitas dificuldades, recaídas, mas não desanime, pode ter certeza de que você conseguirá, com calma, paciência e perseverança, você verá o sol brilhando novamente.

Avatar for Miguel Lucas
Claudia Silva

Oi Gostei muito do artigo. Passei muito tempo tentando entender como me sentia. Tive um grande relacionamento que terminou de forma desastrosa…hoje sei que isso só acelerou e aumento o que já sentia. Por conta de estudos descobri que tinha TDA. Isso era só começo de longa jornada…comecei a me cuidar e melhorei significativamente mas a angústia, o engasgo na garganta e incomodo estomacal não paravam nunca ano passado em média de 365 dias do ano devo ter passado 65 esparsados “bem”. Até o diagnostico da TAG o que aconteceu semana passada. É ótimo ler um artigo e saber que alguém entende como me sinto e saber pode ser tratado. Estou fazendo acompanhamento semanalmente ao psicologo, começando um tratamento homeopático e estou fazendo meditação . Espero que este ano seja de grande tranquilidade para minha mente!

Avatar for Miguel Lucas
Amigo

Quem já teve e/ou conseguiu diminuir esse sofrimento (como eu), sabe o que é, e tem vontade de ajudar os que ainda estão perdidos.
Os remédios ajudam na crise, mas acredito que o ideal é conseguir ir retirando-os (com consentimento do médico, é claro !).

Primeiro de tudo: Deus ! Mesmo que você não acredite nisso, busque diariamente as palavras de Jesus, ele tem a cura; em muitos momentos você achará que não está servindo de nada, mas se tiver paciência e perseverança, não desanimar, verá os resultados.

Melhore a alimentação o máximo que puder (recomendo muita água e muita aveia), cogite inclusive tomar suplementos multivitamínicos, sem exagero, pois a carência de determinados itens pode comprometer o funcionamento de nosso corpe e mente.

Faça caminhadas longas (em torno de 1 h) com a maior frequência que puder (preferencialmente todo dia). Nessas caminhadas, procure, am alguns dias se concentrar mais no exercício e em outros caminhar mais olhando a paisagem e as pessoas. Em ambos os casos, procure sempre elevar seus pensamentos a Deus, PEÇA A ELE, e DIGA PARA SÍ MESMO QUE VOCÊ CONFIARÁ NELE. Ao final das caminhadas, faça alongamento, com calma, tome água, e um banho morno relaxante. FAÇA UMA ORAÇÃO NOTURNA ANTES DE DORMIR.

Bem, está muito resumido, mas 1 ano depois, posso dizer que foi feito um milagre em mim.

Tudo de bom !

Avatar for Miguel Lucas
sylvania

Espero que eu também consiga. Estou tentando e ás vezes a gente tem umas recaídas. Tenho a sensação que caí em um buraco e não vou mais sair. Mas tudo passa e sei que Deus me daráforças para vencer c, asim como vc conseguiu.

Avatar for Miguel Lucas
Ridlav Schneider

Ótimo post, me ajudou muito, tentarei melhorar, hoje faltei aula por causa que me senti mal, dores no peito, dificuldade de respirar, entre outras coisas.
Meu medo é que seja algo no coração, mas como li, é normal sentir esse medo, quando se tem Ansiedade Generalizada. Tentarei as digas de relaxamento, se não funcionar, procurarei ajuda profissional.

Avatar for Miguel Lucas
doris

Ela fui ao médico por causa da ansiedade generalizad ele achou q era depressao me receitou fluexetina será q vou ter q usar esse remédio a vida toda

Avatar for Miguel Lucas
MARCELO

Olá! excelente artigo e parabéns pela inciativa humanitária de ajudar as pessoas com as palavras e indicação de exercícios que auxiliam no tratammento da TAG e por consequência da DISTIMIA.
Fi diagnosticado com TAG e DISTIMIA, apesar de todos os exames darem normal. Me encontro com preocupações sem fundamentação e que estão me atrapalhando física e psicologicamente, pois estou me sentindo com baixa estima, cansaço, insônia, desânimo, irritadiço, entre outros. procurei um psicólogo para iniciar a psicoterapia e espero conseguir resultados breves, pois estouimapciente com essa situiação. Gostaria muito que pudesse me ajudar, com técnicas apropriadas, a diminuir/acabar com essa tal de TAG e DISTIMIA que estão me afetando, pois, sempre fui otimista, acredito cegamente em DEUS e na resolução dos situações difíceis, mais, assumo que atualmente encontro-me confuso e sem iniciativa, precisando de um incentivo “sacudida” interior para voltar a ser feliz, otimista e animado, com sempre fui. AJUDE-ME, por favor!!!!

Avatar for Miguel Lucas
Ivisson

Boa tarde, e fiquei feliz ao ler esta página, pois desde que fui a um psiquiatra semana passada, onde me foi passado rivotril, tomando 1 cpd por dia, decidi ler mais sobre esta tag, e procurar ver se consigo solucioná-la de uma outra forma que não por meio de remédios, diminui para metade já no 3 dia pois não quero me viciar estou esperando uma nova consulta com um outro psiquiatra e um psicologo para ver se isto é mesmo necessário, pois não quero de forma alguma me viciar em medicamentos, estou muito novo para isto, e qualquer novidade sobre tratamentos gostaria que colocasse para nós aqui. Abraços

Avatar for Miguel Lucas
Ana

Boa tarde, nossa como me fez bem ler esses posts. Trato de ansiedade desde 2009 e desde la faço uso de medicação , ja passei por várias até me adaptar a uma. A 3 meses atras fui a medica e a mesma disse que não seria mais necessario o uso da medicação e começou o desmame. Fazia o uso de Rivotril 0,5 dia e citalopram 20 . Consegui por 1 semana mesmo sentindo dores insuportáveis nos músculos, dormências ao passar dessa semana veio novamente a ansiedade, a medica me passou kitapen de 25 e nada adiantou. a ansiedade veio uma forma maior no qual tive pensamentos ao qual nunca tinha tido antes. Bem… voltei ao tratamento, hoje com Assert 50, Kitapen 25 e rivotril 0,5. Com essa , foram 3 tentativas de desmame, so que somente a última agora com acompanhamento médico. A frustação q hoje me ocorre é, será q nunca vou me ver livre disso? ao menos o rivotril q causa dependência queria me livrar, e logo vi q foi so voltar a ele q melhorei. Faço tratamento com psicologa também, mais ja não sei a linha de trabalho dela tem me ajudado muito. Com tudo isso as vezes aparece a depressão tenho muitas ocilações, como montanha russa uma hora bem, outra não. Ainda assim não desisto, apesar de certas horas me faltar forças. Mais tenho duas filhas lindas q dependem de mim ainda e creio em um Deus poderoso capaz de capacitar os médicos q me tratam e me curar de tudo sendo assim sua vontade. Beijos. Desculpe o desabafo mais nunca tinha me identificado com tantas pessoas passando pelos mesmos problemas q eu passo.Bjs

Avatar for Miguel Lucas
Juliana

Olá, tenho TAG e tive episódios de pânico desde 2007, tomei lexapro (escitaloram 10mg) e rivotril por muito tempo, fiz tto com psicologos e sempre com a médica Psiquiatra, mas sempre que deixo os remedios me sinto mal e volto a ter recaídas…me sinto depre, oscilando humor e muita insônia, quero muito parar com os medicamentos, hj estou tomando meio comprimido e rivotril qdo n consigo dormir, mas quero engravidar e preciso parar com esses fármacos, já tentei floral, acupuntura e até microfisioterapia na semana passada, mas as vezes sinto que o problema ganha força pela minha insegurança e falta de pensamentos positivos…vou procurar uma novo psicólogo para me auxiliar neste desmame. É bom saber que não estou sozinha nestes sentimentos que parecem ofuscar a nossa qualidade de vida.

Avatar for Miguel Lucas
felipe

obrigado, seu artigo me ajudou muito a controlar minhas crises, obrigado mesmo

Avatar for Miguel Lucas
Graziella

Bom dia amigos!
Sofro de ansiedade generalizada, faço psicoterapia a 3 anos, e tomava fluoxetina, porem parei a cerca de 1 ano.
Sofro demais com isso, sou muito magra, passo mal, e não consigo comer, porque se forçar, eu vomito tudo. Meu estomago fica muito sensível.
Porem de uns meses pra cá, tenho observado que até no meu relacionamento tem atrapalhado, tenho um namorado maravilhoso, mas tenho a consciência que estou sufocando ele. A minha psicóloga me disse também que sofro do complexo de Édipo, pois minha mãe separou do meu pai aos meus 10 meses, então pra mim conseguir manter um relacionamento, era algo de outro mundo.
Agora, como nas outras tentativas de relacionamento, sinto uma vontade imensa de vê-lo, porem ao mesmo tempo sinto “medo”, principalmente quando ele fala para casarmos, parece que pra mim, é o fim do mundo isto, fazendo até com que eu o evite de ver.
Será que isto também está associado à ansiedade ou algum outro problema junto?
Desculpem pelo desabafo, mas é que tem horas que parece que não mais suportar estes sintomas.

Avatar for Miguel Lucas
Anônima

Eu tenho e não é nd fácil…minha maior dificuldade são os enjoo…sofro demais…me chamem kellcomk@yahoo.com.br

Avatar for Miguel Lucas
Romulo de Souza Roque

olá parabéns pelo artigo, daqui à dois dias já tenho consulta com piscólogo,tenho certeza de que tenho isso, eu me preoculpo com coisas bobas que me fazem ficar anceoso durante semanas, fico sem dormir, sem vontade de comer e muito triste, isso piorou há 4 semanas atrás pois comecei a tomar um suplemento na academia ( termocuts) e ele tem muita cafeína, no segundo dia tive um aceleramento no coração, não foi nada muito sério fiz exames co cardiologista e o resultado é que não tinha nada no coração mas mesmo assim fiquei muito anseoso pensando que tinha problemas cardíacos, fico bem mais depois de alguns dias fico pensando que poderia ter evitado isso se não tivesse tomado o suplemento e acabo ficando mal de novo, o que eu sinto é tontura, coração acelerado, coração lento, arrepios frios na nuca, falta de ar, sensação de desmaio, dificuldade na audição,algum pensamento ou música q fica na cabeça, a sensação de que vou ter um ataque cardíaco só por que o coração acelera um pouco, dor nas vistas e uma tristeza no coração que demora muito pra passar, só de ler esse artigo já me sinto bem melhor a com a ajuda médica que começa quarta agora tenho certeza de que vou melhorar graças a Deus.

Avatar for Miguel Lucas
Celly

Amigo vc nao esta sozinho nessa. Eu tbm tenho a mesma impressao,tenho medo de pensar. Tenho medo de ter uma parada cardiaca,mas nao sinto dores no peito,nao tenho problemas no coracao mas mesmo assim tenho medo quando ele esta acelerado,tenho medo que por causa da ansiedade eu tenha problemas cardiacos no futuro. Tenho medos sem motivo.Ja tive nesse ano 3 crises de sindrome do panico.Ainda nao fui a um psquiatra. As vezes tenho pensamentos repetidos que eu nao gostaria de ter. Tenho esperancas que dias melhores virao.

Avatar for Miguel Lucas
cristiane

Muito bom seu artigo, parabéns. Penso que você está ajudando muitas pessoas a se libertarem desse mal. Com a ajuda de Deus e de profissionais certamente irei vencer essas fobias. Obrigada.

Avatar for Miguel Lucas
Ana

Olá,
Gostei muito das dicas e vou praticá-las, pois estou enfrentando uma situação dificil.
A uns dois anos meus pais se separaram e eu não tenho contato com meu pai até hoje por nunca ter tido uma boa relação com ele, logo após esta situação veio o meu casamento em Janeiro/12 no qual ainda é algo novo para mim, também tive mudança de emprego e no ultimo antes do atual eu me aborrecia muito e minha rotina era sobrecarregada demais, sempre pulei de um emprego para outro melhor que aparecia e com isto estou a quase 4 anos sem férias.
Enfim… a uns 5 meses comecei a sentir uns desconfortos momentâneos que me assustavam demais, meu coração acelerava, eu ficava trêmula, com placas vermelhas no corpo e uma sensação horrível de desmaio, ondas de frio e calor, inquietação, formigamento nas mãos e pés etc.
Fui ao neurologista e ele me receitou o Clonazepam de 0,5mg no quel tomo metade de um comprimido toda noite além de estar fazendo tratamento semanalmente com psicóloga, melhorei um pouco mas ainda me sinto bastante tonta, ansiosa meadiante várias situações, ultimamente aparecem alguns nódulos vermelhos que coçam e ao apertar doem bastante, porém aparecem em vários lugares do corpo e no dia seguinte somem e param de doer e aparece em outra parte de corpo, pricipalmente nas mãos, tornezelo, joelho e ombro. Estou marcando várias consultas e exames porque chego a pensar que estou com alguma doença grave.
Tenho algumas dúvidas:

– A ansiedade generalizada é a mesma coisa da Síndrome do Pânico?
– Este problema de ansiedade tem cura? e é a longo prazo mesmo? é normal eu ainda estar sentindo essas coisas mesmo com a medicação?
– Tenho muito medo de me viciar neste medicamento, corro este risco?
– Este problema leva a morte?
– Existe alguma possibilidade de eu estar assim devido as situações de vida citadas e ser somente uma fase?
– Todos os sintomas que eu citei tem haver com a ansiedade, inclusive os nódulos vermelhos que duram por um dia e somem? posso estar com alguma outra doença grave?

Muito grata e desculpe o desabafo e a gigante mensagem.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Ana, obrigado pelo comentário

Não ansiedade generalizada não é a mesma coisas que transtorno de pânico, ainda que a ansiedade generalizada possa despoletar alguns ataques de pânico.
A ansiedade não é considerada uma doença, pelo que não podemos falar em cura. Nos transtornos de ansiedade fala-se em tratamento, e sim, existe tratamento.

“Tenho muito medo de me viciar neste medicamento, corro este risco?”
Sim os medicamentos quando tomados durante um período prolongado provocam dependência, e podem ter efeitos adversos (sintomas desagradáveis)

“Este problema leva a morte?”
Não se conhecem casos em que os transtornos possam ser a causa da morte.

“Existe alguma possibilidade de eu estar assim devido as situações de vida citadas e ser somente uma fase?”
Sim, a ansiedade estabelece uma relação com os acontecimentos da vida

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Fernado

Gostava de saber a sua opinião.

Eu tenho 20 anos, e tenho boa saúde, e em raras exceções aconteceu-me algo como ficar com as pernas a tremer imenso.
A primeira vez, ainda tinha 16/17 anos, que tive uma discussão mais acesa com um professor, e eu estava de pé e tremia as pernas por todo os lados, algo que nunca tinha acontecido.
Depois á uns tempos, não tinha namorada, mas tinha um relacionamento fogaz com uma rapariga, e ao inicio com ela, não acontecia nada, mas pro fim, se pela internet falávamos ou abordávamos temas mais “intensos” e nascia aquela vontade, eu tremia também de novo, e não só as pernas.
Também já aconteceu uma vez que eu estive perante uma pessoa com quem tenho umas contas por ajustar, damo-nos mal e ocorreu várias coisas para isso acontecer, eu não tenho medo nenhum dele, mas mais uma vez, quando ele se tentou meter com o grupo onde eu estava, as minhas pernas começaram a tremer, se bem que menos intensamente, se dirige-se a palavra acredito que ficassem a tremer mais.

São as únicas situações onde aconteceu isso, faço apresentações de trabalhos sem problemas nenhuns, tenho namorada e nunca aconteceu nada, dou-me com pessoas de todos os tipos e consigo sem problema.
Não consigo perceber o porque disso acontecer, e gostava mesmo de conseguir controlar isso

Obrigado desde já

Avatar for Miguel Lucas
Victória Gabriela

Olá,

tenho Transtorno de Ansiedade Generalizada e gostaria de tirar algumas dúvidas.

Convivo com uma ansiedade acentuada e constante(e depressão) há anos. Na verdade sempre fui uma pessoa ansiosa, mas depois de minha primeira crise depressiva (há cinco anos) ela piorou. E veio piorando mais e mais com o tempo. Esse ano, estava tomando 6 mg de rivotril/dia, e chegou um ponto em que nem isso resolvia. Não me focava nas aulas, não ouvia uma palavra do que o professor dizia e minhas pernas ficavam numa agitação constante, condizente com a agitação que eu sentia por dentro. Tomei lyrica e não serviu de nada. Então passei a tomar risperidona e resolveu bem por um tempo, mas parei porque me provocou depressão.

Quando saí dessa crise depressiva (uns cinco meses atrás) os sintomas de ansiedade voltaram. Mas voltaram com uma força devastadora. Não importava quanto rivotril (de 2 mg) eu tomasse, era incontrolável. Sentia um pânico constante. Pensamentos tenebrosos de morte rondavam minha mente obssessivamente. Sentia uma agonia tão imensa em ficar parada, que era impossível sentar-me por cinco minutos que fossem. Andava, andava e andava apressadamente para lá a para cá, porque não conseguia ficar parada. Isso em casa, na parada de ônibus. Quando tinha que parar por um instante sequer sentia uma agonia tão imensa que pensava que não iria suportar. Era sufocante, aquela tensão e aquele sentimento de urgência. Parecia que o tempo se arrastava dolorosamente. Era insuportável só a perspectiva de esperar o dia passar. Sentia meu coração batendo louca e incontrolavelmente. Não havia a mínima possibilidade de me focar no que quer que fosse, nem pelo mais breve dos instantes. Era torturante. A coisa mais louca é que isso acontecia sem razão nenhuma. Eu não tinha motivos de preocupação e estava tudo bem na minha vida.

O mais estranho é: comecei tomando 100 mg de seroquel xro, e fiquei muito bem (muito bem mesmo, sem nenhuma ansiedade). Depois aumentei para 200 mg, mas, passado um tempo, as 200 mg não estavam resolvendo. Não sei porque, mas fiquei com todos os sintomas de ansiedade generalizada, mesmo tomando essa medicação. Preocupações fortíssimas, constantes, ilógicas e incontroláveis, que acabavam comigo e me deixavam deprimida, um cansaço indescritível, a sensação do coração batendo forte. Mas, ainda assim, estava muito melhor do que antes (por incrível que pareça), do que quando não tomava a medicação. Mas parece que o nível de ansiedade aumentou, mesmo sem motivo nenhum (estava bem e relaxada), para as 200 mg não fazerem mais o efeito que as 100 mg antes davam conta.

Atualmente tomo 300 mg de seroquel xro (liberação lenta) e estou muito melhor do que antes (com 200 mg), mas ainda convivo com um forte (e constante) nervosismo e agitação. Não importa o que eu faça, não passa. Porém, considerando que faço tratamento com um antipsicótico (ansiolítico fortíssimo – lembro que da primeira vez que tomei seroquel, anos atrás, já era muito agitada e fiquei apática), isso só pode significar que a minha ansiedade é de um nível inédito.

Queria entender o que está acontecendo. Sei que isso parece ansiedade generalizada, mas os medicamentos para ansiedade generalizada não devem me servir de nada, já que um antipsicótico mal controla. Sei que as pessoas vivem com ansiedade generalizada sem tomar remédios. Mas, no meu caso, mesmo quando a ansiedade era mais fraca (quando comecei com as 100 mg de seroquel), os poucos dias que passei sentindo aquilo foram a maior provação da minha vida, não poderia ficar sem os remédios.

Queria saber porque tenho este nível de ansiedade absurdo, porque em mim ela se manifesta dessa forma, porque aumentou tanto, mesmo quando eu estava medicada, se isso é permanente, ou se esses sintomas podem, ao menos, esmorecer com o decorrer dos anos. E se existem outras alternativas igualmente boas de tratamento (como o seroquel) de medicamentos fortes com o mecanismo de liberação lenta, pois todas as três vezes que experimentei tomar o seroquel que não era de liberação lenta os efeitos se extinguiram por completo em quatro horas e os terrores começara a voltar.

Avatar for Miguel Lucas
Clezia

me sinto igualzinha a voce entrei tomando 50mg seroquel xro em dez 2012 voltei a medica em janeiro 2013 disse para ela que tinha dado uma melhora imediatamente passou 100mg apenas um mes tomando 50mg passou 100mg hoje com decorer dos meses sendo 22 setembro nunca me sentir tão ansiosa coracão batendo acelerado,coracão lento ,angustia,medo,dores no peito ,palpitacão,fadiga ,nervosismo,diarrea,vomitos.Preciso cuidar da minha casa e dos meus filhos não encontro forças ,ate agora estou sem comer nada a não ser engerir agua .Minha DRA:Rosangela Diniz e Padua diz para min continuar tomando esse medicamento .Estou morredo em vida.

Avatar for Miguel Lucas
Fernando

Eu tb vivo em agonia mental constante muito forte. Pior quando preciso ficar parado. Tomo 150mg seroquel, 75mg velafaxina, 600mg de lyrica, 20 mg paroxetina, 50 mg atenolol, 150mg de E mesmo assim estou bastante sintomatico
Gostaria de saber como vc esta… Se vc se deu bem com alguma outra medicacao

Avatar for Miguel Lucas
Kelly

Oi eu queria saber se eu tenho ansiedade quando vou comer me da ansia e vomito faco exames que todos dao normais tenho depressao e estou emagrecendo porque nao como direito

Avatar for Miguel Lucas
luciano

Foi muito prazeroso e especial para mim esse artigo.Voce não sabe o peso q eu tirei de cima de mim com essas técnicas apresentadas neste post.muito obrigado por td escrito nesse post…

Avatar for Miguel Lucas
lidiane

olá gostei muito de seu artigo, e sei que ele vai me ajudar muito, pois agora descobrí que tenho a sindrome da ansiedade, e que posso tentar controlá_la, te agradeço pelo esclarecimento.,

Avatar for Miguel Lucas
DANIELLE TAMEGA

adorei, muito esclarecedor…Parabéns.

Avatar for Miguel Lucas
Fernanda

Boa Tarde… Amei o artigo, deu para esclarecer muita coisa…

Estou com um problema horrível, namoro a três anos, com um cara maravilhoso, a um tempo venho sentindo a distancia dele, sempre procurei dialogar com ele, mas sempre foi em vão, e nisso, o relacionamento foi ficando desgastado, e ele começou a ter ataque de ansiedade, muito serio, nisso eu tbm já estava com ansiedade acentuada, devido a insegurança que ele me causava, qd ele teve o primeiro ataque, fiquei do lado dele, depois disso começamos a conversar mais sobre isso… Foi quando alguns dias e eu ele, não tivemos uma discussão e ele terminou, fiquei arrasada, chorei o dia todo, e ele tbm ficou mal, mas logo a noite, ele decidiu voltar atrás, estava muito feliz com a decisão, confesso q eu estava mais feliz q ele, ocorre no outro dia ele ja estava falando em ficar sozinho, ele está totalmente desnorteado, e ele tbm disse que esta projetando toda a ansiedade em mim, na minha pessoa, qd estou por perto fica ansioso, eu não sei o q fazer, tive a ideia de nos afastarmos um pouco, mas eu fico ansiosa quando estamos longe, eu não sei o que fazer, preciso de ajuda, ele tbm, como devo proceder? o fato de estar longe me deixa mal, mas tbm o fato de estar causando isso a ele, me deixa com auto estima baixa, e me sinto mal… preciso do conselho de vcs… me ajudem!

Avatar for Miguel Lucas
roberta

sofro com todos esses sintomas , antes tinha uma vida normal, saudavel.. queria tanto fikar boa e ter minha vida normal de antigamente ..

Avatar for Miguel Lucas
Eduardo

Muito interessante, em vários momentos me encontrei em transtorno descritos, e vou seguir algumas orientações para avaliar e ou evitar a ansiedade, que ultimamente está me matando.

Avatar for Miguel Lucas
edimar

Miguel, por causa de duvidas em relacionamento amoroso, sempre fico muito ansioso, uma vontade de chorar que não sai, um tremendo nó na garganta, fico o tempo todo com "foco" negativo, dominando meu pensamento, não aproveito o dia, fico apático, não tomo decisões, e isso me gera essa angustia tremenda, recentemente(duas semanas) tive uma alteração de medicamente, deixei de tomar escitalopram e voltei a tomar um sertralina, mais estou notando que meus pensamentos e os sintomas físicos estão sendo potencializados após a troca de remédio, por mais que seja um problema ou um problemão, deveria me aquietar e deixar o mundo acontecer, mais sofro demais com tanta precocidade.

desde ja.

muito obrigado

Avatar for Miguel Lucas
J.F.N.

Tenho medo de absolutamente tudo nos últimos anos. Minha mãe faleceu com insuficiência renal e a primeira coisa que pensei é que eu também teria isso ou morreria disso. Eu sempre tive problemas para dormir; trocar a noite pelo dia. Mas, depois foi ficando pior. Eu não queria dormir, porque achava que ia morrer dormindo. Tenho medo de um acidente acontecer comigo ou com meus irmãos. Tenho medo de como seria se isso acontecesse. Tenho um medo EXTREMO de ser violentada e temo que isso acontece com pessoas próximas. Acho que posso passar pelos piores pesadelos da noite pro dia. Não consigo sossegar. Parei de beber há 11 meses; estou diminuindo o cigarro. Passei de quase duas carteiras para dois cigarros por dia. Nos últimos 30 dias eu não quero mais nada da vida.
Eu tava tão empolgada para estudar para um concurso, mas comecei a pensar que não valeria a pena estudar. São poucas vagas e há pessoas mais qualificadas do que eu ,pessoas que estão se preparando a mais tempo. Não vale a pena tentar. Eu teria que viajar para fazer o concurso. Mas, e se algo me acontecer na viagem? Vou deixar meus irmãos,meu pai e meu namorado sem mim.
Penso que quando mais estamos felizes é que as tragédias ocorrem. Meu conceito de felicidade é esse : é ser ativa, conquistar as coisas, fazer o que puder com a força das minhas mãos. Daí, parece melhor não ser feliz para garantir que nada saia do controle. Hoje eu não quero mais sair da cama, quero ficar aqui e chorar o dia todo. Ainda não fiz isso pq meu pai vai pirar em cima de mim. Mas, antes, era o que eu fazia.
Sempre fui meio deprimida, mas eu tava me levantando. Fazendo faculdade, tinha até emagrecido, arrumado um namorado. Agora , olha como estou : recuperei os 10 kg, não quero mais estudar – ainda que eu goste de fazer isso, mas não era o que eu queria cursar – e mesmo amando meu namorado , tem horas que quero me isolar de todo mundo. Até mesmo dele. Coloquei na cabeça que não vamos dar certo, até por estarmos discutindo nos últimos dias. Mas, sei que ele me ama e que eu quero ficar com ele. Mas, no momento não quero ficar nem comigo mesma. Eu to morrendo por dentro. Não sei mais o que fazer.

Avatar for Miguel Lucas
Thaís Chaves

Olá, meu marido tem TAG e esta tomando o medicamento ASSERT, gostaria de saber se existe cura para essa doença ou ele vai ter que tomar esses medicamentos a vida toda?
Obrigada, Thaís.

Avatar for Miguel Lucas
Velci Rodrigues

Estou passando por uma fase que parece que não vai ter fim, só penso em suicídio, ou sumir sem sem deixar pistas…desde criança tive esse problema por razão familiar, tomo rivotril, 300 ml de venlafacsina, propanolol, rivotril sub lingual, carmazepina, todos os dias isso há 2 anos e meio, e estou cada vez piór,ja tentei suicidio,, não consigo mais sair sózinho porque estou tendo visoes, e me perco em qualquer lugar, estou desesperado,não sei o que será de mim se continuar assim, não posso contar nem com minha família, porque vão diser que estou ficando louco, por favor, presiso de umas palavras que me de esperança, desde já agradeço.

Avatar for Miguel Lucas
Marcelina Mattos

Valdeci Rodrigues, não pense assim eu sei que é difícil "mas tudo esta em como nós pensamos em nós mesmos" eu sei que tem gente que fala, não pense assim que tudo vai melhorar! mas isso é demorado, vc vai ter que ir um dia após outro mesmo pensando que tudo esta perdido, e tentando colocar seus pensamentos positivamente, se vc não conseguir pensar assim tem que ter alguém pra te ajudar, se vc pode procurar um psicólogo ótimo, se não vc tem que falar o que vc esta sentindo por dentro para alguém, só o fato de vc falar já vai te deixar melhor 😀 meu e-mail é mar_mimo@yahoo.com.br , sei que já faz tempo que vc postou mais s[o encontrei esta pagina agora. abraços.

Avatar for Miguel Lucas
Marcelina Mattos

desculpe errei seu nome Velci Rodrigues ^.^

Avatar for Miguel Lucas
Geyse

Procurei a matéria no google, pois vou resumir o que se passa comigo: anos atrás senti uma forte falta de ar, aperto no peito, ou seja, o ar não passava do tórax e tinha uma sensação de buraco no peito, na época tratei e nunca mais senti isso (isso foi em 2008), senti tb em 1991. de um mês para cá, estava sentada vendo televisão e derrepente voltou os mesmos sintomas e procurei a antiga psiquiatra e estou tomando novamente a medicação ani-depressivo. sou uma pessoa que se preocupa demais com as coisas e com as pessoas e minha mente não para e o pior é que fico sempre de forma de auto-defesa das pessoas, me relaciono com todos, mas sempre em alerta de auto-defesa, acho o tempo todo que as pessoas estão me observando e me criticando ou que não gostam de mim por algum motivo, mas luto contra isso; numa situação qualquer faço um bicho de sete cabeças; não consigo ficar em ambientes fechados, até ando de elevador, passo por túneis, mas não posso imaginar ficar dentro dele, ou lugares muito cheios. Gostaria de uma orientação!! obrigada e estou procurando um psicólogo para fazer terapia, orientado pela psiquiatra. Moro no Rio de Janeiro. Obrigada

Avatar for Miguel Lucas
Antonio Lucena

Olá Miguel Lucas, após ler seu Artigo (um dos melhores que eu já li) e vividos meus 52 anos, percebi (ou melhor, deixei-me perceber) que a vida não é essa "coisa difícil" que muitos de nós dizemos. Na realidade ela é muito mais fácil do que podemos imaginar (positivamente), nós é que construimos nosso "monstros", nossa "realidade modificada", ou distorcida. Assim como existe o AA (alcoolicos Anônimos), proponho criarmos a GATAG, Grupo de apoio aos paciente com Transtorno de Ansiedade Generalizada. Candidato-me à membro n. 1, e doravante, buscarei seguir (fielmente) aos conselhos comportamentais e atitudinais sugeridos – sou consciente da minha dificuldade e, após ler seu artigo, cheguei à conclusão que sou vítima de TAG. Não sei como tudo começou, mas perdi meu pai (em um acidente) quando eu tinha 12 anos e, minha mãe teve que trabalhar para sustentar 7 filhos, sendo eu o mais velho. Acho que tudo começou nesse ponto, quando iniciaram minhas preocupações, com minha mãe e meus irmãos. Parabéns. Abçs, Antonio LUCENA.

Avatar for Miguel Lucas
Marcelina Mattos

concordo em criar GATAG ^.^ vc esta certo,começou em quando vc teve que se ver com 7 irmãos, e uma mãe, e vc sendo o mais velho vc pensou eu tenho que ser o responsável agora por esta família, pronto aí tudo caiu sobre seus ombros.

Avatar for Miguel Lucas
rosimeire da silva dos santos

eu estou me sentido muito mal já tem uns 4 dias medo ansiedade não aguento a claridade e não gosto de ver muita gente .to me sentindo com o corpo muito leve e as coisas mas simples do meu dia a dia ficam parecendo coisas do outro mundo tudo parece ser distante de mim ate mesmo as pessoas um abafamento oq sera que esta acontecendo comigo .me ajude por favor.

Avatar for Miguel Lucas
PRISCILA

TBM ESTOU COM ANSIEDADE GENERALIZADA E SO SEI CHORAR NÃO QUERO TOMAR MEDICAMENTOS O QUE FAZER

Avatar for Miguel Lucas
Viskcha

Eu tenho esta doença,me sinto envergonhada e impotente,odeio esta doença acho ridicula pra uma pessoa inteligente ter,por isto me sinto ainda pior e incapaz, não tive e não tenho ajuda de niguém,e pra quem eu contei disse que eu merecia isto e que estava com o demonio,e estava desobedecendo a Deus,foi terrivel,não tenho demonio e não estou fazendo nada pra aborrecer a Deus,e Ele me ama e esta sempre comigo,mais os efeitos de tudo que passei das palavras negativas que ouvir foram muitas das rejeições das pessoas da ignorancia e falta de informação,ainda me afetam,seu texto é excelente tem me encorajado e me dado uma nova visão,obrigada Miguel.

Avatar for Miguel Lucas
Raíssa

Olá, dr. Miguel. amei o artigo. Sou do Rio de Janeiro e tenho 22 anos. Desde a infância sou ansiosa, meus pais são super ansiosos, meu pai é muito rígido e me cobra muito, briga muito com a minha mãe, está sempre arrumando confusão e eu também sofri um abuso sexual aos 5 anos que só consegui contar para a minha mãe quando eu tinha 18, ou seja, 13 anos depois. Faz 2 anos que sofro com crises de pânico. Inicialmente fui tratada por um neuro que me dopava me dando 3 comprimidos de olcadil de 1 mg por dia. Eu só dormia. Hoje em dia estou tratando em um psiquiatra e tomo fluoxetina 20 mg de manhã e rivotril 0,25 mg nas crises somente. Porém, tenho um MEDO ENORME de tomar os remédios. Eua cho que eles vão me matar, me fazer mal. Eu passo mal e logo associo aos remédios. Comecei a fazer psicoterapia. Sou muito ansiosa, só penso negativo. Ultimamente tenho me sentido totalmente sem energia para nada, aí acho que é da fluoxetina. Será??? O que eu posso fazer para para de ter raiva e medo dos remédios?

Avatar for Miguel Lucas
José Manuel

Parabéns pelo excelente post.
Eu tive ataque de pânico e fui medicado para tal, fiquei muito melhor mas neste momento abuso do Bialzepam 3mg sem motivo aparente, antecipo-me antes de acontecer algo, e tenho muitos vómitos incontroláveis. Neste momento tenho medo de ter medo, de voltar a viver o que passei, julgo que terei de fazer psicoterapia porque a minha qualidade de vida está péssima e apresento um quadro clínico parecido ao TAG.
É com muita frequência que tenho medo de morrer, de ter um AVC e se tiver de dormir e não conseguir a ansiedade aumenta.
Faço abusos de álcool a nível social, pois não bebo sozinho mas quando bebo é como se a bebida fosse acabar, pela OMS sou um dependente emocional e é uma doença controlável mas sem cura., ou seja, deveria deixar de beber para sempre.
O que é certo é que estou confuso e não sei o que fazer:
Se vou para a psicoterapia
Se vou ser tratado para o álcool, que apesar de admitirem de eu não ser alcoólico dizem que tenho um problema emocional com a bebida.
Julgo que se realmente o que faço é uma doença, então o mundo está cheio de doentes.
Estou aberto a opiniões e mais uma vez parabéns e obrigado pelo post, ajudou-me a passar uma crise.

Avatar for Miguel Lucas
brenda

ola , eu faço tratamento para ansiedade desde julho de 2012 começei com psicologa e homeopatia,mais devido a alguns problemas eu tive q procurar um psiquiatra, tomei sulpan e alprazalom e fiquei por 4 meses tranq sendo q precisei trocar a medicaçao pq nao estava mestruando e ai tomo donarem 50 mg a 6 dias , mais sinto ainda tremedeiras, e pensamentos repetitivos principalmente na hora de dormir mais durante o dia consigo me controlar , e dificil mais eu vou tentando, pois eu ate como mais nao consigo engordar devido a minha ansiedade é normal e queria muito saber se estes pensamentos nos abandonam!

Avatar for Miguel Lucas
viviane

olha adorei nunca li tanta coisas boas de se entender sofro com isso ,e nao consegui com viver com esse problema é muito dificil e est ficando desesperada , achando que a qualquer momento vou morrer,o dessespero é tanto est tomando medicamento e nao adianta ja fiz atividades fisicas ,mais devido outros problemade saude nao deu certo e est qui sozinha sem forças pra lutar vivo sempre deprimida ,penso muito em ter força pra cuidar da minha bebe .mais enfim adorei sua reportagem vou sempre reler por que adorei e pra nao me esquecer de nada por que foi muito importante pra mil ter lido sua materia.obrigado um abraço

Avatar for Miguel Lucas
natalia

Gente que legal ler este articolo…eu achava que estava enlouquecendo…..
Sou muito extrssada,nervosa,anssiosa,fui ate para o cardiologista,neurologista e compania bella.
Ja tomei calmante,antedeprecivo….pois essas preoculpacoes sen sentido nao saiam da minha cabeca
Tava ate me olhando no espelho e me sentindo horrivel…..falo 5 idiomas e sempre me coloco pra baixo
Dissendo meu portugues e pessimo rsrsrs viu…..tenho uma filha linda e tava ja strssada ate com as tripulias e brincadeira que é normal de crianca…em fim me inrrito facil….e pego todos e quais quer problemas ,os mesmos nao me deixa dormir,assim fico mais nervosa,estudo e quando nao aprendo cobro a mim mesma ,como num campo de consentracao militar….“tem que fazer”minha vida tava indo por rio…que elegal ter lido esse articolo….parabens mesmo..

Avatar for Miguel Lucas
rolina

O melhor site falando sobre isso, me ajudou muuuito. 😀

Avatar for Miguel Lucas
daniella

eu sofro de tag desde janeiro de 2012, devido uma perda familiar de um ente querido. desenvolvi varios dintomas: dor de cabeça 24h nturaor dia (tensionais), tremores, enjoo, fraqueza, tontura, sudores, calafrios e caloroes, e muito medo de morrer. cheguei até a fazer ressonancia magnetica pra ver se tinha algo errado comigo, mas graças a deus deu normal. enfim é horrivel se ver assim, porem qdo passei a tomar Exodus, melhorei bastante os sintomas, mas tive q interromper o tratamento pq engravidei em junho de2013. nossa dai os sintomas voltaram com td e misturaram aos sintomas da gestaçao. nao esta sendo nada facil pois sofro q estes sintomas e choro muito…e fico com medo de prejudicar minha filha. mas ja estou no 8 mes, e logo poderei voltar ao tratamento!

Avatar for Miguel Lucas
Cle

Olá Miguel,

Obrigada pelo tempo que dedica em compartilhar de seu trabalho.
És um ser muito sencivel. Que Deus o proteja e o inspire cada vez mais.
Nosso mundo agradece por existir pessoas como você.

Abraços.
Cle.

Cascavel-pr- Brasil

Avatar for Miguel Lucas
Isolete

Olá Dianella li seu post e me comparei com vc….sou igual.Se quiser trocar ideias pode me escrever atits@bol.com.br
Abraços

Avatar for Miguel Lucas
Noemi Lemos

Excelente artigo! Esta me ajudando muito! Estou nessa luta faz 3 anos e meio! Tive crises fortissimas de nao poder sair de casa, nao poder ficar em lugares com muita gente ou barulho. Sentia meu coracao disparar, tonturas e mal estar excessivo. Vida social, acabou. Mesmo fazendo o tratamento eu nao entendia isso como um transtorno e sim como uma doenca, tipo gripe, virose, que vc toma remedio e fica bom. Logo eu q sempre fui sempre saudavel??? Depois de 31 anos senti os primeiros sintomas, comecou com insonia, depois esgotamento fisico, e depois as tonturas e gastrite. So agora encarei de frente e resolvi nao abandonar mais o exercicio fisico. Estou fazendo psicoterapia novamente, mas agora consciente de que devo viver um dia apos o outro, e que pra ser saudavel, nao bastam so remedios mas sim mudanca no estilo de vida. Obrigada! Foi muito esclarecedor !

Avatar for Miguel Lucas
maria rita

tenho um filho de 16 anos,ele não sai muito de casa.mas quando ele sai,não consegui dorme enquanto não chega.fico muito preocupada,sofro por antecipação.quero uma dica para diminui essa sensação desconfortavel?

Avatar for Miguel Lucas
MARIA ANGÉLICA

ADOREI TODAS AS EXPLICAÇOES SOFRO MUITO COM A ANSIEDADE GENERALIZADA, MESMO USANDO MEDICAMENTOS.PRECISO RELAXAR VER O SOL NASCER. OBRIGADA.

Avatar for Miguel Lucas
raul

Parabens e obrigado otimas dicas não so para quem sofre de tag mais para uma boa qualidade de vida de todos
Que jesus nos abençoe ate breve

Avatar for Miguel Lucas
ana paula SOBREIRA LUSTOSA

olá eu axei meu diagnóstico ao ler este artigo , porém estou fazendo uso da sertralina 50 mg para ajudar mais nao está adiantando, eu estou afastando meu namorado de perto de mim com desconfianças e ansiedades esperando o pior do nosso relacionamento. me ajude existe alguma medicação p essa doença?

Avatar for Miguel Lucas
claudia

eu tomo sertralina tb e no inicio parecia que nada estava resolvendo, mas com o passar dos dias eu fui vendo as melhoras, mas junto com a sertralina tomo rivotril duas gotas de manha duas gotas a tarde e 6 anoite.. pra mim fez muita diferença.

Avatar for Miguel Lucas
Joyce

Oii,olha eu estou passando por isso e quando eu estava com 20 anos foi os meus primeiros sintomas,melhorei sem tomar remédios,mas hj com 26 está voltando tudo de novo.Demorei a procurar um médico especialista,mas dessa vez está vindo com muita frenquencia,quase todos os dias.Creio eu que vou superar com um tempo,mas eu digo uma coisa,é uma sensação horrível,parece que vou morrer,é uma panico que dá que tem hrs que não consigo me controlar,mas eu creio que em nome de Jesus eu vou conseguir ser curada.

Avatar for Miguel Lucas
George Soares

Oi Miguel, peço por favor que responda meu comentario, ha um mes eu fiquei com muita tontura, falta de apetite, fraqueza, desanimo, e sensação de que ia morrer, cheguei a ir para uma emergencia de hospital mas cheguei la e estava tudo normal com o coração, a pressão, fiz um hemograma completo e tudo estava ok, hoje a tontura passou mas sinto um desconforto estomacal e um pouco de falta de apetite, percebi que emagreci também, falta de ar constante, fico sentindo como se meu coração estivesse parando, foi a uma clinica geral e ela me diagnosticou com um transtorno depressivo, mas uma medica amiga minha me disse que meu problema era ansiedade, fui a apenas uma consulta com uma psicologa e ela disse que eu tenho que trabalhar, sair, me divertir com os amigos, o que posso ter realmente? Obrigado.

Avatar for Miguel Lucas
ZEZIM

ENTRA EM CONTATO CMG

Avatar for Miguel Lucas
wagner

este artigo esta de parábens eu li td e me ajudou muito….muito obrigado… 😀

Avatar for Miguel Lucas
samara

tive bb faz 60 dias desde entao meu coracao comeca a disparar muito rapido,fico nervosa,ansiosa,nao consigo dormi direito,fico sempre em alerta pensando q algo vai acontecer comigo,fico preocupada é algo horrivel parece q vou morrer de ataque cardiaco ou de outra coisa,fui na psicologa ela disse q estou com crises de ansiedade isso tem cura,quanto tempo pra fica curada nao aguento mais sentir isso todo dia,me responda por favor.

Avatar for Miguel Lucas
Marlon

Matéria bem completa. Mas ressalto um ponto importante, por experiência própria, quando a situação fica muuuito crítica é preciso procurar um psiquiatra e iniciar o tratamento com medicamentos. Em casos muito intensos, sem medicação a psicoterapia e a autoajuda não têm resultados.

Avatar for Miguel Lucas
claudia

muito boa sua palavra…. eu faço tratamento e ja estou bem melhor…

Avatar for Miguel Lucas
Elisangela damasceno ferraz

ola gostei muito do seu artigo fui diagnosticada com sidrome de ansiedade .o artigo me ajudou a entender a doença

Avatar for Miguel Lucas
celinamariatoledo

ESSE ARTIGO ME DEU NOVAS ESPERANÇAS DE QUALIDADE DE VIDA, POIS ESTOU AFASTADA POR DEPRESSÃO FAZEM 2 ANOS,FAÇO TRATAMENTO COM PSIQUIATRA MAS NÃO ESTOU TOTALMENTE BEM, POR NÃO TER COM QUEM CONVERSAR, POIS MEUS FILHOS NÃO ME ENTENDEM, E MINHA MÃE PIOR, PESSIMISTA DEMAIS, TOMO CLONAZEPAM 2MG E ALPRAZOLAM A NOITE, E AS VEZES TENHO QUE TOMAR 1 CLONAZEPAN DE DIA POIS FICO TREMULA NAS MÃOS, TOMO TB CITALOPRAM 10MG DE MANHA, MAS ESTOU TOMANDO DIA SIM DIA NÃO, OPROBLEM É O CLONAZEPAN QUE TOMO A 8 ANOS, COMO FAÇO PARA DEIXAR DE DEPENDER DELE! SOBRE A MEDITAÇÃO JÁ FAÇO HA ALGUM TEMPO E MELHOROU MUITO MEU SONO, MAS AGORA VOU SEGUIR SUAS DIRETRIZES, POIS FAZEM SENTIDO, OBRIGADA, ME RESPONDA O QUE POSSO MELHORAR COM RELAÇÃO AOS MEDICAMENTOS E A SOLIDÃO, MESMO ESTANDO COM PESSOAS, ENTENDE?

Avatar for Miguel Lucas
claudia

isso é chat a bessa.. so quem tem o problema sabe o tamanho do sofrimento.. eu sei bem o que é ser imcompreendido.. procure um especialista e veja se nao ha necessidade de troca do remédio.. boa sorte

Avatar for Miguel Lucas
cassia

sei bem como é isso… me sinto sozinha demais e incompreendida.. se n fossem Deus e meu filho n sei o que seria de mim…Acho que nascemos com tendencia a sermos assim e talvez traços na personalidade também contribuam para isso…mas n tenho dúvida que as dificuldades e as frustações aumentam e muito as crises.. sou questionadora e n aceito tudo que querem me enfiar pela garganta .. é muito bom saber que outras pessoas passam pelo que passamos .. que n somos ET , pois algumas pessoas nos fazem nos sentir pior do que já nos sentimos,ne???? em vez de pelo menos nos respeitar nos afundam ainda mais….. se quizer conversar entre em contato pelo meu email… bjs cássia

Avatar for Miguel Lucas
andreilson

Caro amigo estou sofrendo porque estou com alguns cintomas desses. Ficam mais forte a noite quando. Estou com sono. Fico muito cansado a noite e acordo varias vezes a noite tonto. E com medo de sonhos absurdos como nao vou consiguir faser algo ou vou me atrasar. Meu nariz vive entupido. Prisao de ventre. E tensao no corpo estou na duvida pode ser tiroide ou tag me ajuda por favor

Avatar for Miguel Lucas
Penha Lima

Minha filha está com todos os sintomas do TAG, porém só a Psicóloga está conseguindo distinguir a doença (não confirmada por ela ainda); fomos orientadas a procurar ajuda de um Psiquiatra, está sendo muito difícil, mas estamos confiantes na cura sem precisar de medicamentos mais forte. Cremos que com a orientação de vocês e a ajuda de deus saíremos vitoriosas! Obrigada! Bjs 🙂

Avatar for Miguel Lucas
Nilo

Muito bom seu post, Miguel. Meu problema surge após eu ser demitido de uma empresa após 19 anos de trabalho. Como fiquei sem fazer nada, traumatizado, desenvolvi um processo de ansiedade muito grande. Tranbaçlhava com o atendimento ao público e de repente me vi relacionando com 1 ou 2 pessoas o dia inteiro, pois a grande maioria… trabalha!!! Meu incômodo é justamente no horário comercial, sinto uma tensão muscular muito forte, pensamentos negativos, apatia. Sensações muito desagradáveis, estgou tendo dificuladades em arrumar outro emprego, isso me angustia muito.
Tenho pensamentos em que vou ficar pobre, minha indenização vai acabar e isso me leva ao pânico.
Isso pode ser diagnosticado com0 TAG?
Obrigado pela atenção e parabéns.

Avatar for Miguel Lucas
Cassandra

Estou sofrendo muito, a maioria da pessoas não entende. Preciso de ajuda, mas não estou conseguindo a doença tomou da minha vida.

Avatar for Miguel Lucas
claudia

nao desanime, quantas vezes fui imcompreendida, isso é frescura, vc é muito nervosinha, vc é isso aquilo eetc..e isso tudo traz um sofrimento muito grande pra gente.. fora as crises, palpitalção, tremedeira, dificuldade de engolir, de respirar, panico, medo de tudo, medo do medo, ficar se vigiado o tempo todo enfim… procure um especialista, se nao estiver coseguindo cntrolar mais.. provavelmente precisara de um medicamento assim como eu.. e hj ja estou bem melhor.. louvado seja Deus.. boa sorte.

Avatar for Miguel Lucas
ALESSANDRA

Estou há 6 anos com uma coceira- sem lesões externas- sem nada aparente, uma espécie de pinicação, como se fossem "espinhos", "bombril" me pinicando e queimando pela pele, nos tecidos internos, sinto na garganta também como se fossem arranhões, na língua e nos lábios da boca sinto a pinicação e ardência com queimação também.
Tive um disturbio na tireóide há 3 anos atrás- Hipertiroidismo, na qual foi tratado com TAPAZOL onde em 20 dias tive uma reação alérgica em forma de urticárias pelo corpo-placas vermelhas, sem pinicação, nem coceira, fui ao hopsital e me deram FERNEGAM INJETÁVEL onde sumiram. Após 3 meses recomeçei o tratamento com PROPILTIOURACIL, tomava 6 comprimidos por dia, onde comecei a diminuir a quantidade, sob orientação da endócrino, quando estava tomando há 3 meses e meio de PROPILTIOURACIL, começou esta pinicação- EM JULHO DE 2006- permanecendo até hoje. O Hipertiroidismo ainda não estava normalizado, embora não estivesse com as taxas-TSH e T4 normais. Na época a endócrino me encaminhou á uma alergista onde fiz 3 testes de alergia em 3 clínicas diferentes; uma deu à tintas de cores azuis, esmalte, alguns tipos de emborrachados- esse foi o teste de contato; na outra deu à fungo, ácaros e poeira num grau médio-baixo-essa teste cutâneo; e na outra não deu à nada -teste cutâneo também. A taxa do IGe parece que indica alergia? não deu e não dá alterada. Tomei anti-histamínicos durante 2 á 3 meses direto e quando estou com pinicação mto forte tomo também e só da uma aliviada no 1º dia depois volta a ficar forte de novo. Tomei o Hidroxizine que é o de costume, mas tomei outros anti-alérgicos também- loratadina-alegra e não ajuda não. Fiz varios exame no sangue e não foi encontrado nenhuma alteração. A glicose de jejum é que está em 106 mas n sei se tem a ver com a pinicação. Fui em quase todos especialistas da gre Fpolis e nda encontrado.Começei a tomar anti-alergico -Prednisona com corticóide mas tomei 2 dias sómente n seu se foi coincidencia mas no dia q tomei estava bem forte e não dei continuidade ao tratamento.
Tomei anti-depressivo – DOXEPINA, COM RANITIDINA E HIDROXIZINE por 2 meses e não passou, no começo aliviou um pouco mas depois sentia direto.
Tomei a OXCARBAZEPINA- um anti-eplético pois o médico suspeitou q fosse uma Neuropatia tomei por 21 dias e nda; inclusive me deu bem forte a pinicação por uns 3 dias. Fiz até biópsia de pele não deu nenhuma alteração.
Quanto ao Hipertiroidismo, fiz Iodo radioativo em abril de 2007 e a tiroide se transformou em HIPOTIROIDISMO, onde hoje faço uso continuo de PURAN T4- no começo era 125MG ao dia e atualmente 100 mg ao dia- estando compensadas as taxas, na época pensava-se que poderia ser do Hipertiroidismo, mas agora coma as taxas reguladas os endocrinos descartam a tireoide como causa.
não sei se o tratamento que fiz com o anti-depressivo – 2 meses-DOXEPINA e com os anti-histaminicos-tomo regularmente foram o suficiente para cessar essa PINICAÇão.Mas os anti-alergicos tomo e melhoro mto pouco. Fiz algunsexames como: ultrasons da tireoide, RX das colunas, ressonancia magnética do abdômen superior e acusou um cisto no lóbulo esquerdo mas a radiolaogista disse q era normal pela aparencia.
Tinha tambem úns QUENTURÕES antes do hipertiroidsmo, e o interessante é quando sinto os quenturões quase não sinto as PINICAÇÕES E QUEIMAÇÕES.
Fiz Homeopatia durante uns 7 mesescom um cartão magnético que ficava em contato com a pele e continuei com outro homeopata por mais 1 mes com gotas mas nada de melhora.Fiz acupuntura tbme por uns 5 meses – 1 vez por semana e pouca melhora.
Tomei DOXEPINA COM CIMETIDINA E FLUOXETINA DE 20 MG, MAIS O HORMONIO PURAN T4 DE 100 ou 112 MG.
Desculpe a longa narração, mas é que realmente ja não sei mais o que fazer.
Agora estou tomando desalex, e AAS infantil, vamos ver !!
Tomei citoneuran injetavel remédio chamado colchicina para gota e nada resolveu a pinicação.
Em fevereiro de 2013 tomo sertralina e risperidona -1mg . gestnol 28, clonazepan 2mg e hixizine –óleo de sucupira. Emma 400mg e Quelatus. ALGUEM ME Ê UMA RESPOSTA POR FAVOR! DEUS ILUMINE À TODOS!
ALESSANDRA

Avatar for Miguel Lucas
rafaelbtsan

Eu quero saber se apos estar com hipo e tomando puran sua ansiedade acabou, desculpe n te responder mas o que mais esta me afetando é isso, e quero saber se passou,( não sei se ajuda mas no começo da minha hiper eu tinha tanta pinicação que se jogava no chão e vivia com a pele vermelha, mas depois que passou veio a ansiedade, e as vezes tenho saudade da piniqueira, não que eu queira, mas eu acho menos pior que a ansiedade, sempre tive medo de problemas psicológicos kkkk)

Avatar for Miguel Lucas
Raul Costa

Sou adolescente, desde pequeno sofro com ansiedades e medos, fiquei um tempo sem, porém na última quarta-feira estava subindo no ônibus e o trocador me perguntou se eu não queria troca de óculos escuros com ele, meu óculos era um pouco menor que o dele, havia gostado, trocamos, quando eu perguntei quanto tinha sido ele responder que custou 3 reais, eu fiquei parado, encarando o novo óculos, logo que cheguei em casa me senti extremamente arrependido, desde então me vem na cabeça a imagem do homem com o óculos, fico ansioso, meu estômago dói, não penso em outra coisa, quando vou para algum lugar eu me sinto melhor com a expectativa, porém, no final do evento ou no dia seguinte eu acordo triste, mesmo me conformando todos os dias e me sentindo melhor, eu sempre acordo triste, angustiado e não paro de pensar nisso.

Avatar for Miguel Lucas
Rossano Marques

È exatamente os sintomas que sinto, gostaria de saber qual o remédio mais indicado para tal situação ? Obrigado

Avatar for Miguel Lucas
claudia

eu tenho o problema faço tratamento, existem varias opções de medicamentos, o ideal é vc procurar um profissional e ele fara a avaliação entende.. nao tome remédios indicados por amigos ou porque foi bom pra outra pessoa vai ser pra vc .. boa sorte:>)

Avatar for Miguel Lucas
Cristiano

Caro Migue
Excelente esta sua abordagem sobre o assunto. Tenho este problema e neste seu blog pude ver algumas alternativas explicadas mais detalhadamente e de forma bem mais "simples" para entendimento de muitos.
Meu transtorno de ansiedade comecou a alguns anos (2 ou 3 anos +/-) e nao passa de forma alguma. E tenho a sensação de que não vai passar mais. Faço uso de medicamentos para controle de ansiedade e ja não aguento mais todos os dias – sem hora marcada – ter estes sintomas acima descritos tais como: tremor, pensamentos negativos, tonturas, sensação de estar fora de mim e de não ser eu mesmo, entre outros… É como se existissem duas pessoas dentro de mim. Uma sensação de "peso" enorme dentro de mim que não aguento mais. Somente a medicação que alivia isso. Vou certamente fazer uso deste "passo a passo" que vocë indica aqui em seu blog e tentar ver se essa ansiedade minha excessiva diminui bastante ou se ate mesmo "vai embora de vez" porque realmente, chega um ponto em que a pessoa se extressa de tanto passar por isso com eu estou passando.
Grato pelo artigo e vou indicar a outras pessoas seu blog.

Cristiano

Avatar for Miguel Lucas
Elaine

Dr Miguel Adorei seus comentários no Blog. Escrevo aqui, pois assim como li alguns comentários e me fez bem, me estimulou a lutar por essa ansiedade que muita das vez pensamos ser mais forte do que nós. Penso que pode ser bom para alguém. A 1 ano atrás no meu último período da faculdade estava eu trabalhando, fazendo estágio e faculdade ao mesmo tempo. Ficava estressada com cobranças do trabalho, do estágio e faculdade( 2 Monografias para fazer). E de repente senti calafrios , coração batendo acelerado, tremedeiras no corpo, muita tortura, sentia que iria morrer.
Fiz vários exames e deu tudo normal . Minha gastro e cardiologista disseram que poderia ser ansiedade e desde então venho lutando para acabar com ela. Não tomo medicamento para não viciar-me. Faço atividade física e me alimento bem. A algumas semanas atrás senti os sintomas de novo com a preocupação pós faculdade e o que vou fazer do futuro, se vou construir a minha família, vejo que o tempo passa tão rápido e nada acontece.
Vejo que para acabar com isso depende de nós lutarmos contra o nosso interior, o nosso Eu, e ver que o momento é o agora e o amanhã a Deus pertence. Me apego a Deus pois só ele para me dar forças para superar esta etapa da minha vida.
Espero que Deus dê forças a cada um vocês, sem Ele não somos nada.

Elaine

Avatar for Miguel Lucas
valdereide egidio de souza

eu tenho o sintomas já fui diagnosticada tomo remédios a 3 anos e estou muito esperançosa com todas estas informações È muito triste viver assim sempre esperando o pior me apego a deus e a poucos amigos que ficaram eles também sofrem muita paciência meu marido me deixou não me ajudava e fui piorando com seu comportamento vou ficar bem com tudo que li .obrigado

Avatar for Miguel Lucas
claudia

Não Desista, trate-se.. eu faço tratamento com medicamentos tb e hj estou bem melhor:)

Avatar for Miguel Lucas
claudia

Isso tudo ai sou eu rsrsr. sofri durante anos sem saber do que sofria.. e acompanhado a um tipo de depressão que é endógena, .. mas hoje estou melhor e em tratamento… hoje em dia as pessoas querem fazer tantas coisas e se esquecem delas mesmo..

Avatar for Miguel Lucas
MARGARIDA

PARABÉNS PELO ARTIGO. OI! TENHO 34 ANOS, ESTOU ME SENTINDO MUITO MAL DESDE O ANO PASSADO, ME PREOCUPO TANTO QUE CHEGO A SENTIR DOR DE CABEÇA, ANSIAS NÃO SEI ESPERAR POR NADA, FICO MAL POR QUALQUER COISA. SINTO-ME TRISTE SOZINHA MESMO ESTANDO RODEADA DE PESSOAS. SOU PROFESSORA, VOU TRABALHAR MAL, VOLTO MAL, COM DOR DE CABEÇA, SEM ÂNIMO PARA NADA. TENHO MEDO DE TUDO, O NEGATIVISMO TOMA CONTA DE MIM. ISSO COMEÇOU NO ANO PASSADO QUANDO INICIEI MINHAS AULAS DE DIREÇAO, CAÍ DA MOTO VÁRIAS VEZES E ACABEI DESISTINDO, SENTIA MUITO MAL QUANDO ESTAVA APROXIMANDO O HARÁRIO DAS AULAS, ESTOU AGORA NA ED. INFANTIL E NÃO ESTOU ME ADAPTANDO E COM ISSO SINTO-ME PIOR, NÃO TENHO APETITE, NÃO ESTOU DORMINDO BEM, FICO PREOCUPADA E O PIOR, NÃO CONSIGO RESOLVER NADA. ACHO QUE ESTOU COM TAG. POR FAVOR ALGUÉM ME RESPONDA PARA SABER O Q DEVO FAZER

Avatar for Miguel Lucas
Giulianno Moroni

Olá tenho (TAG), e sindrome do pânico… estou tomando Fluoxetina 20mg, a uma semana e ainda não dá para dizer se estar fazendo efeito…mais me sinto mais tranquilo. Faço uso de suplementação como: Cápsulas de alho, Ômega 3 e Polivitaminico Centrum.. isso pode atrapalhar o efeito da fluoxetina?

Avatar for Miguel Lucas
José

Ola, gostei muito do artigo.
Eu tenho 16 anos e estou sempre ancioso na sala de aula,e acabo ficando com enjoos e tendo que sair da sala de aula. O que eu faço?

Avatar for Miguel Lucas
Geane

Texto excelente, consegui entender muitas coisas sobre meus sintomas de ansiedade e fiquei muito interessada pelo livro. Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Deka

Cura existe sim e eu acredito muito nisso..Há um tempo atras tive crises de panico e todos esses sintomas citados..Alem dos medos e pensamentos irracionais que me assustavam..
Tomo Hipericim e Kawa Kawa ..alem de exercicios fisicios moderados,alimentação balanceada e acima de tudo..Deus..sinto minha vida mudar a cada dia que passa pra melhor
Encontrar Deus me ajudou a dar respostas a todos os medos que eu tinha..sempre que um vinha a minha mente,Deus em sua sabedoria me ajudou a controlar todos eles,hoje vivo uma vida normal,Vou ao cinema,shop,dou risada..

Avatar for Miguel Lucas
Breno

Nossa… Estou passando uma fase muito difícil… Estou tendo vários sintomas: falta de ar, no na garganta, preocupação excessiva, pensamento piores possíveis sobre coisas improváveis e quanto mais eu penso, mais falta de ar me dá, e quanto mais falta de ar, mais medo de morrer ou que alguma coisa aconteça… Agora sei do que se trata.

Avatar for Miguel Lucas
adriana regina freisleben

me ajudou muito excelente artigo tenho certeza que tenho esse transtorno e bom ter pessoas que possam nos orientar obrigado

Avatar for Miguel Lucas
Pablo

eu tenho TODOS os sintomas da TAG, mas o que mais me incomoda e perturba é a preocupação. eu me preocupo demais com minha mãe, toda vez q ela sai de casa, eu fico ansioso olho pela janela toda hora pra ver se ela ja ta vindo, sinto mta preocupação qdo meus irmãos se atrasam um pouco na hora de voltar da escola. isso tá me destruindo por dentro, não sei mais o q fazer!!! eu sempre imagino que esteja acontecendo as piores coisas (sequestro, assalto, acidente, atropelamento, etc, etc).

Avatar for Miguel Lucas
Alex

Boa noite,
Tenho vivido os ultimos três anos,com ansiedade o tempo todo.Tarefas simples de resolver do dia a dia tornaram-se estressantes,perdi o desempenho no trabalho e sinto o corpo cansado com dores nos musculos.Sinto que não vou conseguir ter uma vida normal mais,pois não consigo controlar meus pensamentos,fico pensando uma coisa simples da minha vida o dia inteiro.Tenho muitos pensamentos negativos,entretanto no fim da tudo certo.Acontece também muitos gestos repetitivos em quase todas ações que realizo no dia a dia,o fato é que estou sempre preocupado e as vezes por nada ate sentir dores na cabeça e com problemas na respiração.Já me sinto com a mente totalmente desgastada,o que devo fazer para ter uma vida normal?

Avatar for Miguel Lucas
Eliane

Estou conversando seriamente com a minha psicóloga, sobre a hipótese de consultar um psiquiatra para tratar a minha ansiedade, porque há situações em que não estou conseguindo ir adiante.

Vou dar um exemplo bobo. Na aula de natação aprendemos a pular na piscina. Minha irmã, e as outras pessoas começaram pulando sentadas na beira da piscina e agora pulam da plataforma, com seus frios na barriga e etc. mas progridem. Eu demoro pra saltar mesmo sentada na borda da piscina. A vez que saltei de pé na borda da piscina, meu coração simplesmente disparou, mesmo eu evitando ficar nervosa tentando lidar com a situação com leveza e respirando fundo. Não tenho experiencias traumaticas com saltos nem com agua. E mesmo saltando, o desconforto e o coração disparando não cederam o suficiente pra deixar as coisas mais fáceis.

Todas as pessoas sentem ansiedade, mas de um tempo pra cá comecei a desconfiar que talvez o nivel de ansiedade com a qual me acostumei a sentir não é tão normal assim. Me assusto fácil, tenho dificuldade em me concentrar, tendencia a fugir com distrações, sensação de fragilidade e vulnerabilidade, as vezes parece que tudo o que preciso é que alguém me conforte e me diga que está tudo bem. Muitas vezes o que sinto não vem acompanhado de pensamentos, é uma tensão por si só, como se tudo fosse de uma importância capital e eu pisasse em ovos. Quando há uma questão séria ( e muitas vezes séria só na minha cabeça) a resolver, posso sentir desde uma paralisia, não consigo fazer nada, até confusão mental, de não conseguir discernir nada com clareza. As vezes crio monstros na minha cabeça, como a vez em que chorei de angustia qdo fiz uma sobremesa pra um grupo de conhecidos, hj amigos, por medo que me desdenhassem ou me interpretassem mal, e na realidade o pessoal adorou, não tinha porque eu pensar uma coisa dessa. Tenho dificuldade de terminar um desenho ou pintura porque no meio do caminho começo a achar que está ruim e quero desistir, e isso me angustia muito, parece que nada fica bom, e qdo teimo em ir até o final e fica bom, é com um desgaste muito grande.

Atualmente estou quase jubilando da faculdade porque não consigo começar e concluir um projeto, acabo travando no meio do caminho.

Minha família não aceita muito bem a idéia de tomar remédio, então digamos que essa decisão tem me preocupado um pouco.

O remédio pra ansiedade pode deixar a pessoa meio "boba", falando o que não deve ou só mais falante do que a média, meio corajosa as avessas? Ou isso pode só ser uma fase de adaptação ao remédio? Conheci pessoas que tomaram anti depressivos ansioliticos que dava pra reparar isso nelas, no começo parecia que estava fazendo mais mal do que bem. Pelo menos agora estão bem melhor e essa fase meio instável passou, mas isso acontece mesmo?

Avatar for Miguel Lucas
Luciana Batista

SOFRO DE TAG HÁ 12 ANOS E MEIO, TENHO 36 ANOS E ISSO ACABOU C MINHA VIDA OU QUASE.
LEVEI UM SUSTO (MÁ NOTICÍA, APÓS UMA CIRURGIA) E SENTI TODO SANGUE DO CORPO INDO PRO CÉREBRO, PELO MENOS ESSA ERA A SENSAÇÃO. A PARTIR DAÍ SENTI UMA ANSIEDADE Q FICAVA ANDANDO O TEMPO TODO, NÃO CONSEGUIA FICAR SENTADA, DEITADA, SÓ DOPADA.
O TEMPO PASSOU, PROGREDI UM PCO, TRABALHO E TD, MAS A ANSIEDADE Q SINTO ME DÁ DOR DE ESTÔMAGO, CABEÇA, ACELERAÇÃO CARDÍACA E ATÉ PRESSÃO ALTA, MINHA CABEÇA GIRA… TOMO RIVOTRIL E SERTRALINA 50 MG//SEM CONTAR Q TIVE TOC POR QUASE 2 ANOS E SÓ AGORA TÔ MELHOR DISSO. COMO FAÇO P SAIR DESSA VIDA RUIM? ISSO SOMATIZA E ME DÁ DOR EM TD CORPO!

Avatar for Miguel Lucas
Luza Maria

Maravilha de matéria!!!!!

Avatar for Miguel Lucas
Sandra Gomes

Muito, muito obrigada por esse excelente artigo, pois , me reacendeu a esperança de viver melhor. estou exatamente assim há 4 anos, é muito sofrimento. vou procurar um profissional , novamente e insistir que ele ouça e leve à sério o que sinto.

Avatar for Miguel Lucas
Gina Costa

Olá Miguel,
Li o seu artigo e me identifiquei com algumas coisas. Tive há pouco tempo hipertiroidismo e desde ai que o meu sistema nervoso ficou descontrolado. Fiquei com medo de tudo e não paro de pensar em problemas. Evito coisas que me deixem ansiosa, como tão simplesmente ver um filme… Durante a semana fico nervosa para ir trabalhar, o que já faço há 20 anos, que antes me dava prazer. Mesmo quando estou relaxada tenho sintomas que tenho quando estou ansiosa, como o coração a bater mais forte, fico tonta. Já fui a um cardiologista que me disse que tenho um coração saudável. Provavelmente é o meu inconsciente a atrapalhar a minha vida. Preciso de esvaziar a minha mente de pensamentos negativos e acreditar que não vou ficar doente outra vez. Li no seu artigo algumas coisas que me ajudam a perceber meu problema. Muito obrigada!! Gina Costa

Avatar for Miguel Lucas
maria

Olá Miguel li o seu artigo e me identifiquei com os sintomas ,há 18 anos que a minha vida e só de sofrimento. Vou relatar o que sinto todos os dias durante esses anos, sem sessar um minuto.eu estava feliz por ter trocado de casa estava tudo bem na minha vida, um dia estava almoçando com os meus 3 filhos depois iria leva loa pra escola, quando coloquei a primeira garfada na boca e mastiguei sentia como uma bola de fogo descendo na minha garganta, fiquei desesperada jóquei o prato pra lá ,sai correndo com náusea ,tentei vomitar não consegui bebi agua morna mas não adiantou.deitei pra ver se dormia mas não consegui ,senti um tipo de um estalo no meu estomago então veio ansiedade muito forte .formigamento nos pês e nas mãos a boca ardendo como se tivesse bebido agua fervente não tenho vontade de comer ,não penso nada do presente não consigo dormir fico tremula inquieta por demais a cabeça dói os musculo dói quando tem algo a fazer fico tão ansiosa que quero ultrapassar o tempo fico andando o dia e noite de tão ansiosa ,corro pra casa das pessoas chorando pedindo ajuda ,já consultei com muitos psiquiatras vários anos e os remédios ate hoje não amenizou nada já fiz todo tipo de exame e não da nada ,as mesmas coisas que senti a 18 anos atrás sinto ate hoje, sinto um calor insuportável corro pro chuveiro mas não adianta me da diarreia ,não tenho vontade de nada não vejo nada de alegria por mais que tento o ,meu pensamento e so no passado e na minha doença o que mais me incomoda e a ansiedade e a náusea que e o tempo todo sem sessar um segundo me da vontade de sair correndo e acabar com tudo isso não saio não faço nada fico so correndo pra e pra ca e uma agonia so e muito ruim viver assim sem expectativa sem esperança so vegetando não vejo televisão não ouça musica porque não consigo ficar quieta .quero que o tempo passa depressa me responde se isso e tag não aguanto mais o que devo fazer minha visa não tem sentido por favor me ajuda a me ajudar nunca vi um coisa dessa muito obrigada espero pela sua resposta

Avatar for Miguel Lucas
Marcelina Mattos

Olá maria, isto que te deu foi por causa da ansiedade sim, eu tbm estou assim, no começo tive bastante náusea e não conseguia comer nada emagreci bastante, tinha que forçar a comida era sem gosto e não descia e me dava vontade de vomitar, quantas vezes eu tinha acabado de comer e vinha aquela ância e a comida vinha toda na garganta, chegava a vir até na boca mais eu engolia de novo, eu coloquei um artigo aqui tbm esta com nome de "Marcelina Mattos" meu e-mail é mar_mimo@ yahoo.com.br

Avatar for Miguel Lucas
Leila

Bom Dia, Miguel!

Lendo seu artigo me identifiquei com os sintomas. Tenho transtorno do estresse pós-traumático (TEPT), o meu psiquiatra pediu uma série de exames para fazer, ontem fui fazer o P300 e o BERA, quando fiz P300, senti uma agonia, uma vontade de sair de lá correndo, não estava mais aguentando aqueles barulhos em meu ouvido, mas permaneci até o final do exame. Em seguida fiz o BERA, assim que comecei a ouvir aquele som em meu ouvido parecendo o som de tiro de metralhadora comecei a arrepiar toda e as lágrimas começaram a descer pela face, o técnico perguntou o que tinha acontecido, falei com ele, que aquele barulho me lembrava o barulho de tiros (pois eu tinha sido sequestrada por bandidos fortemente armados e tinha ficado em poder deles por 12 horas durante toda a noite, sou bancária, me fizeram refém para assaltar o banco, estou no momento afastada pelo INSS por acidente de Trabalho, há 4 anos). Chorei muito, mais fui me acalmando e consegui fazer o exame. Quando sair de lá estava muito ansiosa, o corpo todo dolorido. Cheguei em casa sentido náuseas. Tenho insônia, acordei hoje ainda sentindo náuseas, os meus ombros e pescoço todos doloridos como se tivessem machucados. Tomo Citalopram 60 mg, Topiramato 100 mg e Quetiapina 100 mg. Há 4 anos que tomo essa medicação. Então Miguel, além do TEPT, tenho também TGA? Adorei seu artigo, estava muito ansiosa, quando li fui me acalmando. Muito obrigada!

Avatar for Miguel Lucas
luzia

encontrei faz pouco tempo estou adorando as materias e aprendendo muito pois sou muito ansiosa e devagar estou conseguindo me disapegar dos motivos da ansiedade muito obrigado e porfavor sempre nos mantem informados porque vc nao sabe como tem ajudado muitas pessoas inclusive eu bjs miguel

Avatar for Miguel Lucas
João Vieira

Boa noite, finalmente encontro alguma coisa que acredito que me vai ajudar a ultrapassar esta fase da minha vida. Eu sou músico e há 4 anos que não consigo comer nos dias que vou tocar, se comer começo a ficar com náuseas e chego mesmo ao ponto de vomitar antes dos concertos. Penso que tudo isto se deve a um cancro que tive aos 16 anos, porque antes disso já estava nesta vida e não me acontecia isto. Já andei em psicólogas e tomo anti-depressivos e nada disto me ajudou nestes 4 anos, espero dar notícias dentro de pouco tempo e que todos vocês consigam superar todas as fases menos boas que vos surgirem.

Cumprimentos

Avatar for Miguel Lucas
flavia fiqueiredo

eu tenho isso mais custei aceitar pq eu achava q eu tinha uma doença eu fiz todos os exame ate eu aceitar q eu tinha é ansiedade todos medico q eu ia falava q eu n tinha nd mais eu achava q os medico estava doido eu fiz tratamento com psicologa e medicação tomo condo é agora é necesario aprendi a controlar o citoma as vez tenho uns deslize isso faz parte

Avatar for Miguel Lucas
vITOR

Excelente artigo. Eu sofro deste transtorno faz tempo e tem vindo a piorar. O tabaco e o alcool parecem ajudar a acalmar as preocupações à noite mas sinto que no dia seguinte se tornam em mais um motivo de preocupação. As técnicas de respiração realmente ajudam. O uso de ansioliticos também me parece não ser a solução e mais um motivo de preocupação.
Vou ter que falar com alguém sobre este descontrole emocional.

Obrigado pelo artigo.

Avatar for Miguel Lucas
Camila Almeida

Olá Miguel, antes de mas nada meus parabéns pela excelente matéria q pelo visto ajudou inúmeras pessoas como eu q tenho esses sintomas além deles também sinto sintomas d dores no peito esquerdo e no braço esquerdo q quando me acalmo elas passam é incrível esses sintomas também incluem na TAG? Eles incomodam muito por favor me responda

Avatar for Miguel Lucas
pedro ACOSTA

..https://www.facebook.com/groups/SOS.PANICO/

Liberte-se do mal da mente síndrome do panico! ????
TIVE SP DURANTE 20 ANOS DE MINHA VIDA DEVIDO O GRANDE SOFRIMENTO A NA ANSIÁ ME LIBERTAR DISSO DEDIQUEI ANOS DA MINHA VIDA ESTUDANDO O PROBLEMA LENDO BUSCANDO INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE …
294 membros · Participar do grupo

Avatar for Miguel Lucas
Thales

Sofro de transtorno de ansiedade, quando tenho uma recaída, penso como eu sou um ser incrível, inteligente, olho para mim mesmo como ser humano, ignorando a minha mente, e acima de tudo peço a ajuda de Deus!

Avatar for Miguel Lucas
Sérgio Barreto

Belo artigo, quando li foi como se estivesse olhando no espelho e vendo minha vida, esse seu artigo serviu de aprendizado e vai ajudar muita gente. Obrigado

Avatar for Miguel Lucas
Fábio Matheus

Olá, gostei muito do seu post, me identifiquei completamente com todos os sintomas, inclusive já fui em 2 psiquiatras, e eles diagnosticaram a mesma coisa, TAG. Isso ta acabando comigo, devo estar em um estado bem elevado.. A minha dúvida é se o remédio dado pelo médico ( Cloridato de Sertralina) é eficaz? Existe outro remédio que trate melhor os sintomas? E também qual é a melhor sertralina? Estou tomando apenas ZOLOFT 100MG 1 comprimido de 12 em 12h, Queria muito ajuda sobre isso.. faz muito tempo que tenho isso e na minha cabeça, nunca vou melhorar… Eu até hoje nao fiz terapia psicológica, creio que necessito muito, tanto que amanha ja vou ir em um psicologo, mas gostaria de saber se tem alguma dica, algum medicamento específico que pode me ajudar melhor. Obrigado, abraço

Avatar for Miguel Lucas
mariana

Olá,queria saber se a ansiedade gera medo de ficar só ..porque não fico só em casa,e se for pra ficar em algum lugar só,fico no lugar mais fico mal,o que será voce pode me ajudar

Avatar for Miguel Lucas
Lucas

Ola…
Queria que avaliasse meu caso e me ajudasse por favor !! Não tenho tristezas, nem fobia a lugares cheios de pessoas, fico sozinho tranquilamente, trabalho, adoro me divertir, sair de casa pra lugares badalados, faço caminhadas, mas a cinco meses atrás senti que poderia parar de respirar, tinha medo constante não respirar……..pra simplificar o meu caso, hj eu sinto que alguns pensamentos que tenho tomam proporções gigantescas, as vezes se penso numa pessoa querida que esta distante tenho a mesma sensação que teria se recebesse uma noticia que ela acabara de falecer, e se penso em alguem que ja faleceu então…sinto dores terriveis no pescoço e nos ombros, parece que estou sempre alerta. Fui a um medico e ele me diagnosticou depressão, mas como posso estar com depressão se me sinto a pessoa mais feliz do mundo? Isso seria possivel? Me receitou um remedio, tomo e me sinto muito bem, muito mesmo, mas ontem não tomei e a minha cabeça ardia, me sentia mal com algumas sensações.

Avatar for Miguel Lucas
gislene soares gomes

muito otimo,esta me ajudando muito.estou passando por tudo isso,tudo me faz preucupante,agora a minha pressao subiu um pouco estou muito tença e nd consegue me relaxar e estou de viajem de trabalho marcada e ja estou preucupada desde agora.mas com fé em deus vou sair dessa…

Avatar for Miguel Lucas
gislene soares gomes

estou tomando citalopram 20 mg 1 cmp de manha e alprazolam a noite,sinto muitas dores no pecoço e muitas e muitas tonturas,as vezes acho que vou enlouquecer.sou muito nervosa,sem paciencia em tudo que vou fazer,me ajudem…

Avatar for Miguel Lucas
Marcelina Mattos

tbém toma fluoxetina 50mg, alprazolam a noite, tenho dor no pescoço, muita tontura, falta de ar,
estou praticando as Técnicas de Relaxamento que tem aqui nesta pagina é a Dica 2, esta me ajudando bem, tbém coloquei um artigo aqui, é um quase no final da pagina (Marcelina Mattos)
🙂

Avatar for Miguel Lucas
Beatriz

Olá ! Ao ler este artigo fiquei com a seguinte duvida, minha medica e meu esposo acreditam que tenho ansiedade e fui medicada com Alcytam… No entanto, não me identifico com a maioria dos sintomas de ansiedade, sou muito otimista, não aceito que seja deprimida… Somente não consigo relaxar, não consigo manter um dialogo por muito tempo ou ficar no mesmo lugar por muito tempo sem que esteja pensando em outros afazeres… Me sinto ligada na tomada o tempo todo e gosto disto! Qual sua opinião ? Obrigada

Avatar for Miguel Lucas
Diná

Tenho síndrome do pânico , não tem sido fácil conviver com ela ,mas pude perceber através das minhas próprias experiências que as informações contidas neste artigo são de grande valia, pois já coloco algumas delas em prática e isto tem me ajudado.

Nota 10 para este artigo.

Avatar for Miguel Lucas
Carolina

Li este artigo , realmente este tal de TAG não é só um problema meu e sim de várias pessoas. Tenho isso pelo menos uns 4 anos praticamente, desde que minha mãe faleceu. É duro conviver com isso mas hoje consigo melhorar a cada dia tanto meus pensamentos quanto as minhas sensações corporais e consigo lidar melhor em certas situações. Mas sei que a cada dia posso melhorar mais e mais e artigos como este nos ajudam bastante!!! Adorei!!!!!1

Avatar for Miguel Lucas
suzana raquel a. ferreira

Hoje percebo o quanto forcei minha mente em tudo o que fazia. Me acordava de madrugada e começava a pensar o que faria no outro dia,eu já sabia e mesmo assim não conseguia controlar minha mente! Fazia programações, tudo detalhado na minha mente a cada hora programava o que faria,enquanto acredito que uma pessoa sem ansiedade consegue dividir seus pensamentos a minha gira sem parar,não penso em algo especifico: Penso em mil coisas ao mesmo tempo. Esse ano minha mente não aguentou tive uma crise seguida de choro,raiva de horário escondi todos os relógios de casa.Tenho pânico quando a algo programado com hora marcada para fazer. Tenho crise de vômitos ,diarreia e dores na nuca muito forte! Hoje faço tratamento com psicologa ,psiquiatra e acupuntura!

Avatar for Miguel Lucas
leonel

este é um artigo bastante interessante e esclarecedor gostei da dica de qdo se deve procurar apoio medico mas gostaria de mais esclarecimentos como a pessoa deve evitar álcool e nicotina que altera o humor e a mente a pessoa tbem não deve fazer uso de nenhum medicamento sim ou não ? é que acredito que tenho um caso na família e se possível gostaria de receber um email com mais detalhes de como proceder e qual profissional devemos procurar grato

Avatar for Miguel Lucas
Marcelina Mattos

O álcool pode temporariamente reduzir a ansiedade e a preocupação, mas quando o seu efeito desaparece, prejudica ainda mais os sintomas de ansiedade, usar o álcool para aliviar os sintomas do transtorno de ansiedade generalizada pode levar a dependência. Fumar quando você esta se sentindo ansioso também não é uma boa ideia, apesar de pareçer que os cigarros são calmantes, a nicotina é um poderoso estimulante, fumar aumenta a exictação, aumentando a ansiedade também, sei disso porque minha tia fumava muito, acho que um maço por dia, e ela teve problemas sérios…eu acho que se a pessoa ja bebe e fuma , tem que saber o quanto ela ja esta viciada, ou só usa a bebida e o cigarro, como meio de fugir dos problemas? e aí sabendo disto acho que é presiso buscar ajuda para o emocional, acho que o que vai ajudar, é um psicologo.
Abraços.

Avatar for Miguel Lucas
Marcelina Mattos

Olá,Dr.Miguel Luiz, obrigada por esta bélissima pagina, vou aproveitar muito.
Bom por onde começo? 1969 bem acho que desde a minha infância ja tenho ansiedade, quando tinha 2anos minha mãe morreu e eu só tinha mais um irmão, fiquei com meus avós maternos, até meu pai me tirar deles com 2 anos e nove meses, para morar com ele e sua nova mulher que tinha dezessete anos, fiquei com eles acho que até os 5 anos, tenho algumas lembrãnças de que ela judiava muito de mim e meu irmão, por isso fui morar com meus avós paternos, por insentivo de um tio que foi nos visitar e percebeu a situação, fiquei com minha avó paterna até os 14 anos, bom como era avó e ja tinha seus filhos criados, ela só tomava conta para que eu e meu irmão não passassemos fome e roupa e banho, carinho e atenção nada, me virei na escola sózinha ela nunca foi em nenhuma reunião da escola, e toda vez que tinha festa das mães na escola eu ficava triste, e eles não pediam ajuda financeira para o meu pai, porque era filho deles, e o meu pai formando outra familia longe de mim e meu irmão, quando tinha 8 anos fui molestada sexualmente por um parente ele tinha 35 anos casado e com filhos que são meus primos , fiquei com medo e não contei pra ninguém, meu vô paterno morreu com 60 anos eu amava ele, aí fomos morar com umas das filhas da minha vó (minha tia) quando tinha 11 anos, fui molestada por outro parente que tinha seus 22 anos, aconteceu a mesma coisa não falei nada pra niguém, com 12 anos minha avó me arrumou um emprego em casa de familia, a casa era enorme 3 quartos um baheiro,sala, sala de estar, cozinha, lavandeiria e um quintal enorme tudo com azulejos, entrava as 8hrs. da manhã, e saia as 15hrs. da tarde porque estava na escola na 6ª série e saia as 20 hrs. da escola, fiquei assim até tirar a 8ª série com meus 14 anos e trabalhando, quando tirei a 8ª série fui morar com meus avós materno 1984,ja ia fazer 15 anos pensando que mudaria de vida, assim que cheguei do lado da minha avó materna ela também tinha problemas com a família meu vô que bebia muito e ficava alterado, e a unica filha que ela tinha, depois que minha mãe morreu (minha tia), estava com problemas no casamento, ja tinha um filho de 5anos e 3 anos e um de 2anos, seu marido tinha um pequeno comércio fui trabalhar com ele tinha 15 anos e nove meses, o comércio não tava nada bem e era em outra cidade, uns 20 kilometros + ou – de onde minha tia e avó morava, então fiquei na encruzilhada , ficava trabalhando pelo menos para me sustentar e morar alí? e já que ele tinha um comércio, resolvi ficar e trabalhar, porque ela era minha unica família do lado da minha mãe… e o meu pai nada dele (com outra família) então começou miha saga , trabalhando no comércio ajudando a levantar ele, dos meus 15 anos até aos 44 anos sem tirar uma féria, tirava finais de semana que tinha um feriado no meio, uma semana e nada mais, minha tia só ficou como dona de casa, nunca trabalhou comigo no comércio, eu tomava conta de tudo burocrático, financeiro, balcão e em casa ajudei ela criar os filhos dela ja que quando vim morar com ela, ela ja tiha um filho de 5anos um de 3anos e uma de 2anos (e eu amo eles ^.^), bom com isso no cómércio fui ficando com hiperactividade, com sensação de sufocamento e falta de ar, nó na garganta, coração acelerado, palpitações,dor no peito pensando que ia ter um ataque de coração,insonia tinha crise de pânico só que não sabia que era isso, dor no pescoço ombro e dormência na face e na cabeça, sensação de ter uma faixa apertada em volta da cabeça, pensava que ia ter um AVC, azia,indigestão,diarréia, tive umas 2 crises de emagrecer e engordar de novo, fora os problemas que tinha com menstruação era emorragica, ja que vinha uma semana inteira com bastante sangue vivo e cólicas fortissimas, tive até que fazer 2 cirurgias no utero para retirada de cistos,problemas hormonais,bom por último agora fiquei com uma depressão profunda que é sintoma da ansiedade, com sentimentos suicidas,emagreci de novo, fraqueza no corpo inteiro (falta de energia como se tivesse sido sugada) sudação nas maos e pés, rapido esvaziamento gástrico,tremores tanto interna como externa,vontade de urinar toda hora,sensibilidade ao som, boca seca,choque elétrico no corpo,despersonalização, tenho cistos nas duas mamas e doem e tenho dois miomas no útero, bom acho que é isto, no momento faço tratamento com psiquiatra e depois vi que não tava dando certo fui também num psicólogo ainda continuo em tratamento. ^.^

Avatar for Miguel Lucas
Marcelina Mattos

no começo quando tive crise de pânico, não sabia o que era isso, fui aprender depois, coração acelerado, falta de ar, querentdo sair correndo, um aperto na cabeça pensava que ia ter um ataque de coração ou um AVC, fazia me levarem no hospital, mas no caminho do hospital já ia melhorando, chengando lá ficava esperando para ser atendida e ia melhorando mais, só ficava elétrica e assustada
fazia eletro não dava nada só dava um pouco de pressão alta que é um sintoma daquela situação toda, ansiedade excessiva . Tomei Prozac, lexapro,
pondera,escitalopram,Topiramato,Olanzapina,Revotril,cloxazolam,NADH, tudo esta no seu sistema emocional, se vc conseguir tentar controlar isso já é um começo, mas não dispense remédio para ajudar e um psicólogo 😀

Avatar for Miguel Lucas
Alexandre Rodrigues

Muito bom o artigo. Parabéns! Me identifiquei e muito… com certeza tenho transtorno de ansiedade generalizada…. ficará ate mais facil a alto ajuda… irei procurar chegar meia hora mais cedo no trabalho para fazer o relaxamento e começar bem o dia. Novamente, parabéns pelo trabalho!

Avatar for Miguel Lucas
lucia

Otimo artigo me ajudou muito, fui diagnosticada com TAG, VOU SEGUIR SUAS DICAS.

Avatar for Miguel Lucas
marise

Vc sente medo, Lucia?

Avatar for Miguel Lucas
Dgouveia

Nossa, da um livro o seu artigo, vc e uma moça de muita coragem parabéns eu tenho toda certeza que vc já venceu esse obstáculo na sua vida, eu também tive os meus quem sabe um dia tenho coragem de contar aqui pra vcs, Eu aprendi que na vida nos encontramos muitas curvas na estrada e só ter calma pra ñ escorregar nelas ai fica tudo bem…..Abs.

Avatar for Miguel Lucas
Mirian

Após um acidente de carro foi diagnosticado o TAG, fiz tratamento, usei medicação indicada pelo psiquiatra e melhorei bem. Porém de uns. Ias pra cá voltei a sentir alguns dos sintomas, não tão fortes, mas que acometem principalmente meu sono, como agora, quatro da manha e acabei de ler o texto, que me ajudou muito, pois estava me sentindo muito mal, pensando até em ir para o hospital como aconteceu essa semana( náusea, tontura, um terrível mal estar e a pressão sobe) , como sou hipertensa e moro sozinha, nesses momentos o medo aumenta e me sinto muito mal. Gostei muito do li e fiz os exercícios, estou me sentindo bem melhor e vou procurar lembrar das dicas nesses momentos de terrível ansiedade.

Avatar for Miguel Lucas
MArcelina Mattos

0i Mirian eu também, moro sozinha e tomo remédio de pressão, fiquei sabendo que tinha TAG a pouco tempo, nesse site, e olha que sofro disso desde criança, com sensação de sufocamento e falta de ar, nó na garganta, coração acelerado, palpitações,dor no peito pensando que ia ter um ataque de coração,insonia tinha crise de pânico só que não sabia que era isso, fui aprender depois, dor no pescoço ombro e dormência na face e na cabeça, sensação de ter uma faixa apertada em volta da cabeça, pensava que ia ter um AVC, azia,indigestão,diarréia, tive umas 2 crises de emagrecere engordar de novo, fazia me levarem no hospital, mas no caminho do hospital já ia melhorando, chengando lá ficava esperando para ser atendida e ia melhorando mais, só ficava elétrica e assustada
fazia eletro não dava nada só dava um pouco de pressão alta que é um sintoma daquela situação toda, ansiedade excessiva . Tomei Prozac, lexapro,
pondera,escitalopram,Topiramato,Olanzapina,Revotril,cloxazolam,NADH, tudo esta no seu sistema emocional, se vc conseguir tentar controlar isso já é um começo, mas não dispense remédio para ajudar e um psicólogo 😀
COLOQUEI MEU POST AQUI TBÉM TEM 2, MAIS O MAIOR É O PRINCIPAL, UMAS 6 MENSAGENS ACIMA. (´Meu e-mail é mar_mimo @yahoo.com.br)

Avatar for Miguel Lucas
kennerson

Ola, excelente post.
Tenho TAG, e isto esta provocando um pequeno aumento de pressao em momentos de ansiedade, picos de 14/9, 14/10… isso eh provavelmente causas de ansiedade. Isto pode ser prejudicial ou faz parte dos sintomas, eh normal?

Avatar for Miguel Lucas
Marcelina Mattos

é a ansiedade causa um aumento de pressão, a minha chegou a 16/12, 14/10 ta no marmal a nossa pressão varia muito durante o dia, se vc estiver trabalhando, e se movimentando é normal, não é normal quando vc esta de repouso, por exemplo deitado descansando, e vc vai medir ela esta 14/10 esta um pouco alta, mas não é nada alharmante,coloquei um post meu aqui parece um livro 🙂 agora estou praticando alguns exercícios que tem aqui nesta pagina, que ajuda a controlar a ansiedade um pouco, pra quem já sofre a muito tempo é complicado, que o dr. Miguel Lucas colocou, abraços.

Avatar for Miguel Lucas
Paulo Roberto

Miguel Lucas.
Só posso dizer é que você é maravilhoso !
Sou psicopedagogo aqui em São José do Rio Preto – SP. Trabalho com reprogramação emocional
Também via skype.
Adorei seu site peço que me diga quem montou pra você, são bons profissionais
Estou montando um portal do controle emocional e, se você permitir, adoraria citar suas obras e dicas, pois me, já indico aos meus clientes e eles adoraram conhecê-lo.

Muita paz e forte abraço.
Parabéns.

Paulo Roberto

Avatar for Miguel Lucas
Alan Faria

Seu artigo foi extremamente útil para min!!!!! Grato. !!!!!! Alan

Avatar for Miguel Lucas
Ana lucia

Amei o Artigo e me identifiquei Demais.
Eu tenho muitos dos sintomas citados, que sensação horrível, eu acho que desde de pequeno tenho esses problemas , mas agora é como se fossse uma boma relógio tudo de vez,Há uns 3 anos atrás fui no neuro que disse que eu ia dá um AVC, eu fiquei louca com aquilo na mente, ele me receitou Topiramato e outro medicamento que eu não usei.
Com o passa do tempo fiquei com aquilo do AVc na mente e comecei a desencadear vários sintomas de ansiedade, como desespero,dor de cabeça, inquietação,desânimo e outros males,eu não consigo mais viver ando triste nada me alegra, tenho 3 filhos inclusive uma menina de 3 anos que depende de mim,Meu Deus eu Não Aguento mais.
É muito assustadora essa doença deixa a pessoa debilitada eu vou Lutar para Ter a Minha Vida De Volta…

Avatar for Miguel Lucas
Marcelina Mattos

Oi ana lúcia, eu tinha esse problema tbém, a minha cabeça doia e adormercia do lado esquerdo aí me dava crise de panico e eu pensava que ia me dar um AVC, tive isso vários anos até começar a compreender que era tudo do meu pensamento, como eu pensava fui aos poucos afirmando minha mente que não era um AVC melhorei um pouco, mais até hoje ainda de vez enquando quer me dar, faça um treinamento que tem nessa pagina, talvez te ajude a controlar (PRATICAR TÉCNICAS DE RELAXAMENTO) eu fiz e ta me ajudando 🙂

Eu tenho um comentário aqui tbém esta como (Marcelina Mattos) de 09/08/2013

Avatar for Miguel Lucas
Leda Parente

Muito obrigada Dr. Miguel por esta matéria maravilhosa. faço tratamento a 6 meses com assert de 50mg e frontal de 0,5. Antes eu sentia o coração acelerar e tinha medo de morrer, ficava em panico,então melhorei um pouco e agora tive uma grande perda( minha filha de 18 anos foi assassinada) em 21-9-13 e parece que esta voltando tudo, só que agora ao invés do coração acelerar sinto bradicardia, toda hora estou aferindo a pressão com medo do batimentos cardíacos ficarem lentos demais e acho que vou morrer por isso. Gostaria de saber mais sobre essa inversão de sintomas.

Avatar for Miguel Lucas
Luciano Cordeiro

Olá bom dia!! Muito obrigado pelo artigo extremamente esclarecedor!!
Já fui muito ansioso e por conta disso fui parar no remédio de tarja preta e na depressão em alguns momentos e hoje, luto para me libertar dele.
Mas sei que ainda não estou preparado e sei que uma hora consigo , senão for uma será duas rsrs.
Faço a técnica de respiração ..mas sinto todos os sintomas de hiperventilação..será que é pq as vezes faço numa frequência exagerada e ritmo também..qual seria a frequência e ritmo corretos?

Avatar for Miguel Lucas
schena caroline prestes

hoje eu li esta pagina e me senti melhor pois estou certa de que tenho transtorno de ansiedade generelizade e vou procurar fazer tudo oque li para ver se me ajuda mais creio que deus vai me ajudar.

Avatar for Miguel Lucas
rafael

o que mais me incomoda sao as dores no peito. como esssas dpres irao passar? ajuda pfv tenho 19 anos

Avatar for Miguel Lucas
Italo Souza

Ola, boa tarde!

Minha primeira vez no site e me vi descrito nessa matéria. Acabo de descobrir que tenho TAG. Tenho 90% dos sintomas citados e o principal deles é a preocupação excessiva com "o que vai acontecer se…". Seguirei suas dicas, afinal, minha ansiedade me incomoda muito e quase sempre aparece em momentos inoportunos, como na hora de dormir, por exemplo.

Obrigado pela matéria, muito boa e clara. Já está nos favoritos!

Avatar for Miguel Lucas
Marise

Obrigada pela matéria, fui diagnosticada recentemente. Essa materia me ajudou muito.

Avatar for Miguel Lucas
IVONETE

ADOREI A MATÉRIA E ME IDENTIFIQUEI COM O TAG, IREI SEGUIR TODAS AS DICAS.

Avatar for Miguel Lucas
Ana Mantovani

Olá! Miguel.
Me identifiquei muito com esta matéria, as dicas são muito uteis.

Obrigada,

Avatar for Miguel Lucas
Jefferson Zapff

Ola Miguel,
Gostaria de dar os parabens pela sua matéria, pois eu tenho esses sintomas à muito tempo mesmo e sempre fico pensando no pior e sempre pensando que nao é nada mas isso só por fora pq por dentro estou morrendo de preocupação.
Mas hj resolvi pesquisar os sintomas que estou sentindo, sinto muita tontura, desconforto intestinal, falta de ar e e os sintomas que vc relata na matéria. Me identifiquei muito e o simples fato de ler esse artigo e ver que esses sintomas não são graves na mesma hora me veio uma sensação de relaxamento.
Muito obrigado mesmo, agregou muito valor para mim !!!
Um forte abraço

Avatar for Miguel Lucas
Leo

belo texto e otimo site me ajudou muito!

Avatar for Miguel Lucas
vanessa

Oi gente, passo por isso a uns 2 anos mais ou menos, comecei com falta de ar incontrolavel ai procurei ajuda medica e descobrir que eu estava com transtorno de anciedade, crese de panico e começo de depressão,nao foi facil me deram varios remedios ao contrario de outros casos perdi 14 kilos passei por momentos bem dificeis sentia dores horriveis, meu corpo adormecia inteiro, dor no peito parecia que eu ia ter um infarto, mais isso tudo nao passava de anciedade passei por 2 medicos e a segunda medica me receito alguns remedios, mas nada me fazia bem, até que um dia eu falei pra mim mesma vou mudar de vida nao quero mais isso pra mim comecei a fazer exercicios fisicos(academia) sair com minhas amigas, ocupava minha cabeça com qualquer coisa sempre tava arrumando algo pra fazer e sabe oque me aconteceu ? por incriel que parece eu nunca mais vim a sentir nada disso que eu sentia, parei meu tratamento na metade joguei meus remedios fora falei que ia mudar e mudei,mais infelizmente estou começando a me sentir mal denovo, dores inesplicaveis, medo de tudo, mais acredito q vou conseguir sair dessa denovo vou começar ame exercitar denovo a sair mais com minhas amigas bucar mais pensamentos positivos eprocurar ser forte o bastante pra mim vencer esse medo denovo acredito que eu consegui uma vez e qualquer um de nos podemos conseguir basta acreditar, ter fé. Queria agradecer ao post me ajudou bastante a ter vontade de me cuidar novamente, pq quem ja passo por isso e ficou melhor depois ter que passar denovo nao é facil mais vou conseguir se Deus quiser e ele quer.

Avatar for Miguel Lucas
Dri

Vanessa, to passando por uma situação semelhante, tenho várias dores no peito do lado esquerdo, já fui em vários médicos, inclusive o último eletro que fiz foi dia 23 de dezembro e deu tudo normal, dia 24 agora,senti um pontada no peito, fiquei desesperada e estou até agora, não sinto falta de ar, só dor no peito e dor de cabeça, então acho que vou ter um infarto, avc e aneurisma. Tenho isso faz alguns meses, mas dia 01 de dezembro minha mãe faleceu e ai piorou tudo, começou a formigar as pontas dos dedos da mão esquerda, mas todos os médicos dizem que e a situação que estou passando, não tomo nenhum remédio, o médico não quis me dar, tenho pressão baixa, só no dia do enterro deu um pico de 14.9, mas baixou rápido e sem remédio, o médico disse que foi a situação que estava vivendo. Tenho uma filha de 3 anos que precisa de mim, meu marido não acredita em mim, em vez de me ajudar me fala um monte, que se eu continuar assim vai me largar, mas não procuro isso, a sensação vem do nada e vai embora do nada, tem hora que sinto meu peito gelado, como se tivesse sendo aplicado um líquido gelado nas minhas veias.

Avatar for Miguel Lucas
marcos

Dri boa noite!

Tenho o transtorno de ansiedade generalizada sob tratamento psiquiátrico e psicológico – TAG. Sei que a doença explica uma série de doenças de raiz emocional. Sentia dores no peito há alguns anos atrás. Pensava ser cardíaca ou de origem pulmonar. Terminei descobrindo que tenho refluxo gastro-esofágico decorrente de um problema gástrico (hérnia de hiato). Tinha fortes dores na região torácica central, frequentes azias e mal estar geral. Depois de iniciar o tratamento estomacal, os sintomas sumiram. Sugiro, portanto, consultar um médico e avaliar a possibilidade de realizar um exame de endoscopia. Eu tinha medo de fazer o exame, mas depois que fiz a 1° vez não tenho medo de fazer a 2°. É muito tranquilo e com o sedativo não sentimos nada

Avatar for Miguel Lucas
ana paula mendes e silva nobrega

ola meu nome eh ana paula e ha 6 meses sofro deste mal chamado transtorno de ansiedade, que nos faz muito mal, as vezes acho que estou ficando louca, a familia , marido, dificilmente acreditam no que sinto, acham tds que são coisas da minha cabeça e que se eu quiser saio dessafacil,mente, mas não eh assim, sinto fortes pressoes na cabeça, um medo horrivel de ter um infarto, pressão que sobe, nauseas, dores pelo corpo, choques em tds os lugares do corpo, desnimo, vontade de chorar, tristezas, e vivo para chorar e isso eh muito ruim tenho muita fé em deus que vou sair disso, comecei tomando reconter, agora o medico mudou para dorarem e disse que nao preciso de calmantes, pois temo um bom aspecto no rosto, mas como sofro, quero sir disso, por favor me ajudem…o meu cardiologista ja me mandou fazer box para estravazar minha ansiedade, se deus quiser isso vai passar, me ajuda doutor!

Avatar for Miguel Lucas
dri

Oi, Boa tarde!! estou passando por isso, me passe seu email para que possamos conversar, não sei mais o que fazer.

Avatar for Miguel Lucas
Katiucia

Parabéns pela iniciativa em ajudar pessoas que como eu que sofre de TAG, eu fiz um ano de tratamento com pondera mas o problema acabou voltando, fora que os efeitos colaterais dos remédios são horríveis, sem dúvida as técnicas que você ensinou de respiração profunda, alimentação e pratica de exercícios físicos são muito mais eficazes do que um tratamento com medicação cheios de efeitos colaterais.

Seu site é muito esclarecedor, parabéns!

Avatar for Miguel Lucas
fabiana

olá meu nome é fabiana tenho 20 anos e ah pouco tempo descobri que tenho transtorno de ansiedade é muito dificil lhe dar com tudo isso no começo achei que estava com problema no coraçao pois ele batia muito rapio e sentia dor no peito e xeguei ah ir varias vezes ao hospital achando que estava infartando e todos diziam a mesma coisa stress nervosismo ate que depois de fazer varios exames me diagnosticaram com transtorno de ansiedade generalizada e comecei a tomar o tratamento mais ainda enfrento algumas crises principalmente pq alguns dias suspendi o remidio ou seja voltou td de novo dai cmecei tomar de novo e tenho fé q agora vou prosseguir com o tratamento e voltar a minha vida normal. e a todos que sofrem desse mal tenham fé pois tudo passa e acreditando em deus somos vencedores…

Avatar for Miguel Lucas
Dri

Dr. adorei a matéria, acho que tem TAG, to passando por uma situação semelhante, tenho várias dores no peito do lado esquerdo, já fui em vários médicos, inclusive o último eletro que fiz foi dia 23 de dezembro e deu tudo normal, dia 24 agora,senti um pontada no peito, fiquei desesperada e estou até agora, não sinto falta de ar, vomito, dores no braço, só dor no peito e dor de cabeça do lado direito perto dos olhos nas temporas, então acho que vou ter um infarto, avc e aneurisma. Tenho isso faz alguns meses, mas dia 01 de dezembro minha mãe faleceu e ai piorou tudo, começou a formigar as pontas dos dedos da mão esquerda, mas todos os médicos dizem que e a situação que estou passando, não tomo nenhum remédio, o médico não quis me dar, tenho pressão baixa, só no dia do enterro deu um pico de 14.9, mas baixou rápido e sem remédio, o médico disse que foi a situação que estava vivendo. Tenho uma filha de 3 anos que precisa de mim, meu marido não acredita em mim, em vez de me ajudar me fala um monte, que se eu continuar assim vai me largar, mas não procuro isso, a sensação vem do nada e vai embora do nada, tem hora que sinto meu peito gelado, como se tivesse sendo aplicado um líquido gelado nas minhas veias. Sinto uma sensação de medo, uma coisa estranha no peito, ai fico com mais medo ainda, me dá um desespero, fico com vontade de arrancar o peito, saio andando como louca pela casa, para passar, começo a tentar desviar meus pensamentos para outras coisas, mas isso acontece do nada, assistindo novela, por exemplo, to com minha cabeça voltada para ela, ai começo a ter esses sintomas, tenho medo de dormir e passar mal, e morrer sem socorro, ai demoro a dormir, e acordo do nada para ver se to viva, preciso urgentemente de ajuda, Você poderia me ajudar?? Se sim me informe como,

Avatar for Miguel Lucas
Tiago Coelho

Dri relaxa estou passando por isso, ate no liquido gelado, tu não vai morrer, alias um dia todos nos iremos, eu consegui perceber meu problema rápido, eu tinha sensação de desmaio, parecia que entrava uma coisa no meu nariz e eu ia desmaiar, falta de ar, preocupação de morte e perigo constante, tive ata cardia e fui no cardiologista, bati eletro e nada, formigamento nas mão, suores frios, dores no corpo, sensação desconfortável no peito, ao respirar fundo sentia desconfortável, tinha medo de tomar remédio, estou tomando zoloft 50 mg, receitado pela minha psiquiatra, as 2 primeiras semanas no inicio do remédio foram as piores, parece que veio tudo o dobro, eu só rezava, ia na igreja duas vezes na semana, quando vê passou, tenho que fazer um ano de tratamento com o remédio, e vou fazer e depois vou diminuir a dose ate parar, com o auxilio da minha medica, sei que sou capaz ainda mais acreditando em deus, e tendo a fé que tenho, faço exercício, mudei minha alimentação, como muita granola, aveia, nozes, saladas, peixe, muitos passeios na natureza, escute muita musica e os resultados são fantásticos, o cafe é um grande inimigo, coca cola, chimarrão, isso se for usado deve ser com muita moderação, muito pouco.

bom bola pra frente e fé em deus, hoje estou melhorando, e vou vencer e quero que todos vençam, quem tem ou teve este problema deve ter o maior prazer de ajudar quem esta com dificuldade de ser orientado, e seu marido tem que te apoiar!

bejoo e abraços e se apeguem em deus, antes disso nem acreditava nele, mais hoje sei que ele existe!

Avatar for Miguel Lucas
kédma

tudo o que esta escrito acima acontece comigo, eu achava que so eu tinha essas coisas, mais hoje vejo que não… eu so queria acordar e ser normal como eu era antes sem preocupação e viver tranquilamente, ai vem a pergunta será que um dia eu serei normal outra vez? não aguento mais sentir isso….não sei onde procurar ajuda pois já tentei varias vezes e vários lugares mais nada surgiu resultado, estou desanimando NAO AGUENTO MAIS.

Avatar for Miguel Lucas
cléia

Há uns tres anos tive uma crise, acordei a noite com dor de cabeça e o meu lado esquerdo
tava todo tremulo nem consegui andar sozinha. Fui o hospital o médico nao me disse nada só pediu um exame de sangue para ver o açucar no sangue. E agora tenho essas sensações de desmaio, dores de cabeça, pontadas.Sinto dores de cabeça mais de lado direito, perto dos olhos tambem e parece que o meu lado do rosto direito vai adormecendo vindo alguma coisa para o meu nariz. Fico com muito medo de ter um AVC Ou Aneurisma. Sinto tambem dores no peito do lado do coração, pontadas e ate meu braço dai. por favor me ajude tenho muito medo de morrer de ser uma doença grave.

Avatar for Miguel Lucas
Drica

Dr bom dia! Primeiramente parabéns pelo artigo: muito esclarecedor. Comecei uma pesquisa buscando por ansiedade, quando li algo sobre ansiedade generalizada e, em outra pesquisa, cheguei a seu artigo. Passei por muitas mudanças nos ultimos anos: não tenho filhos, segundo casamento, convivio com enteados (embora seja tranquilo, nos damos mutito bem, é um novo estivo de vida), vida profissional alterada de empregada para autonoma. Sempre fui ansiosa e, também, me considero impulsiva. Neste periodo, tive um aumento de peso de 10 Kg, mas sem ter mudado meus habitos alimentares, que não fogem muito de uma dieta bem balanceada, claro que aos finais de semana, como tenho uma vida social ativa, tem um choppinho, um petisco… mas tenho certeza q isso não contribuiu. Comecei ha dois meses atividade fisica, mas sinto uma ansiedade me sufocar…não sei o que fazer, pois a minha angustia e combater este peso que está em assutando….

Avatar for Miguel Lucas
Lucas Silva

Tenho 16 anos, e desde quando completei meus 14 anos estou tendo diversos transtornos de ansiedade horríveis de suportar. Tudo piorou quando tive que fazer educação física com uma outra turma com idade superior que a minha. Tive problemas de auto-estima, pensar na minha morte (e como as pessoas reagiriam com ela), sem contar que meu coração passou a acelerar tanto que eu sentia que eu poderia desmaiar a qualquer momento ou vomitar na frente de todos, me sentir inferior a todo mundo e dentre outros. Por eu ser mais magro que os demais, sempre me dizem para eu comer mais do que eu como ( e não, eu não como pouco, como bastante comida gordurosa e se eu engordar 1kg dou "Graças a Deus", sinto-me horrível por não conseguir engordar iguais os demais)…

Os problemas de vômito são os que mais me deixa apreensivo. Desde de pequeno, desde a época em que minha mãe batia nas minhas costas para eu arrotar, eu chorava muito pois sempre pensei que poderia vomitar. Sempre tive uma certa fobia de vomitar ou os outros vomitar em cima de mim ou perto. Sempre fiz de tudo para não vomitar, consegui ficar dois anos sem vomitar mas não teve jeito ficar mais, em 2011/2012 tive algum problema desconhecido para mim até hoje, pois de uma hora para outra eu me senti bastante desconfortável, com muito enjoo e de repente tudo apagou, fiquei cego, literalmente. Tudo melhorou quando consegui vomitar, pois cada vez que eu vomitava eu conseguia enxergar um pouco mais, até chegar ao 100% e enxergar tudo normalmente. Foi a única vez que eu agradeci por eu vomitar, sinto que eu não voltaria a enxergar se não vomitasse.

Ano passado e esse ano, tudo piorou, principalmente agora nas férias. Sempre amei ficar em casa, acredito que não seja algum problema de depressão (ou talvez seja), mas eu sempre gostei de ficar em minha casa, por mim ficaria um ano completo em casa, sem mentira. Nessas minhas férias tenho ficado bastante em casa, do jeito que eu gosto, porém minha família quis ir muito para um clube e me levar para lá, e para que eles não se sentissem maus se eu dissesse não, acabei aceitando. A véspera para eu ir nesse clube foi horrível, resume-se em: insônia, muita ansiedade, muito enjoo. Sinto que quando eu preciso ir à algum lugar que eu não queira ir, eu prefiro o mais rápido possível estar logo lá, do que ficar apreensivo esperando esse dia chegar.

Nesse ano começarei a trabalhar de aprendiz e antes mesmo de começar já estou bastante nervoso, pois nunca trabalhei e tenho medo de fazer tudo errado. Trabalhos da escola e estar em público me deixa bastante nervoso e às vezes tenho que perder nota para que eu não possa desmaiar, vomitar ou alguma coisa do gênero na frente de todo mundo. Quando me dizem para me acalmar me faz ficar pior, meu nervosismo fica muito pior. O que mais me deu medo foi uma vez em que tive apresentar um trabalho fácil de inglês e minha ansiedade e nervosismo ficou tão grande que meu coração ficou batendo tão forte, meu enjoo ficou tão grande que eu achei que eu iria morrer, sem exageros. Até para receber provas tenho tido esses problemas. O que mais me dá raiva é que antes eu não tinha esses problemas sabe? Ia para um clube normal, apresentava um trabalho excelente, recebia as provas tranquilamente. Tinha ansiedade e nervosismo? Tinha claro. Porém era aquele normal, que qualquer pessoa tem. Sinto as vezes que não consigo comandar o meu corpo, por mais que eu queira e tente.

Fui ao médico, passou exames de diferentes tipos e descobriu que eu estou com uma infecção urinária, sendo que eu não estou sentindo absolutamente nada de anormal. Então o médico pediu para eu fazer outro exame de urina e estou aguardando a resposta. Mas isso não está me afetando em nada e o que os meus problemas de ansiedade e nervosismo estão sendo deixados para depois enquanto isso, sendo que tenho poucos dias para voltar a estudar e começar a trabalhar.

Gostaria de resolver esse problema o mais rápido possível, quero me sentir seguro outra vez, sem precisar ficar saindo de casa toda vez para conseguir recuperar minha auto-estima, minha ansiedade e nervosismo normalizados.

Abraços.

Avatar for Miguel Lucas
tatiana

Ótimo artigo.Parabéns.

Avatar for Miguel Lucas
Ricardo Freddi

Já fui diagnosticado com TAG. A coisa realmente é brava, mas da forma que você explanou, surge uma grande ajuda para tratar do problema.
Meus sinceros agradecimentos pela matéria postada.

Avatar for Miguel Lucas
ofelia Rolim

Gostei muito, meu filho mais novo tem 35 e foi diagnosticado o tag, esta tratando a mais ou menos três anos com uma psiquiatra mas até o momento não ouve uma melhora aparente, basta sofrer qualquer tipo do fatos mencionados acima, ele fica muito depressivo. enfim. Vou tentar ajuda-lo com as orientações acima e vou mudar de profissional. obrigada

Avatar for Miguel Lucas
Rita

Boa Noite
Comprei o seu livro dos ataque de pânico e tem sido um suporte enorme. Tenho ansiedade generalizada e tenho ataque de pânico. Tomei medicação e estabilizou… depois reduzi a medicação e as coisas até andavam estabilizadas… os ataques de pânico já eram mais controlados e tudo se parecia encaminhar… até que… comecei a sentir extra sistoles que me deixam assustada… agora fiz exames médicos e estou a espera dos resultados… se os sintomas forem derivados da ansiedade estava a pensar fazer acupunctura… acha que ajuda? Gostava de conseguir ignorar estes sintomas e seguir uma vida normal… Sim porque as tonturas constantes também não me ajudam no dia a dia… Aconselho o seu livro a pessoas que sofram de ansiedade e ataques de pânico.

Avatar for Miguel Lucas
Marli

artigo maravilhoso, esclarecedor e que tenho certeza que irá me ajudar muito.
obrigada

Avatar for Miguel Lucas
Maria

Olá! Gostaria muito que me respondesse Dr. …
Pois, ultimamente estou passando por uma fase muito difícil na minha vida. Sou advogada, e me formei no ano de 2011. Após a conclusão do curso de Direito, me submeti várias vezes ao exame da OAB. Contudo, dentre 5 tentativas, acabei conseguindo a tão sonhada aprovação neste exame, que diga-se de passagem ser uma prova muito difícil. Após 3 meses de espera para entrar no mercado de trabalho, estando eu "relativamente bem", pois, a aprovação seria uma grande conquista para a minha vida profissional, me deparei com sintomas muito estranhos, como tonturas, aceleramento cardíacos, mãos trêmulas, insônia, fortes dores de cabeça e uma inquietação enorme! Foi quando após realizar exames de coração, o médico então diagnosticou o meu problema de ANSIEDADE. Contudo, fiz tratamentos com Rivotril sub lingual de 0,5 e clonazepam de 0,20 mg, nos quais proporcionaram a minha melhora de todos aqueles sintomas, graças a Deus! Em menos de 1 mês, me senti muito bem, e comecei a trabalhar em um escritório de advocacia. Contudo, devido aos estresses da profissão, mal reconhecimento, mal remuneração, e trabalho escravo.. rsrsrs comecei a me sentir muito mal com aquela situação, pois, tinha estudando tanto, me sacrificado tanto, para não ter condições financeiras para nada! Andar de ônibus, soar muito a camisa e não ver a situação mudar em absolutamente nada! comecei então a ter recaídas, me sentir deprimida e desmotivada para continuar naquela profissão que para mim era tudo o que eu queria para a minha vida! Daí então, nesse mesmo período de tempo, meu namorado passou em um concurso muito bom da área jurídica, conquistando uma boa vida financeira, como também adquirir bens. Diante daquele momento, comecei a enxergar, que a solução para os meus problemas seria também conseguir aprovação em algum concurso público, qualquer que seja! Contudo, aquilo se tornou algo muito desejado por mim. Pedi para sair do escritório em que eu trabalhava para abrir o meu próprio com mais 2 amigos, onde estou até hoje. Pois, tomei esta decisão com o objetivo de estudar para concursos públicos, pq teria mais flexibilidade nos meus horários e mais tempo para me dedicar a estudar. Contudo, a minha situação ainda permanece a mesma… Foi daí que os sintomas começaram a persistir até o presente momento. Me sinto extremamente desestimulada para estudar, dificuldade em me concentrar, e a todo momento me vem a minha auto -cobrança para sair daquela situação.. Isso está me afetando muito, pois, não consigo pensar em outra coisa a não ser estudar, estudar e estudar! Mas por outro lado, me vem o medo e a angustia de não ter forças para mudar esta situação. Não sei o que fazer! Tento me distrair com outras coisas, conversar com outras pessoas e tudo mais… Mais, quando chego em casa me vem na cabeça todos esse problemas, juntamente com a ansiedade de querer estudar… fujo de mim mesmo a todo momento! Meu Deus, eu não era assim!!! A todo tempo penso neste problema, e não consigo estudar em momento algum… Queria saber se meu problema é realmente TGA? Tenho medo de viver assim pelo resto da minha vida, e esse problema atrapalhar ao meus planos de passar em algum concurso e voltar a ter a minha vida como era anteriormente.. Tenho medo de perder o meu namorado, por conta desse problema. o que devo fazer? Grata!!!

Avatar for Miguel Lucas
marcos

Prezada Maria, boa noite!

A situação que você narrou é idêntica a minha. Formei-me em direito em 2006 e obtive aprovação na OAB em 2007. Como assumi um cargo de nível médio em um órgão federal em 2007, nunca dediquei-me a advocacia. Exerci apenas algumas pequenas tarefas, diga-se com muita insegurança.
Sempre fui muito ansioso. Creio que "aprendi" com minha mãe na infância e a desenvolvi nos meus 33 anos de idade. Até uma certa época a ansiedade não chegava a ser um problema. De alguns anos para cá, as situações agravaram. Lembro que na época do vestibular a ansiedade certamente atrapalhou nas provas. E depois da faculdade sempre fiquei com a sensação de frustação, afinal os formados em Direito geralmente almejam certos cargos (procurador, promotor, juiz etc) ou satisfação na atividade de advocacia (privada).

Apesar do cargo que ocupo ser de nível médio, o exercício da atividade exige uma certa dose de raciocínio jurídico. Desde 2007, sempre empenhei-me em fazer o trabalho na melhor forma possível e dentro da "formatação" jurídica. No meu local de trabalho ao mesmo tempo sou aplaudido pelo bom trabalho e ao mesmo tempo execrado por ir além daquilo que um servidor-padrão com formação de 2° grau faria. Esses últimos comentários esgotam minhas energias e me fazem cada dia mais desejar sair de lá (o quanto antes). Porém não estou conseguindo mais estudar bem, estou muito disperso, desanimado, frustrado e não sei o que fazer. Cada dia me senti mais fora de órbita no estudo, raciocino devagar, lerdo etc. Alguns ainda fizeram uma certa brincadeira, por exemplo "também estou estressado e mereço licença médica…". Essas pessoas não entendem que não é simples estresse pontual, mas um quadro geral de quase conturbação que afeta tanto trabalho quanto vida pessoal, principalmente naquilo que exige decisões rápidas.

Estou simplesmente perdido e com sentimento de impotência. Casei-me a pouco tempo e na minha cabeça sempre me cobro para melhorar nosso padrão de vida. Apesar de "não passar fome" a restrição financeira me causa grande angustia.

Diante de todo esse quadro, procurei uma psiquiatra que diagnosticou o TAG. Receitou-me duas medicações controladas e estou afastado do trabalho para melhoria do meu quadro. Aliás, recentemente tive momentos de pico de ansiedade e angustia, razão pela qual seria impossível estar no trabalho. Afinal estar no ambiente de trabalho, mas não produzir ou fazer errado dada a dispersão imensa não compensa. Além disso, tenho receio da pressão alta e de AVC. Antes da medicação, sentia por várias vezes rígida minha nuca- sintoma de pico de pressão alta.

Durante o período de licenciamento – que esta prestes a terminar – senti um pequena melhora no meu quadro geral. Mas ainda sinto medo ou angústia em situações que tenho certeza que é exagero ou descontrole. Às vezes tenho a impressão que a mudança de cargo ou de atividade, de preferência para uma que remunere melhor e/ou que traga mais "reconhecimento" do meu esforço de fazer o melhor seria uma das primeiras soluções, mas sinceramente não tenho certeza também que em outra situação eu também não teria a mesma sensação de angustia.

Não sei muito o que fazer, por isso estou tentando pesquisar o assunto para conhecer mais dele e tentar procurar soluções para mim mesmo. Já tive um consulta também com uma psicóloga, mas sinceramente fiquei um pouco frustado. Tive a impressão que ela disse em outras palavras que eu preciso encontrar por mim mesmo soluções. Tarefa difícil para alguém que tem TAG, concorda? Creio que meu nível de TAG é grande. Até mesmo um livro que começo a ler fico angustiado em terminar logo, de modo que no meio da leitura já começo a dispersar, perder o foco. A leitura fica enfadonha e termino largando de lado o livro.

Tomara que outras pessoas leiam o artigo e comentem. Saber que não sou o único que padece de TAG traz algum conforto. Aliás, já que você falou de relacionamentos, creio que o TAG não é saudável para o casal, afinal tenho me cobrado muito mais depois do casamento, na sensação de que a qualquer hora pode haver um desabamento que prejudicará o casamento (finanças, filhos, doenças cardiológicas etc etc etc).

Enfim, é o desabafo. Não sei o que fazer!!!!

Espero que você Maria não chegue ao mesmo grau de angustia que eu tenho. Torço por você e por todos outros que tenham mesmos sintomas.

Marcos

Avatar for Miguel Lucas
Glauce

Sei bem o que é isso.
Há aproximadamente 5 anos passo por este transtorno. Até descobrir que era TAG sofri muito. Fiz diversos exames no coração pois eu achava que tinha problemas cardiácos. Fui em 5 cardiologistas.
Até que em julho de 2013 resolvi procurar um psiquiatra. Este me falo que eu tinha TAG e me receitou Paxil e tratamento psicológico. Não me dei com este remédio, pois estava me engordando e então o médico trocou pelo BUP. Tomo até hoje, mas há duas semanas meus sintomas voltaram, apesar de ter recebido alta da psicologa. Palpitação, sensação de desmaio, vontade de ficar sozinha. Durante três dias venho sentindo dores no peito e no braço, eu tinha certeza que eu estava infartando. Isto era tão verdadeiro para mim que sentia que a qualquer momento eu ia cair. Me imaginava caindo na rua, em casa, meus filhos chorando por mim, sendo socorrida, enfim todo tipo de pensamentos aterrorizantes. Ontem pesquisando na internet verifiquei que todos os sintomas condiziam com infarto, então fui para o hospital. Fui atendida, relatei meus sintomas sem dizer que eu tinha TAG porque eu realmente queria saber se eu estava infartando.
Como todas às vezes que fui para o hospital o diagnóstico foi que eu não tinha nada nenhum indício de infarto. Quando o médico(que era outro – troca de plantão) me falou isso eu resolvi peguntar se isso poderia ser decorrente da TAG. E perguntou se eu tinha falado isto com a médica que me atendeu. Eu disse que não. Então ele falou que se soubesse disso eu não teria feito nenhum exame, e que eu tinha que avisar para o meu cérebro que eu não tinha nada.
Saí do hospital aliviada e ao mesmo tempo assustada pois mais uma vez meu cerébro estava brincando comigo. Na minha opinião a pior luta e a luta consigo mesmo. Mas não vou desistir. Voltarei ao psiquiatra e a luta continua.
Adorei este artigo pois posso compartilhar e talvez orientar os colegas que passam pela mesma situação.

Glauce

Avatar for Miguel Lucas
Pedro

Oi Glauce e Marcos! Li as suas história e me sinto um pouco identificado com elas. Sou estudante de Direito e apesar de ser bastante jovem, padeço sintomas de TAG desde meus 15 anos mas só fui procurar tratamento com 19. É muito difícil adaptar-se as pressões dos estudos e trabalho. Meu maior problema está no desenvolvimento da vida social, pois se bem não tenho dificuldades para fazer amizades, não consigo "sentir-me como os outros". Acredito que por ter sempre sido demasiado tímido nas relações interpessoais, sou visto como inexperiente, inferior. Por outro lado, não consigo levar adiante novas atitudes, por medo à rejeição, ou por pensar que como não consigo fazê-lo não é isso que quero.
Enfim, acho que é um problema nada fácil más que pensando positivamente, poderemos superar-nos pois dizem que ser felizes é sobretudo uma decisão.

Avatar for Miguel Lucas
lauro

Boa noite Pedro seu problema é complexo de inferioridade, vc tem que acreditar mas na sua capacidade , e não se importar de como as pessoas observem vc!!
Isso é tudo paranoia de sua cabeça, pense alto, eu sou capaz, principalmente tenha muita fé em deus que vc com nível mais baixo ou altíssimo tenho certeza que vai alcançar seus objetivos.

Avatar for Miguel Lucas
mery

Acessem meu site sobre o assunto: merylivingexodus.blogspot.com.br

Avatar for Miguel Lucas
May

Ótimo artigo Parabenssss….. /

Avatar for Miguel Lucas
Danielli

Adorei a leitura. Obrigada por esclarecer muita das variadas dúvidas que tenho. Por favor, me responda , fui diagnosticada com Síndrome do pânico, o psiquiatra me passou ansiolíticos e rivotril. Fico pensando porque tenho um bebê de cinco meses que amamento. O médico, assim como a pediatra mandou eu parar de amamentar para me tratar. Existe a possibilidade de fazer tratamento apenas com exercícios e relaxamento, ou tenho q fazer o tratamento, pois posso piorar?Me sinto muito culpada e isso me deixa 24 horas aflita.O que Devo fazer?

Avatar for Miguel Lucas
Desirée Alves da Silva

Considerei o artigo excelente.

Avatar for Miguel Lucas
zEZIM

DESCOBRI Q TO COM TAG ALGUEM PODE ME AJUDAR A FALTA DE AR N ACABA

Avatar for Miguel Lucas
Ingrid

Antes de tudo, ótima reportagem. Descobri que tenho Tag. Passei mal e tive: pressão alta, dormência no lado esquerdo do rosto, dor no peito. Não quero fazer uso de medicamento controlado. Posso usar medicamento fitoterapico?

Avatar for Miguel Lucas
Rogério

Olá, gostei do seu texto…
Há dois anos, após uma de minhas corridas, acabei tendo um batimento acelerado do coração, que perdurou algumas horas. Fui ao hospital fazer os exames necessários e nada foi detectado. Mesmo meu médico há muitos anos me dizendo que eu nada tenho no coração, de lá para cá desenvolvi uma ansiedade enorme com medo de ter realmente um problema. Estes pensamentos inundam minha mente e começo a ter sintomas como se realmente eu tivesse um problema.
Estou no psicólogo há 01 ano, tomo meio comprimido de excitalopan. As vezes estou bem, em outras não. Meu maior problema são as noites, acordo no meio da madrugada e a ansiedade toma conta de mim… já foi pior, fiquei 8 meses praticamente sem dormir, agora consigo controlar um pouco, mas incomoda muito.
Mas tenho fé de que iriei melhorar… não nasci com isto, apenas estou com isto.

Avatar for Miguel Lucas
Alexandre Brandão

Este artigo foi um dos mais esclarecedores que já li. Tenho TAG e confesso que o enfoque do autor sobre os sintomas da doença e suas formas de tratamento ja geram um alívio natural ao leitor que passa a entender que existem formas naturais para controlar o transtorno.
Parabéns. Vou comprar seu livro.

Avatar for Miguel Lucas
marilene motta

Artigo execente que exclareceu-me duvidas ,Dr quem dera ser sua paciente.

Avatar for Miguel Lucas
Andre Luiz

Olá! Estou sentindo dores no peito, fadiga, braço dormente, falta de ar, acordo a noite assustado caçando ar e outras coisas. Ja fui no medico e me disse que eu nao tenho nada, só pressão alterada.. me passou exames de sangue que vou fazer amanha. Minha vó morreu a um mes e eu estou sentindo bastante a falta dela. queria saber se isso pode ser T.A.G.. Obrigado

Avatar for Miguel Lucas
Marcelle Figue

Olá, em Fevereiro conheci um rapaz e comecei a namorar com ele, só que antes de nos vermos pela primeira vez eu comecei a ter alguns comportamentos estranhos, tipo eu ficava com mil e um pensamentos na cabeça(ás vezes pensamentos insignificantes) e não conseguia de modo algum me livrar deles, perdia o apetite, quando eu tentava comer me dava ânsia de vômito(e já até cheguei a vomitar), sentia falta de ar e às vezes parecia que eu ia desmaiar. Só que após duas semanas de namoro eu comecei a minha faculdade e parece que piorou ainda mais a minha situação,mas eu ia para a faculdade assim mesmo, e por causa da má alimentação perdi 3 Kg. Após algum tempo esses sintomas "amenizaram", passei a me alimentar melhor, e os pensamentos que me assolavam sumiram. Porém, ás vezes, todos esses sintomas voltam a me atormentar e me colocam pra baixo, eu fico triste, deprimida, choro demais e penso até mesmo em sumir ou em morrer. Eu acho tudo isso muito estranho, às vezes quando eu penso em algo que já ocorreu, tipo um beijo do meu namorado, um momento que passamos juntos, ou em algo que ainda vai ocorrer, tipo uma festa que ainda iremos ou quando eu penso como será quando casarmos me dá logo um frio na barriga. Outra coisa que "desperta" esses sintomas em mim é quando eu estou em semana de provas na faculdade, eu fico super-estressada, desanimada e pensando que não vou conseguir chegar ao meu objetivo. Eu não era assim, cheia de problemas, sempre fui muito tímida mas não de chegar a esse ponto, agora qualquer coisa "desperta" esses sintomas em mim. Será que eu tenho TAG? Já estou desesperada!!! Não aguento mais sofrer!!! Será que podem me ajudar?

Avatar for Miguel Lucas
Luiz Carlos

Parabéns! Excelente trabalho de artigo, são informações importantes que me ajudou muito à melhorar meus pensamentos, muito obrigado.

Avatar for Miguel Lucas
Christian

Excelente texto! Tenho TAG e estou em tratamento há um ano. Às vezes comparo esta doença à diabetes (por exemplo) pois se bem ela sempre estará, é possível controlá-la e levar uma vida normal. Não tenho dúvidas que, passo a passo, tudo melhora… Obrigado!

Avatar for Miguel Lucas
Lauro Fontes

Boa noite MIGUEL LUCAS estou sofrendo de transtorno de ansiedade faz 9 meses, sou esportista, minhas causas são pressão arterial chegando a 15×9 nos picos a 16×9 e normal 12×8 , pressão na cabeça, tontura, fui ao cardiologista fiz todos os exames completos, não acusando nenhum problema, apenas hipertensão, estou tomando losartana 25 mg e meio comprimido por dia de Bronazepam 3mg para poder estabilizar a pressão arterial e craniana! Gostaria de saber se um transtorno de ansiedade a pessoa pode se tornar hipertensa e qual seria a melhor cura para mim? Obrigado.

Avatar for Miguel Lucas
luan

oi eu fico muito ansioso depois fico enjoado e faço vomito queria saber como posso amenizar isso eu fico ansioso quando por exemplo eu vou falar com uma garota ai acabo nao falando pois fico enjoado e faço vomito

Avatar for Miguel Lucas
roger

tive isso durante sete anos 32 exames e nada fui curado com essa palestra abençoada http://www.youtube.com/watch?v=Qrhxf02eMx4

Avatar for Miguel Lucas
denise

tenho medo de tudo e muitas dores de cabeça ancia de vomito se alguem nao chega ou se tenho que fazer algo chego ate ter dores de estomago e diareia nao sei o que fazer nao saiu de casa por medo ajude

Avatar for Miguel Lucas
lucas

MUITO OBRIGADO.FOI DE GRANDE AJUDA.

Avatar for Miguel Lucas
jane

sofro a anos dessa doença , mas os medicos descobriram a pouco tempo.Sofro muito pois nao consigo fazer terapia, ja tentei muito pois tudo começou com uma depresao muito forte .Tomo medicamentos mas ainda vivo com isso,
ate quando ?

Avatar for Miguel Lucas
mara

Simplesmente 10 para vc. Parabéns por levar esclarecimento as pessoas.

Avatar for Miguel Lucas
Luciana Bustos

Estava achando que eu estava com ELA mas deve ser TAG. vou procurar ajuda!
obrigada pelo texto

Avatar for Miguel Lucas
lexsandro

ola sofro a 4 anos de transtorno de anciedade e panico sofro 24 horas por dia ja nao aguento mais tomo apraz e recentemente procurei uma outra terapeuta e ela me deu outra medicaçao mais nao consequi ficar sem o apraz minha vida e limitada gostaria de saber se vc tem alguma opiniao para eu consequir largar esse medicamento desde ja obrigado

Avatar for Miguel Lucas
Laís Kress

Olá, pessoal!
Também sofro desse transtorno. Sempre fui muito ansiosa, muito impressionada com as coisas, desde criança. Já passei por crises de desrealização e despersonalização, que começaram quando eu estava no terceiro ano do ensino médio. É absolutamente bizarro. Eu achava que estava ficando louca, mas pesquisando na internet, vi que isso nada mais é do que uma defesa da nossa mente a períodos excessivos de estresse.
Bom, voltando a falar do TAG: os primeiros sinais de que essa ansiedade se transformou em um transtorno vieram há pouco mais de três meses. Comecei a me sentir estranha: não conseguia relaxar, ficava em estado de alerta, tinha insônia, tinha sensação de fraqueza, parecia que ia cair, sudorese, sensação de desmaio, um pouco de tontura, mal-estar generalizado e um enjoo horrível. Sério. Era uma náusea que durava 24 horas por dia, 7 dias da semana. Eu mal conseguia comer. Se me falavam de comida, já vinha aquela repulsa. Fui ao otorrino achando que era labirintite. Não era. Fiquei mais angustiada ainda, porque me sentia mal e não sabia o que eu tinha.
Fiz uma viagem nas férias e os sintomas começaram a melhorar. Às vezes, eu temia estar com uma doença grave, devido aos enjoos frequentes. Isso me preocupava demais. Não conseguia tirar aquilo da cabeça. Era absolutamente impossível. Eu tinha perdido a vontade de tudo. Não queria fazer mais nada, pois estava concentrada nos meus sintomas.
Quando voltei da viagem, ainda tinha um pouco de náuseas, mas elas foram passando e, então, eu pude tirar da minha mente aquela obsessão maluca em pensar que eu tinha algo grave.
Fui ao psiquiatra e relatei meu sintomas. Ele me receitou um remédio, mas não comecei a tomar porque não queria me tornar dependente e não queria ficar pior do que eu estava, devido aos efeitos colaterais.
No TAG, os sintomas tendem a variar conforme o curso da doença. Os sintomas que eu tinha passaram, mas vieram outros, como falta de ar, aperto no peito, irritabilidade e impaciência.
O segredo é sabermos lidar com isso. É aceitarmos que temos esse transtorno e tentar levar a vida da melhor maneira possível. É difícil, eu sei. É muito difícil. Tem dias em que só conseguimos nos concentrar nesses sintomas. Temos, porém, que encontrar uma motivação e entender que nada acontece por acaso. Tudo nessa vida tem um motivo.
É muito bom ler e reler os relatos de todos vocês e perceber que não estou sozinha.
Quero voltar a ter uma vida normal, sem preocupações, como eu tinha antes. Mas enquanto isso não acontece, o importante é ir levando, é ir vivendo, porque somos mais fortes do que pensamos e seremos mais felizes do que imaginamos.
Desejo força a todos vocês!! Pensamentos e energias positivas!!

Para quem quiser trocar ideias: laiskress_@hotmail.com

Avatar for Miguel Lucas
elcimar fernandes

muito bom esclarecedor..parabens!!

Avatar for Miguel Lucas
MARCO A.P. FIGUEIRO

CURTI MUITO ESSAS DICAS UM OTIMO APRENDISADO OBRIGADO

Avatar for Miguel Lucas
Maria Regina

Olá, vou seguir suas dicas, estava sem saber o que realmente estava acontecendo comigo, muito esclarecedor. Obrigado!

Avatar for Miguel Lucas
Sarah

Meu nome é Sarah, e tenho 16 anos desde os meus 13 não frequento a escola, estudo em casa, motivo: não me lido bem sob pressão, o negocio é que ninguem me pressiona, eles sabem que nao me dou bem com isso, entretanto eu me pressiono, eu que penso: nao vai dar certo, eu nao presto
fico muito irritada e nao aguento eu mesma, nem minha familia me aguenta. nao consigo relaxar muito menos dormir viro anoite acordada com pensamentos negativos,
ajo muito por impulso, faço as coisas sem pensar sem ver oq é certo e errado.
Essa irritabilidade e ansiedade acaba cmg, acaba com meus laços e com meu futuro. E com anos visitando psiquiatra sei que essa ansiedade generalizada é oq tenho
eu me auto pressiono demais sou persimista e negativa, me machuco quando fico nervosa…
enfim SÓ NAO QUERIA TOMAR REMEDIO PARA VIDA INTEIRA. pois faz anos que sofro com isso e sempre volto na estaca 0 nenhum remedio funciona.
ME MANDE MAIS COISAS NO EMAIL SE PUDER?? obrigada. sarahalvesbarbosachan@outlook.com

Avatar for Miguel Lucas
Cicera

Amei vai me ajudar muito.

Avatar for Miguel Lucas
MARCIO

bom dia!!!

A três meses venho de forma leve sentindo alguns sintomas, como tontura leve, coração acelerado leve e formigamento nas mãos, fui ao pronto socorro três vezes pensando que estava com problema de coração…não tinha nada…essa semana fui orientado pelo cardiologista a procurar um psiquiatra, porem fui a uma psicologa e a mesma me falou que os meus sintomas são de TAG, vou fazer a primeira seção com ela proximo mês, mas enquanto isso não sabia como lidar com varias sensações que sinto, agradeço esse artigo e comentario de todos vocês, ainda não consegui dormir, estava na internet procurando um psiquiatra 24h para que pudesse me passar uma medicação para me acalmar..apos ler todos esses comentarios, vou me exercitar, me alimentar melhor e procurar relaxar até o dia da minha consulta…o ruim é o coração acelerado..rsrsrs… mas vou procurar relaxar..sou supervisor de transportes de uma empresa e a vontade de não errar e sempre fazer o correto é muito grande…vou tentar mudar meu estilo de trabalho e manerar em me cobrar menos…agradeço a todos e ao Miguel Lucas..

Avatar for Miguel Lucas
Taís

Adorei as orientações acima.Sofro de ansiedade e creio que um pouco de síndrome do panico.Meu corpo reage há ansiedade com sintomas, e qualquer sintoma que eu sinto já acho que vou morrer subitamente, através das técnicas acima espero ter mais controle nas minhas emoções.Obrigado.

Avatar for Miguel Lucas
carolina

Excelente artigo,muito útil..obrigado

Avatar for Miguel Lucas
manoel

sofro desse mal desde 2 anos, é uma coisa muito ruim, um sofrimento, uma angústia, mas DEUS é maior, que DEUS possa ajudar todos nóis.

Avatar for Miguel Lucas
alzira

Sofro de TAG e minha maior ansiedade é a segurança dos meus filhos ,conto os minutos quando saem ,sofro antecipadamente quando precisam sair ,enfim tirei toda a liberdade deles já tentei terapia e não melhorou nada ,se ocorre um atraso de 5 minutos entro em pânico sofro e os faço sofrer ,pois já são adultos ,como posso melhorar isto

Avatar for Miguel Lucas
gabicorsetti@yahoo.com.br

Obrigada , este e´o sentimento que tive depois de ler seu artigo,esclareceu muitas duvidas minhas ,agora sei como lidar com pessoas que tem TAG !

Avatar for Miguel Lucas
maria luiza

amei ,adorei ler essa materia que me ajudou bastante ,sou uma dessas pessoas que sofre por antecedência ,sou até meio maluquinha …………….mais a minha fé em DEUS é maior e sei que vou me liberta disso!

Avatar for Miguel Lucas
Carlos André

Parabéns. Muito obrigado. Deus lhe abençoe.

Avatar for Miguel Lucas
Isa

Oi tive um crise que durou 3 até descobrirem o que eu tinha.
Sentia muita falta de era o que mais me incomodava , tudo começou com uma dor na barriga muitos gases diarreia e vômitos numa noite de sexta feira no outro dia acordei com muita falta de ar parecia que algo estava tampando minha boca e meu nariz e isso me da além da falta de ar nu nó da garganta até o estômago era tão ruim que cheguei a falar que queria morrer pois não estava aguentando mais é pior que qualquer dor que já senti.
Eu passei uns dois anos antes dormindo mau, sempre irritada, sem paciência essa não sou eu sabia que tinha algo estranho acontecendo achei que era cansaço.
Mas o que antecedeu a crise foi que tive meu primeiro filho que é muito cansativo acordar de madruga sem ter ninguém para ajudar etc e perdi uma pessoa da família muito próxima, tive que passar por uma adaptação complicada de minha filha entrando na escola com 2 anos e meio. Levei um susto com outra pessoa próxima de mim passando mau acho que foi tudo a gota d agua.
Faço tratamento com psicólogo e psiquiatra tomo remédios, já fiz yoga ajudou um pouco.
A minha maior preocupação que sonho ter outro filho parece maluquice devem achar você não deu conta de um mas sonho é sonho. Estou perto de completar 40 anos os remédios que posso tomar durante a gravidez não fazem efeito em relação transtorno de ansiedade. Uma ginecologista disse que engravidar parando a medicação e com sintomas da ansiedade é pior que a medicação e a psiquiatra falou que a unifica maneira e fazer terapia com eletrochoque durante a gravidez.
Já fiz promessa tenho muita fé mas essa preocupação em engravidar acaba aumentando a minha ansiedade então entreguei nas mãos de Deus.
Só que as vezes me pergunto isso não tem cura vou viver sempre assim posso desistir de engravidar pois para isso tenho que ter saúde não só para gravidez mas para educar também.
Tenho necessidade tirar carteira não tiro devido ansiedade e se conseguir tirar nem sei se vou conseguir dirigir.
Não estou trabalhando mas vendo alguns produtos de pronta entrega para não ter aquela pressão do patrão que só piora minha ansiedade.
Estou deixando aqui meu depoimento se alguém quiser comentar sobre eu escrevi tudo bem desde de que seja para ajudar e não criticar minha vida sem me conhecer direito apenas por algumas frases que eu deixei aqui obrigada a todos pela atenção.

Avatar for Miguel Lucas
Isa

Quis dizer 3 dias só passou com medicação depois que me encaminharam para uma psiquiatra.

Avatar for Miguel Lucas
FERNANDES

UMA MATÉRIA MUITO COMPLETA, QUE COM CERTEZA AJUDOU E CONTINUARÁ AJUDANDO MUITA GENTE COM ESSA DOENÇA…

Avatar for Miguel Lucas
Aline

ME chamo Aline , adorei as dicas tenho 20 anos e passei a sofrer de TAG DEPOIS QUE CAI DE MOTO COM UMA AMIGA… AGradeÇO a Deus por ta viva mais me desespero c as dores tensões musculares e principalmente o nó na garganta… Estou tomando medicamento espero que um dia e livre deste sofrimento nao desejo a ninguém. Obrigada.!

Avatar for Miguel Lucas
Bárbara Santos

Obrigada pela matéria… Tenho sofrido muito sem saber o motivo e agora posso tomar um rumo. É muito ruim a sensação de dó na garganta e a preocupação exagerada com tudo e com todos… Espero conseguir me tratar naturalmente, sem remédios…

Avatar for Miguel Lucas
Vinícius

Olá, tudo bem?
Gostei muito da matéria!
Estou sofrendo muito!
Há mais ou menos uma semana estou no nível de ansiedade exacerbada!
Sinto tudo:
Diarreia, inapetência, suor excessivo na nuca e na cabeça durante todo o dia, mal estar, fraqueza.
O meu corpo está quase a um colapso.
Fiz um exame de HIV, estou aguardando o resultado, por este motivo estou muito mal.
Cai na bobeira de ler sobre os sintomas do HIV, tudo que eu li estou sentindo.
Por favor, se puder me orientar ajudar, eu agradeço…
Estou sofrendo muito!!
Muito mesmo!!

Avatar for Miguel Lucas
Júnior

Há 3 anos tive a primeira crise de pânico, fui no PS achando que estava tendo um ataque cardíaco, graças a Deus não era, num pouco espaço de tempo voltei ao PS com os mesmos sintomas e sempre davam um sedativo e mandava ir pra casa. Procurei ajuda na internet, pesquisando e ao ver que poderia ser ansiedade procurei um clínico pra fazer exames descartando outras doenças. Passei algo em torno de 6 meses lutando contra a ansiedade e o pânico, a sensação é muito ruim mesmo, depois desses 6 meses fiquei estável sem crises, comecei a fazer faculdade e seguir uma rotina normal. Porém há dois meses tive uma crise de ansiedade, e estou tendo recorrentes situações causadas pela ansiedade e o pânico, mesmo sabendo, quero ir a PS tomar o sedativo. Estou vendo que terei que recomeçar a batalha, com muita fé em Deus. Meu conselho é que quem sofre dessa doença busque pesquisar e conhecer, depois crie um plano de ação baseado nas suas crises onde esteja especificado o que deve ser feito, penso que o segredo seja o planejamento e segurança, pois nosso corpo precisa sentir que está seguro para que volte ao estado normal. Não é nada fácil, não recomendo ficar se “escorando” em remédio, eles só cuidam de uma forma paliativa do problema, cada um de nós deve estar bem consigo mesmo, dividir os problemas com um amigo, esposa, família, isso ajuda muito no tratamento. Vejo um longo caminho a seguir, da última vez foram 6 meses, dessa não sei se será mais fácil ou não, agora, contudo, mesmo quando estiver estável pretendo continuar sempre vigilante, a ansiedade, o pânico voltam quando você menos espera, e é bom que estejamos sempre preparados. Não somos anormais, temos em nós as ferramentas para vencer, exercite sua fé, busque em si forças, se ame e com fé tudo dará certo
– See more at: http://www.psicologaregina.com.br/?p=257#comment-8977

Avatar for Miguel Lucas
Valdina Oliveira

Olá é excelente a matéria meu marido está sofrendo d tag já foi em médicos que disseram que ele não tem nada mas quando li essa matéria tive certeza do que ele tem à noite ele tem dificuldade para dormir começa a cochichar e de repente acorda não dorme mais diz que sente uma corrente elétrica no corpo sente dor no estômago fez endoscopia não deu nada ele fala que a mente dele não desliga sua muito sente medo de dormir, gostaria de saber existe melhora sem tomar remédio ou apenas o uso da medicação e tratando outras coisas como a pessoa se preocupar menos é que se tem um resultado eficaz.

Avatar for Miguel Lucas
Paulo Cezar

excelente matéria, esclareceu tudinho.

Avatar for Miguel Lucas
Diana Reis

Olá,
Adorei o artigo até ao ponto de conseguir ler do princípio ao fim.
De acordo com o escrito, devo mesmo sofrer de TAG.
Pois, sempre fui uma pessoa decidida e determinada e já a uns bons meses que nao consigo decidir nada e tudo que faço, faço-o com receio.

Avatar for Miguel Lucas
francilene

eu passei a sentir vários sintomas desagradaveis depois de uma discurssão antes de menstruar daí veio uma hemorragia e desde então venho sentindo se muito mal ,sinto enjõos , medo , tremores ,mãos geladas e pés também, calafrios e ao mesmo tempo calor ,formigamento nos braços ,choques no corpo é terrivel ,palpitações e as vezes penso que meu coração vai parar ,nó na garganta,um bolo no meio o estomago pareçe problema gástrico ,não sei se é hormonal ou se é pisicólogico pois sito esses sintomas mas antes e menstruar no periodo e epois melhoro

Avatar for Miguel Lucas
Alessia

Muitooo obrigada!!! Excelente!!! E ao ler a matéria, me tranquilizei mais!! Parabéns!!!

Avatar for Miguel Lucas
tatiana

ola, maravilhoso seus artigos, estou passando por uma fase terrrive, 3 filhos sendo dois bebe, meu marido dorme de dia pra trabalhar a noite, baixa auto estima e pra completar crise de anisedade, na minha cidade a saude e caotica. e nao tem onde pedir ajuda, seu artigo vai me ajudar obrigado

Avatar for Miguel Lucas
Carla

Ótimo artigo sofro deste transtorno muito anos, mas eram crises exporádicas que eu tomava um lexotan e passava mas de uns 6 meses para cá comecei com palpitações descobri que tenho problemas com tireoide mas tomo a medicação mais baixa que tem , fui numa cardio fiz todos os exames possiveis e nada de grave tenho uma falta de ar contante e uma bola na minha garganta e rouquidão agora fui num otorrino vou investigar a garganta, mas no fundo sei que meu maior problema é ansiedade porque ha 2 meses atras não sentia com tanta intensidade como agora é dificil mas vou vencer mais esta se Deus quiser….

Avatar for Miguel Lucas
Maria Carmen Rocha Queiroz

Estou exatamente nesse momento de TAG!Ja fiz terapia com psiquiatra com psicólogo ,e,uso medicação controlada!!So tenho esse transtorno quando vou ao medico ,fico nervosa com que eu possa ter dai,dispara o gatilho!Mas,de tudo o que li ate hj.esse sem duvida foi o artigo mais esclarecedor de todos !Ja me deu ate um certo alivio nos meus sintomas!Quero saber se há cura para esse mal?Obrigada

Avatar for Miguel Lucas
Claudio

Olá

Tenho sofrido com o TAG a alguns meses e me identifiquei profundamente com o que foi escrito. Me preocupo exageradamente com situações que podem ocorrer como também me preocupo de coisas que eu deveria ter feito a 10, 15, 20 anos atrás e é algo incontrolável. Me foi receitado por um psiquiatra e comecei a tomar o Lyrica 75mg e os efeitos colaterais não são lá muito bons. Tenho sentido sonolência, tontura, visão turva mas, o que tem me incomodado muito é uma sensação forte de desânimo. Esta sensação eu não sei se está ligada ao medicamento ou se também faz parte do TAG. Enfim, vou insistir no tratamento.
Adorei o que foi escrito no seu artigo, muito esclarecedor!! Obrigado

Avatar for Miguel Lucas
Cláudio

EMTR RESOLVERIA A ANSIEDADE?

Avatar for Miguel Lucas
LUANA

Quando minha filha completou 4 meses de vida tive uma crise generalizada de Ansiedade, fui para no hospital neurológico pois não conseguia mexer nem a orelha pensei que fosse morrer, fui diagnosticada por vários médicos cada um com um remédio diferente que nada adiantava, até que tive depois de 2 anos uma crise de ansiedade com pânico e depressão, cheguei ao fundo do poço e encontrei um psiquiatra que digo que salvo minha vida, ela conseguiu acerta na medicação, hoje tomo 25mg de citalopran e 1 Clo., tenho recaídas mais são bem menos intensas, mais sempre que me veem isso ficou muito abalada com medo de nunca me curar, ela tentou desmame e piorei tive que voltar para dosagem do inicio.será que nunca vou me curar?

Avatar for Miguel Lucas
Antonio Donizeti Massi

quando minha filha de 20 anos sai a noite nos finais de semana minha vida vira um verdadeiro inferno, não consigo pensar noutra coisa senão em tragedias… pra mim… tudo o que é ruim vai acontecer com ela… vai sofrer um acidente com o carro… alguem vai atacá-la… vai se sequestrada… não consigo pensar em nada positivo…enfim… eu não consigo relaxar nem dormir enquanto ela não chega… percebo que isso já está incomodando-a por que ela percebe o meu comportamento… eu realmente preciso de ajuda… o que você me recomenda?… ficarei muito grato se um dia puder resolver isso na minha vida porque estou vendo a hora de ficar doente de verdade…

abraços…

Avatar for Miguel Lucas
Vera Lucia F M Santos

Adorei as suas instruções.
Meu filho desenvolveu esse problema por causa da síndrome das pernas inquietas. E não consegue dormir, ou mesmo ter um sono com qualidade. Já fomos a vários médicos, mas existe uma grande intolerância aos antidepressivos ou ansiolíticos, então ele resolveu parar com todos os remédios.
Está tentando atividade física, mas tem tido muito enjoo por causa da ansiedade.
Haveria algum tratamento para os enjôos sem antidepressivos, porque os mesmos causam mais enjoo ainda. por favor me responda. Grata,

Avatar for Miguel Lucas
Carlos Henrique A. dos Santos

Adorei ler isso, é sim claro queria a ajuda de vocês, para ver o tipo de crise que tenho. Bom, uma crise que acontece quando eu menos espero e não sei o estou fazendo quando ela está ocorrendo. Depois eu volto como uma pessoa com o pensamento limpo, como nada tivesse acontecido. E só fico sabendo, porq familiares contam pra mim é amigos. Ajudariam me!!!

Avatar for Miguel Lucas
Zinum

Muito obrigado… Isso me ajudou bastante para ir em busca de um psicólogo. (até chorei)

Parabéns pelo artigo!

Avatar for Miguel Lucas
Manoel

Que bom ter achado esse site. Me tranquiliza saber que esse transtorno acontece com a maioria das pessoas e não me sinto só. Isso gera um conforto enorme pois até então achava que fosse a única pessoa a sentir dessa maneira. Fui diagnosticado com TAG e Distimia a 15 anos, e durante esse período venho tomado diversos tipos de medicamentos como Zoloft, Floxetina. Agora estou tomando Lexapro e a noite um ansiolítico. Tenho dias que tudo corre bem, livre de pensamentos ansiosos, de tensão muscular e nada parece não me incomodar. Daí tenho um recaída e começo ter pensamentos intrusos negativos, sensação que algo de ruim vai acontecer. É terrível a sensação, calor, suor, coração palpitando, só quem já passou por isso sabe o que estou falando. Fiz terapia cognitiva durante um ano o que reduziu bastante a ansiedade, continuo empregando a técnica cognitiva até hoje e lhe garanto que ajuda bastante pois ela ajuda a reestruturar nossos pensamentos, principais causadores de nossa ansiedade.Eu acredito que a combinação de medicamentos e terapia cognitiva tem ajuda muito. O futuro não sei porém algo é certo tenho ferramentas que me ajuda a lidar com a ansiedade no dia dia.

Avatar for Miguel Lucas
Edilene

gostei muito do artigo, sofro de ansiedade e faço tratamento com psiquiatra e medicamentos, mas percebo que carregarei esse martírio até o fim da minha vida, m atrapalhou em meu trabalho pois era professora e hj m encontro readaptada, mesmo com controle feito pelos medicamentos ainda sofro muito c a doença, principalmente com sintomas físicos e comportamentais.

Avatar for Miguel Lucas
Carlos Dias Junior

Bom, sei que alguns irão virar a cara para que o direi, mas eu sofria de TAG no seu grau mais elevado, me impedia até de sair de casa, mas, hoje consigo controlar com uma certa facilidade, porém o remédio usado não é muito, digamos, "Ortodoxo", A cannabis, não indico, não peço para que façam o mesmo, apenas estou usando como exemplo o que funcionou "para mim".

Avatar for Miguel Lucas
Catarina Costa

Boa noite

Este ano não tem sido fácil para mim. Acabei um relacionamento para o qual investi muito, comecei a afastar-me de toda a gente e cada vez sinto me mais sozinha e não consigo reverter essa situação. Todos os sintomas que descreveu no artigo, eu sempre os tive mas sempre os consegui controlar mas agora parece que não consigo. E tenho cada vez mais pensamentos intrusivos que me assustam muito.
Mas graças ao seu artigo consegui perceber que tenho que pedir ajuda e que existe uma maneira de ultrapassar isto e ser feliz

Obrigada

Avatar for Miguel Lucas
Farago

Segundo minha psiquiatra tenho TAG; Receitou Quetyapinaaa 25 e metarzarpyha 30 e Rivotril0,25, mas acho que nao to melhorando nadam,pois estou com muita ansiedade,me ajude por favor,senão vou ficar louco,. Vou voltar na psiquiatradia 17.04., PoSSO TO MAR OLCADIL PRA MELHORAR A ANSIEDADE, socorro?

Avatar for Miguel Lucas
Beatriz

tontura também pode ser um dos sintomas ?

Avatar for Miguel Lucas
joyce

Tbm gostaria de saber…..

Avatar for Miguel Lucas
Eduardo

Excelente artigo.
Ajuda a quem precisa e a quem futuramente acha que precisaria como é meu caso.
Obrigado e parabens.

Avatar for Miguel Lucas
Farago

tenho TAGsegundo minha pssiquiatra de Brasilia na Asa Sul, eu agora to tomando mitizarpina 45 e Lyryca,,alyryca ja está em 225mg e ainda rivotril, mas to me sentindo uito ansioso, não seria a ora de buscarumnovo medicamento? Responda ai amigo.

Avatar for Miguel Lucas
Kátilla

Olá amigo!

Relate o problema para sua médica, veja se existe outro medicamento com liberação prolongada (estou tomando Venlift OD 75mg a sete meses e graças a Deus não precisei aumentar a dose) e se possível procure uma segunda opinião profissional para confrontar o diagnóstico dado.

Dicas que podem servir para você:

– Evite os ansiolíticos, pois eles causam dependência;
– E quando se sentir muito ansioso, o velho e bom chá de camomila durante todo o dia ajuda bastante.
– Sobre esse assunto converse apenas com pessoas de sua extrema confiança, que realmente demonstram querer o seu bem, como familiares e amigos e um profissional;

– Lembre-se: Você não está ficando doido pelo fato de não conseguir controlar seus pensamentos!!!

– Quando descobrir o que desencadeou esta crise de ansiedade e aprender a lidar com o problema, vai melhor bastante;

E o mais importante: Tenha fé em Deus, busque-o e Ele te dará a resposta de tudo!

Avatar for Miguel Lucas
Erivan de Souza lima

E uma pagina bastante construtiva ..
As vezes pego me confortando lendo paginas como essa ..
Nunca fui diagnosticado mas sinto algumas coisas que muitos sentem aqui .. Pensamento a mil a ponto de achar que estou delirando meus pés e maos soam …
E chego realmente a acreditar que e ansiedade pois quando me distraio tudo parece normal ..

Avatar for Miguel Lucas
Rafaela

Muito bom. Faço tratamento pois tenho TAG. Hoje me sinto bem melhor, trabalho, saio de casa, leio, minha vida é outra, principalmente depois que fiz terapia e comecei a enfrentar meus medos.

Avatar for Miguel Lucas
Francis Santana

Hoje o assunto é sério! Estou aqui para falar um pouco de quem sofre com o transtorno de ansiedade.
Existem diversos sintomas que diagnosticam esta doença, os principais são:
Problemas do sono
Explosões de irritabilidade e raiva
Falta de concentração
Dor no peito e falta de ar
Perda de recordação do evento
Distanciamento ou estranhamento de outros
Dentre outros…
Estou com um grupo para conversarmos a respeito destes problemas que interferem em nosso corpo físico de tal forma que achamos que não passaremos nem mais um dia vivos. Para que você possa participar do grupo envie uma mensagem para meu What’s app que consta no final desta mensagem e solicite a sua inclusão ao grupo.
Não cobramos por ajudar!!! Isso irá ajudar não só a você, mas também aos que já participam do grupo, como eu.
(31)92121743

Avatar for Miguel Lucas
lucena

Maravilhoso , lendo pratiquei alguns execicios e obtive exito estou muito feliz , eu sei que posso com meus medos e coisas não resolvidas e deixadas para traz, sei que vou conseguir superar pois DEUS esta me guiando para esta vitoria amem. muito obrigado DR Miguel Lucas.

Avatar for Miguel Lucas
Alexandra

Excelente artigo, mesmo. Neste momomento estou a sofrer de TAG e realmente está a atrapalhar a minha vida, já tive anteriormente uma depressão mas acho que ultrupassei. Mas neste momento tenho a TAG a infernizar me a cabeça pois sinto medo todo o dia, pois estou sempre em alerta com o medo de ter mais um ataque. Estou medicada e realmente sinto o meu corpo mais calmo, mas a minha mente sempre a trabalhar. Vou seguir as suas dicas aqui para não ter que recorrer a um psicólogo. Aguardo uma resposta sua. Obrigada!!

Avatar for Miguel Lucas
Claudomiro

MiGuel, MINHA MEDICA DISSE QUE TENHO TAG, tomo mitazarpina 45mg, e liryca, 150mg a noite, e 5 gotas de rivotril, e de manha tomo lirica de 150 mg e 3 gotas de rivotril, mas msm assim eu to ansioso, ja nao sei mais o que fazer? A sua opinião pra mim é muito importante!!!! To aguardando..

Avatar for Miguel Lucas
Rafaela

Olla Miguel,tenho 14 anos e "acho" que sofro de TAG pois sinto MUITO medo,DEMAIS,tudo que eu vejo ou escuto penso no pior,sinto vontade de fazer algo que eu não quero fazer,e ataca mais durante a noite,é HORRIVEL,queria saber se TAG tem cura….e se o unico tratamento é um psicologo….Obrigada,esse texto foi muito bom!

Avatar for Miguel Lucas
Cláudia Cruz da Silva

Bom dia!

Caro Miguel,

descobrir a ansiedade há dois anos e meio. Na verdade hoje sei que o que sentia em algumas circunstâncias durante a vida já eram sintomas da ansiedade. Sou uma pessoa tranquila (apesar da turbulência mental) e tento me manter mais calma possível durante os ataques. Não é fácil, mas, me concentro e vou observando as reações, o nível de stress que causa é horrível . A turbulência mental é tão grande que penso que vou morrer, porque o coração fica acelerado, enfim, os sintomas característicos conforme você descreveu. Ultimamente venho me informando e ai me fortaleço ainda mais.

Obrigada pela matéria!
Gostaria de receber mais orientações a respeito da ansiedade e as inovações na medicina para trata-la.

Aguardo um contato.
Um abraço.
Cláudia Cruz
36 anos

Avatar for Miguel Lucas
Rodrigo O.

Olá,

estou preocupado com um assunto X e passei a ver notícias recorrentes sobre este assunto em diversos sites e na timeline de redes sociais. E isso me deixa ainda mais preocupado, ansioso, quase paranóico.

Esse aumento da sensibilidade ou da atenção a notícias relacionadas a um tema de preocução pode ser considerado um sintoma do TAG?

Obrigado.

Avatar for Miguel Lucas
Danilo

Olá,

Sofro com todos esses problemas e passei por um psiquiatra recentemente que mal olhou na minha cara, mal me ouviu e me receitou tomar 2 comprimidos de fluoxetina por dia durante um mês.

Saí da consulta (que durou 2 minutos) pior do que entrei, peguei os remédios na farmácia e fui pra casa descansar.

Como meus problemas são no trabalho, minha intenção era pedir um afastamento mas como ele não me ouviu não consegui. Agora estou no terceiro dia do remédio, me sentindo super mal com os efeitos colaterais e não sei o que fazer.

Alguém me recomenda algo?

Avatar for Miguel Lucas
alexandre

Bem interessante!!

Avatar for Miguel Lucas
Isabelle

Oi Miguel tenho tido isso, sabe sempre fui meio ansiosa e tratei desde pequena cm psicologos sabe, mas dps q comcei passar por certos problemas minha ansiedade aumentou muito, agr eu n durmo direito vivo cm os batimentos acelerados, tremo e tenho falta de ar, e sinto como se nunca vou conseguir vencer isisso vc acha q eu deveria procurar um psiquiatra ou psicológo

Avatar for Miguel Lucas
clayton

Obrigado por esse ensinamento, nesta ultima semana recebi noticia de desemprego após 16 anos de empresa, minha cabeça esta travada como que se tivesse batido 1 foto e ficado parado na minha memória, fico ansioso com futuro, com medo do futuro, cheguei a entrar em panico, não consigo comer me da ânsia.
Lendo seu artigo cheguei a conclusão que devo procurar ajuda de 1 psiquiatra e de 1 psicologo.

Parabéns após a leitura desse artigo me acalmei bastante.

Obrigado
Clayton

Avatar for Miguel Lucas
Grace

Olá, Boa Tarde

Venho através desta perguntar quais são os gatilhos que fazem com que algumas pessoas desenvolvam o transtorno da ansiedade generalizada? Ou este transtorno aparece simplesmente sem ter sido gerado de traumas ou conflitos anteriores?
Desde já agradeço antecipadamente a resposta à esta pergunta.

Avatar for Miguel Lucas
andre

Grace,

Qualquer coisa pode ser um gatilho. Você acorda pensando que vai ter que dormir a noite e isso é suficiente para gerar ansiedade pro dia todo.

É difícil explicar, só sentindo mesmo (não recomendo querer sentir).

Avatar for Miguel Lucas
Antenor júnior

Sofro com esses transtorno de ansiedade generalizada eu queria saber pq eu sinto muita dores do peito como se fosse no coração quase todo dia, sensação q vou desmaiar já fiz exames de coração e não deu nada é normal esses sintomas quando estamos com TAG agradeço pela resposta??

Avatar for Miguel Lucas
Andre

Jr,

Sim, são sintomas bem chatos e comuns. Os músculos ficam tensos, por isso doem. Braços dormentes, tonturas, olhos que tremem, formigamento nas mãos e pés, falta de ar. Dor no peito, ora no lado esquerdo (mais comum), ora no direito.

Procure saber o que gera a ansiedade em vc e trabalhar isso. Nem sempre é possível evitar, você deve tentar fazer aquilo não parecer desagradável.

Avatar for Miguel Lucas
Elisete BECKER

Estou tentando ajudar meu marido,nossa relação esta em perigo ,leio sempre sobre TAG,TOC E BIPOLARIDADE,GOSTARIA DE SABER QUAL É A RELAÇÃO DESTAS DOENÇAS.

Avatar for Miguel Lucas
Gustavo Dib

Muito bom o artigo …. Acho que meu filho sofre deste mal … Vou procurar ajuda !!!!

Avatar for Miguel Lucas
Sandra

Olá boa noite,
Gostaria de obter uma opinião sobre o estado presente do meu pai que de uma forma subita foi assolado pelo estado de pânico medo e ansiedade, pois foi perdendo as suas capacidades cognitivas incapacitando-o de fazer as coisas mais triviais, como pegar no carro e deslocar-se ou ir sozinho de comboio ou metro a algum lado ou mesmo executar pequenas tarefas como pagar a renda ou outras contas. O mais engraçado é que se eu o acompanhar, ele consegue conduzir e lembra-se dos locais sem necessitar da minha orientação, mas sozinho recusa-se a ir achando-se incapaz. O que devo fazer para o ajudar, uma vez que me está a deixar muito triste a mim por ser filha, e a ele que sente que está preso em casa e incapaz de ser autossuficiente.

Avatar for Miguel Lucas
Estela

Artigo muito completo e esclarecedor.
Muito me ajudou, obrigada

Avatar for Miguel Lucas
fatima

Boa Tarde
O meu marido sofre de ansiedade generalizada, já tentou de tudo, psicologo, psiquiatra, fisoterapia, massagem , reiki e nada resulta . COMO RESOLVER A ANSIEDADE GENERALIZADA???

Nisso este artigo falha.

Avatar for Miguel Lucas
Alisson

Olá Fatima como vai? então minha mãe também sofria muito com ansiedade generalizada ai resolvi ajudar ela e pesquisei a fundo na internet e descobri um treinamento que mudou totalmente a vida da minha mãe, se ainda não encontrou nada de uma olhada nisso é ótimo e funciona mesmo!
Link: http://bit.ly/1NPpars
Olhe este video!

Avatar for Miguel Lucas
danieldo q

eu acabei desencadiando isso por fumar maconha, e tenho medo que isso nunca mais passe.

Avatar for Miguel Lucas
rafaelbtsan

As vezes você pode ter problema de tireoide, eu também tenho e um dia eu tomei muito vinho fui dormir acordei de madrugada, em pânico, e depois passou, mas em outro dia fiz a burrice de tomar vinho e fumar maconha, então comecei a entrar em pânico. Então até hoje tenho ansiedade, não acho que seja só por culpa do vinho ou da maconha.Porque minha ansiedade começou antes desses episódios, pois antes eu bebia e fumava e não me dava nada, mas pelo sim pelo não, eu nunca mais bebo e fumo na minha vida!!!

Avatar for Miguel Lucas
Brenda

Olá, me emocionei ao ler o artigo. Me dei conta que terminei um relacionamento há anos atrás devido a ansiedade. Descobri que sofro de TAG há um mês atrás. Parabéns pelo artigo, maravilhoso. Que Deus continue te abençoando. Obrigada!

Avatar for Miguel Lucas
Andre

A pessoa ansiosa deve procurar saber os gatilhos que ativam a ansiedade. Qualquer coisa pode ser um gatilho. Você sai de casa e lembra que vai ter que atravessar uma faixa de pedestres para chegar a algum lugar. Aquilo é suficiente para ficar o dia todo ruim, porque sabe que vai chegar na tal faixa e ninguém dará passagem, vc já se estressa bem antes.

Fazer esportes ajuda muito, você caminha, corre, nada ou joga bola, sai dali muito renovado.

Faça um checkup na sua vida, vá ao médico, faça exames de sangue pra ver se está tudo ok.

Eu estou com TAG tem 1 ano, nunca dei bola para uma dorzinha no peito bem leve. Até que um dia doeu no lado esquerdo, ai a coisa ficou séria, achei que não passaria daquela noite. Eu não sei de onde vem isso, mas vem. Você acorda, aquilo desperta junto.

Algumas dessas dicas fazem muito efeito mesmo, aceitação, controle, combate e paciência. Isso leva ao alívio e cura.

Alguns remédios tiveram efeitos colaterais meio chatos, como retardo na ejaculação. Hoje me sinto melhor, não tomo mais remédios, tento combater com respiração e relaxamento.

Avatar for Miguel Lucas
Amanda Medeiros

Olá, gostaria de tirar uma dúvida. Tenho um problema muito grande em conseguir dormir, eu posso passar 24h acordada que na hora de dormir eu fico pensando em milhares de coisas que aconteceram, ou que nem aconteceram ainda… E não consigo dormir, as vezes minha mente fala tanto que parece um monte de gente gritando ao mesmo tempo… Eu nunca fui em psicólogo nem nada, mas tenho esse problema já faz um tempo. Me sinto muito ansiosa, quando tenho algum problema pra resolver eu entro em desespero e não me tranquilizo enquanto não o resolver. Um exemplo, usei o cartão de créditos do meu pai (R$50,00) sem avisa-lo, e todos os dias antes de dormir isso me perturba, o medo dele brigar comigo ou não sei…. Tenho medo, apenas. Outra coisa, quando tenho prova na faculdade ou tenho que apresentar algum trabalho, eu fico desesperada. Principalmente quando é apresentação, eu tenho um problema muito grande em falar em público, chego a falar tudo embolado e errado. Já estou terminando a faculdade e isso nunca se resolveu… Não tenho altoconfiança, Não me acho boa em nada, etc. Isso seria algo relacionado a ansiedade?

Avatar for Miguel Lucas
Lucas Nascimento de Farias

Olá, tenho 17 anos, e cara… Tudo que eu li aqui foi muito profundo, pois é tudo o que acontece comigo. Meu medo é que qualquer coisa que aconteça comigo de errado ou coisa do tipo, eu acho que vou morrer ou que estou morrendo. Bom! vamos lá…. Eu sofro com isso há 3 anos já, e é muito ruim, deixo de fazer muitas coisas por medo, toda vez que eu passo mal de alguma coisa eu ja acho que estou morrendo, se eu faço algo de errado ja penso no pior, se ta tudo bom, eu ja penso no pior…. É muito ruim, sabe? Vejo meninos da minha idade por ai se divertindo e eu em casa com esse problema….. Sei lá, eu me sinto muito ruim com esta situação. Eu evito muitas coisas por medo….. Cara, me ajuda, por favor!!!! sei lá, entra em contato comigo.
Eu vou tentar seguir toda as suas dicas, e tudo que li aqui, até me fez bem…. (Por esse momento. São 04:38 da manha, fui dormir 00:00 e acordei as 02:00 …. Dai senti uma dorzinha no peito, e ja fiquei desesperado dai logo tive todos os sintomas de uma "crise de ansiedade" ….. Dai fui buscar sobre, e achei esse site, com essas palavras maravilhosas que me fizeram acalma….) enfim……. Eu só queria ficar livre disto para sempre e esquecer tudo que passei nessa fase do "Transtorno de Ansiedade" ………….. Quero muito crescer e ser alguém na vida, poder dar um futuro bom para a minha familia e etc…. Mas to com medo disso me atrapalhar. Me ajuda! por favor, de coração!!!!!

Avatar for Miguel Lucas
Andre

Caro Lucas,

Eu não sou o dono do site, nem médico, psicólogo, nada. Sou apenas um leitor e o que eu vou tentar agora é te passar apenas algum conhecimento que eu tenho sobre isso.

Você é muito jovem, tem toda a vida pela frente. Seus medos são muitos comuns de quem tem ansiedade, imagino que se vc não tiver apoio da família vão achar que é exagero seu. Acredito que clinicamente você esteja bem, mas esse somatório de cargas que você carrega faz a ansiedade dar as caras. Isso vai se repetindo diariamente, até que você controle isso de alguma maneira.

A primeira coisa que eu faço quando me sinto assim é respirar profundamente. Inspiro, seguro e expiro devagar. Repito isso até ir me acalmando.

Imagino que você esteja no 3º ano, chegando perto do vestibular, muitas dúvidas na cabeça. O mundo parece lutar contra você, parece que todo mundo quer seu mal. Quem comanda isso é você, acho legal você se abrir com alguém da sua família, principalmente sua mãe, ou avó. Veja histórico familiar, primos, tios, avós, provavelmente mais alguém tem/teve a mesma coisa que você.

Sugiro você procurar um médico, primeiro um clinico geral, converse com ele, antes de receitar qualquer coisa ele vai te orientar melhor sobre isso. Caso ele ache necessário, vai te encaminhar para um psiquiatra (não pense que você está maluco ou algo do tipo). O psiquiatra é o melhor profissional para tratar de ansiedade, então maluquice é outra coisa.

Meu conselho:

Faça uma autoavaliação da sua vida, o que é perigo real e o que é coisa da sua cabeça. Trabalhe uma coisa por vez, faça mais esportes (que seja caminhada/corrida), isso ajuda muito. Talvez o clinico ou psiquiatra te indique um grupo de apoio para conversar a respeito, se abrir, ouvir as outras pessoas. Saiba que você não está sozinho nesse mundo.

Abraço!

Avatar for Miguel Lucas
Lucas Nascimento de Farias

Novamente eu fico feliz. Bom! Ja fui ao médico, conversamos e etc… ela me passou um remédio, ja estou tomando á 5 dias. Mas ainda não vi um resultado, começo meu tratamento psiquiatrico em abril… Mas sei lá…. Acho que ainda não mudou com o remédio, sinto as palpitaçoes no coração, e todas os mesmo sintomas. Será que nada tem efeito? Ou será que com o tratamento psiquiatrico, eu posso melhorar um pouco pelo menos? mt obrigado pelas palavras!! isso me deixa mt feliz, de coração.

Avatar for Miguel Lucas
Lucas Nascimento de Farias

Novamente eu fico feliz. Bom! Ja fui ao médico, conversamos e etc… ela me passou um remédio, ja estou tomando á 5 dias. Mas ainda não vi um resultado, começo meu tratamento psiquiatrico em abril… Mas sei lá…. Acho que ainda não mudou com o remédio, sinto as palpitaçoes no coração, e todas os mesmo sintomas. Será que nada tem efeito? Ou será que com o tratamento psiquiatrico, eu posso melhorar um pouco pelo menos? mt obrigado pelas palavras!! isso me deixa mt feliz, de coração.

Avatar for Miguel Lucas
Andre

Na verdade o remédio fará uma parte, você fará a outra parte. Normalmente esses remédios tem em sua composição a serotonina, que é o "hormônio da felicidade".

Mas não adiantará muito se você não se convencer disso. Fumo, álcool, isso só atrapalha, só deixa mais ansioso. Se você os consome, procure usar cada vez menos. Pratique atividades físicas, caminhe, corra, nade, jogue bola. Procure se relacionar mais. Gradativamente seu corpo responderá melhor ao tratamento.

Lembre-se: Sua cabeça manda em você, controle-se. Caso contrário a chance de você parar no médico pra dizer que nada adianta é grande. Faça dar certo.

Avatar for Miguel Lucas
Lucas N. de Farias

Obrigado pela resposta!! Estou melhorando, mas me responde mais uma vez? é normal ter palpitações? tipo uma falha no batimento cardiaco e dps uma batida forte? hoje senti isso por um determinado tempo, após ver uma coisa que me deixou um pouco com medo, é normal as palpitações? eu começei a senti-las esse ano… mas esqueci de falar no texto que fiz lá em cima. Por favor, me responda!!

Avatar for Miguel Lucas
Andre

Eu sinto tremores, dores no peito, ora de um lado, ai vai para o outro, vai vai para os braços, estômago e os olhos tremem (as vezes). Não tenho falta de ar, nem palpitações.

Falta de ar e palpitações. São sintomas da ansiedade, mas para ter plena certeza procure um cardiologista, faça exames clínicos (eu fiz o eletrocardiograma, eco grama e esteira. Deu tudo ok, nada de anormal). Partindo do ponto que fisicamente você está ok, o resto é sua cabeça, ai vai trabalhando dia a dia.

É provável que você esteja bem fisicamente. Quando a cabeça tira para "infernizar", é complicado mesmo.

Procure saber os momentos que te dão maior ansiedade ou "dores inexplicáveis". Eu não diria para evitá-los, mas sim para tentar enxergar de outra maneira. Trabalhe esses problemas, 1 a 1, ate que você esteja em paz consigo mesmo.

Avatar for Miguel Lucas
rosi

Gostei do seu artigo fui há um neurologista e ele disse que estou com TAG a minha ansiedade faz eu ter diareia assim não consigo sair de casa estou tomando zertralina e alprazolan e estou indo na psicologa já fiz três seção faz um mês que estou tomando o remédio mas ainda tenho diareia todos os dias e me sinto inútil as vezes penso que estou com alguma doença no intestino não sei o que pensar e fazer pra me ajudar .

Avatar for Miguel Lucas
Rodolfo

Poxa já passei por isso, parece que o mundo vai desmoronar em sua cabeça, porém é uma técnica infalível essa do ACALME-se. Meditação Budista é super ótimo na limpeza mental é só recitar.

Avatar for Miguel Lucas
Larissa

Olá……Bom….não sei se oq estou sentindo eh algum tipo de ‘doença’ ou nao…mas eh algo que está me limitando muuito e prejudicando qualquer passo que eu possa dar em minha vida. Ja li muito e pesquisei muito e vi q os sintomas batiam com a ansiedade. Bom começou no ano passado com uma depressão…..já nao queria mais sair de casa…..não conseguia mais trabalhar, chorava o dia inteiro….as vezes as crises de choro vinham o nada e em lugares em publico…me continha para manter as lagrimas. as pessoas nao entendiam oq eu tinha…..achavam q era tristeza….mas eu nem ao fim sabia porq estava daquele jeito…só sentia a tristeza e eram muito grande…tomava conta de mim, nao tinha mais vontade de fazer nada a nao ser deitar na minha cama. meus sonhos ja nao existiam mais, depois de um tempo me mudei com minha mae para outra cidade….e foi aí que as coisas começaram a ficar ‘melhores’….mas foi só por pouco tempo. depois começaram a voltar os problemas….tive que voltar pra casa onde tudo começou…..perdi o emprego e passei a ficar o dia todo em casa… e foi ai que tudo voltou…mas de uma forma diferente…….a cerca de um mes venho me sentindo extremamente preocupada e angustiada com a minha situação…..sinto que o tempo vai passar e minha vida vai ficar na mesma, q nada vai melhrar……um sentimento de receio….medo….que me persegue a todo segundo…..Já perdi as contas de quantos compromissos desmarquei de ultima hora ou simplesmente nao apareci or puro medo…..medo de sair de casaa……medo de como vou me comportar….do que as pessoas irao pensar de mim……a um tempo atras vinha sentindo muita falta de ar….e nao sabia o porque disso….pensava até q estava com algum problema cardiaco…até um dia em que discuti com minha irma…..e comecei a passar mal……senti meu coração batendo forte de uma hora pra outra….como se tivesse explodido uma bomba……uma dor e a respiração ofegante….e uma falta de ar…na hora comecei a chorar detanto nervosismo…..passou dois dias e ainda continuava sentindo muita falta de ar..aí fui ao medo….passei no clinico…fiz exames e não constou nada….como era hospital publico nao me deram outro diagnostico algum…apenas me dispensaram. Hoje em dia sinto minha vida estabilizada…..como se estivesse barrada por isto…qualquer coisa q vou fazer, seja uma entrevista de emprego, mudar de residencia, ou ate sair com alguem, simplesmente nao consigo…me sinto vencida por isto e tenho medo ainda mais por achar q isto nunca vai passar……alguem sabe me dizer se estou com TAG??? O que devo fazer?

Avatar for Miguel Lucas
Ronaldo

Bom dia, sempre fui uma pessoa muito ansiosa e com pensamentos negativos, por muito tempo achei que fosse normal, porém ultimamente começou a incomodar muito esse meu quadro. Pensei estar passando por depressão, tanto que sentia que minha vida estava desabando e procurei um especialista, desde então fui medicado com oxalato de escitalopram, um medicamento inibidor de serotonina dos neurotransmissores do sistema nervoso central. Ao ler essa matéria me identifiquei muito com o quadro de TAG. Quando comecei a tomar esse medicamento, notei uma melhora gradativa, porém minha disposição foi muito afetada, comecei a ficar muito preguiçoso e sem vontade de fazer nada. Dado esse quadro, pesquisei por conta um polivitaminico para começar a tomar, comprei um polivitaminico com poliminerais e complexo B e comecei a tomar por conta, desde então os sintomas desagradáveis voltaram. Conclusão: suspendi esses medicamentos e gostaria de saber se realmente não posso consumir polivitaminicos e complexo B juntamente com oxalato de escitalopram e o que poderia fazer para me sentir mais disposto a executar minhas atividades?

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Ronaldo,

Ao procurar a solução para os seus problemas e incómodos apenas na medicação, provavelmente nunca ficará capacitado para lidar com esses mesmos incómodos.

A ansiedade não é uma doença, assim como não é uma doença ter pensamentos negativos. Por isso eu aconselho a que procure terapia. Aqui mesmo, comigo, ou com outro profissional.

Abraço,

Avatar for Miguel Lucas
cristiano

Boa Noite. Muito bom ter estas informações. Já tens dois anos que estou lidando com a ansiedade, fiz vários exames e com a graça de Deus estavam tudo certo. Mas o medico me receitou RIVOTRIL um por dia para dormir. depois de um mês de tratamento eu estava tomando 08 á 10 por dia.. Hoje já sem tomar nenhum remédio a alguns meses contínuo com crises de ansiedade e muitas dores no corpo, mas tenho certeza que com estas dicas vou vencer obrigado que Deus nos ajude nesta batalha diária..

Avatar for Miguel Lucas
Victor Smith

Pessoal eu já passei por coisas horríveis como vocês é estou criando um grupo no watsapp para nos ajudarmos uns aos outros e tirarmos dúvidas quem quiser participar é só colocar o numero e escrever quero participar do grupo quem quiser conversar meu número é 984948698 eque deus nos cure desse mau boa sorte a todos

Avatar for Miguel Lucas
Lalinha

Tomo Rivotril há 5 anos, mudei de médico e ele aumentou a dose o que me causou perda de força do lado esquerdo e agora tenho dificuldade para andar . Fui ao clínico e ele me indicou um bengala canadense e disse que tenho que voltar ao médico e relatar isso. Estou com dificuldade de locomoção.

Avatar for Miguel Lucas
Solitário

Tomei Rivotril por 8 anos em dosagens bem altas e acabei me tornando dependente quimico do medicamento o que me levou a ficar internado para desintoxição e hoje sou proibido de tomar esse medicamento.
Aconselho você relatar os problemas à seu médico e se ele nã acreditar no seu relato e se ele não tomar nenhuma medida com relação ao medicamento, procure ouvir a opinião de um outro médico.

Avatar for Miguel Lucas
Ednaldo Soares

Olá, hoje procurando algo pela internet sobre o meu caso, me identifiquei bastante com a TAG, não sei se posso chamar de uma doença ou algo parecido, mais me afeta bastante no meu dia a dia a ponto de deixar minha cabeça pesada, não sinto dores de cabeça e nem tonturas, mais é algo que fica pesado em minha mente me incomodando, eu não me sito solto, as vezes pela minha idade (37 anos) tenho medo de ter um AVC em qualquer momento. A noite preciso focar minha mente em algo que eu queira para que eu possa conseguir dormir, e assim vai… Sei que isto me atrapalha bastante no meu dia a dia, queria poder controlar, mais não consigo focar minha mente em outra coisa, a um tempo atrás tentei procurar algum remédio para ansiedade, mais para mim não ajudou bastante, e também não posso me depender de remédios. Mais é isto ae, muito bom o post, gostei muito de ler e aprender mais sobre o meu problema.

Avatar for Miguel Lucas
Jucineide

Olá,
Tenho tido medos ultimamente.
Tenho uma filha de 3 anos. Sou pai e mãe para ela.
A minha vida é muito corrida, tenho sempre muito trabalho a executar.
Às vezes sinto medo de não ficar em lugares fechados, como aviões e etc…

Será que posso está com TAG?

Obrigada pela sua atenção.

Avatar for Miguel Lucas
Jucineide

Olá,
Tenho tido medos ultimamente.
Tenho uma filha de 3 anos. Sou pai e mãe para ela.
A minha vida é muito corrida, tenho sempre muito trabalho a executar.
Às vezes sinto medo de ficar em lugares fechados, como aviões e etc…

Será que posso está com TAG?

Obrigada pela sua atenção.

Avatar for Miguel Lucas
Solange imaculada de rezende

Fui diagnosticada com ansiedade generalizada e depressão em 2005.Mas hj eu seo que sempre desde que nasci Quero agradecer a vcs por uma matéria tão esclarecedora,sem esconder nada.Alguns site não falam apertamente.Com essa clareza de detalhes .Muito obrigada vcs antes de qualquer ganho financeiro .tendo a preocupação apenas de esclarecer .Pena minha ansiedade não deixou eu lê-se Tudo .abraços a todos

Avatar for Miguel Lucas
Ebano

Visite novamente o site e continue a leitura de onde parou foi assim que conseguir ler tudo.

Avatar for Miguel Lucas
Maria José de Almeida .

Amei a matéria ,era tdo que eu precisava aprender e praticar
e me interessei muito pela meditação mindfulness também.
Muito obrigada .

Avatar for Miguel Lucas
Marcos

Boa Noite
Pessoal tudo começou a 8 meses,senti uma tontura muito forte e achei que ia morrer,fui no PS e minha Pressão tava muito alta,fiz vários exames do coração e não deu nada,mais sempre achava que estava com algum problema,estava com muito medo de morrer e não ficava mais só, então. O cardiologista indicou um psiquiatra e fui diagnosticado com TAG.
Estou tomando citalopram 20 mg a três meses mais as tonturas não passam,tenho outros sintomas como:dor de cabeça,enjôo,palpitações,suor frio,e continuo achando que os exames estavam errados e tenho problema de pressão.
Fiz o mapa e minha PA deu todo tempo normal,mais se eu for no hospital ela ta sempre alta. Não sei mais o que fazer ou quem procurar

Me ajudem!!!!!

Avatar for Miguel Lucas
Jéssica

Excelente artigo. Gostaria de saber, se possível, qual a data de publicação. Grata.

Avatar for Miguel Lucas
Henrique

Tenho 46 anos tenho ansiedade ha varios anos eu era agressivo com a minha familia nunca aceitei que tinha essa doenca so ha 2 anos quando perdi 300 mil dolares e fiquei sem nada que tive ataques de panico fui ao medico fiz varios exames e deu em nada mas tinha falta de ar coracao acelerado dores de cabeca formigueiros nas maos pes no rosto bracos cabeca a vista turva tonturas estou tomando medicacao mas apreceram muitos medos medo de morrer medo de ficar louco medo ficar entre amigos medo de ficar sozinho em casa vivo num grande medo ,o medo nao sai da minha cabeca tenho ansonias dormo muito mal acordo 2 da manha ja nao dormo mais gastaria que alguem me ajudase obrigado

Avatar for Miguel Lucas
Anonymeiton

tenho problemas de falta de sono min preocupo muito com eventos futuros e coisas q eu poderia fazer no jogo q eu jogo tipo quero fazer o máximo q eu posso para termina tudo q é possível nesse jogo oq era algo para relaxa ficou meio serio de mais

Avatar for Miguel Lucas
Alha

Amei! Foi um prazer ler e fazer os exercícios mostrado. Muito obrigada!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Avatar for Miguel Lucas
Eduardo

Boa Tarde !

tenho um embaralhamento da visão, começa do nada, sensação que a visão esta formigando e o ambiente fica surreal,, e apartir desta sensação acredito que o corpo da um startup para as demais reações começarem a desencadear. Gostaria de saber porque acontece isso com a visão,, ja li em alguns artigos relacionados, que é devida a dilatação da pupila ,,, não sei.. gostaria de saber se alguem mais ja teve este princípio..

Avatar for Miguel Lucas
Gabriel

Muito bom ler sobre isso …. tenho 17 anos e tenho isso mas nunca procurei ajuda médica . passei 8 anos me sentindo preso , sem vida , sozinho …. meu pai ameaçava minha mãe e chego a bater nela e por isso fiquei com transtornos de ansiedade e pânico acho . Em uma parte da minha vida , ficava parado olhando ao redor tremendo com pensamentos vindo sem parar , olhando as pessoas viverem , não conseguia falar , parecia que ia ter um infarto , falta de ar …. já tive meio que uma alucinação que me fez ficar parado no meio de uma rua até quase ser atropelado , tinha problemas de interagir socialmente e continuo a ter mas do tipo nada super sério porque tenho amigos verdadeiros e parei de ficar dependendo deles pra tudo porque tenho que seguir meu caminho … tinha criado uma segunda personalidade que me fazia ter coragem pra fazer qualquer coisa mas chego uma hora que isso estava me levando para ser alguém diferente e quando eu tentei tomar o controle não conseguia e por isso comecei uma batalha contra mim mesmo que sempre perdia …. um ciclo sem fim mas acabei vencendo isso simplesmente aceitando o que tinha e com isso controlando o transtorno de ansiedade , sempre tenho recaídas que me fazem parar para meditar e pensar no objetivo que estou a seguir agora …. as preocupações sobre tudo desapareceram quando decidir agir e comecei a criar autoestima e já faz um bom tempo que não tenho pânico e estou finalmente vivendo o tempo escolar que me sobra ainda ….

Avatar for Miguel Lucas
Mi

Galera tenho um grupo de whatsapp de pessoas que sofrem de síndrome do Pânico, transtorno de ansiedade generalizada . Whatsapp 11 931464481. Vc não está só !
O grupo superando pânico tem objetivo de entender a patologia da mente, fortalecer e ajudar a lidar com o medo , o pânico, tag ( Transtorno de ansiedade) e de também fazer amizades pois aqui somos uma família.
No grupo não é permitido:
* Cenas obscenas,
* Qualquer tipo de conversa no particular e ou no grupo que possa causar constrangimento

Avatar for Miguel Lucas
Daniellen

Eu tive até alusinacao com isso é tive também como de um sim uma pessoa falasse vai vai vai para eu fazer mal a minha filha via pessoas que nunca vi via muitas cobras até pensei que estava ficando louca mais estou me tratando de e espero sair disso o mais rápido possiv l uma sensação horrível uns pensamentos supere frios onde via eu matando as pessoas nossa. Deus me livre queria uma dica que ainda sinto muita anciedade m amo tomándonos medicamentos

Avatar for Miguel Lucas
Letícia Sinta

Ansiedade é uma coisa horrível! Já fiz vários tipos de tratamentos, mas ainda assim é complicado. Para piorar os remédios são caríssimos. Sempre procuro me cadastrar em programas de fidelidade para pegar descontos em medicamentos. Um dos que eu mais uso é o da Pfizer. Vou deixar o link para quem tiver interesse http://www.maispfizer.com.br

Avatar for Miguel Lucas
cristiano

somente para pessoas acima de 50 anos.

Avatar for Miguel Lucas
Wender

texto tem uns pontos confuso, acho que é também por ser escrito em Portugues de Portugal.

Avatar for Miguel Lucas
cristiano

ola tenho ansiedade generalizada e esse artigo me esclareceu duvidas que tinha, também tenho insonia que no momento somente com ansiolíticos é possível dormir.
agradeço o excelente artigo e que outras pessoas pessoas possam desfruta-lo. F-32 e F-43.
um abraço

Avatar for Miguel Lucas
Rodrigo Sangy

Boa noite a ansiedade generalizada tem cura?

Avatar for Miguel Lucas
Lucas

Lendo este ótimo artigo finalmente entendi o que tenho começou com um pensamento incontrolável de me matar e logo tinha medo de janelas giletes favas Entre outras coisas . Acredito que tenha mudado para coisas como vale a pena viver ? No final tudo vale a pena ? Acredito que tenho ficado tão ansioso que não tenho conseguido aproveitar a minha vida nem ter fé e muito menos achar que vale a pena … dificilmente relaxo . Frequento um psiquiatra mas gostaria de perguntar se tenho algum risco de suicidio porque sempre estoy cansado e não quero saber sobre o dia de amanhã mas sempre fui uma pessoa extrovertida é muito feliz que passava conselhos a outros …

Avatar for Miguel Lucas
NATY

Olá , Boa Tarde !

Parabéns pelo artigo.
Tenho TAG e sofro muito em vida social por conta disso . Hoje já faço tratamento e me sinto melhor , porém vivo em constante atenção ,pois os sintomas nunca desaparecem 100%.
Tudo que foi dito , faz parte de quem tem este transtornos e todas as dicas são válidas.
Obrigada.

Avatar for Miguel Lucas
Isabela

Muito Bom o seu artigo, apesar de muita informação você aborta todos os pontos essencial desse problema que incomoda tanta gente. Bom Trabalho

Avatar for Miguel Lucas
ALEXANDRE

SE TIVER QUE TOMAR , TOME. MAS QUANDO COMEÇAR A TOMAR NUNCA DEIXE DE TOMA-LOS POR CONTA PRÓPRIA, POIS A VOLTA É PIOR. PERGUNTE AO PSIQUIATRA, E AOS POUCOS ELE VAI TIRANDO OU MUDAR SE NECESSÁRIO.
MUDE TANTAS VEZES DE PSIQUIATRA, MAS RESSALTO: NÃO TOME RÉMEDIO OU DEIXE DE TOMAR POR CONTA PRÓPRIA.
PODE ACONTECER COM VOCÊ , COMO ACONTECEU COMIGO: AMIGOS, ÁS VEZES A PRÓPRIA FAMILIA ACHAR QUE É FRESCURA. MAS, EU SEI QUE É UMA DOR, QUE POR VEZES NÃO É NOTADA POR FORA, ENTRETANTO POR DENTRO É TERRÍVEL, É DESESPERADOR. É TERRÍVEL, MAS TENHA FÉ, BUSQUE AJUDA, PSICÓLOGO ME AJUDOU MUITO. FIQUEI SEM TRABALHAR, INSS NEGOU, MAS CONSEGUIR RECEBER E AGORA TORNEI A SER AQUELA PESSOA QUE EU ERA.

A MINHA ANSIEDADE GENERALIZADA

ANSIEDADE GENERALIZADA NÃO É AQUELA PEQUENA ANSIEDADE EM QUERER FAZER ALGUMA COISA OU ESPERAR PELO FINAL DO TRABALHO COMO MUITOS PENSAM QUE É.
ANSIEDADE GENERALIZA INTERFERE NO SONO, ALIMENTAÇÃO, CHEGA A UM MOMENTO QUE NÃO SE TEM CONTROLE SOBRE SUA MENTE, O SEU EU PARECE NÃO EXISTIR MAIS, EU TINHA DESESPERO EM IR NA CASA DAS PESSOAS CONHECIDAS OU NÃO. TINHA MEDO DE FICAR ATÉ EM CASA, QUERIA TROCAR DE CASA, REFORMAR, TENTAVA DE TUDO PARA VOLTAR A TER CONTROLE NA MINHA VIDA.
E O FUTURO, AH, PENSAVA NA NOITE, NO OUTRO DIA , OUTRO MÊS E FICAVA DESESPERADO ACHANDO QUE MINHA VIDA SEMPRE SERIA ASSIM, NUNCA IA VOLTAR AO NORMAL. ANDAVA PELA RUA A FORA, MAS NÃO ENCONTRAVA SAÍDA, VOLTAVA, JOGAVA VIDEO-GAME, TENTAVA ME CONCENTRAR EM ALGUMA COISA, SUMIA UM POUQUINHO, MAS LOGO VOLTAVA OS PENSAMENTOS NEGATIVOS, QUE HORRÍVEIS.
COM TRAUMA DE PSIQUIATRA MINHA QUERIDA ESPOSA ME LEVOU MEIO ARRASTADO. E A PSIQUIATRA ME PASSOU UM RÉMEDIO PARA TOMAR A NOITE.
MINHA FAMILIA ME LEVOU À PRAIA, MAS NADA ME ALEGRAVA, ORAVA, AJOELHA PEDIA AJUDA AO MEU QUERIDO DEUS, CONTUDO MINHA VIDA NÃO MUDAVA. SÓ PIORAVA, MESMO TOMANDO ESTE REMÉDIO.
COMECEI A PENSAR EM SUÍCIDIO, FORMAS DE PERDER A VIDA, ASSIM TIRARIA A DOR QUE EU SENTIA.PENSAMENTOS NEGATIVOS ME CONTROLAVAM,
MINHA ESPOSA,MINHA IRMÃ , MEU IRMÃO, ALGUNS FAMILIARES ME CONSOLAVAM, TENTAVAM ME AJUDAR. MINHA ESPOSA DIZIA: CALMA , VAI PASSAR, PENSA NO SEU FILHO E EU TENTAVA ME ACALMAR, TOMAVA CALMANTES, O REMÉDIO DA PSIQUIATRA , FICAVA UM POUCO CALMO. TÃO LOGO VINHA A NOITE, E EU NÃO CONSEGUIA DORMIR.
CADA DIA PIORAVA AINDA MAIS, TINHA FOBIAS, MEDO DE IR NA CASA DE AMIGOS,PARENTES , E VIM A ANSIEDADE E PASSAR VEXAME. NÃO QUERIA MAIS VIVER A VIDA, QUANDO PENSAVA NO MEU FILHO COM OITO ANOS, CHORAVA POIS ACHAVA QUE ELE IA SOFRER A VIDA INTEIRA POR CAUSO DE MIM . QUE TRISTEZA…..
EU UM JOVEM DE 35 ANOS COM TODOS ESSES DESESPEROS, AINDA TINHA TRAUMA DE PSICÓLOGO, PSIQUIATRA.
NOVAMENTE MINHA ESPOSA, COM CONSELHOS DE MEUS IRMÃOS, ME LEVARAM AO PSIQUIATRA E TAMBÉM COMECEI A FAZER PSICOTERAPIA COM UMA GRANDE PSICÓLOGA.
AO PSIQUIATRA CONTEI TUDO O QUE SENTIA, COMO COMEÇOU, NA VERDADE EU NEM SABIA MAIS O QUE EU SENTIA, SE ERA FOBIA, DEPRESSÃO , ANSIEDADE. DEPOIS MINHA ESPOSA TAMBÉM CONTOU TUDO O QUE PASSAVA, NÃO SABIA MAIS O QUE FAZER,
ESSE GRANDE PSIQUIATRA, AO CONTRÁRIO DE ALGUNS, TAMBÉM É COMO UM PSICÓLOGO, CONVERSAVA COM A GENTE, TENTAVA ACHAR A CAUSA DO PROBLEMA, POR QUÊ EU FIQUEI DAQUELE JEITO. POIS TINHA UMA GRANDE FAMILIA, TINHA EMPREGO. MAS POR QUÊ FIQUEI NAQUELA SITUAÇÃO.
ELE PASSOU CINCO REMÉDIOS, ALGUNS PARA DIMINUIR A ANSIEDADE E OUTRO PARA DEPRESSÃO, POIS DA ANSIEDADE JÁ TINHA VIRADO DEPRESSÃO.
TODA TERÇA ÍA AO PSICÓLOGO FAZER PSICOTERAPIA, E JUNTOS TENTAVAMOS SAIR DAQUELA SITUAÇÃO.
EM UNS DIAS, OS SINTOMAS COMEÇARAM A SUMIR, PELO MENOS EU DURMIA, MAS FICAVA DEPENDENTE DOS REMÉDIOS. OS PENSAMENTOS NEGATIVOS AINDA CONTINUAVAM, A PSICÓLOGA ME AJUDAVA DEMAIS, SANAVA MINHAS DÚVIDAS, DAVA DICAS, FOI IMPORTANTE POIS ME AJUDOU A LIVRAR DOS PENSAMENTOS NEGATIVOS. SE FICASSE TOMANDO OS REMÉDIOS A VIDA TODA, QUAL O PROBLEMA , PELO MENOS EU FICAVA MENOS ANSIOSO,DURMIA, PENSAMENTOS NEGATIVOS FICAVAM NEUTRALIZADOS.
MAS DEPENDIA MAIS DE MIM, MEU IRMÃO DIZIA;TUDO QUE PENSAMOS DEMAIS, A NOSSA MÉMORIA CAPTA, E DE REPENTE TOMA CONTA DA GENTE. VOCÊ TEM QUE DOMINAR SUA MENTE, O SEU EU.
LIA LIVROS DE AUGUSTO CURY, COMO É BOM .INDICO PARA VOCÊS.
NÓS SOMOS SERES ÚNICOS, ÍMPARES DA VIDA, SEM EU, SEM VOCÊ A VIDA NÃO SERIA A MESMA. NOSSA MENTE É BRILHANTE, A VIDA É MARAVILHOSA, ATÉ NOS TÉDIOS SEMPRE HÁ ALGO DIFERENTE. APROVEITE CADA MINUTO DE SUA VIDA, NÃO PENSE DEMASIADAMENTE NOS PROBLEMAS.
JESUS , PODE ACREDITAR , TEVE A MELHOR MENTE DO MUNDO. SOFREU DECEPÇÕES, AMARGURAS, STRESS. TUDO O QUE A VIDA NOS TRAZ HOJE, E MUITO MAIS , MAS, SABIA CONTROLAR SUA MENTE…

….VOLTEI A TRABALHAR, REMÉDIOS DIMINUIRAM, PSICOLOGO,PSIQUIATRA,FAMILIA, MENTE, ESPETACULO DA VIDA, JESUS CRIOU PSICOLOGOS,PSIQUIATRAS PARA TE AJUDAR…..NÃO INTERROMPA SEU TRATAMENTO…….A VIDA É FANTASTICA

Avatar for Miguel Lucas
Denise

Olha ! Tudo que foi dito do TAG realmente eu sofro, o fluoxetina nunca me ajudou, não sei se foi num período que estava no auge, mas me sinto da maneira que foi escrito na reportagem, é horrível ter estes sentimentos tudo de uma vez só. Faço terapia e tenho encaminhamento para o psiquiatra, pois tenho piques de bem estar e estar mal…. No ponto de perder a noção das coisas.
Obrigado pela matéria, me esclareceu muito.
Grato
Denise

Avatar for Miguel Lucas
Ina

Acho essa definição do transtorno de ansiedade muito ruim, muito estereotipado e errôneo. Tenho tag e conheço muitas pessoas q tem. Não é só preocupação. As vezesi não acreditamos no que a ansiedade nos diz mas sentimos mesmo assim. Há claramente uma desordem no prosseguimento dos pensamentos, do foco do pensamento e da ação.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Ina,

Num artigo extenso como este e com tanta informação que se vai complementando ao longo do mesmo, provavelmente só leu o primeiro parágrafo onde nem sequer dou uma definição, mas digo que a preocupação é a principal característica do TAG.

Se ler o artigo completo irá comprovar o que aqui disse.

Abraço,

Avatar for Miguel Lucas
Noa

Olá. Obrigado pelo artigo. Parece está a falar comigo. Sinto tudo isso e muito mais. Infelizmente não tenho condições financeiras para procurar ajuda profissional mas seus artigos ajudam muito. Mesmo com essa informação toda não consigo superar meus medos e mudar o que não gosto em mim e isso me deixa mais frustrada e só sofro. É uma guerra diária que me consome viva. Mas Deus é pai e continuarei a lutar.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *