Sofre de ansiedade? Perceba porquê!
Terapias Psicológicas 22/09/2016

Sofre de ansiedade? Perceba porquê!

Miguel Lucas Publicado por Miguel Lucas

A experiência ansiosa induz ou é acompanhada de tensões físicas e psicológicas relacionadas com a percepção de um perigo e o medo desse perigo. De um ponto de vista mais cognitivo, a ansiedade está presente onde o indivíduo percebe um perigo ou uma ameaça. Níveis moderados de ansiedade revelaram desempenhar um “papel-tampão” perante diversos stressores.

A ansiedade facilita assim a adaptação, ainda que seja desagradável: mobiliza os recursos físicos e psicológicos para enfrentar aquilo que nos ameaça ou desafia, o que pode possibilitar transformações benéficas e facilitar o desenvolvimento psicológico.

Da ansiedade “normal” à ansiedade patológica

Em primeiro lugar a ansiedade protege-nos, favorecendo o estabelecimento de atitudes de defesa /ataque. A ansiedade tem um papel motivador na vida de todos nós. A Ansiedade pode perder a função adaptativa, o seu papel protector e motivador, e tornar-se patológica.

A ansiedade influencia os processos de atribuição de sentido e de significado à experiência introduzindo enviesamento ou distorções perceptivas. Nas perturbações da ansiedade, a ansiedade patológica corresponde a determinados critérios relativos ao contexto no qual ela se gerou, ao handicap causado e à qualidade dos acontecimentos que a poderiam desencadear.

Segundo o DSM-IV (Manual de Diagnóstico e Estatística das Perturbações Mentais), existem cinco transtornos de ansiedade:

Enquadramento

As desordens de ansiedade são mais prevalentes que a depressão, mas nenhuma desordem de ansiedade em particular se aproxima do número de pacientes com depressão. Os números também apontam no sentido de existirem muitas pessoas que possuem um tipo de ansiedade usualmente também sofre de outros, e que a relação entre depressão e ansiedade é elevada.

O que é que se estará a passar? Estaremos nós mais expeditos a categorizar e a rotular estas condições?

Responder a estas questões pode ser premente, mas o que importa mesmo examinar é a relação que existe com o stress e adição química do corpo. Nas suas mais variadas formas a ansiedade pode ser considerada uma resposta saudável a um estímulo externo.

Nós deveremos colocarmo-nos num estado intensificado quando temos de fazer um discurso, ministrar uma apresentação, um desempenho considerado significativo por nós ou depararmo-nos com uma possível ameaça. Mas quando a nossa ansiedade ultrapassa determinados limiares no nosso dia-a-dia e se torna crónica, então temos um problema que necessita da nossa atenção

Formação da ansiedade patológica

A Ansiedade é um produto da avaliação cognitiva e corresponde a um conjunto de pensamentos e afectos perante uma situação ameaçadora. Uma desordem de ansiedade forma-se quando, sem razão aparente, uma pessoa começa a sentir o batimento cardíaco a acelerar e sente dificuldades na respiração, medo intenso, emoções intensas, perda de controlo, dores no peito, excesso de sudação, e com dificuldade de ter um raciocínio claro.

O sistema nervoso autónomo toma o controlo do nosso organismo, influenciando aquilo que se pensa. Os ataques de pânico são gerados quando a pessoa treinou (acostumou) o seu corpo a estar vigilante e antecipadamente preparado para a próxima experiência stressante.

O ataque de pânico que ocorre repetidamente a alguém é o resultado da sua prática mental rigorosa de preocupação exagerada e ansiedade, ou sobre-exposição às condições ambientais stressantes previamente conhecidas.

Acontecimento desencadeadores

Na minha experiência, se conseguirmos fazer a revisão do percurso anteriormente ocorrido, isto pode ser esclarecedor, para a grande maioria das pessoas começa com algumas dificuldades com que se deparam na vida e que causam uma intensa pressão emocional.

Depois desse acontecimento, a memória dessa experiência leva a pessoa a pensar acerca do episódio ocorrido, vezes sem conta, na tentativa de antecipadamente evitar que um acontecimento idêntico ocorra novamente.

Ao rever mentalmente o seu passado, o cérebro encarrega-se de libertar os químicos apropriados, e esses pensamentos ansiosos enviam um estímulo ao sistema nervoso simpático para iniciar a ativação do organismo.

Estas pessoas ficam ansiosas e com receio acerca do futuro e daquilo que potencialmente lhes possa acontecer. As suas atitudes (emaranhado de pensamentos) permitem desta forma a libertação de químicos que dão suporte às sensações de ansiedade e preocupação. Os seus pensamentos acerca de um stressor particular, não o stressor em si mesmo, criam a resposta de stress.

Coerência entre o corpo e o cérebro

Se nos preocuparmos todos os dias acerca daquilo que possa acontecer nos momentos seguintes, iniciaremos uma série de pensamentos que irão criar um estado mental de insegurança. No funcionamento do neocórtex, um conjunto de redes neuronais irão ser activadas, suportando o processo contínuo de pensamentos relacionados com as memórias de preocupação anteriormente registadas.

Quando estes pensamentos ativam padrões específicos de conexões neuronais, o corpo irá depois criar os químicos relacionados com esses pensamentos inquietantes (ver quadro 1). Agora que esses químicos da vigilância foram libertados no corpo, o corpo fica inquieto. Assim que o cérebro (neocórtex) reconheça o que o corpo está a sentir, nós provavelmente iremos dizer, “eu sinto-me preocupado.”

Quando nos sentimos apreensivos, nós ficamos conscientes do no nosso estado corporal interno. Se depois se seguir um ataque de pânico, nós iremos sentir uma genuína perda de controlo, uma situação altamente assustadora. Neste exato momento, temos mais uma coisa com que nos preocuparmos, porque certamente não queremos voltar a ter uma sensação destas (ataque de pânico).

Consciência do corpo

Assim que estejamos cientes que o corpo está a sentir ansiedade, a rede neuronal associada à ansiedade é ativada. Sentimo-nos exatamente da mesma forma que pensamos, e pensamos da mesma forma que sentimos. Desta forma o cérebro reconhece os sentimentos de preocupação, e irá usar a rede neuronal da preocupação para avaliar aquilo que sente (ver quadro 2).

Como resultado, iremos focar-nos nos pensamentos relacionados com a nossa preocupação, porque a rede neuronal foi accionada. Depois iremos fazer mais ligações químicas para reforçar a forma como o corpo se sente, porque a nossa avaliação imediata do corpo é a causa de sentirmos aquilo que pensamos. Até que enfim!

A realidade: Agora os nossos pensamentos iniciais tornaram-se realidade. Se os conseguimos sentir, são genuínos, certo? Estamos no caminho de treinar o nosso corpo para ter outro ataque de pânico.

Construção de uma resposta emocional

Ao caminhar-mos no bosque, se inesperadamente nos deparar-mos com uma cobra … saltamos para a evitar. O que foi que nos fez saltar? A resposta muito provavelmente, é: a amígdala (ver figura 1).

A amígdala funciona como uma sentinela emocional, capaz de apoderar-se do controlo do cérebro, ainda que momentaneamente. LeDoux (1996), nas suas investigações demonstrou que os sinais sensoriais  vindos do olho e do ouvido chegam ao cérebro passando primeiro pelo tálamo e depois, através de uma única sinapse pela amígdala; um segundo sinal emitido pelo tálamo é encaminhado para o neocórtex.

Este percurso mais curto  – uma espécie de atalho neuronal – permite a amígdala receber informações directas dos sentidos e iniciar a resposta antes que as informações sejam registadas no neocórtex.

Estas respostas acontecem antes do cérebro ter tido a chance para começar a pensar sobre o que fazer. Para pensar é necessário tempo, em contrapartida responder ao perigo, grande parte das vezes necessita de ocorrência rápida e sem dúvidas na decisão.

Poderemos dizer que é um sistema que detecta o perigo e produz uma resposta que aumenta da forma mais benéfica a probabilidade de sobreviver a uma situação de risco. Este sistema que produz um comportamento representa a operação do cérebro que foi programada pela evolução para lidar com o perigo da rotina diária.

A investigação de LeDoux,  pode chamar-se de revolucionária para o entendimento da vida emocional, pois foi a primeira a detectar os percursos neuronais seguidos de sensações que não passam pelo neocórtex.

A reter: Este circuito contribui para a explicação do poder da emoção para se sobrepor à racionalidade.

LeDoux chegou a esta conclusão no decurso das suas investigações sobre o medo nos animais. Fez uma experiência importantíssima, com um grupo de ratos, destruiu-lhes o córtex auditivo, e em seguida expô-los a um sinal sonoro ligado a um choque eléctrico.

Os ratos em pouco tempo aprenderam a recear o sinal, no entanto não podiam registar no neocórtex o respectivo som, que seguia directamente do ouvido para o tálamo e para a amígdala. Resumindo, os ratos aprenderam uma reacção emocional sem envolvimento do neocórtex.

Esta interessante experiência com ratos, explica de igual modo, o facto de o controlo motor de uma sequência de movimentos relacionados com a emoção (ato automático), não se situar no mesmo local que o controlo de um ato voluntário.

Condicionamento em massa de um acontecimento trágico

Em 24 de Janeiro de 2004, Miklos Feher jogador de futebol de uma equipa portuguesa (Sport Lisboa e Benfica) teve uma paragem cardio-respiratória durante o jogo, acabando por falecer. Este acontecimento foi assistido por milhares de pessoas, dado que estava a ser transmitido na televisão em directo.

Nos dias que se seguiram a este acontecimento, as urgências dos hospitais encheram-se com pessoas em pânico e ansiosas, pois ficaram hipervigilantes sobre algumas sensações corporais, nomeadamente o batimento cardíaco acelerado (comuns palpitações).

O receio criado pela interpretação das sensações físicas habituais, levaram a que algumas pessoas mais susceptíveis, fizessem uma interpretação de medo, criando uma preocupação exagerada que lhes causou mal-estar físico e emocional.

A reter: A ansiedade patológica diz respeito assim, ao processamento selectivo da informação por parte do individuo, que a interpreta como uma ameaça ou um perigo ao seu próprio bem-estar, à sua segurança e tendo um sentimento de ineficácia face à situação.

Sei que estou ansioso porque sinto isso

O nosso receio causa-nos mais preocupação, que por sua vez nos faz sentir mais ansiosos, que depois nos causa mais preocupação. A razão para isto é simples. Quando o nosso estado de ansiedade é criado, o nosso “estado de ser” cria um contínuo ciclo de feedback do corpo para o cérebro, para ativar a rede neuronal da preocupação, que por sua vez provoca mais ansiedade no corpo, e assim sucessivamente.

Sabemos agora que quando respondemos às sensações do corpo pensando acerca daquilo que sentimos no corpo, o cérebro irá fabricar mais dos mesmos químicos, alimentando o corpo com os mesmo sinais químicos para que possa experienciar o que estamos a sentir. Esta é a forma como mantemos um “estado do ser” um estado de consciência.

A reter: Para uma sensação continuamente repetida, qualquer que seja essa sensação, é criado um determinado “estado de ser“, seja felicidade, tristeza, confusão, solidão, insegurança, contentamento, ou mesmo depressão. Um “estado de ser” significa que o ciclo de feedback entre o cérebro e o corpo está completo.

Reforço pela repetição

Ao longo do tempo, mantemos este estado neuro-químico, suportado pela forma como continuamente ativamos os mesmos padrões neuronais das nossas memórias anteriores. Esta contínua química do corpo, suportada pela forma como nós ativamos os nosso padrões neuronais únicos de sensações da nossa identidade pessoal individual, é diferente de pessoa para pessoa. Mas os mecanismos do ciclo de feedback são os mesmos. A ansiedade alimenta a ansiedade.

Você desenvolveu ataques de pânico?

Se a sua ansiedade por vezes atinge níveis elevados ao ponto de desenvolver um ataque de pânico, e apesar de todos os esforços não tem conseguido melhorar, quero dar-lhe a conhecer o meu livro: Ataques de Pânico – Saiba como superar os seus medos que tem ajudado centenas de pessoas a recuperarem a sua qualidade de vida.

Se você gostou do artigo e este foi-lhe útil, estou certo que com as técnicas e estratégias apresentadas no meu livro você irá ser capaz de superar os seus ataques de pânico e voltar a sentir-se seguro.

Clique na imagem em baixo para ter acesso ao livro:

livro ataques pânico

Abraço,

Miguel Lucas

Novo usuário?
Comece aqui
Obtenha Grátis o Programa “Diga Não À Depressão”
Obtenha Grátis o Programa “Diga Não À Depressão”

Receba os vídeos gratuitamente no seu email e aprenda como superar a depressão.

Comentários
Avatar for Miguel Lucas
Regina Santana

Olá Miguel.
Parabéns pelo artigo.
A ansiedade é no meu caso, infelizmente um factor inibidor para um dia-a-dia normal e de qualidade.
É um bloqueador de reacções, atitudes e até mesmo de convívio.
Infelizmente, sinto também que é muito difícil controlar.
Foi muito útil ler este artigo e perceber concretamente a diferença entre ansiedade e medo, realmente, duas coisas muito diferentes.
Obrigado

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Regina, obrigado pelo comentário.
Ao tomares consciência dos efeitos que a ansiedade têm em ti, e perceberes a diferença entre medo e ansiedade, é o primeiro passo para conseguires começar a controlar alguns dos sintomas aversivos. É importante que percebas que os sintomas, é algo do qual pode conseguir minimizar, desde que não personalizes essas sensações, e depois possas ativar alguma estratégia(como o relaxamento ou mudança de assunto e/ou pensamento) e assim conseguires induzir a ti mesma, o estado psicológico desejado.

Força.

Abraço.

Avatar for Miguel Lucas
Manuel Pedro

Ola bom dia, Meu nome é Manuel Pedro tenho 19 e 78Kg. Há uns tempos atras tenho sentido uma sensação estranha de como qualquer coisa de má está para acontecer comigo e nessas alturas tambem sinto boca seca, sensação de que vou cair, uma inquietação, e por vezes tonturas e de noite sinto palpitações. Estou preocupado com isto, meus pais dizem que pode ser ansiedade. Eu tenho medo que seja problemas cardiacos ou coisa pior, nunca senti dores no peito nem nada. Ajudem-me a perceber o que é por favor.Escreva aqui o seu comentário

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Manuel Pedro, obrigado pelo comentário.

O primeiro passo a ser dado deve ser junto do seu médico, deve descrever-lhe os sintomas para que ele perceba se é necessário algum tipo de exame mais específico.

Existe uma forte possibilidade dos seus sintomas estarem relacionados com a ansiedade, e para poder receber alguma orientação mais concreta é igualmente necessário recorrer a um profissional qualificado para que possa estabelecer um diagnóstico concreto e um possível plano de tratamento (isto se não se verificar qualquer problema físico de acordo com o seu médico).

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
isabel

Estou com o mesmo problema. De repende sinto o coração disparado e isso ao causar desconforto dá a sensação que não conseguimos respirar, ardor no peito nauseas e tonturas. Já fiz exame ao coração, prova de esfprço e está tudo bem. Na ultima vez que me senti mal o coracao batia a 154p.m. aos 130p.m. já estava bem disposta e vou decrescendo até passar. mas só quem passa é que tem noção do quão desagradável e inibidor é a ansiedade, mas como do peito nem posso tomar nada que me ajude nem mesmo valeriana. Para ajudar também tenho dormido pouco porque trabalho por turnos e o bebe não tem dormidoa noite completa por isso o que durno é sempre repartido.
Que posso fazer?

Avatar for Miguel Lucas
Nathan

A ansiedade e na maioria das vezes acontece quando a pessoa percebe que nao tem nenhum proposito aqui no mundo. A pessoa nao sabe por que esta vivendo, ou por que toma qualquer decisao na vida.
Mas e importante saber que todos temos uma missao aqui, que nao estamos existindo por acaso.

E preciso que se procure a verdade.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Nathan, obrigado pelo comentário e bem-vindo à Escola Psicologia. Sem dúvida que a incerteza daquilo que queremos fazer na vida, é geredor de ansiedade. A incerteza é um dos principais gatilhos para nos colocar num estado de alerta, tornado-se incapacitante e destruidor.

Tentar perceber aquilo que nos motiva e que nos faz movimentar, é um propósito de vida.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
cleuton da vaquejada

Escreva aqui o seu comentário hoje fiquei triste com o meu resultado do vestibular nao fui aprovado ,chorei e comercei a pesquisar na enternete o pense positivo e encontrei palavras encorajadoras que me motivou a viver e vencer .miguel lucas voce e parte de minha alegria obrigado amigo.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Cleuton, obrigado pelo comentário.
Todos na nossa vida passamos por momentos em que enfrentamos a desilusão e a falha, mas isso são apenas resultados que não nos servem, não é o fim do mundo. Aquilo em que nos devemos focar é nas nossas forças e virtudes no sentido de arranjar uma maneira de fazer melhor na próxima vez.

Fico contente por ter encontrado valor nos nossos artigos, espero que possam ajudar.

Força e convicção
Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Robson Calixto

Concordo muito com vc Nathan,Vc foi muito exato,parece q Deus usou vc para escrever esta mensagem, que parece foi escrita para mim!!

Avatar for Miguel Lucas
luck richard pereira

po , gostei sim, gostaria de saber mais sobre esse tema,

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Richard Pereira, Obrigado pelo comentário e bem-vindo à Escola Psicologia.

Fico contente por ter gostado do artigo e por estar interessado em saber mais acerca do assunto. Em breve voltarei a este tema, fique atento.

Abraço.

Avatar for Miguel Lucas
Carlos Schmidt

Parabéns Miguel pelo artigo…, muito interessante.
Eu tenho muita ansiedade, existe alguma maneira de acabar?

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Carlos, obrigado pelo comentário e bem-vindo à Escola Psicologia.

Espero que o artigo possa contribuir para a clarificação de como se forma a ansiedade, e igualmente perceber que existe forma de a poder resolver.

Fique atento, em breve colocarei outro artigo com dicas que podem aliviar e resolver os sintomas da ansiedade.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
dson

boa tarde meu amigo miguel luca…
vem que que vc e bom na resposta
eu estou com muita ansiedade, mais eu não consigo mim contralar..
eu queria uma dica para mim ajudar

Avatar for Miguel Lucas
Roberta

Olá! Muito interessante este assunto, obrigada por abordá-lo.
Sou ansiosa desde que me conheço por gente. Isso me causa um grande sofrimento e quero aprender a lidar com isso logo.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Roberta, obrigado pelo comentário e bem-vinda à Escola Psicologia.
Saiba que na atualidade existem terapia eficazes para tratamento da ansiedade, nomeadamente através de uma abordagem psicológica (Terapia cognitivo-comportamental).

Brevemente voltarei a este tema com mais dicas para aliviar e resolver os sintomas da ansiedade, fique atenta.

Qualquer dúvida, disponha, tentarei na medida do possível, responder.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Daniel

Parabens pelo artigo. Acho que as situacoes que tenho passado ultimamente podem se enquadrar na ramificacao “ansiedade patologica”. Minha cabeca funciona a 1000km/h sem nenhum foco, comeco a perceber minhas funcoes vitais em desordem (como batimento cardiaco acelerado) o que faz com que fique ainda pior, somatizando o problema. Na maioria das vezes isso ocorre quando estou em certo estado de inconciencia (quando deito para dormir e nao estou nem dormindo e nem acordado). Devo procurar um psicologo?
Saudacoes brasileiras!

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Daniel, obrigado pelo comentário e bem-vindo à Escola Psicologia.
Os pensamentos a 1000km/h são na verdade um sintoma do excesso de ansiedade, o que por sua vez, reforça o hábito da preocupação, entrando num ciclo negativo. É importante perceber que existe possibilidade de reverter esta situação. A ansiedade é uma desordem com tratamento possível (nomeadamente através da abordagem psicológica/ congnitivo-comportamental).
Técnicas como o controlo do estímulo, relaxamento; resstruturação cognitiva, mudança de alguns hábtitos, e estratégias de resolução de problemas, são formas eficazes quando aplicadas num programa de combate à ansiedade.

Brevemente abordarei novamente este assunto, fique atento, pois posso fornecer mis algumas dicas valiosas.

Sim acho que deverá procurar um psicólogo, como forma de poder resolver o seu problema. Algumas pessoas sofrem desnessáriamente, as terapias aplicadas têm elevadas taxas de sucesso, quando seguidas à risca.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Rafaela

Olá Miguel!
Muito bom o tema, e já favoritei sua página.
Gosto muito de assuntos relacionado à psicologia, e o o parabenizo por dividir seu conhecimento, tenha certeza que é muito válido!

Abraço!
Estarei por aqui acompanhando, ok?

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Rafaela, obrigado pelo comentário e bem-vinda à Escola Psicologia.
É sempre muito reconfortante o reconhecimento do nosso trabalho, fico muito contente que os temas possam ser uma mais valia para você.

Postarei sempre motivado pelo engrandecimento dos leitores.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Cleiton

Como um perfeito ansioso nao consegui ler tudo, sem rolar ateh o final!Tenso

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Cleiton, Obrigado pelo comentário e bem-vindo à Escola Psicologia.

Espero que com vontade e prática consiga melhorar esse seu hábito ansioso.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Amanda Akiyama

Parabéns pelo artigo!!! Com certeza irei acompanhar a continuação deste…
Até porque preciso, pois sou bastante ansiosa.
XD

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Amanda, obrigado pelo comentário e bem-vinda à Escola Psicologia.

…acredito que a próxima matéria, possa trazer alguma luz a quem sofre com este problema.

Fique atenta:)

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Daniella Loppes

Sou ansiosa, mas tambem muito curiosa.. se algum texto me interessa leio-o até o fim.. foi isso que fiz com o seu.

”Ansiedade está presente onde o indivíduo percebe um perigo ou uma ameaça”
Não estou certa quanto a isso, pois sou ansiosa desde que me entendo por gente, mas não percebo perigo ou ameaça.
O meu ato de roer as unhas e mexer nas minhas maos o tempo todo tambem são sintomas de ansiedade certo?

O fato de esperar que alguma coisa aconteça é pior do que realmente essa coisa acontecer, bem, deixa eu explicar em um exemplo. Você está em um consultório médico e tem que tirar sangue o fato de saber que vc vai tirar sangue em alguns minutos é pior do que vc tirar o sangue no exato momento, entende? A ansiedade faz com que a espera seja pior do que o momento em si.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Daniella, Obrigado pelo comentário e bem-vinda à Escola psicologia.

A ansiedade está quase sempre relacionada com a análise antecipada de algo (medo, receio, desafio, perda). Mesmo que aparentemente ache que não tem medo antecipatório, se fizer uma análise mais profunda, verificará que poderá estar a evitar que aconteça alguma coisa, ou pode querer que alguma coisa corra bem, pode não querer falhar alguma coisa. Os medos por vezes são muito subjectivos, por exemplo ficar na fila de transito, pode desencadear um ataque de ansiedade, não está com medo de nada, mas ficou irritada e accionou o mecanismo fisiológico do medo, são libertados químicos, no corpo que por sua vez accionam pensamentos desajustados. sem se aperceber fica fora de si de um segundo para o outro.

A ansiedade também se pode sentir como uma resposta fisiológica aprendida, que foi generalizada a muitas situações. O que torna difícil a pessoa identificar a causa.

Desta forma a pessoa tem de ser ensinada a fazer avaliações corretas das situações e a saber ler os sinais de ansiedade e depois através de algumas técnicas anular os sintomas e retomar a ter controlo sobre a situação

Falarei deste assunto em breve, fique atenta:)

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Emanuel

Ola Miguel,

Tens aqui um artigo que penso que se pode aprofundar um pouco mais em certas partes como em doentes cronicos como eu que tenho a doença crohn.

Dissem o especialistas que eu e como outros que têm a mesma doença sofremos niveis mais elevados de ansiedade que a população normal.

Tu, como me conheces a nivel pessoal, porque achas que eu tenho niveis muitos elevados de ansiedade, apesar de eu mostrar sempre uma pessoa calma e controlada em qualquer que seja a situação.

Mas muitas vezes sinto aquela “dor de barriga” o stress e muitas vezes até pode levar a vomitos.

cumprimentos
Emanuel Vindeirinho

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Emanuel, obrigado pelo comentário e bem-vindo à Escola Psicologia.
O teu caso é muito específico e foge um pouco ao tema do artigo. Como sabes a doença de Crohn, é uma doença auto-imune, o que só por si, gera um stress interno no próprio organismo sem que necessariamente seja ativado por estímulos externos do meio ambiente, ou por percepções medo ou ansiedade. Ainda assim, em momentos de stress ou ansiedade que tu tenhas, ai sim, sofrerás muito mais com isso, devido ao andicap que tens relacionando com as menores defesas que o teu organismo tem, devido à doença.

Ainda que natualmente sejas uma pessoa calma, todos nós em determindas situações geramos ansiedade, com sintomas aversivos, e aí tu hipoteticamente serás mais afetado. No entanto devido à tua ansiedade traço ser reduzida, tu consigas de certa forma ir lidando e levando a tua vida dentro da normalidade.

Força e bom controlo da ansiedade:)

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Pedro T.

Boa tarde,

Antes de mais parabéns pelo artigo.

Tenho tonturas/sensação de instabilidade há cerca de um ano. Fiz dezenas de exames e os médicos não encontraram nada e então, no meu ponto de vista, refugiaram-se na conclusão de que se trata de ansiedade. Vist oque vou ser pai dentro de 2 semanas, encontram aqui o argumento perfeito.
Contudo as minhas tonturas começaram alguns meses antes de ter recebido esta notícia que poderia, eventualmente, provocar alguma insegurança e consequente ansiedade.

Contudo a medicação que tomo (Cipralex e Dogmatil) não ajudam, e as consultas de psicologia muito menos.

As tonturas não são constantes. Ocorrem maioritariamente quando estou a andar. Quanto mais ando, mais tonturas tenho e sempre ao final do dia – na altura do dia em que realmente relaxo, chegado do trabalho.

Será isto ansiedade ou outra coisa qualquer? É que na verdade, não estou convencido que seja exclusivamente emocional.

Alguma pista? Alguma dica? Qualquer coisa…

Obrigado!
Pedro T.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Pedro, obrigado pelo comentário e bem-vindo à Escola Psicologia.
Por certo será algo do foro psicológico e psicossomático. Não tem de ser necessariamente emocional, no entanto por certo estará relacionado com algum acontecimento de vida, é importante perceber a frequência com que acontece, o que pensa quando acontece, o que sente em termos fisiológicos quando acontece e que tipo de comportamento tem quando acontece. Tente recordar-se da primeira vez que as tonturas aconteceram, o que terá acontecido na sua vida nessa altura. No trabalho, na relação com a sua parceira, na família, com os amigos, algo poderá ter acontecido?

Os ataques de pânico, são por norma uma fobia a sintomas fisiológicos (sensações de mal-estar no corpo), que geram ansiedade, e que por sua vez aumenta a auto-vigilância sobre as sensações corporais.

Se é ansiedade? a ansiedade não acontece de forma isolada, os sintomas que tem, tiveram um inicio, funcionando como resposta a algo, e que agora acontecem por aprendizagem (por condicionamento)

Aponto para o fato de poder ter gerado algum tipo de hipersensibilidade para a frequência cardíaca acelerada ou para a sensação de cansaço no corpo, e depois poder gerar as tonturas.As tonturas podem derivar de duas situações : 1º do medo de que algo de mal lhe pode acontecer ; 2ª do défice de oxigénio no cérebro que pode causar a sensação de tontura. Isto são apenas suposições, pelo que a falta de informação dificulta a possibilidade de perceber o que realmente provoca as sensações.

Estou ao dispor para troca de informações e possíveis dicas que possa querer experimentar.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Pedro T.

Antes de mais, obrigado pela sua resposta.

A 2ª hipótese que colocou na sua resposta “do défice de oxigénio no cérebro que pode causar a sensação de tontura. ” parece encaixar-se naquilo que sinto. Contudo já o frisei a alguns médicos e nunca lhe deram grande importância. A resposta que me tem sido dada é que para deixar de ter estes sintomas, tem de ser algo que tem de partir de mim e passará com o tempo. Mas não tem passado.
O que eu procuro são respostas… a que ainda ninguém me conseguiu responder.
1) Se tem de partir de mim, o que tenho de fazer?
2)Se por outro lado, se deve a um défice de oxigénio no cérebro que poderei fazer para o controlar.

Mais uma vez agradeço a sua resposta, e espero não maçá-lo com este meu caso, mas qualquer dica que consiga obter será mais que benvinda para me tentar sentir melhor.

Pedro T.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Pedro, o que tem de fazer?
Como sabe uma questão importante para tratamento do quer que seja, é sempre o diagnóstico. Para fazer um diagnóstico adequado, são sempre necessárias ferramentas, como escalas de avaliação e entrevista (anamnese), para enquadrar o problema. A partir daqui é se traça a possível solução e consequente tratamento.

Os dados que me deu, não permitem avançar com mais nenhuma hipótese. No entanto esteja atento, às condições particulares do fim do seu dia de trabalho, que padrões podem existir que desencadeiam a resposta ansiosa? O que pensa, o que vai fazer a seguir? Em que locais ocorre? Sozinho ou acompanhado? A intensidade dos sintomas é sempre a mesma? O que faz quando sente esse mal-estar? Em que medida isso afeta o seu dia-a-dia ou qualidade de vida?

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Marcos F.

Pedro T., boa tarde.

O post é super antigo, mais estou com os mesmos sintomas que você.

Gostaria de saber como está? Se conseguiu passar por isso?

Até.

Fique com Deus.

Avatar for Miguel Lucas
Pedro T.

Peço desculpa pela insistência, mas tendo respondido a um comentário seu, não fiquei com certeza que teria recebido o alerta da minha resposta.
Obrigado mais uma vez.

Pedro T.

Avatar for Miguel Lucas
david viegas

Estive a ler a sua explicação e foi- me muito útil mas gostaria de saber se me poderia dar umas dicas a tentar ultrapassar isto ! e nao gostaria de usar qualquer tipo de medicamentos pois pelo que vejo apesar de ajudar as pessoas tornam se moles !
Eu a uns anos tive uma experiencia de claustrófobia e não sabia que a tinha. a partir desse dia entre no recessão pós traumatica ! com o tempo consegui ultrapassar isso e fiquei bom uns 2 anos mas depois voltou uma angústia dentro de mim que nao sabia explicar e ao ler este artigo percebi que se tratava de ansiedade patológica. e ultimamente tenho tido comportamentos obssessivo compulsivos e uma angústia dentro de mim que não me está deixando concentrar nos estudos! tento acalmar me com alguns pensamentos mas depois vêm o obssessivo compulsivo e esses pensamentos não os consigo racicionar de forma específica e começo a repeti los vezes sem contas o que se torna muito irritante pois se nao os fizer bem nao me vou sentir bem. diga me o que acha se faz favor ! nao queria ser muito chato, cumprimentos david

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá David, obrigado pelo comentário e bem-vindo à Escola Psicologia.

Pela sua descrição, as evidências apontam para que possa estar a sofrer de um transtorno obsessivo compulsivo. No entanto, serão sempre necessário mais dados. Em que situações tem esses comportamentos e/ou pensamentos, de que tipo, com que frequência intensidade e duração acontecem?
Claro que este tipo de problemas é susceptível de ser ultrapassado com um enquadramento adequado à sua situação específica.

Para mais informações acerca deste assunto, fique atento, dentro em breve publicarei um artigo sobre o transtorno obsessivo-compulsivo.

Sinta-se livre para questionar e ir trocando opiniões.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Maria Inês Pais

Boa noite,

Descobri este seu site numa busca que fiz acerca de fobia social, nomeadamente sobre medo de falar em público. Era para tentar perceber os sintomas de uma outra pessoa, mas dei-me conta de que eu própria tenho esses sintomas, noutra situação: perante a simples perspectiva de ter de conduzir.

É um pouco estranho, porque tirei a carta, mas de algum modo, o facto de o instrutor poder tomar controlo a qualquer momento tranquilizava-me até certo ponto (nunca fui descontraída para uma aula). Assim, tenho a carta há 2 anos e no entanto, desde aí, não devo ter conduzido mais que meia dúzia de vezes, com muita dificuldade. Numa dessas vezes pediram-me para passar por uma rotunda de 4 faixas… Quando saí, tive de encostar e a pessoa que estava comigo teve de levar o carro, porque eu estava branca e não me conseguia mexer.

De qualquer forma, sempre fui uma garota ansiosa (e pergunto-me se não será até certo ponto genético ou ambiental, uma vez que tanto a minha mãe como a minha avó o são também), com comportamentos algo obsessivo-compulsivos, nomeadamente Dermatilomania, Pica(alotriofagia) e Onicofagia. São coisas que ainda me perseguem (só recentemente consegui acalmar – não eliminar – a dermatilomania) e pergunto-me se as minhas gravidezes serão passadas com ansiedade e se o ambiente dos meus filhos será como o meu foi (tanto quando passava tempo com a minha mãe, como quando passava tempo com a minha avó).

Obrigado pelos artigos e espero que consiga desenvolver melhor estes e outros assuntos.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Maria Inês, obrigado pelo comentário e bem-vinda à Escola Psicologia.
Sem dúvida que sofre de alguma perturbação de ansiedade, é importante não ficar alarmada mas olhar de frente para o problema e procurar uma forma de o combater.
Ainda que alguns estudos apontem para o fato de poder existir uma tendência hereditária para a ansiedade, isso não é necessariamente imperativo para que a pessoa venha a sofre de uma desordem de ansiedade, ou que a ansiedade venha a ser incapacitante.
Já no que diz respeito à educação e às aprendizagens que fazemos na nossa vida quando crianças e adolescentes, a forma como vimos os outros reagirem e agirem perante situações conturbadas, podem de certa forma influenciar as nossas respostas em situações mais exigentes ou mais stressantes. As aprendizagens e as experiências individuais que cada um de nós tem, joga um papel importante na forma como nos comportamentos em situações de ameaçada, exigentes e que requerem de nós alguma calma, concentração e tranquilidade.
Na grande maioria das vezes os problemas de ansiedade são uma resposta aprendida. E assim sendo, consegue com um bom programa comportamental aprender respostas mais adaptativas e funcionais.

Fique atenta aos próximos artigos, pois vou abordar mais questões relacionadas com a ansiedade.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Andreia

Boa tarde,

Será que é possível indicar nomes de colegas especialistas nesta temática, que exerçam funções na área de Lisboa?
De facto, não se trata de um assunto ligeiro. É fundamental encontrar alguém conhecedor das terapias a realizar.

Muito Obrigada

Avatar for Miguel Lucas
CRISTIANE

Miguel,

hoje, depois de muitos anos, descobri que tenho Dermatilomania e que esta ultimamente tem se agravado. Tenho 40 anos e dois filhos. E até meus filhos já me dizem para parar de “cutucar” a pele. Meu marido tenta de tudo. Mas, eu não consigo. Este mês vou para a praia e vou morrer de vergonha, pois tenho atingido muito minhas pernas, que estão todas marcadas. Já tenho manchas nos braços e nas costas que não sei se um dia sairão. Isso tem tratamento? Help!!!! Preciso de um especialista? Moro em Belo Horizonte. VC pode indicar alguem ou o que devo fazer?

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Cristiane, obrigado pelo comentário.
Sem dúvida que o seu problema é preocupante, insere-se nos transtornos obsessivo-compulsivos, com a agravante de ser visível e lhe causar dor e embaraço.
Relativamente ao tratamento, infelizmente a taxa de tratamento neste tipo de transtorno é baixa, ainda assim existe possibilidade dos tratamentos serem bem sucedidos, claro que depende sempre da pessoa e da sua motivação para a solução do problema. É um problema de controlo do impulso, e por vezes a terapia de substituição e de controlo do estímulo surte efeito, reduzindo muito ou mesmo eliminando as compulsões.

Sim necessita de um especialista em tratamentos obsessivo-compulsivos, de preferência com terapia cognitivo-comportamental.
Estou disponível para qualquer dúvida e possíveis dicas para melhoria do seu problema.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Pedro

Gostei muito ler este artigo,parabens!

Queria saber se podemos morrer de ataques de ansiadade?ou se algo de mal nos pode acontecer??

Tenho tido ataques diariamente desde a 3 semanas, mas nao vejo nenhuma razao para isto estar a acontecer…. so tenho 19 anos e estou preocupado com a minha situacao,sinto uma agonia, porque isto nca me tinha acontecido! e normal??sera que tenho cura?

Muito obrigado pelo seu tempo Miguel!
Abraco!

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Pedro, obrigado pelo comentário.

Não, não se morre de ataques de ansiedade. Os ataques de ansiedade têm uma magnitude decrescente, depois de atingirem um pico máximo de desconforto e ativação a tendência é diminuir. Aquilo que sente são sensações corporais que são despoletadas por algum estímulo (externo ou interno)….externo, por exemplo uma situação desagradável que tenha acontecido no passado e agora por associação ativa a ansiedade, ou então interno, um pensamento sobre algo pode desencadear a ansiedade. Em que hora do dia aou noite acontece, em que lugares, com que intensidade.

quando estiver assim, tente manter a calma, nada de mal lhe vai acontecer, aquilo que sente são sensações, como por exemplo tivesse acabado de fazer uma corrida de velocidade ou tivesse sido assaltado, são reacções do organismo sem causa aparente. Ao aperceber-se que o seu corpo está a disparar essas sensações desconfortáveis, tente respirar fundo e lembra-se: Nada de mal me pode acontecer e continue respirando fundo. Depois tente sentar-se feche os olhos e tente relaxar, tente descontrair os seus músculos.

Não se passa nada de errado consigo, no entanto se as sensações continuarem a persistir durante mais uma ou duas semanas, deverá procurar a ajuda de um psicólogo, especialistas em problemas de ansiedade.

Vá dando noticias,

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Miguel

ola Miguel!
Muitos parabéns pelo trabalho pois está um artigo muito esclarecedor.

O meu problema começou desde muito novo, quando desmaiei após ter tirado sangue. Nessa altura fiquei como que traumatizado, fiquei com pavor de agulhas, sangue, hospitais, qualquer coisa que se relacionasse com esse assunto. Uma simples imagem já me provocava sensações de ansiedade. Desmaiava quase sempre que voltava a tirar sangue ou tomar vacinas, visitava um familiar no hospital e desmaiava também em situações de grande tensão, o que ainda piorou a situação. Vivia com a constante preocupação de me poder voltar a acontecer perante determinada situação. Os meus pensamentos todos dias se focavam, por mais de uma vez, nesse assunto, momentos em que ficava ainda mais ansioso ou preocupado. Fiz vários exames e os médicos nada diagnosticaram, disseram que poderia ser das alterações do corpo perante a puberdade, que era normal em certos jovens e afectava mais os rapazes.

Com o passar dos anos os desmaios ja n eram frequentes. Fui crescendo, mudando a minha forma de pensar e aprendendo a lidar com isso, mas nunca completamente. Há quatro anos fui acompanhado durante alguns meses por um psicologo que me ajudou bastante a superar esta fobia. Hoje já encaro essa situação com naturalidade. Sinto metade da ansiedade que sentia antes e já não desmaio ao tirar sangue. Mas o medo de desmaiar ainda está presente nessas situações e noutras do meu dia a dia, principalmente quando me sinto ansioso, quando não me apetece ir a um sítio ou estou num lugar em que não queria mesmo nada estar/ir, o que me provoca ainda mais ansioso. Embora nunca acabe por acontecer é muito desconfortável. Possivelmente associo equivocamente as sensações de ansiedade às de desmaio ou mau-estar, ou então, por serem as mesma sensações que sentia nos momentos antes dessas situações. A ansiedade pode provocar um desmaio?

Gostava que me desse a sua opinião. Saber o que posso fazer. Gostava de ter pela primeira vez uma resposta capaz de me explicar o que acontece comigo nestes momentos. Se é alarmante ou se são apenas sensações e pensamentos e está tudo bem comigo.

Anteciapadamente grato,
Cumprimentos.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Miguel, obrigado pelo comentário.

A descrição do que lhe aconteceu no passado é realmente testemunho de como ao associarem-se dois estímulos se constrói uma resposta inadequada (mal-estar). A sua explicação e enquadramento, fazem todo o sentido, e acabou por lidar muito bem com a situação. É no entanto natural, que possa ainda ter uma preocupação ligeira em situações mais stressantes, o que o levam a pensar na possibilidade de poder vir a desmaiar. Mais, uma vez compreendeu bem a situação, sim de-se a uma associação que ficou vincada no passado.

O seu entendimento e compreensão da sua situação e desconforto está “correcta”.

Sim, a ansiedade pode levar ao desmaio, o desmaio pode em determinadas situações funcionar como um mecanismo de defesa, é a forma que o organismo encontrou para evitar a “consciência” do desconforto, o qual é lido como uma ameaça para a pessoa. Miguel você foi “vitima” de um sistema de defesa com milhares de anos de evolução, que em si se manifestou muito provavelmente na forma de desmaio.

Aquilo que acabou por conseguir fazer chama-se de dessensibilização sistemática. Provavelmente beneficiará de perceber que na atualidade quando sente esse incómodo ou esse pensamento da possibilidade de poder vir a desmaiar, não passa de memórias do passado, nesse exato momento, actualize a sua crença, e sobreponha a informação, dizendo: “nada de mal me pode acontecer, eu não irei desmaiar, até porque já não sinto estar sobre a Ameaça, pelo que não tenho nada com que me preocupar. Até porque se em determinadas situações sentir alguns sintomas despoletados pela ansiedade, pode sempre “racionalizar” o que está a sentir no corpo e através por exemplo do relaxamento diminuir esses sintomas incómodos.

À partida se do ponto de vista médico, não lhe foi diagnosticado nenhum problema, afirmo a dizer que o que sente é despoletado por aquilo que pensa + o receio que tem de poder vir a acontecer algo embaraçoso. Não se passa nada consigo, a não ser que acredite que se passa!

Força

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Cátia

Este artigo fez todo o sentido para mim, pois sofro constantemente ataques de ansiedade/ pânico, que fizeram com que deixasse de viver a minha vida, neste momento até a anulação de matricula tive que fazer na faculdade, porque não conseguia sair de casa! E mesmo o facto de estar em casa sozinha me provoca medo, do qual em seguida gera a ansiedade e por fim o gravissimo ataque de pânico! Sabemos que não morremos com uma ataque de ansiedade mas é logo o que me vem à cabeça! Adorei ler este artigo e vou investigar mais sobre o assunto!
Entretanto encontrei tecnicas de relaxamento, como o reiki em complemento com a psicologia e estou a ver melhoras…tanto na fobia social, como na ansiedade e no pÂnico!

Obrigada!

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Cátia, obrigado pelo comentário.

Vejo que fez muitas alterações na sua vida! Quando assim é não se deve evitar a procura de um profissional para que possa seguir um programa de tratamento.

Sim, o relaxamento é uma das técnicas que se utiliza para emparelhar com a terapia cognitivo comportamental. O relaxamento funciona como uma ferramenta que pode ter sempre à mão para reduzir os sintomas físicos provocados pela ansiedade. Mas requer algum treino e aplicação nas situações críticas.

Boas melhoras.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Pedro

ola Miguel!

Depois de ler a sua resposta ao comentario tive uma semana que nem pensava nisso, mas a 2 dias atras o meu pai faleceu de ataque cardiaco agora, tenho sempre a ideia que o que tenho sao principios de ataque cardiaco! e normal termos picadas no peito e no coracao? porque ja me disseram que e normal! i ja me disseram k um ataque cardiaco nao da assim com tanta frequencia como um ataque de ansiadade, porque ninguem aguenta tantos “principios de ataques cardiacos” desculpe a minha confusao com isto, tenho 19 anos e preocupo me se o que tenho e ataque cardiaco ou ataques de ansiadade! porque tdos os sintomas de ataque cardiaco eu sinto!

Obrigado pelo seu tempo!abraco!

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Pedro, obrigado pelo comentário.

Os meus sentimentos relativamente ao infortúnio que lhe bateu à porta.
Nada tem de ser necessariamente normal, mas sim por vezes podemos ter algumas picada na zona do coração (por vezes julgamos ser no coração e é nos músculos circundantes) Eu próprio por vezes sinto isso, mas como não problematizo, não fico preocupado. Sim, por certo não são principios de ataques cardíacos, serão sim manifestações físicas geradas por uma hipervigilância aos sinais do seu corpo. De qualquer forma, em caso de dúvida e para desconfirmar as suas suspeitas, pode sempre pedir ao seu médico para realizar exames de despiste.

Tente tranquilizar-se e desconfirmar os seus receios com afirmações racionais, do género: “Como ando preocupado que me aconteça algo, fico mais vigilante, é normal que sinta mais manifestações fisiológicas, mas não são prejudicais”

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
DANIEL MADUREIRA

tenho tido ataques de ansiedade/panico desde ha 8 anos com alturas em que não precisava de tomar nada e outros tempos pior, ultimamente tomo todos os dias xanax e mesmo assim se começo a pensar que vai acontecer, ai acontece logo, principalmente se estou parado no transito.
mas com o tempo descubri que se me ocupo com algo ai desaparecem os simtomas, as vezes lá vou eu começar a desmontar o meu automovel para assim me abstrair.
quanto a relaxar já é dificil quando sinto falta de ar, o coração aos saltos, a cabeça que pareçe rebentar e uns tremores incriveis e a sensação que desta não escapo a um ataque cardiaco.
quando tomo medicação (outra dose de xanax) nesses ataques ao fim de uma hora sinto-me optimo outra vez…
a vida corre bem mas não entendo porque ainda continuo a ter ataques, principalmente quando me esqueço de tomar a medicação…
agora pergunto; será que o que tenho é o corpo que está viciado na substançia e cada vez tenho que tomar mais???

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Daniel, obrigado pelo comentário.

A questão de de pontualmente ter ataques de pânico e pontualmente piorar ou sentir-se mal, prende-se com o facto de nunca ter resolvido completamente o seu problema. As desordens de ansiedade e neste caso os ataques de pânico, seguem um padrão de condicionalismo, desenvolvem-se num mecanismo automático e inconsciente, devido a acontecimentos do passado e a algumas crenças desadequadas que provavelmente fazem com que ainda existam alguns gatilhos que accionem os ataques de pânico.

Relativamente à medicação, e ao facto de quando não toma ter ataques de pânico, pode não estar directamente relacionado com a retirada da medicação, mas por um conjunto de factores (saber que não tomou e entrar num estado de alerta) que faz accionar o medo e consequentemente os ataques.

Relativamente à dependência do fármaco (sim pode até certo ponto criar uma habituação e não propriamente um vício ou dependência). Até porque o Xanax não é o medicamento mais apropriado para o seu problema. Aconselhe-se melhor sobre o efeito desse fármaco para os ataques de pânico.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Sónia

Olá Miguel.Para além de me encontrar num estado de ansiedade diariamente, o meu caso é bem pior,pois tenho sempre presente pensamentos negativos, a preocupação constante em relação ao que os outros pensam a meu respeito.É complicado, porque efecta o meu desempenho,pois a insegurança é tanta… tenho complexo de inferioridade em relação aos colegas de trabalho. Penso que não consigo resolver determinada situação e sinto-me mal quando tenho de perguntar como fazer e evito ao máximo questionar.fICO NERVOSA, ANSIOSA. Sinto me mal,pois penso que os outros me achem imcompetente. É horrivel. Como lidar com esta situação???

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Sónia, obrigado pelo comentário.

Por aquilo que descreve provavelmente beneficiaria de ajuda profissional. Beneficiaria de um programa de desenvolvimento pessoal que incluisse a reestruturação de alguns pensamentos, crenças e forma de olhar a vida e a si mesma. Necessita de trabalhar na sua auto-estima, auto-confiança, imagem pessoal e um conjunto de habilidades sociais. Estas “coisas” levam o seu tempo e são complexas, necessitam de ser estruturadas e monotorizadas de forma a serem implementadas pouco a pouco para serem eficazes.

Normalmente o mau-estar não tem apenas uma causa e necessita de uma abordagem abrangente. O facto de reconhecer todas as coisas que descreveu já denota a consciência que tem daquilo que tem de melhorar e resolver. É importante procurar algum tipo de ajuda, nomeadamente continuar a ler e a informar-se de algumas formas de melhorar alguns dos seus estados.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Sónia

Obg Miguel. Procuro um Psiquiátra?

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Neste caso e de acordo com algumas das explicações que lhe indiquei, o melhor mesmo é procurar um psicólogo. Psiquiatra normalmente só receita medicamentos e aquilo que penso necessitar seja de um programa com abordagem psicológica.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Maria Karla

gostaria de saber como lidar com situções muito dificeis como aperda de minha mãe faz um ano e ainda não superei,tomo o remédio clonazepan de dia e de noite faz 4 anos pois antes do falecimento de minha mãe passei momentos muito dificeis na vida pois casei aos 15 anos com 19 já tinha 2 filhas e o meu esposo não mim ajudou emocionalmente tive que passar todas as humilhação do mundo para criar elas hoje elas estão com 14 e 16 anos tenho 34anos mais é muito dificil tirar a triteza todo sofrimento que passei com marido e familia tem horas que mim vejo chorando e não sei o porque é como se eu tivesse nascido só para sofrer e chorar hoje estou bem melhor em relaçâo o casamento apesar de saber que estou casada com uma pessoa que sinto que não gosta de mim mais tenho medo as vezes de admitir isso para mim mesma choro porque eu não entendo o porque e o que fiz para merecer o despreso de uma pessoa que convivo a 18 anos de casamento preciso de uma orientação procurei ajuda psiquiatrica melhorei um pouco mais não procurei mais as vezes gostaria de conversar com alguém mais não consigo mim abrir com ninguem tenho vergonha de contar alguem como sou tratada por ele e sua familia que não mim aceita,queria ser forte ultimamente mim sinto muito nervosa e muito chorona sinto uma pressão na cabeça dificuldade para raciocinar as coisas.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Maria Karla, obrigado pelo comentário.

A sua situação é bastante complexa, pelos anos em que se arrasta um conjunto de coisas. Tem uma situação de vida um pouco complicada o que faz com que se torne desvantajosa dado que tem de fazer muito esforço para conseguir levar as coisas para a frente.

Tente conversar com alguém de confiança. Tente perceber se existe algumas coisas que possa fazer para melhorar algumas situações, sendo que isso tem de estar de acordo com a forma como pretende continuar a viver.

A questão de ser mal tratada, é uma questão que deve ponderar e tentar arranjar uma solução que minimize esse problema. Certamente na área onde vive existem instituições que a podem ajudar, que a podem aconselhar a lidar com essas situações muito angustiantes e incapacitantes.

Espero que ganhe força para procurar ajudar. Coragem.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Maria Karla

obrigado miguel pela respota procurarei sim ajuda eu sei que preciso muito só não sei se conseguirei
mim abrir assim pessoalmente pra mim é complicado
estou tentando ver se consigo levar adiante o meu
casamento eu acho que esse é o ponto que mais mim
dói porque tento procurar apoio nele infelizmente
não tenho ele não se interessa no que penso ou se-
quer o que falo tenho certeza que ajuda de um pro-
fissional mim ajudará muito espero que torça por
mim e que em breve eu possa te dar boas noticias
um ABRAÇO.

Avatar for Miguel Lucas
Ana Paula

Olá , acho este site e artigos uma grande ajuda para pessoas como eu que sofre desde pequena de ” medo da morte ” que veio se desenvolvendo numa pessoa hipocondriaca com uma ansiedade exagerada , fobia social e neste momento ataques de pânico . Tomo uma medicação e ja fui a psicologos , neurologistas e psiquiatras , mas nenhum deles me ajudaram muito. Enfim agora que descobri este site vou tentar recuperar a minha vida que se encontra de pernas pro ar e tentar ” desligar ” o ” interruptor ” que me faz ter esta vida miseravel. Obrigado e continuem …..
Ana Paula

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Ana Paula, obrigado pelo comentário.

Espero que consiga encontrar informação que a possa ajudar. Sofrer anos a fio, com conhecimento que já existe nas área deste tipo de transtornos, é um mal desnecessário. Na actualidade é possível diminuir ou eliminar a grande maioria dos problemas que a atormentam.

Estou à disposição para qualquer esclarecimento ou ajuda.

Desejo de boa recuperação.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Flávio

Miguel, por que não descobri esse site antes?! É mto bom…mesmo!! Obrigado por compartilhar seus conhecimentos por quem precisa, passa por esses problemas, parabéns por sua iniciativa! Não sabe como me anima saber certas coisas….já ñ aguento mais minha situação…preciso começar a viver! To “sugando” seu site…rsrs Grande abraço!

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Flávio, obrigado pelo comentário.

Fico contente pelo reconhecimento do valor do blog, e consequentemente dos artigos:)

Espero que consiga encontrar aquilo que precisa para melhorar o seu bem-estar e a sua vida em geral

Estou disponível para esclarecer qualquer dúvida que tenha.

Sorte.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
linda

Olá Miguel
Descobri este blog quando procurava informação sobre fobia social, e achei muito interessante este artigo, bem como todos os comentários efectuados por todos os participantes.
~Tenho um filho com 19 anos que sempre foi muito bom aluno, um bocado introvertido, acabou o 12º ano com 18 anos, vejo que ele é um rapaz que não tem amigos, practicamentenão sai de casa, não conseguiu entrar na faculdade, neste último ano não estuda nem tenta arranjar uma ocupação, não pratica nenhuma actividade desportiva porque é aborrecido, eu penso que ele não tem objectivos na vida, só está bem enfiado em casa, no sofá, quando lhe falo numa ocupação, parece que vê o diabo à frente, quando tento falar com ele acerca deste assunto, recusa-se a falar.
Sabe Miguel, já não sei o que fazer. Ontem à noite disse-lhe para ler uns artigos sobre fobia social, e que hoje iriamos falar acerca disso, leu um mas refugiou-se de imediato no quarto, e hoje até eu chegar deve de estar mal disposto com dores de barriga, que é o que acontece quando o pressiona para algo.
Diga-me o que posso fazer para o ajudar. Parabéns pelo artigo que é muito interessante.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Linda, obrigado pelo comentário.

Linda, não posso arriscar com nenhuma “solução” para o problema que está a viver com o seu filho. Acredito que deverá ter acontecido algo que o levou a desmobilizar-se das atividades e objetivos. No entanto, para saber isso e para que depois possa ser possível ajudá-lo é necessário que ele possa estar de acordo com a possibilidade de procurar ajuda. O que julgo ser necessário, com a idade (19anos) que tem é importante tentar resolver essa questão enquanto antes. Tente falar com ele e ponderar procurar ajuda profissional.

Sorte e coragem.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
tonia miguel

estou tendo contato pela primeira vez com os seus artigos e quero parabeniza-lo estão muito bons.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Tonia, obrigado pelo comentário.

Agradeço as suas palavras. Volte sempre:)

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
MARIA

OI MIGUEL ESTOU AQUI PARA DIZER QUE COMECEI O TRATAMENTO MEU CASO EU ACHO QUE ANDA UM POUCO COMPLICADO PRIMEIRO A MÉDICA MIM AFASTOU DO TRABALHO E ESTOU EM MEDICAÇÃO COM SERTRALINA 50MG E RIVOTRIL 2MG MIM SINTO UM POUCO MELHOR AS VEZES COMO LÁ TEMOS OFICINAS COMO YOGA TAIXI RELACHAMENTOS E AS PSICOLOGAS QUE ESTÃO SEMPRE PROCURANDO COMO ESTAMOS TEM UNS 20 DIAS QUE COMECEI O TRATAMENTO MAIS COMO TE FALEI NÃO SEI SE VOCÊ LEMBRA QUE É DIFICIL SE ABRIR E ISSO EU SEI QUE NÃO É BOM PRA MINHA CURA ESTOU MUITO PREOCUPADA ELAS CONVERSAM E MECHE MUITO TEVE UM DIA QUE CHEGUEI EM CASA MAL POIS FALEI COISAS QUE NUNCA TIVE CORAGEM DE COMENTAR E ATÉ EM FALAR DÓI MUITO DENTRO DE MIM É COMO SE EU NÃO QUISESSE OUVIR E VER A REALIDADE ESTOU NUMA FASE DE SOFRIMENTO,MEDO,E CULPA É HORRIVEL ESSE SENTIMENTO,AS VEZES SINTO UM APERTO TÃO GRANDE NO PEITO,CHORO,DORES NO CORPO.EM FIM UMA TRISTEZA IMENSA.GOSTARIA QUE VOCÊ MIM AJUDASSE MIM ORIENTASSE MAIS UM POUCO ESSA DOR ,ESSE SOFRIMENTO TEM MALTRATADO MUITO ,QUERIA SER FELIZ,MAIS ATÉ PRA EU FAZER UMA VIAGEM OU DESPARECER .FAZER ALGO DIFERENTE EU JÁ NÃO MIM SINTO BEM.OLHA MIM ORIENTA TAMBÉM QUE ELA FEZ UM ATESTADO COM O CID F32.1 E F41.0.E VOU PASSAR POR PERICIA SE EXISTE A POSSIBILIDADE DE MIM MANDAREM RETORNAR AO TRABALHO EM TRATAMENTO VOU TRÊS VEZES POR SEMANA DE 9 AS 16HS PARA CLINICA TAMBÉM GOSTARIA QUE VOCÊ FALASSE SOBRE ISSO TAMBÉM.OBRIGADA BEIJO.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Maria obrigado pelo comentário.

Fico contente que tenha começado o tratamento e que isso a possa ajudar. É importante orientar-se por aquilo que quer (ser feliz), mas tem de especificar para si o que é ou que coisas gostaria de fazer para se sentir bem (que projectos tem, que coisas quer melhorar na sua vida, que sentimentos quer ter, como quer relacionar-se com os outros, etc.). Depois deve pensar nisso e mesmo sentido-se mal, ou com algumas dúvida deve permanecer motivada em fazer as coisas que agendou e que se propôs. Mantenha-se firme e não desista à primeira coisas que lhe corra mal, continue a fazer coisas que a façam sentir-se bem. As melhorias levam tempo a surtir efeito, e não será bom pensar que de um dia para o outro vai ficar melhor. Ficará certamente melhor, mas pouco a pouco. Voltar a trabalhar é sempre bom, o trabalho importante desde que esteja minimamente estabilizada emocionalmente.

Forte e convicção.

Abraço

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
MARIA

oi miguel desculpe mais preciso hoje falar com você sabe estou indo na clinica NAPPE onde dá apoio a pessoas com problemas depressão.mais
não consigo me sentir bem e pra piorar briguei com a familia do meu marido e estou sem reagir me sinto sem forças falei lá tudo que se passou no grupo terapeuta mais foi pior quanto mais falo dói e meu marido é contra me então eu decidir me separar dele mais estamos na mesma casa só que eu sei que se realmente acontecer a separação eu vou piorar eu não queria que ele fosse embora mais para continuar casada com ele eu tenho que aguentar minha sogra que não me aceita e todos os irmão que ela manipula contra me inclusive meu marido que não está falando comigo.quero reagir mais não consigo estou desapontada com tudo e com todos.mim orienta por favor obrigada mais uma vez.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Maria, obrigado pelo comentário.

A sua situação está complicada e complexa com muitas coisas a acontecerem ao mesmo.

Tem de pesar bem as duas possibilidades e perceber o que realmente quer para você. Só isso pode dar-lhe motivação para fazer coisas para mudar a sua situação. Enquanto não souber muito bem aquilo que pretende para a sua vida, vai continuar a sentir-se mal e isso faz com que vá perdendo a sua força de lutar.

Pense em algumas possibilidades e em algumas estratégias que possam dar certo, depois analise bem e faça um escolha.

Sorte, força e descernimento

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
LUCIANA FRANÇA

OLÁ MIGUEL, SINTO QUE AINDA EXISTE ALGUMEM NESSE MUNDO QUE SE PREOCULPA COM O PRÓXIMO, E VEJO ISSO NESSE ARTIGO, POR FAVOR ME MANDE ALGUMAS DICAS DO DIA A DIA PARA QUE EU POSSA CONTROLAR MINHA ANSIEDADE, POR FAVOR.

Avatar for Miguel Lucas
maria

oi miguel to aqui de novo com minhas perguntas sabe porque eu to bem um dia e passo outros mal é normal a pessoa que sofre de depressão ela consegue a cura porque eu sei que na vida sempre vai ter algo que entristece a depressão ela é a tristeza em pessoa como a pessoa que já tem ela consegue lidar com coisas triste,hoje eu to acabada não sei mais o que fazer queria me interna pra ninguém me ver,sinto que o mundo é muito cruel pra quém já tem esse problema e ter que conviver as diferenças,desde de ontem eu to triste fui tratada alias o meu problema que é a sindrome pânico e a depressão,eu não sei se você lembra que comentei que iria passar por pericia médica mais não me sentia pronta pra retornar o trabalho,meu serviço é trabalhar com maquinários é uma industria e o perito fez um monte de perguntas mesmo com meu laudo em mãos enfim quando peguei o documento ele deu alta mesmo eu tomando as medicações controladas,e disse que eu estava em condições para trabalhar na empresa que requer atenção e 12horas de trabalho e produção fiquei sem saber o que fazer quando chego na empresa a chefe falou que não quer funcionário com remédio controlados dentro da empresa você imagina como estou me sentindo,eu vejo um discazo que os médicos perito estão tratando a pessoa que sofre com depressão será que até pra eles a pessoa que sofre com isso é frescura ou sei lá o que.obrigada mais uma vez miguel.

Avatar for Miguel Lucas
Manuel Pedro

Ola bom dia, Meu nome é Manuel Pedro tenho 19 e 78Kg. Há uns tempos atras tenho sentido uma sensação estranha de como qualquer coisa de má está para acontecer comigo e nessas alturas tambem sinto boca seca, sensação de que vou cair, uma inquietação, e por vezes tonturas e de noite sinto palpitações. Estou preocupado com isto, meus pais dizem que pode ser ansiedade. Eu tenho medo que seja problemas cardiacos ou coisa pior, nunca senti dores no peito nem nada. Ajudem-me a perceber o que é por favor.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Manuel, obrigado pelo comentário.

Por lapso só agora respondo.

Quer seja um problema físico ou psicológico, deverá começar por falar com os seus país e ponderarem ir a uma consulta médica para fazer um despiste de problemas físicos. Depois caso não se verifique problema nenhum na parte física, pondere marcar uma consulta com um psicólogo no sentido de melhorar a forma de lidar com os seus sintomas incómodos.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Karla

Olá, sofro de muita ansiedade, tenho sintomas terriveis como falta de ar, desconforto no peito e na barriga.. sensação de corpo todo anestesdiado, amortecido, como se eu estivesse morta, não reconheço meu corpo como MEU.. pois não sinto nenhuma parte dele, tenho que me apertar pra sentir algo, uma sensação terrivel, parei de viver! 24 horas sofrendo, não paro de pensar nisso, sinto que vou morrer e acho que tenho uma doença muito grave pois os sintomas são terriveis a ponto de alterar meus movimentos e minha visão está comprometida, por favor me dê uma luz, estou desesperada. Obrigada!

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Karla, obrigado pelo comentário

O que descreve encaixa-se realmente num transtorno de ansiedade, muito provavelmente Transtorno de Pânico. E esses sintomas fazem parte dos critérios de diagnóstico para este transtorno. As técnicas de relaxamento e respiratórias podem aliviar bastante os sintomas de dormência e outras sensações físicas. Julgo poder beneficiar de um programa de tratamento estruturado por um profissional no sentido de perceber um conjunto de coisas que lhe estão a acontecer e aprender um conjunto de estratégias que possa utilizar em situações agudas.

Deverá fazer um despiste de outros problemas junto do seu médico. Caso não se confirme nenhum problema médico, pondere ajuda psicológica.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Ana Paula

Olá, Miguel…
bom, quando tenho discussões com meu namorado (que está a 1000km por incrivel que pareça) me sinto super incapaz, e me vem ataques de ansiedade que duram até eu sentir que está tudo bem. Mas isso já está me incomodando, me sinto refem dos meus sentimentos… já procurei ajuda com um psicologo, mas pouco adiantava pois era mais dificil eu ter meus momentos assim. Agora estamos terminados a uma semana, só que nessa semana inteira eu sinto esses sintomas horriveis, não consigo dormir direito, sinto aquela coisa horrivel no peito, não consigo respirar bem… o que você me indicaria? parece coisa idiota, mas às vezes tento enganar minha mente, e passa, mas logo volta… isso não pode ser normal! não é simplesmente medo ou tristeza! obrigada

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Ana Paula, obrigado pelo comentário.

Inevitavelmente perante um sentimento de perda ou insatisfação o nosso organismo reage, fazendo-se sentir no corpo através dos sintomas que descreveu, depois agregado a isso passam-nos determinados pensamentos na cabeça. Se o seu problema de base não está resolvido (relacionamento) é natural que isso faça disparar recorrentemente os tais sintomas. Este é um problema duplo, tem de tentar resolver o problema que a atormenta, da melhor forma possível e ao mesmo tempo não entrar em pânico por sentir as sensações desagradáveis, elas são normais dadas as circunstâncias.

O que pode fazer?
Para tentar deduzir os mau estar físico, pondere ler: http://www.escolapsicologia.com/ansiedade-mude-o-que-e-possivel-aceite-o-resto/
http://www.escolapsicologia.com/estrategias-para-aliviar-a-ansiedade/

Boa sorte e dedicação

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
karla

oi miguel estou passando a fase mais dificil de minha vida tenho duas filhas uma 15anos,17anos.a de 15anos agora se encontra num quadro não muito bom ela tem mostrdo atitude como se não fosse ela.um dia o pai dela teve que bater nela pensando que era mal criação dela.ela agredindo atodos com palavras.foi então que vimos que ela não estava bem.levei ela pra emergencia psiquiatra deram remedio o médico encaminhou pra um psicologo.mas ta muito dificil ela fala depois diz que não lembra o que falou diz que ninguem gosta dela.as vezes aparenta esta bem depois começa tudo de novo crises de choro diz que quer morrer.que inguem gosta dela emfim so conseguir marcar a psicologa daqui a 11dias e é como se ela estivesse piorando tem horas que eu não sei o que fazer ela esta na medicaçao rivotril.ela fica dopada é horrivel por favor miguel me orienta eu não sei o que fazer,tenho medo de minha filha ficar com problemas sérios ela nas crise mostra agressividade e depois arrependimento.quando toma o remedio ela se acalma mas fica dopada.fala coisas e depois não lembra.bjs um grande abraço por ter me escultado e sempre me orientando..

Avatar for Miguel Lucas
Fátima de Fortaleza

Oi, Miguel!
Obrigada por este artigo tão esclarecedor!Tenho ansiedade,depressão e fibromialgia,e tudo que vc falou eu realmente confirmo.Estou em tratamento com medicamentos e psicoterapia,mas os sintomas que sinto são muito difíceis de controlar.As vezes dá impressão que estou numa forte prisão complicada de sair.Porém,nunca quero desistir,embora tenha muitos momentos de desânimo e tristeza diante dos sofrimentos causados por estas patologias mentais e físicas.
Será que tendo tantas dificuldades psicológias, posso um dia cursar psicologia?

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Fátima, obrigado pelo comentário.

Os problemas relacionados com a depressão e ansiedade são por si mesmo intensos e perturbadores é natural que mesmo em tratamento, leve algum tempo para comece a sentir efeitos positivos.

Relativamente às dificuldades psicológicas que diz ter, provavelmente não serão impeditivo de cursar o que deseja.

Acredito que o tratamento a possa ajudar e consiga melhora totalmente os seus problemas psicológicos. A superação dos problemas psicológicos é possível, caso verifique que não está a ter melhorias significativas, pondere outras opiniões.

Sorte e persistência.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
marcia

olá miguel!

Eu estou com problema que,fico com medo de falar em público, quando penso que tenho que falar meu coração começa a bater muito forte e começo a tremer muitoo muitoo mesmo..chega a doer otanto que bate,não sei o que fazer,isso só estar piorando…o que eu faço

Avatar for Miguel Lucas
maria aparecida

Nossa!! Muito obrigada por esse trabalho. É importantíssimo para pessoas como eu. Estou passando pelo processo de vencer o medo de dirigir, é doloroso e até sacrificante, a ansiedade por vezes parece que vai me matar, é sufocante. Leio os artigos e tento encontrar respostas. Obrigada mais uma vez por ajudar a tantas pessoas que como eu vivem em busca de respostas.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Maria, obrigado pelo comentário

Espero que o artigo e outros na área postados aqui no Blog possam ajudar a enfrentar o seu problema.

Com dedicação e persistência por certo o seu medo será ultrapassado.

Boa sorte,

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
sem ondentificação

minhas mãos sua isso é ansiedade os médicos descobrirão um novo tipo de ansiedade em mim q faz as minhas mãos suarem estudos comprovam q isso é um tipo de ansiedade junto com medo e cheguei a logica q ansiedade e medo são a mesma coisa a ansiedade vem do medo q por isso minhas mãos sua mais o q as pessoas falam são completamente diferente disso eles falam q ansiedade e medo são diferentes mais se vc chega a logica vai ver q as duas coisas se completam por isso existe temos ansiedade por q temos medo de algo …

Avatar for Miguel Lucas
Rafael Reis

Oi Miguel, tudo bem. Encontrei seus artigos e me senti melhor. Ano passado tive uma crise de ansiedade muito grande, como se fosse um ataque de pânico. Depois disso tive problemas de ansiedade. Pensamentos negativos e sentimentos de insegurança. Medos bobos de situações improváveis de acontecer. Tomo Pristiq e no ano passado fiz uso de rivotril por um pequeno período de tempo por causa da insônia. Tem momentos que esqueço, mas em outros os pensamentos vem do nada.
Um exemplo: uma vez olhei para uma faca e imaginei aquele objeto me ferindo. Me senti mal com a sensação. De vez em quando olho para o mesmo objeto e lembro do que já pensei de negativo. É estranho.

O que pode ser isso? TAG? A TCC pode ajudar?

Muito obrigado.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Rafael, obrigado pelo comentário

Aquilo que relata não tem necessariamente quer ser um transtorno, podem ter sido apenas acontecimentos isolados devido a um período de ansiedade mais agudo. De qualquer forma existem pensamentos e imagens que nós não podemos impedir que nos apareçam na mente, podem ser ativadas por estímulos sobre os quais não temos consciência. O que importa saber é que assim que esse pensamento lhe aparecer na mente, pode decidir não segui-lo (é apenas um pensamento), pode construir um outro mais capaz e que lhe sirva.

No entanto que esses pensamentos passarem a ser mais frequentes, deverá consultar um psicólogo de preferência que pratique a Terapia Cognitivo-comportamental.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Lucas

Cara, você está a ajudar muita gente que não tem com quem conversar. Lembre-se sempre disso, sobretudo quando os seus próprios demônios interiores tentarem apagar a sua luz. Obrigado.

Avatar for Miguel Lucas
Maria

Olá,
Eu sinceramente já não sei que tenho… ando a ser seguida por neurologista, mas o medo de doenças em mim ou em familiares não passa. Sinto falta de ar, não sou a mesma pessoa divertida que era. Passo tempos a consultar sites na net sempre a ver este e aquele sintoma. Passei, nestes ultimos 5 anos por situações dificeis que não quero relatar, mas agora já “nem a mim me aguento” e sinto que os outros também não!!!! Foi só um desabafo… Hoje estou especialmente em baixo e nem a medicação parece ajudar…
Beijos a todos

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Maria, obrigado pelo comentário.

A melhoria é sempre possível quando nos alinhamos com essa possibilidade. Como está com ajuda profissional, não posso adiantar muito mais. Mas se não está contente com os resultados deve tentar outra abordagem o melhorar a que já está implementada.

As melhoras.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Maria

Só uma duvida, estou a tomar paroxetina 20mg (1 comprimido de manha) e diazepan (meio de manha e um à noite) desde o dia 6 de dezembro. É normal ainda sentir esta angústia e uma espécie de falta de ar? Aconselha-me a consultar terapia?

Obrigada

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Maria, obrigado pelo comentário.

Certamente essa medicação terá sido receitada pelo seu médico, é importante que se aconselhe com ele.

No caso de estar a ser afetada por problemas de ansiedade, a terapia cognitivo-comportamental é bastante eficaz.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
junior

a eu fui diagnosticado com TAG em dezembro começei meu tratamento com Pondera de 15mg*dosagem baixa* já que a recomendada é de 20mg mais com 25 dias eu ja estava com um bem estar e estava me sentindo 80% bem,mais só que começei uma crise, voltei no medico a 1 semana ele aumentou minha dosagem para 20mg e disse que esperava que eu tivesse essa reação, ai que tá sinto que minha crise veio bem mais forte (fico estranho e muito nervoso durante o dia, e fica vindo pensamentos de quando eu tive depressao como se minhas ações fossem igual isto encomoda bastante, fica criando situações em minha mente sem motivo algum,) já começei a tomar o pondera de 20mg, já foram 6 comprimidos agora esperar o efeito do remedio, que pelo que estou vendo já estou tendo um pouco de eficacia do tratamento com a nova dosagem.

Avatar for Miguel Lucas
Ana Lobo

Olá boa tarde,

gostei muito de ler este artigo, achei bastante interessante porque realmente eu sou ums pessoa que vive em constante ansiedade com a vida, ansiedade quando vou a conduzir, ansiedade porque tenho medo de morrer, ansiedade porque penso que nao somos ninguem na vida, ansiedade de perder alguem querido…enfim um monte de perturbações que acho ter desde criança, medo de ficar sozinha em casa ou sem ninguem, é bom ver que muitas pessoas aqui se identificam comigo. Gostaria de saber se existe alguma tecnica para controlar a ansiedade porque já tentei controlar-me e nao consigo, inclusive quando estou no trabalho na loja e alguma pessoa que entra me perturbou com alguma pergunta inutil eu fico logo nervosa. Existe cura para esta doença? Já tomei antidepressivos e calmantes mas nada disso resulta. Beijos e obrigada 🙂 .

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Ana, obrigado pelo comentário.

Na verdade tentar controlar a ansiedade é algo que prejudica ainda mais a resposta ansiosa do organismo. A Ansiedade, tal como expliquei no artigo não é algo concreto, é sim, um conjunto de sintomas sentidos no organismo em resposta a uma avaliação feita, analisando estímulos ambientais (externos) ou estímulos pessoais (internos, pensamentos).

Para diminuir a resposta ansiosa, é importante aprender um conjunto de técnicas e igualmente entender a razão irracional que faz disparar esse conjunto de sintomas.

Leia: http://www.escolapsicologia.com/estrategias-para-aliviar-a-ansiedade/

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
sol

Es de Portugal ou Brasil quer, dizer a escola..achei interessante seria bom p mim me consultar com profissionais como vós.bastante paçientes pelos vistos.responder p email.harsenny@gmail.com obrigado!!!!!!!!!!!1

Avatar for Miguel Lucas
Paulo abreu

olá. gostava de ter a sua opiniao.
sou um pequeno empresário e com a crise instalada o meu negócio está com muitas dificuldades, já cheguei mesmo a pensar entrar em falência.

mas ao mesmo tempo sinto que pode ser possivel dar a volta ao negócio, e a pouco e pouco equilibrar a situação.

porém no dia-a-dia fico constantemente bloqueado, cheio de medo e dúvida e ás vezes acabo por não conseguir falar com clientes/fazer vendas e só desejo que o dia acabe para ir para casa.

penso constatemente nos problemas financeiros, nos credores, tribunais, se vou ter tudo penhorado… enfim, um filme de terror…

basicamente queria a sua opinião se há alguma medicação -sob vig medica claro – que pudesse tomar e alterasse o meu estado de espirito e diminuisse esta ansiedade?
é que quanto mais medo e bloqueado estou pior fica a minha situação, tenho noção disso… mas ás vezes parece q é mais forte do que eu… obrg

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Paulo, obrigado pelo comentário.

Sem dúvida que está a ser afetado por problemas comuns, mas bastante agudos e intensos, e as reações que sente no seu corpo (nervosismo) e mente (preocupação) é natural no quadro desesperante que está a enfrentar.

Sim, existe medicação para diminuir os sintomas de ansiedade provocados pela situação que descreveu, ainda que eu enquanto psicólogo não aconselho a não ser em casos extremos.

Informo-o que na atualidade, algumas pessoas que enfrentam situações idênticas á sua procuram aconselhamento de um psicólogo para ajudar e ensinar a lidar com a situação. são ensinadas estratégias práticas que pode aplicar no seu dia-a-dia.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Marcelo

Olá Miguel!

O texto foi muito esclarecedor. Sou atleta de esporte coletivo e individual mas não sou profissional.
Sou muito ansioso antes da competição e as vezes durante a competição me dá um branco e desconcentro. Miguel, tem algum exercício que posso fazer para melhorar minha ansiedade e concentração?

Obrigado pelo texto!!

Avatar for Miguel Lucas
Filipe

Há cerca de duas semanas tive um ataque de panico derivado de stress e consumo de uma droga “legal”. Durante alguns dias estive mal, triste, chorei. Contudo, consegui recuperar-me a 100% (pensava eu). Expliquei isto ao psicologo e este disse-me que poderia ter sido um principio de depressao mas que eu tive capacidade de reverter e dar a volta por cima. Então eu fiz questão de voltar ao meu dia-a-dia normal com stress à mistura.
Há cerca de 3 dias comecei a sentir-me ansioso q, penso eu, um familiar meu iria sofrer uma cirugia. E isto afectou-me, deixando-me ansioso. A partir do momento que soube que tudo tinha corrido bem, fiquei mais calmo. Contudo ainda me sinto agitado e tenho receio de ficar assim. Voltei a chorar há dois dias. Mas foi um caso isolado.
Será ansiedade? Reflexo da primeira crise?
Preciso de uma opinião…

Muito obrigado.

Aguardo por uma resposta.

Avatar for Miguel Lucas
Filipe

(CONTINUAÇÃO) Esquci-me de referir acima, que voltei a procurar o psicologo que me disse que poderá tambem estar relacionado com a minha mudança de rotina. Pois esta era bastante atribulada e actualmente é mais calma. De certa forma até pode estar relacionado e faz todo o sentido, pois sempre fui uma pessoa que gostava de fazer tudo e mais alguma coisa. Por outro lado eu nao descarto a hipotese de stress. Tremer a perna e ranger os dentes são coisas que faço muito. Mas já há muito tempo pois sempre fui ansioso e impaciente. Mas este mes penso estar a levar com toda a descarga emocional pois já acerca de um ano que um problema pessoal me afecta diariamente o pensamento. Problma esse que finalmente se começou a resolver precisamente no dia do meu ataque de panico.

Obrigado.

Espero conseguir algum tipo de resposta

Avatar for Miguel Lucas
Cinthia

Olá
achei essa matéria interessante enquanto procurava por esclarecimentos sobre o assunto.

Sinto tonturas há muito tempo já, mas agora de uma forma diferente, fora de controle, que me assusta muito. É meu carma. Médicos falam que é pânico ou ansiedade, mas, no entanto, fico com dúvidas às vezes, se só pânico deixa tão tonta assim. Tenho muito medo de desmaiar. Tudo me dá tontura e esse pensamento fica 24h por dia na cabeça. às vezes a crise é maior e nem consigo levantar da cama. Ao virar de um lado para o outro enquanto durmo, percebo a tontura forte. Quando ando sem onde me apoiar também (lugares abertos), junto com uma sensação de desmaio, gosto de ferro na boca, e tremores. Sei que meu medo é muito grande, mas está me atrapalhando demais, e por isso, gostaria de uma opinião de alguém que entenda esse lado (além do médico que aconselha).

Obrigada.

Avatar for Miguel Lucas
Clara

Caro Dr. Miguel,

Parabéns pelo seu blog, pois está muito bem elaborado e acho que pode ajudar efectivamente as pessoas, sem recorrer a medicamentos.

Tive o meu primeiro ataque de pânico aos 18 anos quando comecei a namorar. Durante uns 10 anos sofria de depressões e ocasionalmente associadas a essas depressões voltava a ter oa ataques de pânico. Gradualmente e porque também sou professora de Yoga fui-me ajudando a mim mesma e cada vez fui tendo menos depressões, menos duráveis e menos intensas até praticamente desaparecem. Muito raramente me sinto deprimida e é muito menos intensa. Já há uns 10 anos ou mais que deixei de ter ataques de pânico, algumas situaçoes leves de ansiedade ocasionais. Julguei que já estava curada.
Uma situação de uma nova separação (pois sou divorciada) juntamente com uma débil situação finaceira ao ficar sózinha (a escolha foi minha de não querer continuar com o meu companheiro) levou-me a ficar um pouco deprimida e os ataques de pânico voltaram, neste último mês tive uns 2 ou 3 durante o dia, em todo o mês, mas durante a noite acordo com o coração acelerado e acordo muitas vezes, coisa que não era nada habitual em mim. Tenho melhorado com algumas sugestões suas que já conhecia, de qualquer forma as suas sugestões são muito boas e completam aquilo que já conheço e tem dado resultado. Durante o dia estou bem, deito-me bem, mas às vezes tenho dificuldade em adormecer e acordo 1 ou mais vezes inquieta. Tenho utilizado óleos essencias, alfazema, laranja, basílico, manjerona e por vezes Ylag-ylang, pois trabalhei com aromaterapia e acho que me tem ajudado. O que me aconselha mais? Vivo no Porto, fala numa terapia TCC. Há algum local que me possa aconselhar aqui no Porto?
Obrigada pela sua atenção. Cumprimentos.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Clara, obrigado pelo comentário.

Obrigado pelo seu testemunho. Monitorize a frequência dos ataques da pânico, se estes se intensificarem, pode precisar de fazer terapia cognitivo-comportamental. Não posso sugerir nenhuma clínica ou profissional, dado que não poderei responsabilizar-me pelos serviços prestados por terceiros. Informo no entanto que disponibilizo consulta de psicologia online aqui mesmo no blog: http://www.escolapsicologia.com/sessoes-online/ . Este serviço é tão eficaz como os serviços presenciais.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
silvaneide j da cruz

bom dia acho que sofro de ansiedade , por favor mim ajude faz tempo sinto um apeto no peito , um bolo na garganta , ja fui varios medicos , ja fiz varios emxames tudo normal bj

Avatar for Miguel Lucas
marcelo

olá!estou com esse problema de anciedade,causando muita dor de estomago tbem,depois de minha ex terminar comigo,como saio dessa?estou sem apetite,boca seca estou desesperado me ajude!

Avatar for Miguel Lucas
janaina

Boa tarde, tenho 32 anos e a 6 anos faço tratamento para depressão e sindrome do panico atualmente tomo cymbalta 60mg 2 comprimidos pela manha junto com clonazepam 0,5 mg, mais mesmo com o tratamento não consigo ficar 100% bem tenho crises de panico ontem mesmo tive uma crise, sinto falta de ar, pensamentos de que não vou conseguir trabalhar, estudar, que não cuido bem dos meus filhos penso que eles sofrem por minha causa sinto medo de que aconteça algo de mal com eles, sinto vontade de morrer não consigo enxergar saida para essa situação que já me atormenta a 6 anos, não consigo firmar em emprego nenhum porque quando não estou bem não consigo ir trabalhar e consequentemente sou rapidamente demitida, preciso muito de ajuda pois não tenho mais vontade de viver, me ajudem porfavor obrigada.

Avatar for Miguel Lucas
Margarida

ola,gostei muito deste post,olha eu sou muito nervosa e gostava de ser menos mas nao sei o que fazer,eu penso muito no futuro,na escola gozavam muito comigo foi por isso que eu sou nervosa,eu gostava muito de ter profissão de desporto axa que posso correr 190 minutos mesmo sendo nervosa?,so mais uma coisa,o que faça para ser menos nervosa?.obg e aguardo pela sua resposta

Avatar for Miguel Lucas
Atenna

Sempre aprecio seus artigos, eles me permitem entender o que há. Com uma mãe com ansiedade crônica que aprendi a reconhecer há bem pouco tempo, infelizmente aos 75 anos de vida dela, ela admite que tem, mas se recusa a buscar tratamento porque “não tem mais jeito, mesmo…”. Assim adoecemos todos que estamos a seu redor. Isso me preocupa por ter filhas com 11 anos de idade.Não quero que elas sofram como eu sofri desde a infância. Pode me responder se a cobrança por atenção e presença constante é reflexo da ansiedade?

Avatar for Miguel Lucas
Tiago Mv

Oi Boa Noite, tenho umas sensações estranhas a muito tempo, as vezes do nada fico nervoso, sinto uma parece sufocação parece que não consigo respirar logo da uma tremedeira e dispara o coração depois passa a sensação , mas eu fico com isso na cabeça e com medo de me sufocar, pq mesmo q passe a sensaçao parece que fico ainda com a respiração cansada, oque posso fazer para me acalmar nessas horas obrigado.

Avatar for Miguel Lucas
Dyluna

Boa noite.
No meu caso, sinto-me num estado receioso, principalmente quando se trata de relacionamentos; no começo dos mesmos é muito bom, um conhecendo o outro, mas depois há uma sensação de medo, uma sensação muito ruim e estranha de pensar sobre qual será o passo adiante, ou melhor, o que fazer para que ele continue a gostar de mim e não venha se afastar de mim decorrente aos meus pontos negativos. Acredito que estas sensações deve-se a um relacionamento passado, ou até mesmo a própria criação familiar sustentada no autoritarismo e palavras firmes, até ofensivas. O resultado passa a ser de total desgosto, uma vez que minha preocupação passa ser tanta que chego a perceber um pouco de chatice partindo de mim: sinto a necessidade de manter contato com aquela pessoa diariamente para que aquela pessoa não me esqueça e com isso, normalmente afasta-a;
Abraço!
Adoro ler os artigos.

Avatar for Miguel Lucas
bbm

A ansiedade é uma constante na minha vida. Eu bem que gostava de arranjar mecanismos e estratégias para conseguir viver a minha de uma forma mais natural, mais descansada, menos tensa e com muito menos sensações de perigo.
É um turbilhão de sensações inexplicáveis e na sua maior parte das vezes, sem razão aparente. Sinceramente, é triste viver assim…

Avatar for Miguel Lucas
Patricia

– olaa ! Tenho 17 anos .. Penso que sofra de ansiedade generalizada .. todos os dias tenho algum dessez sintomaz .. a maiz de 4 meses .. Ultimamente tem sido dores no peito, ou pressao e por vezes picadas .. ja fiz um electrocardiograma e tava tudo bem .. nao sei o que fazer maiz ! :c, estou tao farta de sentir isto tudo ..

Me ajude pff

Avatar for Miguel Lucas
Laércio

Escreva aqui o seu comentário
Olá Miguel,

Parabéns pelo artigo.
No entanto, não consegui identificar meus sintomas como medo e nem como ansiedade.
Porque tenho dificuldade para sair de casa, pode me ajudar entender isso?
Trabalho, pratico esportes, tenho uma vida familiar normal, pratico uma crença religiosa, mas volta e meia me deparo com essa dificuldade. Reluto bastante para conseguir sair de casa, e às vêzes deixo de cumprir alguns compromissos.

Desde já agradeço

Avatar for Miguel Lucas
lilian

Olá!!! gostei muito sobres esses assuntos, mas, gostaria de saber porque certas pessoas não consegue dormir pensando em bobeiras, que foge da realidade da pessoa, da realidade do dia a dia e dos problemas da pessoa, se pelo menos não dormice por algum problema tudo bem, mas não, o cerebro pende por uma historia qualquer e vai…….a noite passa, a pessoa não dorme, no outro dia, fica esquecida e raciocinio lento, a pessoa, não usa droga, não fuma, não usa pebidas alcolicas. poderia me responder por favor!

Avatar for Miguel Lucas
Camila

Olá Miguel,

Muitíssimo interessante seu artigo, sofro muito de ânsiedade e isso tem sido muito dificil na minha vida, tem me atrapalhado bastante. Muitas vezes fico tonta, com o coração acelerado, achando que vou cair. E já fui a vários médicos, e meu diagnóstico foi realmente ansiedade. Ando praticando algumas dicas suas, e lendo alguns livros de auto ajuda e tenho me sentido melhor!

Muito obrigado, e Deus ilumine você por estar ajudando as pessoas a viverem com mais alegria.

Avatar for Miguel Lucas
Isabella

Olá, Miguel!
Belo artigo.
Estou passando por uma situação muito ruim; sempre fui ansiosa, “medrosa”, sempre tive muito medo de morrer, ou de que algo acontecesse com alguém que gosto muito. Mas esses receios jamais me fugiram do controle. Li que ansiedade e síndrome do pânico surgem muito em pessoas perfeccionistas, e me enquadro nesse adjetivo. Detesto não ter o controle de algo, de me sentir ameaçada. Esse ano, sofri um pequeno acidente de carro, fui levada ao hospital, mas não aconteceu nada grave. Voltei após uma semana à andar de automóvel, nada que me incomodou demais. Mas meus pensamentos não paravam de surgir. “E se acontecer de novo?”, “E se eu sofrer um acidente pior?”. Em setembro, tive o que considero ser uma crise de pânico, quando me encontrei numa situação no trânsito de muito stress. Quando parei, fiquei com a mão direita dormente, minha cabeça doía demais, e parecia que não conseguia pronunciar as palavras corretamente. No outro dia, pedi para minha mãe marcar consulta em um neurologista (esqueci de avisar, tenho 19 anos). Fui, me submeti à uma ressonância magnética do crânio – tive muito medo de ter sofrido algum AVC ou algo do gênero -, e quando o resultado saiu, fiquei mais aliviada, estava tudo bem. Mas depois de algumas semanas, comecei a ficar angustiada, com mil pensamentos ruins ocorrendo, numa espécie de alerta 24h. Um medo terrível de morrer. Comecei a me sentir cansada, choro mais de uma vez por dia, tento colocar na minha cabeça que não é nada, mas por vezes, o pensamento positivo faz efeito, mas dura pouco. Minha mãe me ajuda muito, faz tudo o que pode. Fui em um cardiologista clínico, fiz um eletrocardiograma no final de setembro – pois sentia (e ainda sinto) “dores no coração” -, e deu tudo normal. Ainda sim, me encontro mal. Tenho muito medo de sofrer um ataque cardíaco, qualquer coisa que sinto no meu corpo já acho que vai virar uma catástrofe, e vou me consultar com outro cardiologista. Será que meu primeiro eletro pode ter dado errado? Um segundo pode mudar tudo? Sei que muito dos meus pensamentos chegam à ser até “estúpidos”, mas não consigo extraí-los. Marquei uma consulta numa psicóloga também, e espero muito melhorar, espero muito que esse medo não me esgote da maneira que está esgotando.
Novamente, parabéns pelo artigo.

Avatar for Miguel Lucas
Daniel

Olá Miguel, eu li seu artigo e agradeço pelas explicações pois sofro de ansiedade a 4 anos, graças a Deus estou melhorando mas não é facil quando se acostuma a sofrer e a se sentir mal . Obrigado e força a todos que sofrem desse terrivel mal . Abraço.

Avatar for Miguel Lucas
Douglas

Olá Miguel!

Gostaria de agradecer mais uma vez, pois já comentei uns meses atrás a respeito da ansiedade aqui, e quero lhe dizer que continuo lendo e lendo seus artigos, pois eles me ajudam muito mesmo, mas meu objetivo aqui seria para lhe falar de uma nova conquista, a anos sofria com uma extrema ansiedade, e a partir do dia que conheci este site, obtive resultados inacreditáveis na minha vida, eu levo muito a sério seus artigos e minha ultima conquista foi um controle significativo da ejaculação precoce, pois sofria com este problema e seus artigos me ajudaram muito com isso, você não faz ideia de como eu fiquei feliz, e se você for mencionar algo sobre ejaculação precoce eu com certeza irei ler tudo o que você for falar, porque um dia eu pensei que nunca conseguiria controlar, hoje meu pensamento é bem diferente, não só neste quesito!

Avatar for Miguel Lucas
vagner da r ferreira

Bom dia Miguel, muito bom seu artigo. Sinto desconforto no estômago, suor frio, desespero, formigamento nas mãos, palpitação, geralmente quando tenho que cumprir alguma missão no serviço ou tenho que fazer alguma viagem, ou fazer algo que não estou acostumado fazer, etc. Será que isto é só ansiedade. Meu falecido pai tinha os mesmos sintomas.

Avatar for Miguel Lucas
nuno ricardo

ola miguel.
de a cerca de uns 2 anos para ca tenho tido ataques de ansiedade sem mais nem menos, a minha esposa diz que sou teimoso com as doenças, pois qualquer dor fico aflito ,aumenta o meu ritmo cardio treme me as maos etc..
durante a noite tinha espasmos e acordava com falta de ar e ritmo cardio acelerado.
deixei de ter esses ataques durante a noite.
agora as vezes de manha quando acordo para ir trabalhar fico com ansiedade e tambem durante o dia sem mais nem menos.
ja fui ao meu medico expliquei o que sentia e ele receitou me valdispert um medicamento natural a base de valeriana.
o que me faz acalmar ,mas nao quero me tornar um viciado em medicamentos.
sera que preciso de apoio psiquiatrico ou isto e so uma fase da vida que estou a passar.
e que isto tira-me a vontade de sair de casa nao sinto razoes para rir e me divertir.
algum concelho ? obrigado

Avatar for Miguel Lucas
parabéns Miguel !

Por favor me ajude ! Tive umacrise de panico medo a semana passada pois achei que estava com problema de saude, vivo preocupada com qualquer sintoma no corpo. após essa crise passar percebi que eu não tinha nada…mas depois passei a sentir uma leve tontura e medo de ficar com loucura, perder a cabeçauero, comecei a andar e achar que estou vendo as coisas longe,como se estivesse bebido… com a cabeça estranha…quero tirar esses pensamentos quero acreditar que estou bem que não tenho nada…saio na rua e vejo as coisas estranhas…meio longe…é coisa da minha cabeça, oque faço para tirar esses pensamentos ? eu trabalho e sinto ansiedade em algumas situações. Fiz uma viagem a ilha da madeira mesmo com medo de avião. meu pai é portugues eu adoro viajar e o aviao tambem me incomoda…o que fazer ?

Avatar for Miguel Lucas
Muito bom.

Opa tudo bom? Sinto uma certo desconforto em coisas normais do dia a dia, sofro de ansiedade eu acho, por exemplo:

Jogando uma simples partida de xadrez quando o jogo chega na sua etapa final e decisiva que todos os movimentos são emocionantes, meu estado emocional está um pouco afetado pela adrenalina mais nada que me faça sentir desconfortado, eu começo a ter meus movimentos bem trêmulos de uma forma que me deixa nervoso pelas outras pessoas poderem perceber isso sendo que ‘para mim’ não há nada demais, para meu corpo estar respondendo com esse movimento brusco e sem necessidade. O que eu faço? A ajuda de quem eu procuro? Agora fico meio com receio de fazer coisas que necessitem da minha coodernação motora por possíveis acontecimentos como esse, deixando bem claro que meu raciocinio continua frio e bem calmo mais meu corpo não responde da mesma forma, me ajuda obrigado.

Avatar for Miguel Lucas
katy

Olá bom dia!
Há alguns meses atraz..do nada comecei a me sentir muito mal..um dia meu coração acelerou tanto que pensei que ia morrer..ao mesmo tempo parecia que estavam me sufocando nao conseguia respirar..e minhas pernas tremiam…depois desse dia nao parou mais…fui a varios pronto socorros e ele me indicaram um psicolo e um cardiologista..
Fui no cardiologista mais ele disse que nao tenho nada..e que poderia ser sim algo psicologico.. Tomei uns medicamento naturais e consegui melhorar um pouco..mais de uns dias pra ca estou sentindo tudo de novo…sinto muito medo de morrer, ou de que algo acontecesse com alguém que gosto muito. Tenho a sensação a todo momento de que vou passar mal..fico tonta..principalmente quando tem luzes muito fortes ou brancas..voltei a tomar os remedios e parece que melhorei…mais eu queria para com esses pensamentos..as vezes choro muito..de tão cansada que eu fico de sentir tudo issu…e um problema que nao desejo a ninguem…amei o post…me ajudou muito, gostaria que me mandasse algumas dicas pra poder controlar um pouco esses sintomas. Desde ja, agradeço…

Avatar for Miguel Lucas
Rita

Boa Noite!
Gostei de ler o seu artigo!
Sou uma pessoa muito ansiosa desde pequena, ja tive depressão e ataques de panico. A depressão foi ultrapassada e os ataques de panico ja os consigo controlar. O que me incomoda de momento sao estas malditas tonturas que sinto… à dias em que as sinto o dia todo… mas a maior parte dos dias só as tenho a partir das 19h, será derivado ao stress?
Obrigado

Avatar for Miguel Lucas
Maria Madeira

Boa tarde, sofro de ansiedade. A primeira vez ocorreu em Abril de 2012, palpitações fortes, boca seca, sensação de desfalecimento. Voltou a acontecer em Agosto de 2012, os mesmos sintomas. De novo em Outubro de 2012. Na primeira vez dei entrada no hospital convencida que estava a ter um ataque cardíaco, deram um diazepan 10 mg e mandaram-me para casa. Na segunda vez não fui ao hospital mas recorrei ao diazepan 5 mg, no dia seguinte fui trabalhar, mas tive que ir de urgência para o hospital, pois estava a me sentir mal, provavelmente de ter tomado o diazepan à 1 h da manhã e me ter levantadao para ir trabalhar ás 7 h. Depois destas duas vezes recorri a uma psicóloga, que me tem aconselhado e orientado. A terceira vez aconteceu em casa de uma amiga, já depois de estar a ser seguida pela psicóloga, não fui parar ao hospital, consegui me controlar só com 0.5 mg de alprazolan, mas estive em “esforço” das 22 h às 4 h da manhã. Qdo no dia seguinte falei com a minha psicóloga, ela perguntou-me como era possível que eu estivesse de pé depois de tantas horas de “esforço”. Devo dizer que foi muito difícil, foram horas de grande sofrimento, mas serviram para eu confirmar que consigo me controlar. Saliento, que não me consigo lembrar de nada do que se passou em casa da minha amiga, não me lembro das conversas, só me lembro das risadas. Eu estava tão concentrada nos meus sintomas, que me isolei completamente. Depois da festa terminada consegui trazer o carro até casa, sem qualquer problema (50Km às 2 h da manhã), depois de uma crise grave, que se prolongou até ás 4 h da manhã. Tentei todas as técnicas aprendidas, respiração diafragmética, provocar dor numa parte do corpo, para anular as sensações que estava a sentir (braço pesado), usar um computador, ver televisão. Nada estava a resultar, mas não fui ao hospital e só isso já é um grande avanço. Hoje penso assim, no próprio dia e no dia seguinte considerei que foi um retrocesso, umm andar para trás. A cada dia, tenho pequenos episódios de ansiedade, mas estou a trabalhar para combatê-los. Sei que não é em dois meses que vou controlar a ansiedade, mas cada dia que passa eu sinto que avancei mais um pouco em direção à cura. Mas não é fácil. Só entende a ansiedade a este nível, que por ela já passou. Pratico as ordens internas, diariamente, várias vezes ao dia, ordeno ao meu cérebro diversas ordens. Digo que sou capaz de vencer a ansiedade, que sou capaz de controlar os episódios de ansiedade e cada vez mais acredito que sou capaz disso e de muito mais. Tento analisar os meus pensamentos antes, durante e após os episódios de ansiedade. Gostei imenso do seu site. Obrigada por partilhar connosco os seus conhecimentos.

Avatar for Miguel Lucas
TANIA MEDIANEIRA MIGUEL LEHNHARD

Olá Miguel

Muito bom seus artigos!
Mas me diga uma coisa, quando se sabe que deve analisar seus pensamentos para observar suas reações, mas, seu cérebro não registra mais, pois durante muitos anos você fez esta análise e pensou positivamente após tais acontecimentos negativos, após se abalar é claro.Só que tenho a sensação que desisti,e meu corpo está respondendo com o acúmulo de peso,quando parece que tanto faz, como faço para reagir e fazer valer a pena novamente?

Avatar for Miguel Lucas
milene silva

Ola,muito bom esse artigo.
Eu tenho ansiedade,e isso começou aos 10 anos,época em que eu deixei de ser filha casula,e tambem época em que meus pais se separaram. No começo minhas crises eram extremas e eu desmaiava por qualquer motiva em que eu ficasse ansiosa,tomei remedio controlado por algum tempo e aos 17 anos ja estava mais controlada minhas crises. Hoje quando tenho momentos de muita ansiedade meu coração dispara e falta ar,mas depois é so respirar um pouco que passa. Sofro muito com isso,e são poucas as pessoas que entendem,infelizmente a familia nao entende isso.
Obrigada,seus posts me ajudam a entender melhor o qe eu sinto!

Avatar for Miguel Lucas
William

Olá Miguel

No meu caso eu ultimamente tenho tido vários distúrbios da ansiedade, pois em certos momentos do mês eu começo a ficar ansioso demais da conta o motivo da ansiedade é que fico com saudade e ansiedade de ver e estar com a pessoa que estou me relacionando assim fazendo com que eu a sufoque com minhas atitudes e invada o espaço dela.

Por outro lado eu tenho momentos de ansiedade quando tenho algum problemas pois fico tao preocupado com ele e ansioso pra resolver que esqueço de tudo que está a minha volta e tomo atitudes que não é da minha personalidade assim atingindo as pessoas que estão ao meu redor.

Não estou querendo mais isso e não estou sabendo com amenizar isso será que poderia me dar uma dica ?

Avatar for Miguel Lucas
MARCOS ANDRADE

OLA,BOM,DIA,TENHO 48 ANOS,E HÁ 6 MESES,INICIEI SINTOMAS DE DEPRESSAO,Q FORAM CONFIRMADAS PELO MEDICO PSIQUIATRA,E FOI ME RECEITADO CLONAZEPAM E PRESTIQ,E CONCOMITANTEMENTE,ESTAVA FAZENDO REPOSIÇÃO HORMONA,COM INJEÇAO DE DURATESTON,POIS OS MEUS NIVEIS DE TESTOSTERONA ESTAVAM MUITO ABAIXO,E TOMEI 4 DOSE DO DURATESTON,E SENTI ALGUMA DIFERENÇA,POIS APOS TOMAR OS REMEDIOS,SINTO FALTA DE LIBIDO E QDO VOU TER RELAÇAO,SINTO TB,PROBLEMAS DE EREÇÃO,E ESTOU NOVAMENTE FAZENDO REPOISÇÃO,POIS O URO,ME PEDIIU PRA PARAR COM CLONAZEPAM.MINHA PERGUNTA,ESTES REMEDIOS PODEM MEXER COM A LIBIDO OU GERAR PROBLEMAS DE EREÇÃO???E FAZENDO REPOSIÇÃO DE HORMONIOS,ISTO PODE ME GERAR ALGUM PROBLEMA?? OU SE ESTOU FAZENDO A REPOSIÇÃO,E TOMANDO HORMONIO,PODE COMPROMETER O RESULTADO DOS HORMONIOS???
MUITO OBRIGADO E UM ABRAÇO,E AGUARDO UM RETORNO.
MARCOS ANDRADE

Avatar for Miguel Lucas
marlieda barbosa cardeal

Parabéns pelo site muito bom e esclarecedor. Bom quero saber se o que sinto pode estar relacionado a ansiedade. Há muito tempo uns 06 anos tive uma crise de pânico que fui levada para o hospital, medicada fui embora e assim tive umas 04 crises até que comecei controlar e com 02 anos já conseguia controlar e não sentia mais crises frequente. Mas aí começaram as tonturas que me limitavam de viver mudei o remédio de paraxetina para citalopram pois achava que era ele, nada adiantou, tinha problemas com meu marido se toda semana passava muita raiva, e a tontura continuava procurei varios medicos até que passei pelo ottorrino e fiz exame e deu sindrome vestibular periferica bilateral irritativa. Fiz tratamentos com remedios, mas não adiantou a médica mudou o remédio e nada, continuo com tonturas e sempre que saio em mercados ou na casa de alguem sinto as tonturas mais fortes, não sei o que fazer para acabar coma as tonturas. Será que a ansiedade é capaz de causar essa sindrome vestibular?

Avatar for Miguel Lucas
Ju

Olá!Gostei muito de saber sobre ansiedade..tenho 22 anos e estou me sentindo muito perdida,como vc falou,n sei pq tomei tal decisão, o propósito q estou aqui,ando muito confusa em relação a tudo acho até que to chegando a ficar um pouco depressiva..meus pensamentos e a fala sao mto acelerados não consigo me concentrar direito nas coisas,as vezes são tantas coisas p dizer que acabo me perdendo no meio do caminho aí me dá essa aflição e acabo me sentindo mal,enjoada..não to nem conseguindo me relacionar mto bem com as pessoas.Acha que tenho que procurar um psicólogo ou talvez um homeopata??

Avatar for Miguel Lucas
Henrique

Minha ansiedade me dá diarréia, por muito tempo achei que era síndrome do instestino irritável, mas com o tempo percebi que a diarréia era causada pelo sistema emocional. Como proceder?

Avatar for Miguel Lucas
Alberto Gomes

Gostaria de saber se tomar alprazolam num dia e clonazepan no outro é normal pra ajustar a ansiedade.
Grato
Alberto

Avatar for Miguel Lucas
Carla Aganetti

Olá Miguel, depois de passar por momentos difíceis neste ultimos dias fui buscar na rede a explicação para várias dúvidas. Primeiro sou hipoglicêmica, e minha médica havia me dito que também era causada pela ansiedade. Daí gostaria de esclarecimento de qual ansiedade eu sofro. Meus sintomas são: taquicardia, tremores na boca, sensação de desmaio, queda de pressão, náuseas, e tontura… Mas sempre que estou de frente a incertezas, ou quando vou viajar me sinto mal.Por favor, pode me ajudar a entender? Desde já agradeço. Um abraço.

Avatar for Miguel Lucas
valdirene alves claro

OLÁ MIGUEL , EU FICO PROCURANDO RESPOSTA PARA O QUE EU SINTO , GOSTEI MUITO DO QUE ESCREVEU . HÁ 3 ANOS ME DEU UM ATAQUE TÃO FORTE DE ANSIEDADE , QUE FUI PARAR NO HOSPITAL , SENTIA QUE ESTAVA INFARTANDO , PALPITAÇÕES , TREMORES NAS MÃOS , PÉS , MÃOS E BOCA COM FORMIGAMENTO , SENTIA UMA ONDA DE CALOR , URINA COM MUITA FREQUENCIA FALTA DE AR , BOCA SECA , PRESSÃO SUBIA , TONTURAS …EU NÃO TINHA CONTROLE , ERA INVOLUNTÁRIO TOMAVA CONTA DE MIM . QUANDO CHEGAVA NO HOSPITAL ME DAVAM UMA INJEÇÃO DE DIAZEPAN . CHEGUEI A TER ATAQUE DE ANSIEDADE VÁRIAS VEZES AO DIA . TOMAVA INJAÇÃO E VOLTAVA PARA CASA SEMPRE ASSIM , SEM SABER O QUE EU TINHA . TEVE UMA VEZ UM MÉDICO ME DISSE VC ESTAR COM TRANSTORNO DE ANSIEDADE GENERALIZADA , PROCURE UM MÉDICO PSIQUIATRA , ELE VAI TE AJUDAR . REALMENTE ME AJUDOU . TOMEI POR ANOS UM MEDICAMENTO CLORIDRATO DE SERTRALINA FIQUEI BOA , AGORA ESTOU COM OS SINTOMAS NOVAMENTE , ESTOU COM DEPRESSÃO TAMBÉM , SINTO MEDO DE SAIR DE CASA , PERDI PESO , UMA TRISTEZA PROFUNDA , DEIXEI DE FAZER ACADEMIA E COISAS QUE EU GOSTAVA , VOU PARA MEU TRABALHO SEM FORÇAS , MAS TENHO QUE IR SOU PROFESSORA , TENHO MEUS ALUNOS QUE ME ESPERAM TODOS OS DIAS . VOLTEI NO MESMO MÉDICO ELE ME RECEITOU OUTRO MEDICAMENTO VALDOXAN 25 MG , NÃO SEI ESSE REMÉDIO SERVE PARA ANSIEDADE , ESTOU SENTINDO UM MEDO TÃO FORTE , QUE ME ATACA ANSIEDADE , SINTO TONTURA , CORAÇÃO FICA SUPER ACELERADO … FICO PÉSSIMA COM TRISTEZA PROFUNDA . ME ESCREVA ALGO DR , CONHECE ESSE MEDICAMENTO VALDOXAN SABE SE FUNCIONA PARA TRANSTORNO DE ANSIEDADE E DEPRESSÃO ? ME AJUDE , TE ESPERO .

Avatar for Miguel Lucas
Henrique Almeida

Olá Miguel. Tenho 19 anos, faço academia, solteiro.
Há um certo tempo, quando era para eu ia viajar para cidade onde minha mãe mora para trabalhar, eu fiquei com muito medo, preocupado, não conseguia comer e nervoso do que poderia me acontecer pelo fato de ta longe da minha avó com quem eu sou acostumado a chamar de mãe e de trabalhar pela primeira vez. No dia eu acabei indo, mais não quis ficar lá porque eu tinha achado ruim a cidade e acabei voltando e nem tentei trabalhar lá. Hoje, surgiu a proposta de trabalhar de servente de obra em Curitiba( muito longe da minha cidade, moro no MA). Tipo, já é não outra semana que eu é pra mim ir com meus amigos, só que acho que estou com ansiedade, fico pensando se vou me acostumar em um serviço um pouco que pesado, se vou me acostumar a ficar longe da minha avó, mais também penso nas coisas boas do que eu posso comprar em tá ganhando um salário bom. Estou pensando em ir porque aqui na minha cidade não tem muitas oportunidades e é muito difícil a pessoa ter um início de um carreira aqui, a não ser começar em uma loja de roupa, sapatos, etc… e ganhando pouco.

Avatar for Miguel Lucas
celso

Olá, meu nome é celso, tenho 46 anos, gostaria de saber como me livrar da ansiedade, do medo,carrego a trristeza de não ter um bom emprego, de ñ ter me preparado, devidaamente, tive problemas de saude , e epenso sempre que estes problemas tem origem na minha ansiedade, tenho medo do futuro, tenho uito desanimo, é atraves da psicologia eu me livrar deste sfantasmas, ,toda gripe que tenho eu generalizo acho o pior( em tudo que penso ). poderai me ajudar .

obrigado
celso

Avatar for Miguel Lucas
brunamilani

tenho mania de cutucar acabeca todo dia nao sei mas oque eu faco

Avatar for Miguel Lucas
PRISCILA

me ajudem por favor estou muito anciosa devido o resultado do prouni e brigas com namorado problemas familiarem peço ajuda
grata

Avatar for Miguel Lucas
Mariana

Oi, eu estou desesperada, acredito que estou sofrendo de um caso muito serio de ansiesade…
Acredito que tudo comecou quando eu parei de roer as unhas, eu fiquei mais agitada… Tenho medo toda hora de que algo ruim va acontecer comigo… Nso consigo dormit direito meus bracos doem, isso pode estar acontecendo pelo fato de eu ter parado de roer a unha,rapidamente ou pode ter algum outro motivo??? Sera de granfe ajuda sua,resposta…

Avatar for Miguel Lucas
guilherme silva

me add por favor gui_bhfolia.com

Avatar for Miguel Lucas
Guilherme silva

Preciso de ajuda me add alguem para cv sobre isso gui_bhfolia@hotmail.com

Avatar for Miguel Lucas
Erika

Tenho sentimentos estranhos, fico pensando que todos os dias parecem iguais, nao vivo uma rotina, mas mesmo assim, mesmo que eu tome atitudes diferentes, vá em algum lugar diferente, sinto que amanha começa tudo de novo, tenho medo da passagem dos dias, tenho medo de acontecer alguma coisa com minha família, de perder alguma pessoa, muitos pensamentos ruins e um tédio insuportável, será que isso e ansiedade?

Avatar for Miguel Lucas
Pedro

Miguel, eu fui diagnosticado de esquizofrenico por um medico arrogante do HC que nao me entrevistou direito e me receitou antipsicoticos, eu fumava maconha e nao sei se isso tem a ver, meu problema começou em menos de uma fraçao de segusndos, no começo eu tinha um medo irracional de me acharem homossexual e meu pensamento obssessivo era tao grande que qd passava algum homem do meu lado, ou rolava assunto de gays ou viamos(meus amigos) travestis na rua eu ficava numa tensao horrivel e era perceptivel para os meus amigos, e o que ja rolou piadinha comigo nao foi brincadeira… ou seja nao era um delirio de acharem que eu era gay sem razao, acontecia mesmo, eu tinha um pensamento obssessivo taoooooo forte que as vezes nem conseguia conversar com as pessoas por medo de acharem que era homossessual. O diagnostico de esquizofrenico me prejudicou demais, pq só conseguia pensar ser esquizofrenico, agora mais dois medicos me diagnosticaram de ansioso, sinto ansiedade por coisas tao tolas, como se um negro esta do meu lado, tenho medo que ele pense que eu sou racista(mas nao sou), ou entao quando uma pessoa esta comendo algo que eu pago eu tenho medo de a pessoa pensar que estou sendo egoista e regulando a comida(mas nao estou) e outras ansiedades bem tolas, medo de acharem que eu possa fazer mal à alguma pessoa(mas nunca farei), outro exemplo: se um amigo poe o pé perto do meu lençol, nao to nem ai pra isso, mas bate um desconforto terrivel… mas o problema PRINCIPAL Miguel eh o medo insano de as pessoas me acharem homoxessual!!!!!!

Avatar for Miguel Lucas
jeferson schultz

Tambem to assim amigo.

Avatar for Miguel Lucas
pedro carlos

serio?????? bom saber q nao sou o unico, uma historia assim eh dificil de contar sem anonimato… poderiamos conversar por msn ou email?????

Avatar for Miguel Lucas
jeferson schultz

Sim, tem facebook? se tiver me add, (jeferson schultz) Vlw!

Avatar for Miguel Lucas
Pedro Carlos

tem muitas pessoas com seu nome identico… q cidade vc eh????????

Avatar for Miguel Lucas
Pedro Carlos

Oi sou o Pedro Carlos de novo Miguel, eu deixei esse ultimo comentario pra voce, mas esse email pédrocarlos@bol.com.br eu nem lembro mais minha senha, entao POR FAVOR, me responda no email: cobrancapez@ig.com.br. Muito Obrigado

Avatar for Miguel Lucas
jeferson

Amigo, o problema é o seguinte, meu pc nao ta entrando no hotmail ou até mesmo em outros email, so entra no facebook mesmo, complicado.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel luis

Boa noite..antes de mais quero felicita-lo pela sua publicação…foi de uma simplicidade esclarecedora !
tenho 35 anos e tive o meu 1º ataque de panico aos 27 anos de idade e desde ai a minha vida mudou completamente…passei a ser demasiadamente ansioso..pois o receio de voltar a passar pelo mesmo era deveras assustador e ainda o é !!! Já consultei especialistas…já tomei medicação..ja fui a uma psicologa (em verdade de nada serviu…foi pura fantochada)…ja deixei a medicação (claro com acompnhamento medico) a 3 anos atras e o que é certo é que sei que o meu corpo ja por si proprio provoca-me sensacoes desde dores no peito…quer enjoos…tonturas…cefaleias…sensação de falta de ar…etc ! Apesar de o saber não é facil…e é cansativo passar por isto practicamente todos os dias….ja aceitei este facto…e aprendi a viver com estas adversidades…mas como gostaria de tentar mudar esta situação e acreditar que é possivel reverter esta Ansiedade Generalizada gostaria de receber da sua parte conselhos ou orientações para poder melhorar a minha qualidade de vida e dos que muitos por ai (infelizmente) vivem este drama de anisedade e panico…
Agradeço desde ja a sua disponibilidade em ler este meu humilde testemunho!
Um bem haja a todos

Avatar for Miguel Lucas
pedro carlos

Entao Miguel, na verdade sou ansioso pra caramba também, as pessoas tendem a achar que sou hiperativo… mas de um ano pra cá as coisas mudaram bruscamente em minha vida, percebi num momento do ano retrasado que nao sentia mais tanto desconforto em olhar nos olhos das pessoas, daí por diante minha vida cresceu, cresceu, cresceu muito, meu rol de amizades está enorme de novo, mulheres não tem faltado mesmo(coisa que quando estava bem doente nao acontecia, amigos distanciaram se e garotas não me davam "bola". Mas fato é Miguel, que eu sim sou bem ansioso ainda, parece que sempre estão me avaliando, a muitas vezes eu mesmo deixo uma pessoa desconfortável, por exemplo: Quando me bateu repentinamnte esse problema fiquei com medo de minha irmã me achar gay, e certo dia ela fez um comentario sobre uma atriz que ela achava bonita. Pronto, fiquei com pensamento obssessivo por semanas de ela poder achar que EU a julgava lésbica, e entrava em panico quando a encontrava… Conseguiu entender????? Sou sim bem ansioso, diagnosticado por dois ótimos médicos de ansioso, mas me incomoda bastante ainda o diagnostico de esquizofrenico, porque me tratei bastante com esse psiquiatra arrogante do HC. Foi uma espécie de lavagem cerebral que ele fez em mim, sempre querendo fortalecer seu diagnostico, sabe como sao os psiquiatras, não admitem um erro de jeito nenhum… Enfim mas estou muito feliz mesmo , parece até que estou melhor que antes, mais "cara de pau" com as mulheres menos timido que antes do problema começar até!!!!!!!!!!! Cite por favor algum dos motivos de sua ansiedade!!!!! Até amigo.

Avatar for Miguel Lucas
Pilar

Será se sofro de TOC ou Ansiedade? Me tire essa dúvida

Tenho 23 anos e desde dos 14 tenho pensamentos ruins e sempre que vejo, falo ou faço algo que na minha cabeça nao seja certo, tenho um sentimento de culpa e fico dias assim pensando que cometi erros e isso me deixa muito nervosa,tem vezes que minha pressao sobe e nao consigo fazer nada
Por exe: até mesmo algumas coisas que nao certas e vejo por acaso na internet coisas relacionadas a algo sexual, imagens, fotos,videos, dialogos etc
ou ate mesmo se alguém me conta alguma coisa pornografica ou me mostra algo, aí fico com aquilo na cabeça achando que nao deveria ter escutado, visto etc
e fico preocupada achando que fiz algo erraddo.
Por favor me responda. Obg!

Avatar for Miguel Lucas
jeferson schultz

Doutor, estou com um grave problema, nao consigo nem caminhar nas ruas, nao consigo olhar direito nos olhos da minha propria mae, choro demais nos cantos ,pois nao consigo transmitir um sorriso completo pras pessoas que me querem bem, perdi muitos amigos, meus amigos se puderem nem tocam no meu nome..Parece que eu transmito medo pra eles. parece que vivo numa tortura, nao sei se voce ja viu casos como esse meu, mas uma coisa é certa ,se o senhor ja viu, entao voce deve ter noção do baita problema que eu me apresento. ja pensei até em morrer, mas parece que tem algo que me diz ,que isso ,tem um motivo de ser resolvido. mas cada dia que passa as coisas ficam mais dificeis, parece que nada que eu escuto, eu coloco em açao, penso em mil e uma coisas, mas na verdade na coloco-as em pratica. doutor, eu so queria uma vida feliz..Porque ja se passaram 3 anos, e eu continuo a nao sorrir, sempre tive um sorriso lindo, meus parentes diziam isso, mas hj ja nao posso dizer o mesmo, hoje, elas me dao um lindo sorriso, e eu um sorriso sem graça, com um fim,nojento..Doutor,eu preciso muito da sua ajuda, muita mesmo, porque eu nao sei se vou conseguir levar isso pro resto da minha vida. Preciso de ajuda, se o senhor sabe oque é isso, e me dizer que isso tem soluçao.. eu juro ,juro juro, isso nao vai ser so uma ajuda e sim um milagre.. Obrigado

Avatar for Miguel Lucas
LFP

Olá rapaz,
Não sei se vai te ajudar, mas gostaria apenas de sintetizar uma coisa. Pense que todos nós temos nossos problemas e procure não se comparar com as outras pessoas. Você é único. Nós (me incluindo) precisamos apenas aprender a gostar do que somos, por pior que isso possa parecer e não termos medo de nos abrir com as pessoas. Ao mesmo tempo, vamos caminhando na busca para sermos melhores…

Abraço e fique em paz!

Avatar for Miguel Lucas
carlao

estrague sua cabeça com ELKO PERISSINOTTI, lembre do nome desse arrogante… ele nao sabe difrenciar depressao leve de psicose ou nao tem paciencia para isso… CUIDADO

Avatar for Miguel Lucas
jeferson

quem mesmo carlao?

Avatar for Miguel Lucas
carlao

ELKO PERISSINOTTI, ELE VAI TE DIAGNOSTICAR ERRADO, DAR REMEDIO ERRADO, SER ARROGANTE DEMAIS… ESTRAGUE E PIORE SUA MENTE COM ELKO PERISSINOTTI…

Avatar for Miguel Lucas
dierly

estou num quadro de ansiedade generalizada e tomo cimbalta 60mg ja tem um ano mais meu quadro nao melhorou ainda e so tenho ansiedade mais forte depois que durmo porque ,pode ser qualquer hora que durmo .obrigadoi

Avatar for Miguel Lucas
rosileide

fico com muita ansiedade quando vou trabalhar ou sai de onibus.eu tenho q torma calmante para dormir.o q eu fasso ?

Avatar for Miguel Lucas
Carla

Bom dia Dr. seus artigos estão ótimos!
Sofro de muita ansiedade e com isso adquiri a Síndrome do Intestino Irritável, ou seja, qualquer preocupação e ansiedade estou eu lá no banheiro. Está sendo muito difícil para mim, pois parece que não consigo controlar minha ansiedade, ela é muito forte, tenho palpitações, suor nas mãos, e chego as vezes até chorar, ainda mais quando chegamos no período mestrual, que piora tudo. Qual a dica que poderia estar dando para controlar tudo isso, pois sinceramente é horrível parece até que vai me dar um " treco".
Aguardo a resposta
Obrigada

Carla Selmer

Avatar for Miguel Lucas
Priscila Dias da Silva

olá Dr Miguel descobri que tenho cron a 3 meses e meu medico me disse que tenho que procurar um psiquiatra, sou um pouco ansiosa sim mais nada fora do normal, queria saber se realmente tenho que procurar um psicologo? e qual tratamento mais adequado para minha doença.

obrigado

Avatar for Miguel Lucas
Natalia Aparecida

Bom Dia ,Me chamo Natalia tenho 20 anos …já tive varias crises de ansiedade ma primeira foi muito forte que durou uma semana para passar …Depois comecei a sentir algumas vezes medo e como se meu corpo fosse sair para fora ,mas passava em instantes …
depois de 1 ano com essas sensaçoes levava a vida bem .
Mas este ano me veio uma crise tão forte que não estou sabendo me controlar .
ela diz que Deus não existe ,tenho agunia de pronunciar palavras parece que nada existe .ai se eu fico pensando demais me dá uma pressão na cabeça e diarreia …
nos primeiros meses mesmo na hora da crise tenho muito suor e medo de perder o controle ,tenho medo do futuro e de escutar essas vozes que me diz que nada existe …agora estou me controlando mais .
Mas gostaria de saber mesmo se tudo isso que sinto é ansiedade .
Desde já muito obrigada
fica na Paz !

Avatar for Miguel Lucas
Alberto Carlos

Procura urgentemente uma igreja!!

Avatar for Miguel Lucas
Ana Elisa

Olá, Miguel. Meu nome é Ana Elisa e tenho 17 anos. Sempre fui ansiosa, e desde pequena sinto medo e insegurança excessivas, só que há duas semanas, o meu quadro se agravou muito. Fui parar no hospital duas vezes, com dor e aperto no peito e sentindo um desespero muito grande, como se estivesse morrendo. Os médicos não detectaram nenhum problema, e ambos acreditam que estou sofrendo de depressão, pois quando a crise vem, sinto muita vontade de chorar e parece que vou morrer sozinha. A sensação é horrível e não sei mais o que fazer. Sou muito perfeccionista e estou no meu último ano na escola, amo estudar mas me preocupo excessivamente com as coisas, por exemplo, chego a ficar estudando sem parar a tarde toda e faço cursinho à noite porque não quero perder tempo em casa. Também tenho me sentindo tensa e inútil, e em várias situações do dia-a-dia o medo de morrer surge e com ele o aperto no peito e o choro, Eu não quero ficar assim, e me sinto impotente no meio das crises, como se eu fosse ridícula por estar sofrendo sem motivo. A única coisa que melhora, é relaxar, ouvir boa música e conversar com as pessoas que eu gosto, sinto que ao relaxar, o medo e a dor passam. Só que mesmo assim, eu fico procurando na internet sobre ‘doenças cardíacas’ porque sinto que estou com alguma delas, e por mais que todo mundo me diga que eu estou bem e que não vou morrer, a insegurança não passa… Gostaria de saber se um tratamento psicológico poderia melhorar o meu problema, ou o que eu posso fazer nos momentos de crise pra relaxar, já que é a única coisa que resolve. Desde já, obrigada pela atenção.

Avatar for Miguel Lucas
Ana Silvia Tibério

Olá dr Miguel!! Bom primeiro quero agradecer pela disponibilidade em escrever neste site.
Olha sofro de ansiedade muito forte, sentindo todos aqueles sintomas que as pessoas costumam relatar… Tenho medo de tudo, inclusive de tomar os remédios que o dr prescreveu… Enfim, depois de muita insistência comecei a três dias tomar o pristiq (desvenlafaxina), estou tendo sintomas de insônia e uma pressão muito forte na cabeça, isso é normal?
Gostaria de saber se só com terapia eu não iria me curar? Pois detesto tomar remédios.. Por favor me ajuda. Obrigada. Ana Silvia

Avatar for Miguel Lucas
Isabel

Não sei mesmo o que se passa comigo. Ando tão triste tão triste que faço um esforço enorme para não chorar o dia todo. Ando sempre preocupada, sempre a pensar que alguém da minha família ou eu vamos ficar muito doentes… parece que ao meu lado toda a gente adoece… Eu que era tão bem disposta… Que tristeza….

Avatar for Miguel Lucas
janeth

muito bom Miguel,tem me ajudado muito,mas muito mesmo!eu venho de uma luta muito ardoa com depressão profunda,tive 7 meses sem siquér andar ,fui ao fundo do poço. mas lutei muito pra conseguir vencer,na verdade faz 15anos essa luta,e até ja estive bem,mas passando alguns meses começou tudo novamente,e ate hoje meu dia a dia é uma luta! mas conseguir vencer muitas etapas que estavam confusas pra mim,fiquei com alguns problemas de memoria talvez devido as doses altas de antidepressivos que tomei por muitas anos,e muitas coisas eu ainda não entendia o por que acontecia, mas aqui tive todas as explicações q precisava! foi maravilhoso encontrar esse site e poder ter uma luz pra muitas duvidas que puderam me ajudar! obrigada mesmo,não tem preço o que vc faz aqui pelas pessoas! bjoss

Avatar for Miguel Lucas
Claudia

Olá, otima matéria, venho sentido mto mal estar, dores nos ombros e braços, dor no peito e angustia, e me diagnosticaram como crise nervosa de ansiedade, agora como controlo isso, como coloco na mente q não vou passar mal…

Avatar for Miguel Lucas
regina

ola tenho 20 anos utimamente sinto dores no peito dificuldades pra respirar a qualquer hora do dia muito pensamentos negativos hum e que vou morrer a qualquer hora sinto ataquicardia se eu fizer algum esforço físico o coração dispara e parece que eu vou morrer fico muito nervosa com essa situação já fui no medico ele disse que e sintomas de ansiedade mim ajude tou com muito medo obg aguardo resposta.

Avatar for Miguel Lucas
edilson

boa tarde….eu sou def.auditivo parcial…eu sofro de anciedade e medo pq terminamos relacionamento de tres anos….eu amo ela e ela esta com outro e diz q não me ama mais..e qua agora quer se divertir…o meu medo é ficar sozinho …sentindo insegurança por falta de companheirismo medo de pessoas não confiável…medo de alguma moça não gostar de mim como eu sou…qdo eu durmo durmo pouco …mas acordo assustado pensando nela com outro…e a minha insegurança vai aumentando …to me sentindo incapaz de encontrar outra pessoa melhor por causa da minha timidez…e deficiencia…não tenho amigos…só saio para trabalhar…me ajude por favor?….tenho 32 anos…obrigado

Avatar for Miguel Lucas
Olailton

muito bom todas as perguntas e respostas, e me ajudaram bastante pois também estou com essa tal
ansiedade e estou aprendendo a me controlar mais valeuuuu boa sorte p todos….

Avatar for Miguel Lucas
Rômulo Soares Albuquerque

Todos sofremos nos dias de hoje. O mundo mudou, tornou-se tecnológico demais, as pessoas virtuais e sedentárias, enfim, há um grande impacto em nossas vidas contra as características intrínsecas dos animais que somos. A racionalidade é uma distinção criada exclusivamente pelo Homem. Li vários dos textos aqui presente. Possui um excelente conteúdo mais sou obrigado a manifestar minha contrariedade com a posição adotada em relação a psiquiatria. Vamos por partes.
1°- Um bom Psiquiatra somente o é se for um bom Terapeuta. Aqui está o primeiro tópico. O psiquiatra, ou mesmo Psicólogo que se capaz de curar alguém deve se ser esquizofrênico. A cura vem a partir do momento em que o ser humano decide curar-se. Essa decisão pode levar dias, meses, anos, ou nunca optar pela cura. (Entenda cura como um estado de bem-estar aproximado ao que vou chamar de “Ser Humano Padrão Ideal”, apenas a título exemplificativo). Que momento é esse? Esse é o momento em que ele sai da defensiva total e arrisca-se no mundo, estado sujeito como qualquer outro a decepções, medos, fobias, baixo autoestima, enfim fatores negativos. Mas mesmo antes desse momento existe outro. Qual seria esse outro? Esse outro seria justamente atitudes necessárias para seu fortalesmento a arriscar-se no mundo. Esse começo se dá quando:
– Começa a fazer exercícios pode parecer bobo, mas se psiquiatra, psicólogo, Psicanalista, Terapeuta eu fosse seria meu primeiro foco. Canalizar suas energias para sair de casa e movimentar-se. Na prática, ao meu ver, o tratamento não é condicionado a essa prática. Existe o caso dos grandes deprimidos com muitas fobias, onde sair de casa já lhes dá medo. Seria o caso de iniciar exercícios em casa.
2°- Pelo que lí e assisti em vídeo a parte medicamentosa é posta em dúvida. Não existem evidências irrefutáveis para que se se possa dizer isso. Existem casos complicados e um discurso como esse para doentes diversos, pode leva-lo a suspender a medicação consequentemente ao suicídio; como a ter nova queda no tratamento. Creio que se houvesse maior harmonia entre Psicólogos, Psicanalistas, Psiquiatras e Terapeutas, todos ganhariam, principalmente que tanto necessita de ajuda. Questionamentos como esse na Internet, podem ser perigosos, além de acentuar uma disputa ridícula existente entre os que se formaram em Psiquiatria e os demais. Queira-se ou não, saindo da cabeça, essa pessoa assimilou conhecimentos que os demais profissional são impossíveis de os ter e que muito pode colaborar. Como dito e, agora reafirmo, não entendo existir um bom Psiquiatra se não existir na mesma pessoa um bom psicólogo. Não creio ser a crítica o caminho melhor a lhe dar com esse caso. Como és um excelente Psicólogo certamente leste Dale Carnegie, onde cita algo mágico: a crítica direta jamais é construtiva, é incapaz de fazer mudar pensamentos ou postura nas pessoas. Somente se acirram ânimos e discursões infrutíferas… pelo menos nesse momento. Sabe-se e estar comprovada a doença do Transtorno do Humor ou Transtorno Afetivo do humor, ou ainda Transtorno bipolar. Pessoas que navegam entre a euforia e depressão podem estragar suas vidas. Comumente essa pessoa não esse transtorno isoladamente, até porque a cabeça é um todo.
3°- Tentar negar efeitos benéficos de antidepressivos, Ansiolíticos ou anti-psicoticos em momentos de crise aguda é imoral e indecente; em um mundo que ainda se discute o preconceito em relação as doenças mentais o que está escrito e o vídeo feito pode influenciar negativamente a busca desse ser humano por ajuda. Não é pertinente aqui a defesa de que se menciona somente antidepressivos; o discurso torna-se perigoso pois, quem ler o aqui escrito é leigo e pode acentuar ainda mais seus problemas se esse suspender medicações, dependendo do quadro. Defender-se afirmando não abordar ou fazer ressalvas a crises agudas não tira, ao meu entender, como a Advogado, a possibilidade de ser acionado os responsáveis por danos posteriores à pessoa. Sou a favor da liberdade na Internet, mas parece que o ser humano não entende que o seu direito termina onde começa o do outro. Existem limites e, se há risco de morte e houve influência do texto exposto d forma não caricaturada, bem escrita e, porque não, bem fundamentada, abrindo possibilidades de debates, mas não perante que precisa de ajuda. Vocês são bons o suficiente para não necessitar fazer a crítica… Lembrar-se que a soma é sempre melhor é fundamental. União de forças.

Meu intuito foi o de tão somente colaborar, solicitando a vocês que repensem essa postura. Não há necessidade de conflitos. Parabéns pelos textos, pela estrutura do “Pensar” o ser humano, e pensem em diminuir o valor do livro, pois, para um mundo em crise financeira, esse não é acessível a todos. Porque não ter menor preço e vender bem mais? O lucro será o mesmo. Posturas como essa incentivam a humanidade a prosperar. Quanto a terapia on-line, estou ainda em formação de minha convicção, mas adianto-lhe não gostar do que vejo e do que acompanho, assim como dos resultados reais. Mas como dito, ainda não tenho definida minha convicção como tenho de que a desunião ou às críticas á Psiquiatria somente os diminuem, sendo todos muito talentosos, capacitados para ter de usar desse tipo de expediente. Peço, para o bem de todos, que reflitam, somente. Ser menos radical, mais flexível e compreensivo de que certas posições podem se tornar em tragédias.

Atenciosamente,
Rômulo Soares Albuquerque (Sou Advogado, não psiquiatra, o que ao meu ver aumenta a credibilidade do que expus).

Avatar for Miguel Lucas
Danielson Janderson

Preciso de ajuda , eu sofro com essa tal ansiedade e panico , obs: Ove uma festa junina a que no meu bairro , então nesse certo dia , bebe muito Conhaque com COCA … na certa noite , comecei sente sensações estranha , fiquei totalmente aflito , e com falta de ar, e isso já faz muito tempo , muito mesmo , e ate hoje fiquei com esse certo trauma, só de pensa que estou com falta de ar começo a sente novamente, e é muito ruim , tem dias que controlo , e já percebe que é meu pisicolócigo que produz todo esse falso alarma. Mas ainda não conseguir mim livra estou a que procura de ajuda obg.

Skype: daniellalmeida1
Face: https://www.facebook.com/DaniellAlmeiida

Mim ajuda obg!

Avatar for Miguel Lucas
valeria

Olá, é a primeira vez que escrevo num site e vou esperar ansiosa sua resposta.
Há um ano, estava sentada vendo tv, minha perna formigou e quando levantei meu coração disparou eu o sentia bater muito forte, tentei me acalmar fui no hospital e me deram um calmante, minhas mãos tremiam e minha boca ficava seca, tentava andar e vinha um aperto no peito. Depois disso fiquei sentindo uma queimação pelas pernas que irradiava em todo corpo, não conseguia ficar sozinha e não parava de tremer, fiz eletro, fui em varios medicos e eles insistem que é ansiedade. Não sei o que fazer, tentei parar com remedios pois não quero ser dependente mas as crises pioraram, tenho uma filha de 3 anos e fico preocupada se algo me acontecer….sinto um calorão as vezes meu coração volta a acelerar minhas mãos e pés adormecem e sinto umas ardencias pelo corpo que não sei o que pode ser tenho muito medo….por favor me ajude o que posso fazer? ninguem me apoia todos falam que é da cabeça, tenho muito medo de morrer…me ajude por favor não sei mais o que fazer…

Avatar for Miguel Lucas
Elinice

olha tem tudo pra ser ansiedade, as pessoas mais próxima tem que te ajudar e os amigos e mais fácil de você conseguir melhorar, no meu casso passo por isso todos os disa me da umas coisas assim tenho medo de ficar sozinha e me da um aperto no peito um mal estar sempre que posso saio vo na casa de uma amiga ajuda bastante . Isso não é grave mais e uma doença também precisa de ajuda . procurar um psicologo ela vai te ajudar.

Avatar for Miguel Lucas
Tania Dalila

Ola,eu sofro de ansiedade!!
E Ja Faz 7 meses,e continuo cm o coração acelerado!
As veses nao consigo me controlar,doi-me o Peito,as articulações,as minhas maos ficam suadas e etc!
Ja Fui a Medica Geral e Fui ao Cardiologista e nao Tenho nada!
Fuiil a Clinica Geral e aconselharam-me um Psicologo,é que Ja nao aguento mais!
Preciso de ajuda:(

Avatar for Miguel Lucas
Luiz

Olá Dr, tive um mal estar no dia 15/07/13 e depois disso fiz tds os exames cardilogicos e os medicos me disse que meu prolblema é emosional. Até um deles disse que poderia ser sobe carga de strees, disturbio de ansiedade ou sei la do PANICO.
Ja tem mais de duas semanas que passei mal e mesmo sabendo que não tenho nada fisico ainda continuo a parecer que vou passar mal. Ja quase não dirijo só mais e não gosto muito de ficar sozinho.Não consigo me consentrar mais. E des do dia que descobrir que não tenho nada fisico e comecei a aceitar que é psicologico tenho uma angustia dentro de mim terrivel.Mal realmente não sinto mais. Voltei a fazer meus exercicios fisicos e mudar minha alimentação.E pela noite antes de dormir tomo cha de camomila.Receitado por de meus medicos.

Um de meus medicos disse para procurar direto um psiquiatra logo e não passar por um psicologo.
E fazer com ele um tratamento de no maximo tres semanas.

Ja o outro disse para fazer só exercicios fisicos e se continuar voltar até ele que ai sim ele receitaria alguma coisa.

AFINAL O QUE DEVO FAZER RELAMENTE DR? POR FAVOR ME AJUDA. TRATO COM QUEM? E DE QUE FORMA? REMEDIO OU NÃO?

E outra, trabalho com auto escola e ficar sem dirigir é ficar sem trabalhar.Por isso se puder me responder com uma certa atenção agradeço.

Avatar for Miguel Lucas
Fernanda

Adorei o artigo! Gostaria de conversar mais por email pois em alguns aspectos me identifico muito com as identificações sobre ansiedade.Grata Fernanda

Avatar for Miguel Lucas
Daiana

Me relaciono com uma pessoa q sofre por antecipação, inclusive não acredita q possamos ser felizes, pq acha q posso deixa-lo a qalqer momento, por mais q eu diga q amo e tente provar q qero ficar cm ele, parece q nao faz efeito algum. Tem medo de se apegar a mim e eu nao qerer mais estar cm ele. ele tem um historico de perdas familiares q o afetaram mto . Nao sei o q fazer para ajuda-lo, se puder me responder, agradeço;

Avatar for Miguel Lucas
vinicius

li e gostei do artigo!pois tenho fobia social desde a infancia! e isso gerou mtos traumas,porem fez com q eu criasse "um proprio mundo";onde eu sempre vivi isolado. Tive depressao ano passado onde fiquei internado 2 meses com medicacoes q mtas vezes me dechavam dopado,mas passo … e mto dificil lida com isso pq ja se torno desde a infancia uma doenca q me fez ve as coisas de outro jeito… por medo ,por receio, por… mto dificil.Gostei do artigo.

Avatar for Miguel Lucas
Richard Chanan

Miguel, seus artigos estão me ajudando e muito, pois sofro com a síndrome do pânico a anos e só descobri de fato lendo seus artigos. Lendo seu artigos é que pude perceber que estava precisando de ajuda profissional e vou começar a me tratar agora.
Eu só gostaria de saber se essa sensação de que que fica entre um ataque e outro de que você não está normal e essa sensação de alerta constante que fica na gente, mesmo depois de uma crise já ter passado, se elas desaparecem ao longo do tratamento psicológico?
Muito obrigado

Avatar for Miguel Lucas
Lorena Cunha

Ola Miguel ,

Gostaria de saber o que Contribuições a abordagem cognitivo comportamental pode trazer para minimizar o comportamento ansioso e violento de condutores no transito?

Avatar for Miguel Lucas
tallyta

Sofro de ansiedade a mts anos.. Tenho apenas 20 anos e isso atormenta minha vida, sinto falta de ar, taquicardia, dor no peito, medo exagerado de morrer, insônia, pensamentos negativos, vontade de urinar toda hora etc… Já não sei oque fazer, pois isso sempre volta.. Oque eu tenho que fazer pra eu viver normalmente? Por favor me ajuda? Obrigado desde já.

Avatar for Miguel Lucas
Nara

Olá…
Sou hiper mega ansiosa, tão ansiosa que mesmo querendo não consegui ler tudo, e gostaria de saber se tenho Tdah, qual o melhor profissional para me diagnosticar, o psicólogo ou o psiquiatra?
Me ajude por favor, ´pois não sei onde ir!
Obrigada

Avatar for Miguel Lucas
silvana teles

Oi Miguel…
você nem imagina…(claro imagina), o qto tenho sofrido com esses sintomas
remedios ansiolidicos , (tenho uma lista).
Mais ao ler seu artigo consegui visualizar minha imagem e te digo estou bem mal.
estou tomando para tentar dormir 01 comprimido de alprazolan de 1 mg,+ 4 gotas de rivotril, fora que estava tomando , zoloft + (um que não me lembro)…
e assim mesmo acordo as 3.30 na madrugada e começa o meu verdadeiro inferno cerebral…
estou deixando sua materia no meu computador e a todo momento leio um pouco, durante a leitura comecei a bocejar (sintoma de sono) que nem sinto mais….
Sem me conhecer e sem cobrar uma consulta , vc esta me ajudando…
Tenho certeza que essa materia trouxe beneficios para outras pessoas, e esta trazendo de imediato para mim…
Somente tenho a dizer
Deus te de em dobro.
abs

Avatar for Miguel Lucas
Micheli Teles de Queiroz Artuso

Oi gostei muito da sua matéria,eu sofri um acidente de carro e bati com a cabeça,fiz tds os exames e graças a Deus só foi superficial,mais agora toda vez que me deparo com alguma situação dificil eu sinto fortes tonturas,eu tomo medicamento pra ansiedade,o medico me disse que eu sofri um trauma porisso das tonturas,mais é algo que me entristece muito,eu gostaria de ter controle das tonturas ou melhor de nunca mais senti-la,vou tentar seguir suas dicas,abraços e que Deus ty abençõe muito…

Avatar for Miguel Lucas
Claudia aparecida Santos Rodrigues

Miguel, acabo de conhecer-te e sinto uma alegria imensa… anjos existem
Deus te Enviou á terra para essa missao de Paz e Bem,não duvides disso,
sua missao é nobre MUITAS BENÇÃOS PARA TI.
SEUS ARTIGOS SÃO ILUMINADOS E ILUMINAM.

Avatar for Miguel Lucas
Natalio

Muito interessante e esclarecedor seu post,gostaria de mais informações sobre o assunto ‘ansiedade’ e como combater ,controlar e ser curado deste mal que aflinge tantas pessoas.

Avatar for Miguel Lucas
maria paula

passo por isso,
gostaria de mais informações sobre o assunto ‘ansiedade’ e como combater ,controlar e ser curado deste mal que aflinge tantas pessoas.

Avatar for Miguel Lucas
jane rodrigues

Gostei do assunto, eu sofro um pouco desse mal . gostaria de aprender técnicas para controlar a ansiedade. atualmente estou sofrendo um processo de divórcio, descobri que meu marido estava tendo um caso fora. fiquei muito abalada emocionalmente. Pensei em fazer consultas online, com o Dr. Miguel Lucas,assisti uns videos e gostei sobre a autoestima , depressão. como posso fazer a consulta é cobrada como?

At,
Jane Rodrigues

Avatar for Miguel Lucas
Roberto Ferreira

ola ,
gostaria de saber o que fazer para resolver o meu problema ,
que nada mais é que eu estou com uma dificuldade terrivel de olhar no rosto dos meus familiares exceto pela minha mãe . Quando olham pra mim e eu olho pra eles de volta eu faço uma cara de como se estivesse sem graça mais eu não estou mais essa cara é instantanea e automatica , eu nao sei pq e o pior disso tudo é que eles estão falando menos comigo pelo q eu pude perceber .
o que é estranho é que com pessoas estranhas nao acontece isso e eu fico normal.
Bom o que devo fazer e obrigado pela ajuda …

Avatar for Miguel Lucas
PAULO OLIVEIRA

Olá Miguel, boa tarde! É a segunda vez que ouso fazer-lhe um comentário sôbre seu artigo. Gostei bastante do que acabo de ler e está sendo de enorme utilidade para os momentos angustiantes que estou passando há meses – talvez até anos. A minha carga de ansiedade é tão pesada que vem fazendo a minha pressão artertial -que sempre foi normal – oscilar estúpidamente nas 24 horas do dia. Acabo de vir do médico que solicitou-me exames completos: sangue, teste ergométrico, urina, ecodoppler das carótidas e artérias vertebrais, e todos resultaram excelentes. Porém, o resultado do M.A.P.A. (Monitoramento da Pressão Arterial) através de aparelho que usei por 24h, foi o mais "louco" que já tive conhecimento – pelo menos comigo – acusando picos de pressão altíssimos inclusive nos momentos de meditação e sono. E aí, você acha que isso faz sentido com a ansiedade que me acomete? Por favor, gostaria de uma resposta sua em quem confio bastante, se possível para o meu e-mail.
Muito grato,
Paulo

Avatar for Miguel Lucas
Luiz

Também sofro de ansiedade e o artigo, bem como os comentários sobre o mesmo, foram de grande proveito para mim.

Acho que aqueles que sofrem de ansiedade talvez tenham um alto nível de cobrança sobre si mesmo, além de serem pessoas que sentem necessidade de controle sobre os fatos e as pessoas.

Avatar for Miguel Lucas
jane rodrigues

estou esperando resposta do Miguel, por favor Miguel responda!!! rsrsrs

Avatar for Miguel Lucas
zenidio

olha miquel boa tarde! preciso muito da tua ajuda tenho ansiedade muito forte uma sensacao horrivel parecem que vou morrer nao consigo ficar no escuro snto faltar de ar meu coraçao parecem que vai sair pela boca. por favor min ajude encontrar uma saida. obrigado!!!

Avatar for Miguel Lucas
alice moreira

Oi Miguel, desde 2008 sofro com sensações terríveis de TAG, sei que sou ansiosa desde a mais tenra idade. Claro que quando era criança não tinha noção deste mal… Hoje com 44 nunca consegui me realizar profissionalmente, isso me deixa em estado de ansiedade total, acho que não sirvo pra nada, sempre me culpando por tudo que não fui e que não sou. Hoje estou aqui completamente incapacitada de realizar qualquer sonho…
Apesar de já ter lido milhares de artigos sobre este mal, ter ido inúmeras vezes a psicólogos, psiquiatras…não consigo tomar remédios.
Seu artigo é muito esclarecedor, aliás todos os seus artigos são muito bons

Avatar for Miguel Lucas
VILMA DE JESUS SOUZA

nossa adore,i sofro com isso e percebo que tem como eu me sentir melhor sem ajuda de medicados

Avatar for Miguel Lucas
Vedna

Minha irmã tem um comportamento ansioso, gostaria de saber como auxilia-lo pois ela me solicitou ajuda. O que a preocupa é ficar ligando para um rapaz. Esse rapaz falou que gostaria que as coisas acontecessem menos aceleradas, ela não resiste liga pressiona pra sair. Isso seria enquadrado como distúrbio? Ela falou que é mais forte que ela, que não da conta de esperar o tempo dele!
Grata!!

Avatar for Miguel Lucas
joana

ola
ainda não sei o que se passa comigo.
pela primeira vez fui a uma psicóloga e ela disse que sofria de ansiedade.
mas na minha terceira ida mandou-me embora.
o que faço?

Avatar for Miguel Lucas
adriane

Ola… sou Adriane já faz dois meses que venho sofrendo com a ansiedade sentido dores no corpo no peito preocurei o medico e ele disse que era ansiedade… sou daquelas que sentada não paro de tremer as pernas e as cunhas comidas oque eu faço?

Avatar for Miguel Lucas
Vanessa

Não sei porque tenho ansiedade.

Ás vezes acordo mesmo já com o coração acelerado e até enjoada.
Entro em pânico quando não consigo controlar a situação e quando não consigo acalmar o ritmo do meu coração.
Começo ficando com variações entre frio e calor e enjoada com a garganta seca , o coração começa a acelerar e a doer, quanto mais bate mais tonta vou ficando quase como se fosse desmaiar.

Quero parar isso por favor. Agradecia alguma ajuda.

Avatar for Miguel Lucas
Juan

Olá Miguel bom dia !!! Infelizmente percebo que não responde mais as perguntas deixando muitas dúvidas de pessoas que estão passando por muitos problemas desagradável, a ansiedade muitas vezes está relacionado por falta de respostas. O melhor tópico falando sobre ansiedade e este seu Miguel, se não tiveres tempo para responder sugiro que tire o site do ar ou o tópico, se responde as perguntas por e- mail desconsidere minha opinião.

Abraços Miguel e fica com Deus.

Avatar for Miguel Lucas
juliana rodrigues

depois da perca repentina de uma sobrinha que tinha apenas 19 anos,um crime brutal ,fiquei com sintomas de anciedade ,tenho medo de morrer ,tenho medo de sair de casa as vezes ,fico com sensações de que a qualquer momento vou morrer ,palpitações quando deito pra dormir,insonia ,fui a médica ela me receitou Fluoxitina ,mais não tomei pois tenho medo até de tomar remédio e ficar dependente ou louca sei lá !
tenho fé que logo vou melhorar pois ainda é muito recente e não gosto nem de falar no assunto !

Avatar for Miguel Lucas
bruno

olá doutor me chamo Bruno tenho 24 anos e descobri que tenho T.A.G mas mesmo assim me preocupo bastante por vez ou outra eu acabo parando em uma clinica achando que eu tenho um ataque cardiaco que por vez sempre dizem a mesma coisa minha pressão normal e meus batimentos também ótimos, eu sempre fui um cara que sempre pratiquei esportes de luta, corrida, musculação. agora eu tenho medo de fazer tudo isso novamente que toda vez que eu fazia meus batimentos iam a mil e com ela uma sensação de morte eminente o que eu faço para retomar a minha vida normal como um esportista na qual eu sou um amante do esporte e da saúde!

Avatar for Miguel Lucas
Deusa Maria de Medeiros

Olá doutor, eu não quero admitir que preciso de ajuda. Nunca me relacionei bem com outras pessoas, mas mesmo assim trabalhava como vendedora em uma banca de jornal do meu irmão durante sete anos sem nenhuma folga e sem direito trabalhista nenhum. Hoje estou em casa tentando resgatar o tempo que perdi, pois tenho duas filhas uma com 14 anos e outra com 16 anos.Como trabalhava direto não guardava feriados, estou um pouco confusa mentalmente. Me agarrei com Deus e com a religião para superar tudo, mas sinto que preciso de ajuda psicológica. O que você acha? Abraço.

Avatar for Miguel Lucas
miriane

Olá gostaria de compartilhar aqui um pouco do que tenho sentido de alguns meses pra cá
enquanto estou com minha cabeça ocupada me sinto bem,mas quando paro e fico sem fazer nada começo a sentir palpitação,dificuldade de respirar e uma sensação de que o coração vai parar,além de uma inquietação parece que nao posso estar sossegada sem sentir nada,e um medo de que va me acontecer algo de ruim!mas coração creio que nao seja pois meus exames deram bons e não sinto nada pra fazer exercicios físicos!
aguardo uma resposta!

Avatar for Miguel Lucas
Francisca Dias

Olá doutor, gostaria de lhe expor a minha situação. Tenho 17 anos, e já há alguns meses que tenho um problema com a ansiedade. Tudo começou quando me senti mal enquanto estava na igreja. Senti-me mal já devido à ansiedade, porque eu na verdade não tinha nada. Mas foi desde então que o meu problema se foi agudizando. Desenvolvi então uma intensa capacidade de me agarrar a essas sensações de que algo me vai acontecer ou de que algo está mal comigo. Sentia dificuldades em respirar, um nó na garganta, falta de apetite .. Até que decidi ir ao médico e ele me disse que era ansiedade e me receitou uns leves calmantes para tomar antes de dormir. Acalmei por uns tempos, mas a ansiedade não desapareceu, como é óbvio. Entretanto desenvolvi outros tipos de medo, como o medo de enlouquecer ou perder a minha sanidade mental. Estes medos impedem-me muitas vezes de sair com os meus amigos e fazer muitas outras atividades, sendo que chega a ser frustrante. No entanto considero-me uma pessoa positiva e ao ler os seus textos fico mais descansada, porque sei que isto é tudo psicológico e que pode mudar, só depende de mim. Visto isto, vou procurar seguir os seus conselhos para combater este meu problema, Obrigada!

Avatar for Miguel Lucas
alexandra

Olá me chamo alexandra, tenho 33 anos desde dezembro de 2013 venho percebendo algo estranho comigo, sinto como se minha cabeça fosse deligar da tipo um choque e essa sensação desde pro peito dando calafrio ai eu fico nervosa coração acelerado e fico tremendo o corpo inteiro e mal estar no estomago as crises estão constates fico o tempo todo com mãos e pés frios as vezes ele volta para a temperatura normal, já está atrapalhando o meu trabalho, fico apavorada quando tenho que sair sozinha para ir trabalhar e passar mal na rua, pontadas na cabeça cause todos os dias, já não estou tendo vida social, pois estou com pena do meu marido, gostaria de ajuda…obrigada.

Avatar for Miguel Lucas
Thamires

Tenho 17 anos , tenho sindrome do panico tomo medicamentos !
mais sinto umas sencasoes estranha no meu corpo como ce eu foce ter um ataque cardiaco , meu coracao acelera minha vista escurece , e tenho a sensao de nao senti meu corpo , 9 tipo esta fora dele) isso e normal me ajudem porfavor ?

Avatar for Miguel Lucas
Leticia

Boa noite, ah algum tempo ando me sentindo muito estranha e isso está me prejudicando sinto muita ansiedade quando tenho que fazer algo ir em algum lugar sozinha sinto alguns medos como se nao fosse dar certo uma coisa que pertuba, antes de sair para ir ao médico ou dentista ou em outro lugar sinto muito medo, antes de sair de casa vou várias veses ao banheiro fazer xixi, e as veses quando é muito medo mesmo me da dor de barriga e isso encomoda muito , sinto até q emagreço por varias veses que vou ao banheiro. . E as minhas mãos suao de mais.. preciso de ajuda…

Avatar for Miguel Lucas
Ana Carolina

Oi, tenho 17 anos. Ja frequentei psicólogos 2 vezes, e tomo florais e relaxantes musculares. Minha ansiedade parece ser um pouco diferente do que eu vi por aqui. Ficar ansiosa, ou sentir pontadas em partes do meu corpo, me deixa completamente fora de controle. Eu contraio os musculos do meu corpo, e choro até não conseguir mais largar lagrima alguma. Meu corpo inteiro dói, 24 horas por dia. Eu não consigo mais deitar-me no sofá e relaxar. Estou sempre tensa, e meus musculos sempre rigidos. Há dias em que a dor me incomoda tanto, que me recuso a sair de cama, e por vezes, imploro a morte. Mas isso nunca sai da minha cabeça. Eu acordo ansiosa, e fico o dia inteiro prendendo a respiração, prendendo meus musculos, chorando, e com medo de que isso seja algo muito pior do que a ansiedade, e que venha a me matar nos próximos minutos. Isso me mata aos poucos, pois eu sinto que estou destruindo meu corpo e a minha adolescencia. Deixo de viajar com meus amigos, e ir em festas, por medo de passar mal longe de casa. Eu só gostaria de voltar a ser a pessoa que eu sempre fui, ou pelo menos, passar uns 2 dias sem sofrer do jeito que venho sofrendo.

Avatar for Miguel Lucas
jane

Sabe sempre fui muito ansiosa,hoje cm 62 anos e viuva a 18 ….casei com 17 tenho 4 filhos.Estou fazendo terapia ,mas hoje senti minhas pernas mole sismei k iria morrer,chamei minha filha enfermeira ela diz ser da ansiedade ,pois começamos a conversar melhorou …é normal?

Avatar for Miguel Lucas
adriele barbosa

Nossa nunca vi uma explicação Tão perfeita da ansiedade nunca vi uma coisa assim Parabéns.Sofro muito com esse problema e o pior estou Gravida sinto que isso piora mais ainda os sintomas.PARABÉNS….

Avatar for Miguel Lucas
leandro lima

ola, á quase uma semana que me sinto com falta de ar, tonturas, vómitos e por vazes nariz entupido, eu tenho asma desde bebe e já fui 2 vezes ao hospital, já fiz analises e não detetaram nada de anormal em mim, da 1ª vez que fui ao hospital disseram-me que podia ser ansiedade, por vezes sinto mesmo que vou sufocar, pode ser ansiedade?

Avatar for Miguel Lucas
Eliezer Sena

Ola ! Dr Miguel Lucas.

Eu comecei a sentir estes tipos de sintomas tontura, formigamento nas mãos e nos pés, dor no peito, dificuldade de respiração e percebo que quando vou fazer alguma coisa eu me sinto agitado e começo a sentir esses sintomas acima, isto tudo a mais ou menos 2 meses atras e baseado em relatos de outras pessoas que vi aqui e um vídeo seu que assistir no youtube, chego a conclusão que devo esta sofrendo de ansiedade. Tenho 34 anos de idade e comprei o seu livro para poder aprender a controlar e quem sabe dominar minha ansiedade. Espero que eu consiga.
Boa noite

Avatar for Miguel Lucas
Simone

ola, achei muito interessante seu artigo, acho que tenho fobia social, fico em panico só de pensar em falar em publico, fico nervosa, tremula, não consigo pensar direito, mesmo se for falar sobre um assunto que conheço, me da um branco, não sai nada. Fico nervosa quando estou no meio de pessoas que não conheço e quando tenho que fazer provas, mesmo estudando. isso me incomoda muito. gostaria de não ser assim, mas não sei como mudar. Preciso de ajuda. Existe algum exercício que pode me ajudar?

Avatar for Miguel Lucas
Welen

Olá Miguel,

Sofro de transtorno de ansiedade a alguns anos e isso tem me prejudicado no trabalho, na família e principalmente no namoro pois 90% das minhas crises possuem correlação com a minha vida amorosa.

Terapia não está adiantando, não consigo controlar minhas emoções apenas fazendo exercícios físicos e de respiração, choro constantemente quando percebo que estou no meio de uma crise de ansiedade porque sei que aquilo vai me prejudicar muito.
Mesmo tendo consciência do que estou passando, não consigo focar minha mente em algo positivo.

Tenho 23 anos e nunca passei por algo assim na minha vida.. as crises estão no ápice nesse momento e não sei qual medida tomar.

seria a hora de procurar um psiquiatra?

Avatar for Miguel Lucas
Fernando

Ola amigo meu problema esta relacionado ao suor, eu sempre tive facilidade em suar mais percebo que esta piorando, quando estou calmo isso não acontece, mais quando estou nervoso e ansioso começo a suar, mesmo no frio, agora eu sinto dificuldades de sair em publico onde tem movimento principalmente de dia, quando vou a alguma loja, mais percebo que meu medo não e com estranhos eu fico comedo de encontrar pessoas conhecidas e começar a suar só de falar com elas, quando vou a algum lugar fico pensando se vou encontrar alguma pessoa que conheço, ai bate aquele medo de não saber lidar com aquela situação, o que faço pra controlar esses medos?

Avatar for Miguel Lucas
Ana Paula Benites

Olá bom dia. Faz algum tempo que ando saindo do controle, quando me deparo com algum problema, enfrento uma grande sensação intensa de medo , e quando vejo já não estou mais em si.
Tento compartilhar com meu marido esse problema, e com as demais pessoas da minha família, e só o que eu ouço é que eu tenho esses tipos de reações por graça, e que se eu quiser eu consigo controlar. Na verdade não é assim, fico nervosa, e mais nervosa, e quanto mais me ofendem e dizem isso pra mim, ai que a tensão aumenta. Quando chego a ápice desse descontrole emocional meu corpo treme, sinto sufocamento, meus batimentos cardíacos aumentam, e começo a chorar continuamente, sem conseguir parar.
Tenho a consciência de que não estou louca, só não consigo mudar isso que acontece, por mais que eu queira, isso está atrapalhando muito minha vida pessoal.

Como posso chegar a um diagnóstico desse problema?

Avatar for Miguel Lucas
Elinice

oi tudo bem? tenho 27 anos e a uns trés meses comecei a me sentir um mal estar. Acordava de madrugada com formigamento nas mãos e subia pelos braços e sensação de aperto no peito dor, boca seca linguá formigando , extremidades geladas , suor frui . tremores , palidez e coração acelerado dor de cabeça dor no estomago uma sensação de morte, só imaginava que iria morrer e não conseguia me controlar, meu marido me levava na policlínica e chegava la meus batimentos cardíacos normais , pressão normal, glicose normal tudo normal. e já fiz vários exames de sangue e urina deram tudo normal e ate fiz um eletrocardiograma e deu tudo normal, mais não to acreditando sabe ta tudo normal comigo e eu me sinto assim com estes sintomas e muita tristeza, já fui muitas vezes no medico e sempre tudo normal. A minha alimentação e normal, não como muita gordura , não como muita massa sou magra , não sofro de hipertensão, não fumo , não bebo , colesterol normal , diabete normal. tudo bem comigo só estes sintomas estar dor no peito parece uma angustia me sinto cansada e muita tristeza no coração alguém pode me ajudar, Eu só queria ser normal de novo. E um desabafo . Obrigada.

Avatar for Miguel Lucas
Florbela Castro

Boa tarde. Li com atenção não só o artigo como todos os comentários aqui postados. Há uns anos, talvez 12, ia em viagem e comecei a sentir-me mal, com a cabeça muito estranha, com uma sensação de estar a perder a noção da realidade e mal-disposta, a precisar de parar e apanhar ar. Parámos o carro e eu saí e quando saio do carro comecei a sentir-me tonta e a não ter força nas pernas, o coração a bater aceleradamente, de tal maneira que acabei estendida nochão sem força para me levantar e com a sensação de que ia ter um AVC, foi o meu receio na altura, para além do horror de desmaiar. Foi chamado o INEM e fui levada para o hospital de Leiria. Na ambulância o paramédico foi sempre a falar comigo e eu sempre a dizer-lhe que ia ter um AVC e que ia morrer, foi uma sensação horrível. Quando cheguei ao hospital, passei pela triagem e fiquei à espera nas urgências que o médico me atendesse, mas sempre a falar e a pedir para me atenderem porque ia morrer. O médico veio, observou-me, acho que me deu uma injeção e qualquer coisa para beber e passado pouco tempo eu não sentia as pernas, pareciam chumbo, não as conseguia sequer mexer e as dores eram insuportáveis. Diagnóstico: ataque de pânico. Vim com medicamentos e com o conselho para consultar um psiquiatra, o que fiz passado algum tempo. Estou neste momento a tomar, e desde essa data, medicamentos e quando tento fazer o desmame não consigo porque me sinto logo mal. Sei que não é psicológico, já fiz vários exames e está tuo normal mas o certo é que se não tomo os ditos medicamentos as primeiras sensações e sintomas que senti da outra vez voltam. O que acha que devo fazer?

Avatar for Miguel Lucas
moises de figueiredo

poxa!…me ajudou muito, a um ano que sofro com dores no peito e sencação que vou morrer,passo o dia pensando nisso já fiz um chek-up e estou muito bem, mas agora lendo este artigo entendo porque sofro com dores no peito,tonturas e nervoso com medo de morrer de infarto.muito obrigado por este texto.

Avatar for Miguel Lucas
veronica

Ola, ultimamaente tenho sentido muito medo, como se algo ruim fosse acontecer. Sou uma pessoa extremamente timida, tenho muita diiculdade de interagir com as pessoas. Quando pequena na escola meu apelido era mudinha e todos pensavam que fiz promessa, bom isso prejudica muito minha vida, ja passei na psicologa e ela disse quesair de manha e falar bom dia para as pessoas iriam ajudar, como sse naum fosse isso agora tenho medo de tudo, de meus pais morrerm de ter uma doença e ter passado para meu namorado. Todos os dias é a mesma coisa to no trabalho e lio so para ouvir a voz deles e saber que nada aconteceu, so que tem hora penso que nao estou mais aguentando e na faculdade nao consigo me concentrar. Me ajude

Avatar for Miguel Lucas
João Paulo

Olá, meu nome é João Paulo, tenho 17 anos e atualmente 62 kg. No dia 13/07 senti uma sensação ruim no peito e passei uns 2 dias assim, no dia 24/09 passei mal e acabei em uma Unidade de Pronto Atendimento. A partir desses dois episódios tenho medo de sair de casa e passar mal, quando saio fico tonto, com dor de cabeça e um sensação ruim. Mesmo assim ao ficar em casa e comer algo que me parece fazer mal ao coração sinto tremores, palpitações, dores de cabeça, muita tontura e várias outras sensações ruins que me deixam muito conturbado; ao estar nestes momentos não gosto de avisar minha família pois meus pais também tem problemas de saúde e não quero preocupá-los… Alguém me ajuda, uma luz, alguém que também sofre com algo parecido comente aqui. :/ Obs: Desde o dia 13/07 até hoje (06/11) já perdi mais de 7 kg.

Avatar for Miguel Lucas
Michelle

Ola,
Sinto-me aliviada em saber que nao sou uma aberraçao.
Ha dois anos que sofro de medo, olho de lado para as pessoas, nao consigo controlar, parece que todos ja sabem, que riem de mim, é horrivel.Ja tive a ilusao de que as pessoas podiam ouvir os meus pensamentos, pensei q estava a ficar louca e que todos andavam comigo por Pena.Nao consigo andar nas ruas, na sala de aula fico tensa, meu coracao bate muito, fico gelada, e isso amordaça a minha inteligencia.Parece que contamino ou assusto as pessoas.ate meus pais e amigos.todos se afastam.tenho vontade de desaparecer.Associado a isso sou absurdamente distraida.Por isso faco coisas q irritam as pessoas.Creio q perdi o primeiro emprego por isso.So tenho 22 anos.tem sido uma luta.Sonho com a cura.Por favor ajude-me.

Avatar for Miguel Lucas
Susy

Bom dia.
Acabei de ler o artigo , porque sofro de ansiedade crónica.
Impressionante, andei a fazer tratamento com a Fluoxetina e melhorou, depois deixei andei a fazer tratamentos de acupuntura e agora estou a voltar á Fluoxetina.
Tenho todos estes sintomas como aperto no peito, falta de concentração , falta me sempre a tampa e não consigo ouvir ruídos.
isolo me imenso porque não tenho pachorra para as pessoas, têm conversas que não me interessam, parece que muitas vezes nem pertenço aqui.

Avatar for Miguel Lucas
rosa

Boa tarde eu tenho muitas tonturas em criança ja tive episodios com vertigem tudo rodava com muita velocidade mas passava tensao estava optima mas coracao batia muito agora a um ano que me deu e nunca mais passou todos os dias ando tonta sinto ondas de calor mau estar toda a hora tenho tontura os medicos falam em ansiedade eu nao sei o que devo fazer para tentar acalmar estas tonturas estou tomar calmante mas continuo igual se me poder dae uma opiniao eu agradeco ja tentei antidepressivo mas deime muito mal estive muito pior agradeco resposta obrigado

Avatar for Miguel Lucas
Maria Gabriela

oi, tudo bem, tenho 16 anos uns meses atras comecei a sentir dores no peito, dores no estomago e dores musculares; um dia senti que meu coração estava muito acelerado e não conseguia dormi , fui no medico e ele pediu que fizesse um eletrocardiograma, ate então deu tudo normal ele me passou um remédio de ansiedade, tomei tudo direitinho. Passou duas semanas aquela agonia voltou as dores também, hoje penso que estou com varias doenças ate imagino que ele viu o meu eletro errado.Quando eu vou sair não sinto nada só sinto quando estou sozinha ou de noite. O que faço para controlar isso ?

Avatar for Miguel Lucas
Marcos T Rodrigues

Olá Miguel!
Sou brasileiro e moro em Brasília, capital do Brasil. Tenho 57 anos de idade e sou muito influenciado pelos meus pensamentos, tanto positivos e negativos, embora há algum tempo os pensamentos negativos dominam os meus dias e noites, trazendo-me toda sorte de problemas mentais, físicos e ocasionando doenças.
Observo que os seus e-mails e artigos estão a esclarecer algumas questões e acontecimentos que eu não entendia os motivos. Entretanto, encontro-me em um estado de enorme ansiedade seguida de uma depressão fazendo-me chorar a cada instante e por tudo. Estou acumulando vários problemas e, dentre eles problemas familiares, trabalho, saúde (com perda de peso, sono, doença, etc.). É difícil conviver com tudo isto, mesmo possuindo uma capacidade de raciocínio e aprendizado acelerado, uma vez que, conforme esclarecido em seu artigo, a química do corpo encarrega-se de manter e tornar vívido tudo o que pesamos e sentimos. Em 2005 divorciei-me e resolvi manter-me sozinho por uns dez anos e, fazem nove anos que mantenho esta opção. Pois bem, hoje vejo que foi a decisão mais errada de minha vida, porque além de tudo mencionado ainda convivo com a solidão, que apenas agora revelou-se um ingrediente venenoso para toda esta situação. Ocorre que após ler alguns dos seus conselhos em outros comentários resolvi buscar ajuda profissional, bem como comprarei alguns dos seus livros para ajudar nesta recuperação.

Seguem minhas congratulações com o seu trabalho e empenho com esta área do saber que muita profundidade exige.

Cordialmente,

Avatar for Miguel Lucas
flaviane

Oi sinto falta de ar as vezes e sinto como se fosse desfalecer me de uma resposta. Eu sinto dor nas minhas veias e as vezes coração parecer acelerar .
tomo alprazolan e as vezes tenho medo de acabar infartando me ajude por favor tenho 24 anos e nao sei mais o que pensar fala comigo me aconselha. Desde já agradeço.

Avatar for Miguel Lucas
Denise

Olá eu passei pela ansiedade , até chegar a crise de panico, chegou um momento em que comecei a ter medo de dirigir, mas sei que o tempo todo fui guiada por DEUS e NOSSA SENHORA, e o dia em que tive medo de dirigir como se DEUS me falasse , vc lutou tanto pra isso vai desistir agora. Graças a DEUS que colocou um medico na minha vida um homeopata, Dr. Sebastiao Ribeiro, em Guarulhos/SP, muita gente pra falar de Fé em DEUS e força . Foram 7 meses de muita luta e força de vontade, que hoje graças a DEUS agradeço por ter passado por isso , sou um ser humano muito melhor e evoluído espiritualmente, descobri que corpo , mente e alma tem que esta em equilíbrio. O medico me disse ansiedade é falta de fé em DEUS, de entregar a sua vida a DEUS e saber que DEUS, jamais ira nos desamparar ele Deus esta e sempre estará no comando , seja feita a vontade dele, tire o peso que vc jamais vai poder encarar e carregar, não cabe a vc. O medico mandou que fosse a missa todos os domingos , missa de cura e libertação, se libertar dos problemas que jamais vai poder resolver, todas as pessoas que passam por isso tem uma causa emocional, com toda certeza. E mandou que procurasse entrar na academia, uma das melhores coisa que ja fiz na minha vida, hoje me sinto linda , coisa que eu não me sentia a muito tempo, a ansiedade nos torna feios, com semblante carregado, a auto estima então, que antes era la em baixo , hoje ela da bom dia , ao dia, até as pessoas nos ve de forma mais positiva, sabe pq, a melhora vem de dentro pra fora. Foram 7 meses de sofrimento, mas hoje agradeço a DEUS e a NOSSA SENHORA, por me permitir passar por tudo aquilo, aprendi a rezar , orar, entrar em sites de oração Padre Marcelo e suas orações. Aquela sensação de quase morte , matou aquela mulher insegura que eu era e me fez nascer uma mulher forte decidida e feliz, ha e linda também kkkkkk.
Graças a DEUS e NOSSA SENHORA, que colocaram os anjos na minha vida anjos humanos.
Obrigada DEUS e NOSSA SENHORA

Avatar for Miguel Lucas
s

desde q minha mae falece 1 e 7 meses e ela faleceu nos meus bracos vi todoa tentativa de reanimacao q nao deu certo me atormento com lembrancas e pensamentos se tivesse feito isso ou aquilo teria sido diferente e ela estaria viva me sinto culpada por pq ela e meu pai me chamou qdo ela passou mal nao consegui perceber q era infarto poisla ta d jeito q ela sempre ficou qdo passava m acodo acordo a noite com o coracao acelerado e dor no peito outra hora nao durmo pq meu coracao nao deixa ta mto acelerado sinto calor e medo de morrer com infarto è horrivel ai fico preocupada cm medo de ser problemas no coracao ainda nao fui ao medico.obg

Avatar for Miguel Lucas
Denise

Olá eu passei pela ansiedade , até chegar a crise de panico, chegou um momento em que comecei a ter medo de dirigir, mas sei que o tempo todo fui guiada por DEUS e NOSSA SENHORA, e o dia em que tive medo de dirigir como se DEUS me falasse , vc lutou tanto pra isso vai desistir agora. Graças a DEUS que colocou um medico na minha vida um homeopata, Dr. Sebastiao Ribeiro, em Guarulhos/SP, muita gente pra falar de Fé em DEUS e força . Foram 7 meses de muita luta e força de vontade, que hoje graças a DEUS agradeço por ter passado por isso , sou um ser humano muito melhor e evoluído espiritualmente, descobri que corpo , mente e alma tem que esta em equilíbrio. O medico me disse ansiedade é falta de fé em DEUS, de entregar a sua vida a DEUS e saber que DEUS, jamais ira nos desamparar ele Deus esta e sempre estará no comando , seja feita a vontade dele, tire o peso que vc jamais vai poder encarar e carregar, não cabe a vc. O medico mandou que fosse a missa todos os domingos , missa de cura e libertação, se libertar dos problemas que jamais vai poder resolver, todas as pessoas que passam por isso tem uma causa emocional, com toda certeza. E mandou que procurasse entrar na academia, uma das melhores coisa que ja fiz na minha vida, hoje me sinto linda , coisa que eu não me sentia a muito tempo, a ansiedade nos torna feios, com semblante carregado, a auto estima então, que antes era la em baixo , hoje ela da bom dia , ao dia, até as pessoas nos ve de forma mais positiva, sabe pq, a melhora vem de dentro pra fora. Foram 7 meses de sofrimento, mas hoje agradeço a DEUS e a NOSSA SENHORA, por me permitir passar por tudo aquilo, aprendi a rezar , orar, entrar em sites de oração Padre Marcelo e suas orações. Aquela sensação de quase morte , matou aquela mulher insegura que eu era e me fez nascer uma mulher forte decidida e feliz, ha e linda também kkkkkk.
Graças a DEUS e NOSSA SENHORA, que colocaram os anjos na minha vida anjos humanos.
Obrigada DEUS e NOSSA SENHORA

Avatar for Miguel Lucas
Denise

Olá eu passei pela ansiedade , até chegar a crise de panico, chegou um momento em que comecei a ter medo de dirigir, mas sei que o tempo todo fui guiada por DEUS e NOSSA SENHORA, e o dia em que tive medo de dirigir como se DEUS me falasse , vc lutou tanto pra isso vai desistir agora. Graças a DEUS que colocou um medico na minha vida um homeopata, Dr. Sebastiao Ribeiro, em Guarulhos/SP, muita gente pra falar de Fé em DEUS e força . Foram 7 meses de muita luta e força de vontade, que hoje graças a DEUS agradeço por ter passado por isso , sou um ser humano muito melhor e evoluído espiritualmente, descobri que corpo , mente e alma tem que esta em equilíbrio. O medico me disse ansiedade é falta de fé em DEUS, de entregar a sua vida a DEUS e saber que DEUS, jamais ira nos desamparar ele Deus esta e sempre estará no comando , seja feita a vontade dele, tire o peso que vc jamais vai poder encarar e carregar, não cabe a vc. O medico mandou que fosse a missa todos os domingos , missa de cura e libertação, se libertar dos problemas que jamais vai poder resolver, todas as pessoas que passam por isso tem uma causa emocional, com toda certeza. E mandou que procurasse entrar na academia, uma das melhores coisa que ja fiz na minha vida, hoje me sinto linda , coisa que eu não me sentia a muito tempo, a ansiedade nos torna feios, com semblante carregado, a auto estima então, que antes era la em baixo , hoje ela da bom dia , ao dia, até as pessoas nos ve de forma mais positiva, sabe pq, a melhora vem de dentro pra fora. Foram 7 meses de sofrimento, mas hoje agradeço a DEUS e a NOSSA SENHORA, por me permitir passar por tudo aquilo, aprendi a rezar , orar, entrar em sites de oração Padre Marcelo e suas orações. Aquela sensação de quase morte , matou aquela mulher insegura que eu era e me fez nascer uma mulher forte decidida e feliz, ha e linda também kkkkkk.
Graças a DEUS e NOSSA SENHORA, que colocaram os anjos na minha vida anjos humanos.
Obrigada DEUS e NOSSA SENHORA

Avatar for Miguel Lucas
medeiros

ola quero narrar que sofro de ansiedade a 26 anos, que ao longo desse tempo tenho crises passageiras, mas de uns dois meses pra ca tenhos crises fortes com muita falta de ar, não estou conseguinda sair o que eu faço, desde ja agradeço pela atençao, espero que Deus me ilumine amém.

Avatar for Miguel Lucas
Rodrigo

Amei o artigo do texto,eu tenho ansiedade,eu não consigo controlar,fico muito nervoso mesmo,meu corpo tremer,meu pescoço também,não sei como fica calmo. Ja respirei fundo não adiantou nada,estou tomando maracugina,mas não esta me ajudando nada,vou pra escola,fico muito estressado mesmo,cabeça doendo não sei oque fazer,pra alivia essa preocupação,quero alguma resposta.

Avatar for Miguel Lucas
GEORGE ARGOLO

ola Miguel. a 3 anos e meio eu senti falta de ar meu coração acelerado tremedeiras e tonturas mas um mês depois eu voutei ao normal mas a 1 ano e meio eu voutei a sentir esses mesmos sintomas fico com falta de ar quase todos os dias fico também com uma uma sensação ruim uma agus

Avatar for Miguel Lucas
Mariana

Olá Miguel, muito obrigada por publicar textos como esse. Ja faz 1 mês aproximadamente que comecei a ter crises de ansiedade, medo e insegurança. Isso tem começado a atrapalhar minha vida e minha produtividade como um todo. É como se estivesse dentro de um pesadelo, em um loop infinito. Não acaba, não muda, sempre volta…
Seus textos, principalmente este, tem ajudado a me acalmar e pensar racionalmente sobre o problema e como ele surgiu. Estou no aguardo de ter minha primeira consulta com um psicólogo e, enquanto isso ainda não acontece, tenho me agarrado em seus textos.

Muitíssimo obrigada, acredito que foi Deus que me guiou até aqui.

Avatar for Miguel Lucas
Duarte

Venho por este meio revelar o meu problema…
Todos os dias sinto "tonturas" tipo que vou cair, e por vezes sensações de desmaio!
Com tudo isso ficou com muito medo de morrer e atrapalha a minha vida pessoal…
Já fiz vários tratamentos ao longo destes anos e continua tudo na mesma…

O que faço???

Avatar for Miguel Lucas
Maria Dapaz

Amei as informações. Muito Grata.por receber tão sábios esclarecimento. obg.

Avatar for Miguel Lucas
Antonio Haddysson

Olá, percebo que tenho muito desse sintomas.

Quero saber se uma pessoas pode desencadear problemas de ansiedade por uma experiência traumática? ou por algo que se arrepende de ter feito.?

e se sentir mal – estar e dores sem explicação pode ser sintomas de ansiedade?

Dificuldades para dormir e sensação continua de que está mal de saúde sem explicação e medo exessivo de morrer?

Como devo lhe dár com isso?

Como controlar ?

Se for caso de médico quem procuro?

Tem cura total?

Atenciosamente!

Avatar for Miguel Lucas
REINALDO

Olá Lucas, tenho tido ansiedade para comer.
Estou emagrecendo muito e tenho medo de comer e engordar, estou tratando com psicologo, psiquiatra e nutricionista, mas agora voltei a comer mas tenho medo e fico ansioso, muito ansioso.

Avatar for Miguel Lucas
Suelen Amoedo Mouzinho

Ola Miguel, gostei muito de saber que existem sites de auto-ajuda como este, no qual podemos ler e obter conhecimento para lidar com nossas dificuldades.
Há tres anos tenho uma sensação terrivel de estar flutuando, uma instabilidade que me causa muito ansiedade.
Isso tem me atrapalhado muito, tanto na vida pessoal, quanto na profissional.
Ja tomei varios medicamentos para depressaõ, ansiedade e labirintite, mais nada fez desaparecer a flutuação que todos os que me examinam dizem ser da ansiedade.
Me ajudar doutor. Diga-me será que esse problema é mesmo psicossomático e qual a forma de ajuda.
Agradeço se me retornar.

Avatar for Miguel Lucas
Pedro Casimiro

Boa noite , antes demais quero dar os parabens aos que ajudaram a fazer este magnifico site que tem informacao boa e explicacoes curtas e simples, indo direito ao assunto eu desde pequeno tenho um problema que e imperatividade visto que n me sabia controlar fui aconselhado por uma psicolga a tomar risperidona durante um certo periodo de tempo porque disse que ajudava a diminuir os nervos nessa altura tinha adrenalina e.mta

Avatar for Miguel Lucas
Pedro Casimiro

Boa noite , antes demais quero dar os parabens aos que ajudaram a fazer este magnifico site que tem informacao boa e explicacoes curtas e simples, indo direito ao assunto eu desde pequeno tenho um problema que e imperatividade visto que n me sabia controlar fui aconselhado por uma psicolga a tomar risperidona durante um certo periodo de tempo porque disse que ajudava a diminuir os nervos nessa altura tinha adrenalina e mta quando ia ao quadro sentia o meu a bater mto depois comecava a tcocomecavaecavamer e.depois a , e quando alguem me pralguemovocava o meu corpo todo a tremer e depois a acabo por perder forca , deixei.de tomar o medicamento ha 3 anos e agora sinto mais adrenalina que antes quando me provocam ou apresento.trabalhos em frente dos meus colegas de turma me sinto.bastante nervoso sem forca e a tremer bastante , o mesmo se passa nas brigas , meu corpo.comeca a tremer e fico sforcaspfvO, n sei como resolver este problema , sabem me dizer.se.tem cura ou n pfv ?Ou se tem tratamento pfv agradecia imenso obg e boa noite, abraco

Avatar for Miguel Lucas
vanessa

ola , eu sinto todos esses sintomas da anciedade so que logo depois dos sintomas eu tinha convulçoes , agora tomo remedios : tegretol e depakene que sao anti convulçivos .as convulçoes pararam mas eu ainda sinto os sintomas da anciedade e logo depois tenho tipo um branco que nao sei o que estou fazendo por uns 5 minutos mais ou menos e logo pego no sono .oque sera que eu estou tendo .ja fui em varios medicos e fiz varios exames e todos dizem que é estress mas nao pode ser so isso . porque ate a minha mao eu perdi tendo esses brancos e nao senti nada so fui sentir no hospital quando acordei destes brancos . me respondam por favor obrigado.

Avatar for Miguel Lucas
fernando

Boa tarde Gostaria saber se as pessoas que sofreram ansiedade durante anos enquanto novas ou qualquer idade se no futuro teem mais riscos e quais do que as pessoas que nunca tiveram ansiedade?

Avatar for Miguel Lucas
Anônimo

Oi, eu tenho 11 anos e em Fevereiro eu peguei trauma de tubarão, e desde então eu venho tendo ataques de pânico, sinto a garganta fechando, coisas mudando dentro de mim e minha cabeça de um jeito estranho e ás vezes dá vontade de se apagar não existir mais, como acabar com isso?

Avatar for Miguel Lucas
Steh

Ola, quero compartilhar com vocês minhas sensações do dia-a-dia. Eu sou uma pessoa muito preocupada, ansiosa, qualquer coisa me deixa preocupada, angustiada. Tenho muitos pensamentos negativos… Basta acontecer algo que eu o torno essa coisa grande, com várias probabilidade de dar errado. Me martilizo por qualquer coisa. Enfim, não sao todos os dias assim, tem dias que estou muito bem ate aparecer alguma preocupação. Sabe quando vc está tao ansiosa que nao consegue fazer nada, sem paciência, sem tolerância… Tem pessoass que vc nao aguenta nem escutar, tem horas que a solidão é a melhor compahia e tem horas que eu so queria sair da solidao. Queria muito trabalhar essa minha ansiedade, os meus medos e essa negatividade dentro de mim.

Avatar for Miguel Lucas
Alice

Olá! Quero contar sobre meu problema.Eu sofro de depressão a muitos anos por problemas q tive no passado. Mas nunca tomei remédios,nem sequer fui ao médico.Já tentei contra minha propria vida.
Sou uma pessoa muito ansiosa sempre. Mas a exatamente uma semana esse problema que acredito que seja mesmo a ansiedade, fugiu totalmente do meu controle, eu não consigo dormir a noite, eu sinto um medo fora do normal de perder meu emprego e assim prejudicar toda minha vida, eu sinto medo de escuro,de andar na rua,eu sinto medo ate de ir ao banheiroa noite dentro de minha propria casa, ando sempre na desconfiança que alguma coisa ruim esta pra acontecer comigo, sinto uma forte pressao na minha cabeça o tempo todo,mas principalmente a noite. Como havia dito anteriormente,fugiu do meu controle a uma semana, acho q devido eu ter tido uma depressao no ultimo fim de semana,eu fiquei deitada o tempo todo e não sentia fome, como não estou sentindo nestes dias em que estou vivendo.Pois bem, acabou o final de semana, tive q voltar a trabalhar, e me deparei com uma proposta ameaçadora de meu chefe, o que não vem ao caso o que seja, mas algo a tirar varios direitos meus, e o modo como foi tratado por ele, eu me senti ameaçada que se não aceitasse a proposta eu seria mandada embora. O que acontece é que desde então, eu não durmo, não sinto fome, sinto essa forte pressao na cabeça, tenho medo de tudo, estou sempre alerta que algo irá acontecer, aperto no peito. Simplesmente terrível. Minha preocupação é se com todos estes sintomas poderá se desencandear outra doença que seja um risco pra minha vida. Diante da situação sei que devo procurar um médico, mas também tenho medo do que ele possa me dizer. Me ajudem!

Avatar for Miguel Lucas
Martins

Olá! Tenho uma dúvida, é possível ter transtorno de ansiedade generalizada sem perceber que está ansiosa com algo? Tenho sensações físicas muito desagradáveis, sensação de tontura sem girar, peito abafado, palpitação, sensação de nódulo na garganta, pouco apetite, dormência nos dedos, dificuldade para dormir, como se a mente não desligasse,

Avatar for Miguel Lucas
Martins

Olá! Tenho uma dúvida, é possível ter transtorno de ansiedade generalizada sem perceber que está ansiosa com algo? Tenho sensações físicas muito desagradáveis, sensação de tontura sem girar, peito abafado, palpitação, sensação de nódulo na garganta, pouco apetite, dormência nos dedos, dificuldade para dormir como se a mente não desligasse, sensação que posso passar mal a qualquer momento. Fiz vários exames e nada que justificasse esses sintomas foi encontrado. Me diagnosticaram com transtorno de ansiedade generalizada, mas não estou totalmente convencida, não me acho ansiosa. Aguardo sua resposta! Obrigada!

Avatar for Miguel Lucas
Nágila

É possível esse transtorno atacar a cabeça, pois depois de uma queda fiquei com sensação de dormência e puvidd tampado,fui ao neuro mas eu não tinha sintomas de nada que precisasse na ter uma tumografia daí ele me passou alprazalon poia eu disse que tinha ansiedade e eu estava muito nervisa,dai tomei 3 caixas do remédio melhorei mas não muito,quanso parei de tomar foi só me abalar um pouco e voltou os sintomas na cabeça. E

Avatar for Miguel Lucas
Nágila

É possível esse transtorno atacar a cabeça, pois depois de uma queda fiquei com sensação de dormência e ouvido tampado,fui ao neuro mas eu não tinha sintomas de nada que precisasse de uma tumografia daí ele me passou alprazalon pois eu disse que tinha ansiedade e eu estava muito nervosa,dai tomei 3 caixas do remédio melhorei mas não muito,quando parei de tomar foi só me abalar um pouco e voltou os sintomas na cabeça é possível isso? Isso já te 3 meses!

Avatar for Miguel Lucas
ana

Ola, parabens pelas informações t! fui de muita importancia os assuntos e tambem os relatos de outras pessoas para mim…tenho apenas 25 anos, e comecei a desenvolver sintomas de ansiedade ou ataque de panico(nao sei) nunca pensei que isso aconteceria comigo, sempre fui muito firme em decisões e na minha vida…como esses sintomas podem ser involuntarios? ja tive crises horriveis e so pioram,,,parece que todo meu corpo do membro superior estao queimando,,,e os batimentos cardiacos passam de 140…nao conseguia acreditar que nao era alguma patologia..mas com alguns exames realizados nada fora encontrado…as vezes estou dormindo e meu braço esquerdo adormece e formiga, meu coração acelera minha pessao aumenta ,,,eai o que fazer??? o pior que acontece em dias normais …quero dizer, sem nenhum acontecimento que me deixasse nervosa..

Avatar for Miguel Lucas
Julia

Ola, gostei muito de ler sobre o assunto…
Bom, isso vem acontecido já faz muito tempo, mas só agora consegui ter noção do que era, logo que tive um ataque de pânico, calafrios, suava de mais, coração acelerado, tontura, formigacao na língua, nas mãos e pés, vontade de comer doce descontroladamente, falta de ar, bom na hora pensei que iria morrer pois isso nunca tinha acontecido, tenho apenas 15 anos e já procurei muito sobre esse assunto além disso tenho Dermatolomania, síndrome de Tourette’s, e uma possível depressão, sofro muito com isso , pois a minha mente não para nunca, sempre que leio algo aquilo se repete na minha cabeça por horas e eu fico repitindo e repitindo, não consigo controlar oque vem na mente preciso falar tudo oque passa pela minha cabeça, sem contar que eu tenho mania de assoprar as mãos l, sempre quando estou muito ansiosa ou quando sobe a dopamina em meu cérebro, sinto uma dor nas glândulas salivares, muita fraqueza, mesmo quando estou em momento inativo, tive um ataque de pânico quando estava deitada no sofá, mas os pensamentos negativos estavam passando pela minha cabeça. Minha mãe diz que pode ser porque não tenho com o que ocupar a cabeça, e fico sempre repensando no passado que já me trouxe muita dor, e também nas incertezas e medo do futuro, não consigo mais dormir porque a ansiedade é tão grande que me deixa descontrolada e não consigo me concentrar, antes era normal ru ficar ansiosa para uma prova ou ter que ir a algum lugar, mas hoje não ah motivos e eu estou lá descontroladamente mechendo os pés ou as mãos e não consigo parar, antes de me levantar da cama já estou ansiosa, escrevi para desabafar e ver que algumas pessoas passam pelo oque eu passo. Obrigado!

Avatar for Miguel Lucas
telma maria rodrigues dantas

Gente, boa tarde.
Tenho 57 anos, casada há 35 anos, muito bem relacionada, 2 filhos adultos e estabilizados, sou funcionaria municipal e há uns dez anos vivo com sintomas altissimo de ansiedade. Vários médicos já fui, mas só me dopam e isso eu n quero. Sinto falta de concentração, dor no peito, falta de ar, medo, insegurança,impaciencia, falta de apetite(qdo sinto fome a comida não passa na garganta)… Tinha uns cinco anos que nada sentia, mas há dois meses estou sofrendo. Me ajudem. Até indicando uma alimentação saudável… terapias…
Agradeco de coração e chorando, pois choro fácil qdo estou assim.

Avatar for Miguel Lucas
cassi

olá Pedro gosto muito dos seus post
tomo antidepressivos a muito tempo e estava bem…mas surgiu um estress emocional muito grande na minha vida ao qual comecei a sentir novamente depressao(onde a mesma estava controlada com medicamentos)voltei ao psiquiatra onde ele resolveu almentar a dose da medicacao e nao trocar o medicamento…enfim fazem dois meses que tomo o dobro da medicaçao e minha ansiedade aumentou in controlavelmente ao ponto de pensamentos obessessivo,involuntarios…e que querem me paralizar…isso tomando medicamentos e fazendo terapias…as terapias me deixam muito mal..pq a psicologa disse que é por causa da ansiedade e só..e eu saio de la do mesmo jeito ansiosa…o que eu tenho que fazer nao sei mais?será que devo trocar de medico e psicoterapeuta

Avatar for Miguel Lucas
CS

Olá Dr. Miguel! passo só por aqui para dar-lhe os meus parabéns pelos seus artigos e por todo o trabalho aqui feito…quero também deixar o meu muito Obrigada pois muitas vezes os seus textos chegaram até mim em momentos de grande aflição e foram fundamentais para conseguir respirar e andar mais um bocadinho em frente…neste momento não tenho condições financeiras para poder procurar um profissional, embora tenha consciência que poderia avançar muito mais na vida se tivesse uma pequena ajuda, ouvir e falar dos assuntos também ajuda a colocar tudo em prática…assim, sendo vou ter de conseguir e não me permitir a socorros e alívios
externos. Sei que é um profissional muito ocupado e de modo algum espero resposta, portanto deixo só o meu Obrigada!

Avatar for Miguel Lucas
sonia

Ola boa tarde,eu vivo com ansiedade todos os dias e nao me sinto nada bem.
O meu maior problema e estar sempre a pensar nas doenças,que tenho isto ou que me vai acontecer alguma coisa nao consigo desligar,todos os dias sinto queimaçao no peito,tonturas sensaçao de frio ou calor,tremores e horrivel ,eu era tao feliz e agora ja nao consigo conviver ,tenho 2 filhos e choro muito porque nao tenho paciencia para nada,sinto-me tao mal por andar assim,eu quero a minha alegria a minha determinaçao outra vez e as minhas gargalhadas que me faziam tao bem!!
Nunca fui a um psicologo mas penso que sera a melhor coisa a fazer,agora estou desempregada esta a piorar a minha ansiedade,o que hei-de fazer???””’

Avatar for Miguel Lucas
simone

Estou passando por um problema, gosstaria de ouvir sua opinião, me relaciono com uma pessoa, ele tem 59 anos, namoro há seis meses, nos primeiros meses demonstrou ser uma pessoa bastante afetiva, preocupado, em dezembro perdeu a mãe, viveu um relacionamento de vinte anos com uma pessoa, teve dois filhos,foi casado por três vezes, qdo o conheci dormia em quartos separado com a esposa que viveu vinte anos, sem se falarem, somente pelos filhos conversavam, ele aposentado…se separaram, os filhos e es foram embora…mas desde que a mãe morreu tenho notado que tudo que falo não compreende, se culpa, diz que é burro, se bate, geralmente bate a cabeça de nervoso, tem mania de limpeza, tem que limpar a casa, não consegue compreender o que digo, qualquer coisa é motivo de discussão, diz que pergunto demais, no entanto, nunca tive problemas com perguntas, as vezes nem pergunto, somente faço um comentário, ele sempre acha que estou criticando. Já chegou falar alto em público, tenho notado que está piorando. Estou preocupada, porque não estou conseguindo lidar, tenho medo de falar algo e ele surtar. Será que é ansiedade? Quero levar ao médico, mas é resistente, o estranho, é que nos três primeiros meses, era tranquilo. O que acha?

Avatar for Miguel Lucas
Davi

Olá Miguel,tenho 16 anos sofro com esse mal que é a ansiedade, tenho incerteza de muitas Coisas, além disse tenho crises de alto confiança, me acho um fracassado e diferente de todos, não consigo ter um sonho e expectativas boas para vencer na vida, tento me isolar das pessoas e isso acaba piorando a situação, quando alguém me Olha fico me achando o esquisito

Avatar for Miguel Lucas
jocielia

Ola bom Dia … eu sofro de muita ansiedade … sempre quando vou uma viagem ou mesmo encontra com alguém fico ansiosa ao ponto de vomita passa mal ! tem cura ? mim ajuda por favor

Avatar for Miguel Lucas
José Martins

Olá Miguel, em primeiro lugar pelos magníficos textos que escreve, há já alguns meses que acompanho os mais variados temas, tenho 42 anos, e até há um ano atrás vivi sempre com a minha mãe, agora estou com o meu filho de 15 anos, sempre fui muito ansioso e tive o meu primeiro ataque de pânico aos 10 anos de idade, por medo medo

Avatar for Miguel Lucas
Ana Gabrielle

Passei mal uma vez fui levada pro hospital e tudo bem, no dia seguinte novamente aí quando fui pra médica praticamente pedi uma tomografia pois tava meio receosa não sentia nada de exagerado mas depois que foi marcado esse exame não paro mais de ficar sentindo coisas na minha cabeça, dor de cabeça, cabeça pesada, do nada dói. Será só psicológico?

Avatar for Miguel Lucas
Sónia

Olá boa tarde eu tanho muita ansiedade penso so coisas más penso k vou morrer o k vai me dar um ataque cardíaco penso nisso e o meu coração fica com muita ansiedade ja nao sei o k fazer as veze quero ser feliz mas isto não me largar estes pensamento maus gostaria. K me ajuda se

Avatar for Miguel Lucas
Gustavo

Muito bom esse artigo. Acredito que muitas vezes nós mesmos criamos fantasmas em nossas mentes, porém conheci pessoas que sofreram desse mal, e muitas vezes eu mesmo senti certa ansiedade em alguns momentos cruciais na minha vida, falta de apetite, medo, vergonha. São situações díficieis que passamos mas que com muita força é possível superá-los.

Avatar for Miguel Lucas
Lucineide

Olá!
Eu tenho 22 anos, e ultimamente não tenho me sentido muito bem. Todos os dias acordo nervosa, não consigo me alimentar. Sinto enjoos frequentes, sinto meu peito queimar e o coração acelerado. Muitas vezes nem suporto ninguem falando perto de mim. Da uma impaciência. Uma angústia toma conta de mim. Bate um desespero que acho que vou morrer. O que pode ser?

Avatar for Miguel Lucas
Ricardo

Gostaria de agradecer pelo artigo e fazer algumas perguntas se for possível.

Perdi uma pessoa muito próxima de mim que faleceu de cancro, um pouco antes do natal. Por essa altura, aconteceram uma serie de eventos que me deixaram com algum stress. Depois de algum tempo senti dores corporais, nos abdominais inferiores, nas costas, e isso levou-me a ter medo de que algo idêntico me podia acontecer. Pensava frequentemente que poderia ficar doente, fui ao medico fazer testes mas não fiquei convencido. Depois disso comecei a sentir palpitações e tive durante alguns dias assim, sempre com o coração acelerado. Fui novamente ao hospital onde me fizeram todos os testes e fiquei convencido que tinha apenas uma crise de ansiedade. Agora para controlar as palpitações ando a tomar propranolol. No entanto acordo muito durante a noite porque consigo sentir o meu batimento cardíaco embora este seja mais baixo, o meu dia a dia anda a ser prejudicado por isso porque nunca consigo dormir mais do que 4 ou 5 horas por dia. Gostaria de perceber se isto pode ser do propranolol como indicavam os efeitos secundários. Deixando de tomar o remédio poderei dormir melhor e ficar bom? Ou acha que tenho um transtorno de ansiedade mais grave do que parece? Neste momento o que me passa pela cabeça tem a ver com o medo que tenho que isto seja algo mais grave e que me possa impossibilitar de fazer a minha vida normal.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *