Posso ter uma atitude positiva, quando tenho pensamentos negativos?
Psicologia Positiva 22/09/2016

Posso ter uma atitude positiva, quando tenho pensamentos negativos?

Miguel Lucas Publicado por Miguel Lucas


É possível estarmos com medo, indecisos e angustiados e ainda assim termos uma atitude positiva perante as circunstâncias? Estar focado em nossos medos e ainda manifestar o que queremos? E se assim for, como isso funciona em termos de controle dos pensamentos? Todas estas questões seguem duas premissas. A primeira é a aceitação desses mesmos pensamentos, sentimentos e circunstâncias. A segunda é o desapego ou desfusão desses pensamentos, sentimentos e circunstâncias. Quando ficamos cientes que nós não podemos não sentir medo, angustia ou desagrado pelas circunstâncias, ficamos numa posição privilegiada para olhar por uma perspectiva mais ampla, e percebermos que não nos reduzimos aos nossos pensamentos, sentimentos e circunstâncias do momento.

Você está sempre movendo-se em direção ao que você quer

Pense na sua vida como uma jornada: você vai a caminhar na sua estrada da vida, traçando o seu trilho pessoal em direção a um determinado destino onde pretende chegar. Você pode pensar que tem de encontrar esse lugar, que você tem de chegar depressa ou procurar a luz ao fundo do túnel, mas na verdade, isso não passa de uma ilusão. Você sempre está indo no seu caminho, e esse é o caminho perfeito. Isso não é o destino ou algo em que você chega e lá fica a contemplar para o resto da vida, nada disso. Você está sempre no caminho do seu “destino” pessoal. Você não pode deixar de estar. Além do mais, o caminho é mais como uma daquelas esteiras rolantes. Ele está sempre se movendo em direção ao que você quer. Você está constantemente a traçar objetivos ou orientado para a realização dos seus desejos. Você não pode impedir que isso aconteça. Por padrão, você está caminhando para obter o que deseja.

Redutores de velocidade

Então, você está lá, em pé sobre a sua esteira rolante caminhando no seu trilho pessoal. Você não pode parar o movimento para a frente. Esse movimento é alimentado pelos seus desejos nucleares, que você nunca pode desligar. Parar não é uma opção. E você não pode colocá-los em marcha à ré, mesmo que às vezes você quisesse. Você está sempre se movendo para a frente. Você está sempre sendo empurrado para aquilo que você quer. Só que por vezes está caminhando para onde quer, com grande esforço, dor e aflição. Portanto, você não pode parar o impulso para a frente, mas você pode retardá-lo. E, você pode torná-lo muito, muito doloroso.

Quando você não aceita a informação que os seus sentimentos e pensamentos negativos lhe estão passando, você pode sair prejudicado. Ou seja, quando você se está sentido mal com algo, por exemplo, quando está ansioso porque tem de ir fazer um exame importante, você pode focar-se mais no incómodo sentido, associando-lhe medo de não conseguir. Mas na verdade, a sua ansiedade é um alerta, que pretende certificar-se que você está preparado para o que tem de enfrentar. Nesse momento você pode desejar não querer sentir-se desse jeito. Mas como não pode não sentir-se assim, a ansiedade continua a fazer-se sentir. Aí você começa a questionar se deve ir ou não, se é isso que você quer mesmo, ou se é o melhor para você. Nesse estado você cria os seus próprios obstáculos ao seu caminho.

atitude positiva

Em seguida, você continua a avançar, vai no exame, mas reduz o seu impulso, começa a reduzir a sua velocidade. Começa a sentir conflitos internos. Continua querendo as coisas, mas move-se com grande dificuldade, pois parte de você está carregando no freio. Quer ir mas tem medo. Você continua em frente, mas sempre arrastando-se. Sempre batendo em algo. Sempre temendo algo.

O medo, é na verdade o resultado da interpretação deturpada dos seus sentimentos e emoções, que são sentidas de forma angustiante e dolorosa. Eventualmente você associa isso como algo desagradável que se está a manifestar no seu corpo, ao invés de olhar isso como informação em forma de sensações corporais desagradáveis que lhe querem chamar a atenção para algo que você dá muito significado.

A batalha entre o desejo e o medo

Se o impulso para a frente é alimentado pelo seu desejo, então a força do seu desejo determina a velocidade com que você se move na sua vida. Por outras palavras, quanto mais você quer algo, mais rápido você se organiza no sentido de colocar em marcha ações que cumpram o seu objetivo. Quanto mais forte for a sua resistência ou crenças limitantes, maiores os obstáculos no seu caminho.

Assim, a rapidez com que você está se movendo em direção ao que você quer é sempre um produto de quanto você quer, e quanto você está contradizendo esse mesmo desejo. Se o seu desejo é forte, se você realmente quer algo, pelo caminho você irá movimentar-se rapidamente e com muita força. Se você tiver apenas com um pouquinho de dúvida, você vai construir obstáculos, e vai senti-los no seu caminho na forma de sentimentos e pensamentos negativos. Se você tiver desejo forte e igualmente uma resistência forte, pelo caminho vai batendo em obstáculos, avançando lentamente e de forma dolorosa. Você ainda está se movendo para a frente, mas carregando imensa dor.

Suavizando a caminhada

Quando você começar a aplicar a aceitação e a entender os pensamentos e sentimentos negativos e a superar as barreiras emocionais irá passar a agir deliberadamente, promovendo o seu bem-estar. Você começa a eliminar os obstáculos criados por si mesmo. Em vez de uma caminhada torturante cheia de experiências negativas, você começa a manifestar o que quer, sem todo o drama emocional associado às más interpretações daquilo que se passa no seu interior. A vida torna-se mais fácil.


Quando você se concentra nos seus medos e dúvidas, fazendo disso um drama, cria mais obstáculos que dificultam a sua caminhada. Tudo é frustrante e muito mais difícil do que precisa ser. A vida parece ser um inferno.

Manifestações negativas não são destinos, são obstáculos

Quando algo indesejável acontece, como não passar num exame ou perder um relacionamento, nós tendemos a pensar que não estamos a ir no caminho desejado. Acreditamos que estamos a percorrer os trilhos do fracasso e decepção. Sentimo-nos a desviar dos nossos objetivos e podemos pensar que a vida é injusta.

Mas não existe um lugar chamado fracasso, nem tão pouco o fracasso em si mesmo, o que existe são resultados não desejados, aos quais podemos chamar de obstáculos. Quando você caminha pela vida e se depara com algum obstáculos, não julgue que está no caminho errado, esse é exatamente o seu caminho, mas com obstáculos que terá de superar e ultrapassar.

Quando algo indesejado se manifesta, quer dizer que você simplesmente bateu num desses obstáculos (às vezes um grande obstáculo), que por vezes é apenas uma representação de uma crença limitante que contradiz o que você quer alcançar. Quando você ganha consciência que não é a sua desesperança ou pensamentos negativos associados aos obstáculos, fica numa posição favorável para ter uma atitude positiva face à situação que enfrenta.

Você não pode não percorrer o seu caminho

A beleza da afirmação anterior é que ela ilustra perfeitamente que você está sempre percorrendo o seu caminho. Não existe outro. Mesmo com todos os erros, falhas, recuo e dificuldades que você vai experimentando, esse é o seu caminho. Você não pode estragar a sua viagem. Você não pode perder o seu destino. Eventualmente, você não pode não obter o que deseja. Você está sempre se movendo em direção à felicidade e aos seus desejos. Há um processo natural no trabalho de caminhar na vida que você não pode errar. Esses erros são também o caminho.

Mas você pode decidir, deliberadamente, o quão suave a viagem será. E, você pode entender que os obstáculos não são nada mais do que uma densa vegetação no seu trilho, que podem ser removidos, e/ou superados. Você pode acelerar a sua viagem concentrando-se nas ações que promovam os seus objetivos, ou você pode retardar a obtenção dos mesmos, colocando o seu foco em algo como o medo, limitações, dúvidas. Quando você promover a direção do caminho a tomar e acelerar esse processo, você vai ultrapassar os obstáculos com mais força, o que pode torná-los mais presentes na sua vida e, portanto, mais fácil de identificá-los. Quando a vida se torna esmagadora, você pode abrandar um pouco o seu ritmo, restabelecer as suas energias, tranquilizando-se, de modo a caminhar mais lentamente e como menos obstáculos.

O que você não pode fazer é parar de mover-se, ir para trás, ou perder o seu caminho. Mesmo que você esteja numa fase mais negativa da sua vida, e os obstáculos lhe surjam como uma enxurrada de inverno, você vai chegar lá um dia. Você nunca deve surpreender-se quando as coisas um dia começam a funcionar. Essa é a sua configuração padrão, você está sempre em processo de conseguir o que quer. Quanto tempo vai demorar, quão frustrante, doloroso, alegre, aventureiro o processo irá ser, é inteiramente da sua responsabilidade. Então, como é que vai ser? Uma caminhada que será promovida, ou uma caminhada reativa?

Abraço,

Miguel Lucas

Novo usuário?
Comece aqui
Obtenha Grátis o Programa “Diga Não À Depressão”
Obtenha Grátis o Programa “Diga Não À Depressão”

Receba os vídeos gratuitamente no seu email e aprenda como superar a depressão.

Comentários
Avatar for Miguel Lucas
Adriano Carvalho

Muito bom o artigo Miguel, gosto muito deste site e do que vocês escrevem!

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Adriano, obrigado pelas suas palavras.

Fico esperançado que os conteúdos possam contribuir para o seu desenvolvimento pessoal.

Abraço,

Avatar for Miguel Lucas
Cintia Marques

Oi Miguel!! Adorei!!! Muito bom msm!!! sempre me ajudam bastante…..E sou fã deste site …Ja ajudei varias pessoas, meus alunos de Personal indicando o site de vcs..
Muito Obrigada !!!
Abs

Avatar for Miguel Lucas
PiresPortugal, (Neo-Machiavelli in italian)

Concordo com: "Os conflitos internos fazem parte da nossa vida. São usualmente descritos como a luta entre a razão e a emoção. …
“Se eu causei isso, eu posso corrigi-lo“, o que promove uma sensação de poder, em vez de impotência… olhar para as nossas dificuldades e fraquezas e assumir a responsabilidade é um processo que deve merecer a nossa atenção, … investigar como poderemos fazer melhor no futuro,
Não concordo com "Você está sempre se movendo em direção à felicidade …"
Recordo que o suicídio é a segunda causa de morte não natural, depois dos acidentes de estrada. E mesmo estes são muitas vezes provocados por um desejo consciente ou inconsciente de morrer. Curar ou evitar as caídas na depressão pode ser um dos objectivos priotários da psicologia, psiquiatria e medicina do futuro.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Pires,

Concordo na totalidade sobre a noção de que se fui eu que causei, posso corrigi-lo, isso é capacitador. É essa mensagem que passo em muitos dos meus artigos.

Relativamente à frase e ideia de que estamos sempre movendo-nos para a felicidade, a qual diz não concordar…. não posso ir contra a sua opinião pessoal, a qual agradeço ter partilhado.

No entanto, talvez mereça esclarecimento. Quando digo que Estamos sempre movendo-nos para a felicidade, quero dizer que inerentemente todo o ser humano quer ser feliz, isso é inato. E, no lado extremo desse desejo está o suicídio, que acontece quando a pessoa não vislumbra nenhum caminho que a conduza à felicidade. Na tentativa de acabar com o sofrimento de não ser feliz a pessoa toma a decisão fatal, mas sempre porque não perspectiva o caminho que deseja (ser feliz).

Abraço,

Avatar for Miguel Lucas
Rodrigo 8

Bem explicado Miguel!

Avatar for Miguel Lucas
Carlos Mesquita

Excelente artigo!!!!!!!!!

Avatar for Miguel Lucas
roberto

Boa Tarde Miguel, lendo sua matéria vejo que estou passando exatamente tudo que você narra, medo, angustia, ou seja estou sofrendo pelo momento atual da economia de nosso paíz, porem tenho que continuar a lutar pela minha familia, para deixar um exemplo de guerreiro e não o de um covarde que desiste. Obrigada por tentar ajudar pessoas com esses conflitos. Abraço!

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Roberto,

Acredito que mesmo perante a adversidade, o comportamento que mais pode ajudar-nos, é o comportamento resiliente. Querer fazer coisas que estão ao nosso alcance para melhorarmos aquilo que desejamos. Isso é sempre uma possibilidade que pode ser materializada por cada um de nós.

Força e convicção.

Abraço,

Avatar for Miguel Lucas
Edson Toledo Albino

Miguel,

Seu raciocínio pressupõe que todo indivíduo sabe onde quer chegar, sabe o que deseja. Como fica a situação de quem não sabe o que deseja, ou que não consegue perceber clareza nos seus sentimentos em relação ao que deseja? Como lidar com um indivíduo que simplesmente passa pela vida, navegando a deriva, caminhando sem rumo ? Há muitas pessoas assim? São "normais" ou são Extra Terrestres neste mundo?

Avatar for Miguel Lucas
Glauco Padula

Olá Edson. Concordo com seu comentário. Eu mesmo nunca tive clareza dos caminhos a seguir em termos profissionais. As coisas simplesmente aconteceram em minha vida. Hoje com 50 anos de idade, sofro pelas consequências de minhas "não escolhas", principalmente em face de outros membros de minha família que foram mais bem sucedidos.
Abraço,
Glauco

Avatar for Miguel Lucas
Lucas

Miguel, foi interessante o que você escreveu no final do texto:

"Você nunca deve surpreender-se quando as coisas um dia começam a funcionar. Essa é a sua configuração padrão, você está sempre em processo de conseguir o que quer".

Isso porque eu percebi havia me acostumado a ter a derrota como o padrão, por mais absurdo que pareça. Depois de me esforçar para alcançar determinado objetivo, sempre chegava o momento de "colher os frutos", e aí me ocorria o pensamento de que aquilo era bom demais pra ser verdade, de que não poderia fazer parte da minha realidade concreta, justamente por ser um sonho ou um ideal. Então eu percebi que, por mais que seja importante ter ideais e sonhos, tem que haver um momento na vida no qual eles devem ser vistos como coisas perfeitamente normais e corriqueiras, caso contrário a mente acredita que eles não podem fazer parte da realidade concreta. Parece loucura o que estou dizendo?
De todo modo, parabéns pelo trabalho e obrigado.

Avatar for Miguel Lucas
Marta Fialho

Adorei, mesmo! Só é mesmo preciso ter forca para colocar tudo em prática! Pode continuar Dr. Miguel
Hoje em dia tudo o que são palavras de motivação nos fazem falta. Obrigada

Avatar for Miguel Lucas
Patrícia, 22 anos

Miguel, eu simplesmente adoro os seus artigos. Adoro a sua filosofia de trabalho, a sua escrita que pretende mesmo chegar às pessoas. Na minha opinião consegue fazer chegar a mensagem. Não páre! Obrigada por tudo.

Avatar for Miguel Lucas
Ricky

Adore o artigo me ajudo muito tenho depressao stress e muita ansiedade sinto dores no corpo quase que nao saio de casa estou muito depremido ja nao sei o que fazer tenho muitos pensamentos negativos nao o que fazer ja fui ao medico e estou com psicologo mas nao vejo melhoras obrigado Miguel

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *