Reestruturação do Pensamento: Faça perguntas capacitadoras
Psicologia Comportamental 22/09/2016

Reestruturação do Pensamento: Faça perguntas capacitadoras

Miguel Lucas Publicado por Miguel Lucas


A reestruturação do pensamento ou reestruturação cognitiva (também conhecido como “ressignificação”) é essencialmente uma técnica central da Terapia Cognitivo-Comportamental, uma bem conceituada e cientificamente comprovada abordagem de psicoterapia. A técnica é aplicada para ajudá-lo a alterar os seus hábitos comuns de avaliação de modo que eles possam tornar-se menos tendenciosos e você menos temperamental e reativo. A pessoa aprende a alterar os seus hábitos de apreciação do conhecimento, quando eles ocorrem, e em seguida, desafiá-los e mudá-los intencionalmente se justificável.

Aprenda a tornar-se mais confiante

A avaliação de hábitos não pode ser manipulada diretamente, mas os pensamentos que os suportam podem ser. A primeira tarefa de reestruturação cognitiva é, assim, de auto-monitorização, aprendendo a tornar-se mais consciente dos seus padrões (hábitos) de pensamento. Os hábitos de apreciação/avaliação habituais, usualmente não são feitos sobre a autoridade da consciência, e nem os pensamentos que os suportam.

Além dos pensamentos que você está consciente de ter, há também todo o tipo de pensamentos automáticos (inconscientes) que esvoaçam na sua mente sem que você perceba. Os pensamentos automáticos não são inerentemente inconscientes, pois eles são tão comuns que você já não repara neles por força do hábito.

Os pensamentos automáticos são frequentemente suportados pelas crenças mais enraizadas (fixas) sobre si mesmo, os outros e o mundo. Enquanto os pensamentos automáticos refletem a sua reação a um determinado evento, as crenças descrevem as suas expectativas gerais e de identidade. Por exemplo, se você tiver tido um pobre aproveitamento num exame escrito, o seu pensamento automático provavelmente irá refletir a sua situação, “eu estou tão envergonhado! eu deveria ter feito melhor“.

Enquanto a sua crença central pode refletir um medo mais profundo: “Eu sou uma pessoa estúpida!” A essência da crença juntamente com a avaliação que fazemos do nosso comportamento, são uma importante fonte de viés. Por outras palavras, avaliações negativas e/ou distorcidas das situações ou comportamentos, conjuntamente com crenças incapacitantes ou desajustadas acerca de nós, fazem com que façamos um desvio no nosso pensamento, levando-nos a conclusões auto-derrotistas e prejudiciais.

As nossas crenças nem sempre são óbvias ou conscientes. A maneira de identificá-las é examinar várias instâncias dos seus pensamentos automáticos ao longo do tempo para os temas repetitivos que lhes estão subjacentes. Você provavelmente será capaz de desafiar algumas das suas crenças desajustadas, examinando os seu padrões de pensamento através da auto-monitorização, e perguntando a si mesmo: “Porque estou reagindo desta forma?

A seguir apresento algumas estratégias simples para ajudar a auto-monotorização, guiar o pensamento e  implementar atitudes positivas frente a situações de vida que você  possa vir a enfrentar. Embora as estratégias possam parecer simples, a reestruturação dos nossos pensamentos e atitudes é um processo lento e contínuo. Então, seja paciente e persistente para conseguir refinar o diálogo permanente que tem com a sua mente.

Para aprofundar este assunto, pondere ler o artigo: Mude as suas crenças: Evolua a sua mente

Avaliações primárias adequadas

Quando você se está sentindo em baixo, é fácil generalizar alguns acontecimentos de vida mais infelizes, como sendo absolutos e imutáveis. Quando isso acontece, deve forçar-se a questionar o seu pensamento errado e fazer avaliações mais precisas da situação. Aqui estão alguns exemplos para ajudar a mudar as avaliações defeituosas em revisões mais precisas:

Auto-culpa:

Irreversibilidade:

Hipergeneralização:

Absolutismo:

Personalização:

Reação exagerada:


Adeque a sua expectativa

Acredita-se ser mais fácil de adequar as expectativas antes de  enfrentar um stressor numa situação particular da vida, do que reformular uma atitude negativa ou pensamento após o acontecimento. Se nós entrarmos numa situações com as expectativas preconcebidas ou se várias vezes descobrimos que não estamos cumprindo as metas que estabelecemos para nós mesmos, então por vezes geramos pensamentos e sentimentos negativos acerca da situação.

Afinar e adequar as nossas expectativas ou metas não significa abandonar os ideais ou diminuir a auto-estima. Pelo contrário, o ajuste fino  das expectativas e metas, significa executá-los através de uma confrontação com a realidade, questionando se são razoáveis ??e, em seguida, se necessário, ajustá-las para melhor atender a determinada situação.

Sete pensamentos saudáveis e funcionais para a vida

  • Ninguém é perfeito. Nem mesmo eu.
  • A minha forma de fazer as coisas é um dos caminhos.
  • A cor cinza às vezes é a melhor cor. As coisas não têm de ser necessariamente preto ou branco.
  • O princípio simplista é funcional: JUST DO IT.
  • A preocupação exagerada não me capacita mais.
  • Eu sobreviverei, quer gostem de mim ou não.
  • Só as Zebras não podem mudar as suas listas. Eu posso mudar.

Valorize as suas realizações

No final de cada dia, tente recordar todas as coisas que você realizou, não importa quão pequeno você acha que a realização é. Talvez você tenha feito um novo amigo. Experimentado um novo alimento. Terminado o seu objetivo de exercício diário. Terminado o seu trabalho de pesquisa (ou vários parágrafos do rascunho). Não precisa perder demasiado tempo a olhar para os seus erros/fracassos, detenha-se apenas o tempo necessário para perceber como fazer melhor na próxima oportunidade. Sinta-se bem sobre o que você fez ou realizou e aceite as coisas que não pode mudar em si mesmo e nos outros.

Linha orientadora

Na grande maioria dos artigos que tenho escrito aqui no blog, explico ou dou exemplos da importância da reestruturação do pensamento e igualmente da necessidade de sempre que possível adequarmos e mudarmos as crenças de acordo com os nossos objetivos e sonhos de vida. Em seguida, apresentarei algumas considerações que facilitam e promovem a reestruturação do pensamento e consequente melhoria de raciocínio.

Gerir as emoções

Os assuntos que apresento nos meus artigos de certa forma estão relacionados com problemas de vida. Uma das situações que nos incomoda tem a ver com os sentimentos e emoções que sentimos, principalmente no que diz respeito à tristeza, abatimento, fadiga, desmotivação, sentimento de culpa, desesperança, angústia, ansiedade, entre outras. Aquilo que importa é perceber que apesar de por vezes  estarmos a atravessar um período difícil da nossa vida, em que necessariamente nos faz sentir mal, não é isso que queremos, nem é assim que somos ou pretendemos ser.

Ou seja, por vezes estarmos tristes ou insatisfeitos com alguma coisa, não tem necessariamente de ser algo de terrível, devemos interpretar isso como informação. É o nosso corpo (através dos nossos sentimentos) a informar-nos que estamos insatisfeitos com algo que não tem corrido bem. Mas, se ao sentirmos isso no nosso corpo, colarmo-nos a isso, fundirmo-nos a isso, podemos pensar que somos uma pessoa triste, desmotivada e sem interesses. Mas isso será uma ilusão, tem a ver com uma interpretação inadequada que estamos a fazer. Você pode ser aquilo que quer ser, se conseguir perceber que pode trabalhar para isso. Ou seja, tem de conseguir gerir melhor as suas emoções e sentimentos.

Para aprofundar este assunto, pondere ler o artigo: Que tipo de pessoa você quer ser

De que forma?

Tentando perceber porque razão você se sente assim. Se teve uma negativa num exame, não conseguiu atingir um bom resultado esportivo, ou se não foi correspondido no amor, inevitavelmente irá sentir-te mal. Bem, é a partir daqui que pode gerir as emoções e sentimentos a seu favor.

Mas como?

Com boas interpretações. Ou seja, a sua tristeza está relacionada com os seus objetivos, se não os atingir, a tristeza manifesta-se, dizendo: “Faz alguma coisa para melhorar o que está mal, faz alguma coisa para conseguires aquilo que pretendes”. Então, você deverá pegar nisso e arranjar uma estratégia de melhorar as coisas, e não ficar ainda mais desanimado porque não conseguiu. Tente dizer para si mesmo: “Eu sou capaz de arranjar uma solução” ou “Eu sou capaz de ultrapassar esta dificuldade” e não dizer coisas do género: “Eu não tenho qualidade” ou “Eu não valho nada” ou ” Os outros são melhores que eu”.

Para aprofundar este assunto, pondere ler o artigo: Tristeza: Qual o seu propósito?

Acreditar em si mesmo

Grande parte dos equívocos (erros de pensamento ou avaliações de capacidade) têm a ver com a forma como se pensa acerca de nós mesmo e das nossas capacidades. Nem todos nós temos de ser bons em tudo o que fazemos, e quando falhamos também não faz de nós alguém pior que os outros. Se tivermos uma atitude de aprendizagem e não nos sabotarmos a nós mesmos, iremos aprender com algumas falhas ou até mesmo com os erros.

Se você acreditar que com trabalho, dedicação e força de vontade consegue alcançar alguns dos seus objetivos, irá certamente sentir mais energia e motivação. Esforce-se para não desanimar com as derrotas, elas servem-nos para pensarmos em caminhos alternativos, fazem-nos puxar por nós, fazem-nos ter de usar a nossa inteligência para arranjarmos formas e soluções para os nossos problemas.

A autoconfiança constrói-se pouco a pouco, mas temos de ir fazendo coisas, e quando algumas dessas coisas correm menos bem, não devemos ficar contra nós mesmo, nem dizer coisas depreciativas acerca de nós mesmos. Isso não ajudará em nada, pelo contrário, irá accionar emoções e sentimentos negativos, mas com um grave problema, é que não irão ser sentimentos negativos acerca das situações e/ou resultados, mas sim acerca de si mesmo, da sua pessoa e das suas capacidades. E isto é incapacitante, entra-se num ciclo de negatividade e perde-se o interesse pelas coisas. Mas este tipo de pensamento negativo é um erro de raciocínio que você faz através das interpretações de vítima e sentimentos de culpa acerca de si.

Caso este tipo de padrão de pensamento incapacitante e autossabotador se verifique em si, proponha-se a reestruturar a forma como pensa, para passar a agir de forma mais capaz e motivada e consequentemente começar a atingir objetivos, quer os concretos, como por exemplo: melhorar os resultados esportivos, melhores classificações escolares, mais amigos, ou os internos como por exemplo: sentir-se melhor, mais motivado, mais confiante e mais satisfeito consigo mesmo.

Para uma reestruturação mais eficaz e adequada é necessário que pense em alguns destes assuntos e responda às seguintes questões:

  • O que farei quando me sentir mais em baixo e sinta que isso está a ser um obstáculo a alguns dos meus objetivos?
  • Qual é a atitude que eu quero ter na vida (em geral e a maior parte do tempo)?
  • O que é que quero fazer para conseguir melhores desempenhos (se é que quero), e sem que isso seja muito incómodo?
  • Perante as dificuldades como é que eu irei pensar e que atitude quero ter?
  • Quando por vezes falhar ou não atingir alguns objectivos, o que vou fazer? E se me sentir triste, como vou ultrapassar essa tristeza? O que é que essa tristeza me transmite? Em que é que essa tristeza me pode ajudar?
  • Se eu não me motivar, que impacto isso terá na minha vida?
  • Tenho pena de mim? Se sim, em que áreas ou coisas específicas?
  • Vejo-me como um lutador ou como um desistente?
  • Quero ou não passar a pensar de forma mais positiva?
  • O que é que eu quero fazer para me sentir mais alegre no dia-a-dia?

Força, motivação e persistência.

E VOCÊ, TEM PENSAMENTOS ATRAPALHANDO SUA VIDA?

Quais os pensamentos que estão atrapalhando sua vida, que você gostaria de reestruturar? Como você lida com seus pensamentos? Partilhe suas opiniões!

Abraço,

Miguel Lucas

Novo usuário?
Comece aqui
Receba Grátis os Vídeos “Fórmula da Positividade”
Receba Grátis os Vídeos “Fórmula da Positividade”

Dê a si mesmo a oportunidade de florescer e ser bem sucedido!

Comentários
Avatar for Miguel Lucas
maria joão

Oi aqui de viseu portugal!
Esses pensamentos por estes dias são extremamente importantes aqui. É pena que no meu país as pessoas se deixem abater facilmente e pensem frequentemente que não vão conseguir superar. Muitas pessoas desperdiçam os últimos recursos para fazer crer que tudo está bem, para se convencerem a si próprios que tudo vai ficar na mesma. Basta ver que este ano nas mini férias da Páscoa os destinos de férias em muitos pontos do país estavam esgotados.É preciso bater no fundo para muitos acordarem.
Obrigada pelos artigos! São inspiradores

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Maria João, obrigado pelo comentário.

Maria João este é um Blog Português de Portugal:)

Mas concordo com a sua opinião, a crise parece não existir à excepção de algumas pessoas que ficaram desempregadas e sobreviviam do seu ganha pão. Existem muitos que só reclamam, mas reclamam de barriga cheia. É muito fácil apontar o dedo aos outros, ao governo (que somos todos nós).

O Problema de Portugal tem a ver com a nossa mentalidade, a mentalidade de apontar o dedo, e ilusoriamente “pensar” que isso reconforta e resolve o problema.

Cabe a cada um de nós, ajudarmo-nos para que possamos ajudar o país e consequentemente quem escolhemos para nos governar.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Daniel

Olá,
Hoje é a primeira vez que entro neste blog para ler, e realmente o conteúdo é de primeira.
Sabe, estes dias estive cabisbaixo, e um pouco desanimado por faltar-me uma namorada. Aos 22 anos, tenho dedicado ultimamente muito tempo aos estudos de informática aqui no Brasil, e minha vida social está um desastre, estou sem confiança e sem auto-estima, sem amigos também, pois fico dentro de casa, ou vendo tv, ou estudando.
mas agora quero mudar minha história, irei marcar um psiquiatra ou psicólogo para tratar minha timidez extrema(realmente extrema, não é exagero, fico corado somente de encarar as pessoas numa conversa qualquer),e concerteza irei ler todos seus posts, são ótimos Miguel L.
Parabéns e continue escrevendo, pois a mente é um mistério, e desvendá-la é o maior, ou um dos maiores benefícios que o homem pode gozar.
abraços!
PS: Miguel, gostaria de um conselho seu a respeito desta timidez, como faço para descobrir qual é o motivo disso.
Uma das coisas que sei é que as vezes acabo colocando mais valor nos outros do que em mim, e acabo não gostando de expor minhas idéias numa conversa com pessoas numa sala.Obrigado

Avatar for Miguel Lucas
maria

Escreva aqui o seu comentário
ola Daniel!
sei que pediu um concelho ao Miguel, mas não resisti a dar-lhe o meu pois eu também já fui assim e um dos principais problemas era quando interagia – eu também corava muito e transpirava por todos os poros, além de tremer e o pensamento ficar confuso – ficar muito focada em mim. ou seja, em vez de pensar:” será que esta ou aquela pessoa me vai agradar pensava sempre o contrário, será que eu vou agradar?
um dos exercícios que me ajudou muito foi fazer uma lista com as minhas principais virtudes – quando nós as escrevemos elas vão aparecendo – e ficar focada nelas em vez de no fato de estar corada ou a tremer. o foco passou a ser os outros em vez de ser em mim própria.
penso que a extrema timidez, no meu caso foi ter sido muito recriminada em criança, tem a ver com uma baixa auto-estima, por isso tudo o que seja exercícios que aumentem a confiança melhora muito a timidez.
aqui no blog há alguns interessantes. ah! e exercício físico também funcionou comigo.
espero sinceramente as melhoras.
va dando notícias.
bj

Avatar for Miguel Lucas
Daniel

Oi Maria,
Realmente eu li em algum lugar, que pessoas tímidas sempre acham que o foco da atenção alheia está nela, mesmo sabendo que esta afirmação é falsa, sempre venho a me sabotar. Outro fato é a falta de confiança, proveniente de alguns fatos que podem ter ocorrido no passado. Irei procurar ajuda psicologica o quanto antes, pois atrapalha e só quem é timido sabe.
Mas, gostaria de agradece-la pelo comentario, e irei seguir suas dicas.
Obrigado, bjs

Avatar for Miguel Lucas
nancy

Interagir, sempre. O mundo mudou muito, existe muito espaço para a leitura, para programar computador, para escrever feeds de todos os tipos, para projetar e planejar. Acho que já vivemos uma época muito física, de todo mundo sair de casa para registrar o cartão de ponto e ir, literalmente, fazer alguma coisa. Hoje até sob o aspecto da remuneração há confusão, quanto mais a tal prescrição de sempre ter tempo infinito para se deslocar até o outro e permanecer em interação. Se eu pudesse me dar ao luxo, honestamente, interagiria bem menos.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Maria, obrigado pelo comentário.

Agradeço a sua colaboração e iniciativa. É extremamente enriquecedor a informação transmitida por quem já passou por experiências idênticas, e como enfrentaram o problema e o que usaram para superar o problema.

Fico contente e muito agradecido.

ABraço

Avatar for Miguel Lucas
Rute

Seus conselhos tbem serao tomados por mim, q vivencio uma situaçao como o amigo daniel.

Espero mudaar. a situaçao é chata demais.

Solidao. Apenas solidao….

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Rute, obrigado pelo comentário.

O primeiro passo para a mudança positiva é reconhecer que necessita de melhorar, depois é fazer algo nesse sentido.

Siga algumas das sugestões dos artigos. Insista, pratique e acredite que é capaz de pouco a pouco melhorar alguns aspetos.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Daniel, obrigado pelo comentário.

Fico muito contente por gostar do Blog e sobretudo pelo incentivo 🙂

Relativamente à sua baixa auto-estima e timidez, apresentou as razões que suportam esse seu estado, ou seja isolamento. Não saindo, não interagiu ou interagiu pouco com os outros, não viveu algumas experiências de relacionamento e comunicação da sua opinião, ideias, vontades, convicções, etc. O problema tem resolução. Como pode fazer isso? Tem de começar a sair, tem de propor-se a fazer coisas, telefonar a um amigo e combinar uma saída. No inicio não tenha grandes expectativas, o objetivo é apensa sair, para criar o hábito de sair. Depois proponha-se a iniciar algumas conversas. Oiça os outros e responda-lhes, pouco a pouco irá sentir-se mais descontraído. Olhe como os outros se comportam nesses ambientes, perceba como as pessoas agem, o que dizem?

Proponho que leia as artigos:
http://www.escolapsicologia.com/como-melhorar-a-auto-estima/
http://www.escolapsicologia.com/3-passos-e-10-formas-para-construir-a-sua-auto-confianca/
http://www.escolapsicologia.com/como-superar-a-timidez/

Relativamente à namorada, isso só é possível se conhecer pessoas 🙂

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Shirlei

Miguel,hoje com uma tristeza danada e um sentimento de culpa terrível resolvi procurar na internet,sobre esse sentimento,queria um alivío.O que acontece é o seguinte:Minha mãe tem um genio difícil,eu sempre fiz tudo como ela queria ,do jeito que ela queria,trouxe ela pra morar na cidade onde moro hoje,pois sentia-se sozinha apesar de todos os meus irmãos morarem perto,mais lhe davam pouca atenção,foram quatro anos que ela ficou comigo,até hoje.Ontem como já era de costume fui apagar mais um incendio,e pela primeira vez perdi a paciencia com ela,pois tambem não passo por uma fase boa,brigas e mais brigas,e eu tenho que sair correndo de onde estou,pois ela mora com minha filha(qdo se mudou ela quiz assim)a minha vida virou de cabeça pra baixo,nada deixa ela feliz e ontem perdi a cabeça e não dei razão a ela como era habitual.Hoje uma irmã veio busca-la,para voltar.Estou com dor no peito,uma angustia apesar de saber que fiz tudo que podia e até o que não podia,foi embora sem ao menos se despedir e dizendo horrores a meu respeito,o que é pior colocando meus irmãos contra mim.Sei que errei,mais como tirar esse sentimento de culpa de dentro de mim,Como ela consegue me deixar tão mal.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Shirlei, obrigado pelo comentário.

A sua situação de mal-estar é compreensível. Não posso dar-lhe indicações especificas para a sua situação. Mas perante o sentimento de culpa, pode ser importante falar com a sua mãe e tentar explicar-lhe os seus sentimento face às situações que descreveu e como gostaria de relacionar-se com ela. Isto pode não levar a lado nenhum, mas pode ajudá-la a lidar com os seus sentimentos de forma mais saudável.

Boa sorte.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Neyviton Nascimento

olá, tenho 26 anos e tenho interresse em estudar psicologia, mas gostaria de saber Miguel qual é sua opnião no que diz respeito a minha situação, tenho convicção que passo por alguns problemas psicologicos as vezes me sinto inferior as outras pessoas,também acho que sofre de fobia social, resumindo se um cara com um perfil pscicologico abalado nesta idade resolve estudar qual é a chance de se obeter sucesso definitivamente, ou o conhecimeto levaria minha pessoa a derrota ? caso puder responder agradeço !

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Neyviton, obrigado pelo comentário.

O complexo de inferioridade, mesmo que o sinta é uma percepção criada por si que pode ser melhorada, através exatamente da reestruturação do pensamento. De construir confiança e auto-estima em si mesmo e propor-se a poder falhar. Se falhar é sinal que está a melhorar, dado que se propôs a fazer algumas coisas. Quando se falha tem-se sempre a oportunidade de fazer melhor na próxima vez, é assim que vamos construindo a noção de que somos tão capazes como as outras pessoas.

Estudar é algo que pode ser feito em qualquer altura e o conhecimento, acredito não ser nenhum impedimento para o sucesso, pelo contrário, pode ajudar a alcançá-lo.

Sorte e trabalho

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Márcio

Olá Miguel Lucas!

Estou passando uma fase bastante complicada e que acho ser reflexo de muitas coisas que passei na minha vida e que não esqueci.

Passei boa parte do tempo que estudei sendo alvo de brincadeiras, acho que posso dizer bullying. E com isso, acho que fui me afastando das pessoas e hoje estou completamente isolado. Se tiver 3 amigos é muito, porém muitas vezes não me faz bem estar perto deles.
Desde criança sempre sofri com problemas de alcoolismo por parte do meu pai e até hoje sofro. Minha mãe é hipertensa, e sem querer, despeja grande parte das tensões dela em mim, o que também atrapalha.

Estou com 23 anos, não fiz faculdade e resolvi fazer curso profissionalizante numa área que gosto (webdesign). Porém, tirando o que aprendi no curso, nada mais deu certo. Não fiz novos amigos e nem consegui nenhuma entrevista de emprego na área. Aliás, estou sem emprego fixo faz 2 anos e sou bastante cobrado por isso.

Esse ano senti que caí em depressão por ter me afastado ainda mais do convívio social. Saio raramente. Este mês de setembro por exemplo, só saí 1 único dia. Não dá vontade de fazer absolutamente nada. Passear.. praticar esportes… nada.

Tenho consciência de que preciso mudar bastante e quero isso. Porém, tenho tentado me motivar, pensar positivo, mas os problemas principalmente de família, me tiram o sossego e prejudica uma reação. Não sei o que fazer, só sei que quero mudar! Ter amigos… disposição pra praticar esportes novamente… trabalhar, talvez até voltar a estudar.

Peço desculpas pelo longo texto, mas se puderem me ajudar, já será muito importante. Espero que me entendam… rs

Abraço!

Avatar for Miguel Lucas
Viviane

Os artigos do blog são todos muito bons. Acho que o diferencial do blog está no fato de que há uma compreensão real do que passa na mente dos depressivos, angustiados, ansiosos, etc. Os sentimentos de tristeza, de falta de vontade, de ver a vida de cor diferente, de involuntariamente ver seus pensamentos distorcidos tomarem proporções grandiosas a ponto de fazerem com que você diga algo que não corresponde à realidade porque sua mente seleciona os fatos de maneira errônea… Essas coisas, na minha opinião são praticamente impossíveis de serem compreendidas por quem não passou por isso. Aqui, no entanto, vemos uma pessoa que leva isso a sério, entende como é difícil e o melhor: oferece técnicas para que tenhamos uma melhor qualidade de vida! E não são textos curtos, apressados. Analisam verdadeiramente as questões. Para a sociedade e até mesmo para o depressivo, ansioso, etc, quando ele não está em crise, essas questões parecem banais. Brilhante trabalho. É um verdadeiro trabalho social de qualidade. É a prova de quem trabalha no que gosta e não hesita em usar seu tempo livre para ajudar os outros.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Viviane, obrigado peo comentário

Sim, eu gosto do trabalho que faço, e faço com gosto e dedicação na tentativa de levar informação de valor a quem sofre ou a quem pretende melhorar a sua vida. É importante transmitir às pessoas que existe esperança no desespero delas, nos seus problemas e dor. É realmente importante estar ao lado de quem sofre e de quem não entende o que tem. Com esclarecimento tudo fica mais fácil.

Agradeço imenso o seu sincero feedback. Tudo de bom para você

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Daniel Cabral

Olá, tenho pensamentos que geralmente prejudicam muito minha vida, principalmente quando se trata de sentimentos afetivos, mais especificamente relacionamento amoroso, devo confessar que não sou bom com segurança, minha insegurança me faz muito mal, também o medo das coisas não darem certo, o medo de sofrer, o medo de uma infidelidade, existem momentos em que nem sei o que está me incomodando, e eu sei que isso me faz muito mal, o que poderia fazer para melhorar?

Avatar for Miguel Lucas
Aline

Ola,eu ja leio os artigos e acho maravilhosos,eu precisava tomar uma grande decisão na minha vida,mas pela primeira vez tive medo,medo das consequências da minha decisão,engraçado pq sempre fui decidida,nunca pensava nas consequências.Mas dessa vez fiquei paralisada e muito estressada e com ansiedade Pq a situação que estou passando não esta boa mas fiquei em duvida do que fazer,depois que li esse artigo e uns outros sobre medo consegui tomar minha decisão.
Obrigada pelo seus maravilhosos artigos!!!!
Tem me ajudado muito eu comecei a ser uma pessoa medrosa depois que minha mãe faleceu do coração ela era nova,isso não sei pq me causa medo de morrer da mesma forma e deixar meus filhos pequenos.
Não abusando vc poderia colocar algum artigo relacionado para criança pq meu filho tem 6 anos e vive chorando dizendo que não quer que eu morra,que ele não quer morrer,E não sei nem o que falar pra ele a esse respeito.
Obrogada

Avatar for Miguel Lucas
Wallas Cabral

Quero agradecer ao autor desse artigo. Favoreceu e floresceu muito as minhas ideias quanto a forma de viver a vida. Grato pela sua disposição à sensibilidade da vida e especialmente de como deve ser vivida. Parabéns pela sua ousadia em escrever com simplicidade aquilo que todos querem sem complicação. Grato

Avatar for Miguel Lucas
Anne

Olá, gostei imenso do seu blog e da forma como escreves, e ainda a sua iniciativa de partilhar o que sabe para todos terem acesso, atitude extremamente rara hoje em dia. Já tinha visitado outros sites buscando compreensão em alguns problemas psicólogicos e todos apenas informavam o título e o telefone para marcar consulta.

Parabéns mesmo pelo seu altruismo

Abraços

Avatar for Miguel Lucas
amarina faria

Ola! tenho lido todos os artigos que me envia, e tem sido muito bom, tem ajudado muito no sentido de dar animo e coragem nesta fase tao dificil da minha vida. e muito bom ter alguem que nos da uma luz no meio de tanta escuridao, e isso que voçe tem feito comigo muito obrigado….

Avatar for Miguel Lucas
Ligia

Olá, nem me lembro como conheci o site, mas tenho recebido e-mails e lido bastante; tenho depressão cronificada, além de espondilite e fibromialgia, vivo com dores crônicas e, no aprendizado de existência que as dificuldades nos impõe, encontro aqui uma força e um carinho muito especiais para enfrentá-las, pelo que, sou muito grata. Abraço.

Avatar for Miguel Lucas
vitor

Muito obrigado por ter postado esse assunto, acho que vai me ajudar muito, espero melhorar sempre, sei que isso é um problema de muitos, posso ver em uma sala de aula por exemplo quando pessoas não querem apresentar por estar com vergonha de errar ou fazer algo que se ache ridícula.
Que tenha todo o sucesso do mundo, acho que quem cuida disso está preocupado com as pessoas, com o dia-a-dia delas e está seguro de si, valeu!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Avatar for Miguel Lucas
Maria Manuela

Ola, eu li e gostei mas a minha pergunta e a seguinte
Eu estou a passar por uma fase que me deixa angustiada e sem vontade para nada porque terminei o relacionamento mas ainda amo a pessoa e agora esta noutra e eu fiquei mesmo por baixo e nqo sei como devo agir perante a minha angustia e saudade e sentimento de perda

Avatar for Miguel Lucas
Maria Manuela

Ola, eu li e gostei mas a minha pergunta e a seguinte
Eu estou a passar por uma fase que me deixa angustiada e sem vontade para nada porque terminei o relacionamento mas ainda amo a pessoa e agora esta noutra e eu fiquei mesmo por baixo e nao sei como devo agir perante a minha angustia e saudade e sentimento de perda

Avatar for Miguel Lucas
Monica

Boa noite

Tem sido muito difícil manter pensamento positivo. Duas casas para pagar, porque uma delas estava com escritura marcada e nao se efectivou, mensalidades de creditos, pavor da subida de taxas euribor, familia com problemas semelhantes, casamento completamente baralhado, cheio de tensões e discussões, depressão e ansiedade generalizada a ponto de nem conseguir assistir a um noticiario ou passar perto do balcao origem da conta bancária… como ultrapassar e pensar positivo, com dois filhos para educar…
Busco ajuda…Obrigado

Avatar for Miguel Lucas
Felipe

Olá Miguel, antes de tudo gostaria de parabenizá-lo pelos seus artigos e palestras, é de grande ajuda e muito boa qualidade o conteúdo que você nos disponibiliza. Já li dezenas deles e alguns eu releio várias vezes. Queria utilizar esse espaço para sugerir que faça uma palestra com o tema Crenças Limitantes, sem dúvida daria um salto na minha vida e acredito que na de centenas de leitores seus. Tendo esse conteúdo em vídeo com as suas explicações facilita muito a compreensão e prática. Um grande abraço!

Avatar for Miguel Lucas
rosi

Bom dia, preciso de uma orientação. Meu esposo perdeu o pai recentemente, vítima de suicídio, ocorreu em janeiro, ele já havia tentado se matar entes, em maio de 2013, atirou contra cabeça, mas sobreviveu…enfim, uma semana depois meu marido não demonstrava sinais de sofrimento, e até hoje não toca mais no nome do pai, toda vez que falo, ele se cala. Venho percebendo que ele está assumindo para si, os mesmo comportamento e costumes que o pai tinha no seu dia a dia, as vezes ele parece que está fora do ar. O pai dele tinha mania de perseguição dentro da família, como se todos estivessem contra ele, meu marido está começando a ter as mesmas atitudes dentro de casa. não posso dizer se o pai tinha problemas psicológicos, mas dava pra perceber que ele imaginava coisas e relatava como se fosse realidade. Meu marido muda repentinamente, quando bebe piora fica sempre agressivo. Tem dificuldade nas tarefas onde depende de memória, não cuida da aparência, percebo que ele se incomoda com a sua aparência mas não tem iniciativa de mudar.
estou preocupada, pois ele tem se mostrado pra baixo e insatisfeito com a sua realidade, já me disse um tempo atrás que não era feliz porque não tinha dinheiro que queria ter e que dinheiro era o que importa. mesmo comportamento do pai que só falava em dinheiro também, nos gastos…
o que fazer,

Avatar for Miguel Lucas
Teresa

Ola
Obrigada por mais um optimo artigo. Sigo muito este blog. A tristeza e um sentimento com que tento lidar e aceitar. Ele existe e serve para sabermos que alguma coisa correu mal. E para perceberemos o quê? para nao voltarmos a repetir. Mas como e que uma pessoa se pode sentir livre do entendimento de ter sido usada por uma pessoa sem caracter e sem escrupulos, e com isso viver uma enorme tristeza? Como posso mudar a crença de que isso nao tem importância?
Obrigada

Avatar for Miguel Lucas
Teresa

e so para corrigir o meu endereço de email ( deixei comentario anterior sobre a trsiteza….) obrigada

Avatar for Miguel Lucas
Lorena

Boa Tarde,
sou psicologa e esse blog me ajudou bastante em algumas tecnicas para atender minhas pacientes.

Avatar for Miguel Lucas
Simone francisca de melo

pensamentos que estão atrapalhando muito desempenho escolar seria de que não posso ter atitude de raciocínio sobre respostas no âmbito de aprendizagem, o qual estou a cursar, e me sinto também meia dispersa quanto a dúvida dos “coleguinhas“ de classe.
bom tenho mais de 30 é um curso técnico, estou muito feliz.
agradeço a você e o seu site com todo este conteúdo que alerta, a muitas coisas, parabéns.

Um abraço e Feliz Ano Novo

Avatar for Miguel Lucas
Simone

Ola a todos. Sou uma pessoa "normal" acho, mas antes achava que era tudo aquilo que me diziam ser, me sentia pessimamente mal com o mundo e com as pessoas. Estar todos os dias a ouvir, tu fazes desta maneira ou daquela, tu assim, tu não és assim, chega uma altura que passamos a questionar o que somos afinal. As vezes depende da nossa experiencia de vida esta limitação psicologica que impomos a nós proprios de não conseguirmos, de nao sermos melhores e de sermos falhados, passamos a acreditar naquilo que os outros nos dizem. Sou jovem e ultrapassei muitas coisas na vida e acho-me forte por isso, como todo o ser humano, mas chegou uma altura em que senti que não aguentava mais e decidi recorrer a uma psicologa. Ja fui duas vezes lá, ela fez me ver o meu problema, entende-lo e neste momento estou a aplica-lo na minha vida, ja faz duas semanas que pareço uma "doente" a recuperar, isto porque estou a viver um dia de cada vez, como se tivesse nascido de novo. Falta de confiança, auto-estima e dificuldade em lidar com as criticas. Tem sido dias dificeis, mas sei que vou ser capaz, não vou sair derrotada. Tenho de olhar a vida de outra forma, é só esta e nao posso deixar que as pessoas me destruam, ha que ignorar e me valorizar, esquecer o resto, centrar-me em mim…. Li este blog e nele esta tudo o que tenho interiorizado em mim e tem resultado, tenho andado calma, menos triste, mais confiante em mim, não ligo ao que os outros dizem, é uma liberdade, como se uma nuvem cinzenta estivesse a sair de mim…. Decidi partilhar convosco a minha historia, porque acho que me entendem. Bem haja a todos, força no vosso caminho seja ele qual for…

Avatar for Miguel Lucas
Larissa

será que é isso mesmo que eu quero? Eu sinto como se eu poderia ser tudo que eu quisesse, mas se eu verdadeiramente quisesse! Algo que me despertasse paixão

O que me desperta paixão:
festas
aconhecer gente nova
entender a existencia das pessoas, e porque elas tomam determinadas atitudes;
porque a cabeça da pessoa é tão confusa, e ficar muito tempo pensando em amor, nessa história de amor… na concepção de amor que deveríamos ter.
A existencia disso, do amor. De Deus. da Vida.
Tipo, existe algum sentido? estamos aqui pra que? até mesmo nas crenças de viver no céu? Pra que? O que a minha existência no mundo vai interessar pra alguém, ainda mais lá no céu?
Inclusive no céu, onde todo mundo já vai estar tão ocupado sendo felizes eternamente, que a minha presença ou não lá, é irrelevante.

Avatar for Miguel Lucas
Marco

Olá.. Primeiramente quero agradecer por expor seu conhecimento nesse site. Tem ajudado muito na minha percepção do que sou e do que quero ser. Acredito que muita coisa já tenha melhorado, mas uma delas está me incomodando muito. Percebo que minha visão com relação as pessoas é muito vertical. Me sinto bem e confiante com pessoas que considero estar no meu "nível" ou abaixo de mim, mas com pessoas que acho superiores a mim me sinto desafiado, envergonhado e simplesmente não sei como reagir. Sei que essa forma de olhar as coisas é um pouco cruel, e quero muito mudar e me tornar uma pessoa mais horizontal e estou tentando trabalhar nisso. A minha duvida é: Como posso abolir esse complexo de inferioridade, essa insegurança, auto estima baixa e passar a se sentir bem comigo mesmo, confiante e não inferior? Já me afastei de muitas pessoas, simplesmente por me sentir inseguro e não confiar o bastante em mim mesmo. Obg pela atenção!

Avatar for Miguel Lucas
weslley gabriel

ola premeira mente boa noite . sol weslley tenho 23 anos nao terminei o ensino medio .estol parado nao sou estudado .mais estol com muintos o bijetivos .e uns deses o bijetivos que estol querendo e saber lidar com as pessoas como a gir como falar melhor nao para ser melhor do que os outros .mais para mim mesmo . estol vendo muintos artigos e tol gostando muinto .eles verdadeiramente esta sendo muinto utio para mim .estol cada dia melhorando meus comportamentos minha leitura .e sendo mais o bijetivo nas minhas escolhas .os teus artigos ajuduam muinto .e cei que cada ves que passo e leio os artigos a prendo muintas coisas . a gradesso pela tua dedicação por todos eles .por ajudarem muintas pessoas a sim como eu . essas tecnicas esta cendo muinto utio no meu dia dia . no meu trabalho e na minha casa .a gradesso premera mente a Deus e voce muinto obrigado e que Deus continua tiando sabedoria suficiente para estruir muintas pessoas . tchau fica com Deus 🙂

Avatar for Miguel Lucas
Adriano

Caro, Wesley você esta indo pelo caminho correto, continue lendo bastante!

Abraços!

Avatar for Miguel Lucas
Fernanda dias

Olá boa tarde!! Tenho 25 anos, me casei muito nova tinha 16 anos e não deu certo! Logo depois tive um namorado e depois de 2 anos juntos descobri q ele me traía, foi um choque pra mim mais já desconfiava dessa falta de caráter dele… após 1 ano comecei a me relacionar novamente e enfim somos casados, bom engravidei duas vezes e as duas perdi o bebê

Avatar for Miguel Lucas
Caio

Artigo fantástico, me sinto mal quase todos os dias de minha vida, uma preocupação abundante quanto ao financeiro, um baixo estima que vem me atrapalhando diariamente, me deixando na zona de conforto sem forças e vontade para viver e batalhar. Essas perguntas irão me ajudar bastante. #GratidãoEterna isso vai mudar minha vida!

Avatar for Miguel Lucas
nuno vasco

Bom dia.

tenho 24 anos de idade.E u me sinto muito mal como se fosse alguém muito pecimo em tudo que tem acontecido em minha vida,sinto mal em mim mesmo não sei se interpreto a mim mesmo como se fosse alguém muito pecimo .isto tem abalado amia vida o tempo inteiro .

Avatar for Miguel Lucas
Carlos Eugênio

Seus artigos são excelentes ! Fiquei muito impressionado como algumas coisas no seu texto parecem como me sinto. Faço psicoterapia a quase um ano mas lendo dois artigos seus me parece que ajudou mais que todo esse tempo com a minha psicologa. Obrigado.

Avatar for Miguel Lucas
Elen

Olá.Creio que seu artigo irá me ajudar muito,acabei de descobrir que passo por um problema de dependência emocional,isto está corroendo a mim e a meu relacionamento,Minhas atitudes são os motivos de me sentir mal e causar diversas brigas.Esta semana creio que comece uma psicoterapia direcionada a meu problema.Mas já irei começar individualmente com o que li aqui.Muito obrigada!

Avatar for Miguel Lucas
Fabio de Sousa

Estou passando por um problema muito ruim na minha vida, ultimamente tenho aprendido que nao posso pular a etapa da dor para gerar amadurecmento, mas constantemente sou pego em pensamentos passados (automaticos) quando enfrento lugares, vejo objetos ou simplesmente quando alguem fala alguma coisa interligada ao que me doi sem saber que to passando, porém o pior de tudo é olhar qualquer data de um certo periodo no passado no qual eu estava bem e me dizer que eu poderia ter feito melhor, preciso usar tecnicas que possam me ajudar a melhorar minha esperança pois tive 6 decepções amoroas e percebi que sofro de distorões cognitivas, pensamentos automaticos e transtornos psicologicos, estou em TCC (terapia corportamental cognitiva) para viver melhor e nao sofrer com o que mais me doi!!! Deus abençoe voces

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *