Mude as suas crenças: Evolua a sua mente (Parte I)
Desenvolvimento Pessoal 22/09/2016

Mude as suas crenças: Evolua a sua mente (Parte I)

Miguel Lucas Publicado por Miguel Lucas

Um dos maiores presentes que podemos ter na vida, e digo isso literalmente, é saber que podemos mudar as nossas crenças. Este conhecimento é revolucionário, extraordinário e muito esperançador, saber que podemos realmente mudar as nossas crenças, principalmente aquelas que foram inúteis e permaneceram inalteráveis dentro de nós durante anos. Nós temos certas crenças dentro de nós, que nos incapacitam, que nos prejudicam e atrapalham  o bom desenvolvimento da vida.

Pretendo mostrar-lhe algumas maneiras de como pode desarmar, enfraquecer e substituir  as crenças limitantes que lhe prejudicam a vida. Pretendo esclarecê-lo e elucidá-lo da forma como aquilo que falamos, pensamos e acreditamos, influência todo o nosso organismo e consequentemente o nosso desenvolvimento.

Dica: Desenvolvermo-nos e evoluirmos, é evoluir a nossa mente, e evoluir a mente é desenvolver e melhorar a forma de comunicação connosco mesmo.

As nossas crenças dão forma à nossa realidade, muito provavelmente a sua realidade é totalmente diferente da minha, é também diferente da do seu parceiro, colegas de trabalho, seus filhos, as pessoas ao seu redor. Você é único, e aquilo que faz de você uma pessoa diferente de tantas outras, são as crenças que tem acerca de si mesmo, dos outros e do mundo em geral. Pense nisso por um momento, pense que você “cria” o seu próprio mundo (formas de olhar as coisas, forma de agir e de pensar).

Sim, nós compartilhamos um conjunto de construtos, mas efetivamente, você criou o mundo ao seu redor e criou a pessoa que você é hoje. Isto pode parecer-lhe demasiado radical e pragmático, mas se conseguir refletir sobre isso, se conseguir perceber que foi você que foi construindo a vida que tem agora, isso significa que pode alterá-la, pela simples razão que é o seu principal investidor.

Para refletir: Você é o principal acionista da sua própria vida.

libertar-se das crenças limitantes

O poder das crenças

No transtorno dissociativo de identidade, originalmente denominado transtorno de múltiplas personalidades, popularmente conhecido como dupla personalidade, é uma condição mental onde um único indivíduo demonstra características de duas ou mais personalidades ou identidades distintas, existem histórias de pacientes que literalmente mudaram a cor dos olhos, porque mudaram de uma personalidade para outra. Eles também desenvolveram sintomas físicos, tais como a diabetes, simplesmente porque mudam de uma personalidade para outra, tendo crenças totalmente diferentes de si mesmo.

Talvez, esteja a pensar que este tipo de histórias se encaixam no estilo “fantástico”, provavelmente sim, mas não deixam de ser reveladoras da extraordinária capacidade que o corpo humano tem para se transformar por ação da crença.

O poder das crenças, é realmente avassalador. As crenças estão enraizadas na nossa mente e podem afetar a nossa forma de raciocinar, mas também podem afetar outras partes do nosso corpo, o que prova o extremo poder que elas possuem. É importante aprender o máximo sobre si mesmo, através das suas crenças, e se sentir que é necessário e útil, alterá-las ou implementar uma nova crença.

Na psicologia, tem sido usual  estudar-se o efeito placebo. O que é o efeito placebo? O efeito placebo é quando se associa um determinado benefício a algo inócuo. Dois grupos de pacientes que recebem dois tipos de comprimidos diferentes, uma amostra do grupo recebe uma pílula de açúcar (sem qualquer efeito curativo), mas os pacientes são informados de que a “pílula” vai ajudar a melhorar a sua condição, dor, depressão, ansiedade, etc.  Ao outro grupo são dados medicamentos verdadeiros (com efeito curativo) para tratar a doença ou o problema.

O que se descobriu uma e outra vez, desde 1955, quando foi cunhada a expressão “efeito placebo“, foi que 50% – 60% dos pacientes respondem positivamente aos comprimidos placebo. Significado que 50%-60% das pessoas melhoram positivamente a condição (doença ou problema) tomando um comprimido que não tem efeitos curativos. Esse é o poder da crença, é a capacidade que todos temos para produzir um efeito no nosso corpo, que julgamos poder acontecer.

Se dentro dos limites do possível, for possível, a crença que temos nisso faz o resto. Não significa dizer que os seres humanos são estúpidos, significa apenas que estamos enganando a nós mesmos com o poder da mente, quer seja a nosso favor ou contra nós.

Então o que realmente é uma crença? No seu conceito mais básico, é algo que você tem e construiu na sua mente, é um conceito. É algo que você sabe, com toda a certeza, que algo é verdade, é um sentimento profundo dentro de si.

Dica: Uma crença é um sentimento de certeza, sentindo que algo é verdadeiro.

As suas crenças potenciam o seu pensamento?

Nunca lhe aconteceu acordar e sentir-se ótimo, como se não tivesse de fazer nada para se sentir bem? Você sente-se com um estado de espírito positivo, bem sucedido, otimista, pensa em grande e que é capaz de ultrapassar qualquer obstáculo. Eu já me senti assim, é maravilhoso! Mas, outras vezes pode acontecer o oposto, sentimo-nos inseguros e julgamos não conseguir fazer nada, sentimo-nos exaustos e desistimos de ir à luta. Já me aconteceu sentir-me derrotado e a perder o controlo da construção dos meus pensamentos.

Todos temos muitas crenças, e aprender de onde vêm e que elas desempenham um papel importante na nossa vida é fundamental para começar a mudá-las. Elas são uma parte do que somos como pessoa. É difícil modificar aquilo a que temos estado ligados grande parte da nossa vida, mas temos de começar a produzir crenças mais capacitadoras e parar de defender as meias-verdades que nos impedem de ver um conjunto enorme de possibilidades e opções.

As crenças que levam à falta de confiança, medo e preocupação são o que em última análise, nos impede de experimentar o sucesso e conseguir o que se quer da vida.

Você sente-se preparado para mudar algumas crenças no sentido de impulsionar a sua vida?

Como é que as crenças se formam? Serão as suas crenças realmente suas?

Ninguém nasce com determinadas crenças. As crenças são adquiridas a partir de tenra idade e através da nossa experiência de vida. As coisas que lhe foram ditas e a forma como foram tratadas quando jovem, foram-se tornando na maneira que você pensa acerca de si mesmo, dos outros e do mundo, e tornaram-se nas suas crenças, quer o capacitem ou o derrotem.

A grande questão que importa você refletir e saber, é que as crenças pelas quais você orienta a sua vida não têm necessariamente de ser verdadeiras. Ou colocando este assunto numa perspectiva mais factual, as suas crenças não tem necessariamente de ser funcionais. Por outras palavras, podem prejudicá-lo, podem inibi-lo de progredir ou causar-lhe alguns problemas na sua vida.

Só porque alguém nos disse que não pode ser alguém (bem-sucedido) ou fazer algo, não significa que temos de acreditar nisso. Pare de orientar-se por crenças desanimadoras, incapacitantes, obtusas e demasiado rígidas! Eu sei que é difícil, mas não impossível.

Para facilitar o processo de identificação das sua crenças, questione-se:

  • O que é que eu acredito em mim?
  • Do que é que acho ser capaz?
  • O que é que eu acredito sobre o mundo?
  • O que é que eu acredito conseguir alcançar no futuro?

Depois de ter descoberto o que você acredita, é hora de decidir o que você deseja manter e o que você quer deitar fora. Que crenças eu quero mudar? O que eu quero começar a pensar sobre mim e sobre o meu futuro? Você pode decidir o que quer acreditar. Jogue fora as crenças auto-destrutivas para que possa construir uma auto-imagem bem sucedida e capacitadora de si mesmo. Seja um vencedor.

Para o ajudar a clarificar melhor a razão porque é importante fazer o exercício anterior, ou seja, desafiar as suas crenças (por vezes falsas crenças), vou ajudá-lo a responder à seguinte questão:

Porque estamos todos (eu incluído) aparentemente tão predispostos a acreditar em proposições falsas? A resposta está no reconhecimento crescente da neuropsicologia que aborda a questão do quão irracional o nosso pensamento racional pode ser, de acordo com um artigo publicado na revista Mother Jones por Chris Mooney. Sabemos agora que os nossos juízos de valor intelectual, ou seja, o grau em que acreditamos ou desacreditarmos numa ideia, são fortemente influenciados pela tendência dos nossos cérebros para a “ligação“, aquilo a que eu chamo de “inclinação mental“.

Os nossos cérebros são máquinas especializadas em fazer ligações (conjunto de redes neuronais), agregando não só pessoas e lugares, mas também as ideias. E não apenas de uma maneira friamente racional. O nosso cérebro torna-se intimamente  ligado emocionalmente com as ideias que passamos a acreditar que são verdadeiras (no entanto, chegamos a essa conclusão), e é emocionalmente alérgico a ideias que acreditamos serem falsas. Esta dimensão emocional do nosso julgamento racional, explica uma gama de preconceitos mensuráveis ??que mostram o quão diferente dos computadores (raciocínio lógico) as nossas mentes são.

Dois fatores que contribuem para a ligação emocional às nossas crenças:

  • fobjecConfirmação de viés (desvio). O que nos leva a prestar mais atenção e atribuir maior credibilidade às ideias que sustentam as nossas crenças atuais. Ou seja, nós escolhemos a evidência que suporta uma disputa que já acreditamos e ignorarmos a evidência que está contra ela.
  • Desconfirmação de viés (desvio). O que nos faz gastar uma energia tremenda tentando desconfirmar as ideias que contradizem as nossas crenças atuais.

A confirmação da crença não é o nosso único objetivo cognitivo. O outro objetivo é validar as nossas crenças pré-existentes, as crenças que temos vindo a construir, bloco por bloco num todo coeso durante toda a nossa vida. A  confirmação de viés e a desconfirmação de viés, representam duas das mais poderosas armas à nossa disposição para solidificação das nossas crenças, mas, simultaneamente, comprometem a nossa capacidade de julgar os méritos das ideias e as provas a favor ou contra elas. É, na verdade um pau de dois bicos que temos de levar em consideração se quisermos colocar à prova a funcionalidade, adequação e verdade das nossas crenças.

Mude as sua crenças e implemente mudanças na sua vida

Nem sempre seguimos integralmente tudo aquilo que pensamos, no entanto aquilo em que acreditamos exerce uma grande influência sobre aquilo que pensamos e consequentemente nos nossos comportamentos e ações. De certa forma, as nossas crenças regulam o nosso comportamento e são responsáveis por grande parte das nossas decisões. Ou seja, na grande maioria das vezes nós fazemos aquilo em que acreditamos. Tudo o que pensa e seja suportado por aquilo que acredita tem uma probabilidade elevada de ser seguido por si mesmo. Se eu me sentir bem sobre algo, eu comporto-me de acordo com isso, e se eu me sinto mal com alguma coisa, e acredito que isso me prejudica, então eu vou-me afastar.

Isto é importante, porque aquilo que você pensar e acreditar vai influenciar grandemente o seu futuro. Por outras palavras, se você acha que nunca vai conseguir um novo emprego, começar a escrever um livro, ou ter um ótimo relacionamento, você não irá obter e/ou conseguir isso.

Citação: Se você acha que pode, ou que não pode fazer alguma coisa, você tem sempre razão. – Henry Ford

As suas crenças podem prendê-lo num ciclo de desamparo, incapacidade e desesperança, de tal forma que você nunca vê resultados positivos. Talvez você tenha implementando tantos pensamentos depreciativos na sua mente, que tenha criado um padrão auto-derrotista de encarar a vida. O nosso diálogo interno (auto-verbalizações) até um determinado grau pode determinar a nossa autoimagem, autoconceito, autoestima e autoconfiança, formando uma construção que irá condicionar as crenças que temos. Se você conseguir mudar aquilo que pensa, o que diz e a ideia que tem acerca de si mesmo, ficará certamente mais capacitado para tomar as rédeas da sua vida e daquilo que quer conseguir fazer.

Em que medida estão as suas crenças a influenciar a sua vida?

Considere que:

  • Você pensa em cascata tripartida: as palavras ou a linguagem, provocam as imagens, o que por sua vez originam emoções.
  • Você constrói a sua auto-imagem através dos seus pensamentos. Seja cuidadoso com o que você pensa.
  • O seu subconsciente aceita o que você vai afirmando para si mesmo. Você deve controlar (gerir melhor) o seu diálogo interno.
  • A sua auto-imagem surte grande impacto na sua forma de agir. Para se sentir mais capaz, trabalhe (melhore) a sua auto-imagem

Que percepção você tem das suas capacidades? Como é que você age quando não está fingindo, quando você se deixa fluir livremente, sem controlo consciente? É de acordo com essa percepção e forma de estar na vida diária que nos devemos orientar, estando em contacto com o nosso verdadeiro “Eu”, sem restringir o nosso potencial.

Esclarecimento: Não estou a querer dizer que devemos agir sem pensar. Aquilo que quero dizer é que devemos de forma consciente ir implementando e, se necessário mudando algumas das nossas crenças, formas de pensar e agir, até que elas façam parte de nós e possamos movimentarmo-nos livremente e de acordo com aquilo que decidimos para nós, no nosso melhor estado de recursos.

As crenças contribuem para a nossa eficácia: Você está sendo eficaz?

Eu acredito que todos temos um potencial imenso, mas apesar deste enorme potencial, podemos limitar-nos pelas nossas crenças. Só seremos capazes de fazer o que acreditamos ser possível. Se as nossas crenças forem demasiado fixas, o nosso comportamento e atitude seguirá o mesmo princípio. Nós auto-regulamo-nos de acordo com o nosso nível de crença, e assim permanecerá a menos que nos consigamos fortalecer para que possamos passar a agir de forma mais flexível.

Por este motivo é tão importante avançar progressivamente todos os dias para expandir a sua flexibilidade de pensamento e fazer algo que o ajude a crescer e romper com as anteriores crenças limitantes. Agir e propor-se à identificação dessas crenças pode matar o medo da auto-limitação que não o deixa sair do caís. Desamarre essa âncora.

Esteja preparado para um aumento da tensão quando decidir sair da sua zona de conforto. Essa tensão vem da nossa mente subconsciente, que nos quer fazer permanecer no ambiente conhecido, seguindo os mesmos padrões de pensamento e comportamento, e não correr qualquer risco. Isto é o que nos faz sentir que precisamos voltar para “onde pertencemos”, ou porque é muito arriscado tentar algo novo. Não dê atenção a isso. Você pode subir a fasquia da sua zona de conforto, aumentando o seu autoconceito.

Trabalhe na sua autoconfiança e na sua autoestima através de novas afirmações e visualizações, espere mais de si mesmo, espere conseguir atingir pequenas metas ao longo do caminho. Você pode começar a mudar o seu comportamento se auto-reforçar as alterações pretendidas com auto-afirmações ou auto-declarações, tais como: “Tive bem com esta atitude”, ou “Sim, eu sou bom nisso”, ou “Com esforço, acabei por conseguir”.

Não perca a segunda parte deste artigo, irei apresentar:

  • Formas para ajudar a definir metas e aumentar a criatividade
  • Estratégias para livra-se de algumas crenças incapacitantes
  • Razões porque as crenças são tão importantes como o genes

Abraço,

Miguel Lucas

Novo usuário?
Comece aqui
Obtenha Grátis o Programa “Diga Não À Depressão”
Obtenha Grátis o Programa “Diga Não À Depressão”

Receba os vídeos gratuitamente no seu email e aprenda como superar a depressão.

Comentários
Avatar for Miguel Lucas
Teresa Coutinho

Realmente nós podemos tudo o que queremos. Recentemente cruzei-me com a afirmação que afinal não somos condicionados genéticamente, mas somos responsáveis pelos nossos próprios pensamentos e acções. É fantástico sermos responsáveis pela nossa vida. Penso portanto que cada um tem de desenvolver a sua capacidade de pensar.

Avatar for Miguel Lucas
Ilma Soares Vieira

Gostei! Aqui no Brasil, a mídia está querendo mandar na nossa forma de agir e pensar. Isso é para brasileiro de mente cultural atrasada e alienada. Achar que todo o brasileiro tem que gostar de samba, pagode, cerveja, carnaval, novela da Rede Globo, Eu sou brasileira e não gosto de nada disso. os esteriótipos nos colocam crenças limitantes.

Avatar for Miguel Lucas
Marcelo Jansen

Ilma Soares… Achei seu comentário um resumo do que acredito ser o Esteriótipo brasileiro ”Condicionado e Mal influenciado". A Evolução está essencialmente ligado a forma de masterizar seu mindset e ESCOLHER sempre o melhor caminho. Qualquer pessoa pode mudar sua realizada mudando suas crenças e escolhendo caminho com resultados positivos. Por fim, sempre fico feliz em ver que existem pessoas com essa forma de pensar (Evolutivamente).

Um forte Abraço!

Avatar for Miguel Lucas
Susan Mariane

Eu senti necessidade de abandonar minha crença religiosa,foi muito dificil a escola de psicologia me ajudou.Estou satisfeita com minha decisão. Passei da fase de querer voltar,estou na fase de vazio sem “sem volta,sem ter para onde ir”.Sinto falta das práticas religiosas estou mentalizando mas não consigo fazer orações estou bloqueada.Vai passar!

Avatar for Miguel Lucas
Hellypher

Olá Susan, tome cuidado.. Religião é diferente de princípios, não vá achando que é ignorante a ideia da crença de um Deus… Você pode procura-lo e ter um relacionamento com ele sem estar envolvida em alguma religião amiga.. Não siga o mal exemplo ou conhecimentos que te ensinam, só porque fazem Psicologia, são graduados e estudam não quer dizer que cometem erros. Sabe, há muitos cientistas que estudam e conseguem evidencias contrarias a essa que voce esta conhecendo, tem pessoas que têm argumentos equivalentes ao dos cientistas que acredita na evolução, olha não fique nessa, vc pode estar se enganando, não deixe seus princípios… ´-´

Avatar for Miguel Lucas
Bruno

OI MIGUEL, MEU CASO É PARECIDO COM O DA SUZAN , COMO TENHO MUITA INSEGURANÇA ,CHEGOU AO PONTO DE VER UMA MATERIA NA INTERNET SOBRE UMA PESSOA QUE DIZ QUE JESUS NAO EXISTA, EU SEI QUE ELE EXISTE, INDEPENDENTE DE RELIGIÃO NA QUAL EU SOU CATOLICO E SIGO O ESPIRITISMO , MAS NA MINHA FASE ATUAL COMECEI A FICAR COM MEDO DESSA NOTICIA , QUE HAVIA LIDO , ACHO QUE FIZ ISSO PELA MINHA INSEGURANÇA, QUE ESTA BEM FORTE NESSES MOMENTOS , NAO QUE EU NAO CREIA MAIS EM JESUS , MAS QUERIA SABER O POR QUE ME DEU ISSO DEPOIS DE LER ESSA NOTICIA?

Avatar for Miguel Lucas
lj

Na realidade, Jesus (histórico) nunca existiu. Os escritores (historiadores) não lhe fazem referência, a não ser a alguém de nome Crestus, mas que não tem nada a ver com os milagres que a Igreja lhe atribui. http://ateus.net/artigos/critica/jesus-cristo-nunca-existiu/

Avatar for Miguel Lucas
misael

amigo acredite jesus existiu com certeza, um concelho pesquise sobre fontes hitoricas , e peça orientaçaõ a Deus.
tem um programa no youtube que pode ajuda se chama EVIDENCIAS com apresentador RODRIGO SILVA. SE INSCREVA E TIRE ALGUMAS DUVIDAS OK .

Avatar for Miguel Lucas
Ricardo Gonçalves

Achei muito interessante e nao consegui parar desde que li a primeira frase, me fisgou e fiquei lendo sem parar e muito atento a tudo que estava lendo e achei incrivel o que consegui captar, a mensagem que conseguiu me passar, devorei esse texto com muita sede de tirar algum proveito de tudo isso. muito legal mesmo.

Avatar for Miguel Lucas
Elizabeth frnandes

Gostei muito do artigo e o devorei tentarei melhorar as minhas crnças estudo estudo e não consigo o saláio que mereço há algo errado sou filha de alcolatra infancia mto dificil vendo mae apanhar do que dizia pai, familia desunuda sou infeliz , deviso a família que deus me deu levo isso na vida inteira. Sou ligadas aos meus irmão e irmas , mas elas nao me entendem destorcem as coisas e da brigas me machucam muito dizendo que fui eu que falei tal coisa. Cada vez que vou ao interior volto pior ao mesmo tempo sinto falta deles , mas qdo vou nao me encaixo. Estudo e leio mto eles nao acompanham acho que são muito limitados e é difícil explicar sou tipo consehleira ajudei mto todos mae familia toda guiando-os e sustentando-os sou boa de coração uma irma tirou muita vantagem disso dei mto diheiro a ela hoje não tenho muito.fiz terapia aqui e nos estados unidos ate pra lá fui ficando 8 anos trabalhando dando casa pros pais e $ pros irmaos e irmas e eu onde fico nessa. Sou professora de ingles ,fazendo pós on line concursada do estado e tambem trabalho em escrtorio adoro. tenho 59 anos solteira preciso chegar ao topo tenho condições e investir mais tempo e $ em mim.preciso quebar as enças do passado que nos persegue a todos da família. obrigada e dsculpe o desabafo nem pontuei. beth

Avatar for Miguel Lucas
Ozeias Apucarana

É incrivel, comecei a ler e não parei,
eu sempre analizei minha crença assim,
sempre me perguntei, estou certo do que estou fazendo ?
pois tenho um bloqueio mental, que não consigo transpor,
parece uma nuvem negra que não sai de cima da minha cabeça,
ao ler este artigo, eu vi que tem uma luz no fim do tunel,
posso ir adiante e encontrar um abrigo seguro,
pois basta trabalhar minha crença dividindo-a sem destruir a fé…
Parabens ao autor…

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Ozeias, obrigado pelo comentário.

Fico muito contente que tenha encontrado no artigo um gatilho para a sua melhoria e compreensão acerca do que pode ser feito para mudar ou gerir melhor as suas crenças, principalmente as negativas.

Força e coragem

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Fernando Martinez

O conteúdo é excelente. As formas comos as palavras e ideias são apresentadas ajuda muito a compreensão de “desengessamento” da mente. Parabens Miguel Lucas.

Avatar for Miguel Lucas
Helena

O artigo é super interessante, na verdade é assustador sair da nossa zona de conforto, mas com as dicas dadas, irei implementar, preciso de focar o meu pensamento no dialogo interno. Muito obrigada por este artigo

Avatar for Miguel Lucas
Carlos Henrique - Santa Cruz do Rio Pardo-SP

Miguel, você tem, mesmo, a capacidade de tornar simples o que nós complicamos! Seus textos são, sem sombra de dúvida, ferramentas poderosas para nos tirar do marasmo em que nos encontramos! Parabéns pelo sucesso da Escola de Psicologia e muitíssimo obrigado!!!

Avatar for Miguel Lucas
Vander Damasio - Rio de Janeiro - BR

Ao acaso, acabo de descobrir este site "Escola Psicologia" e fiquei admirado com a qualidade das matérias. Parabéns, Miguel Lucas! Sugiro a quem tenha gostado desse excelente artigo, que procure fazer auto-pesquisa e se liberte das crenças religiosas. Procurem conhecer a Conscienciologia e a Projeciologia, ciências propostas pelo médico brasileiro Waldo Vieira (www.iipc.org). Se não me engano, em Portugal, no Porto, existe uma unidade conscienciocêntrica. Grande abraço a todos!

Avatar for Miguel Lucas
Ralf

Imensamente agradecido pelas mensagens q li acima… quem dera todos lessem artigos assim, a humanidade seria muito mais harmoniosa… graças!!

Avatar for Miguel Lucas
luciana morais

eu particularmente ,vi minha vida sendo destruida por causas de crenças limitantes . crencas essas que nao dava nada certo pra mim .depois de muito ver minha vida nao andar ,comercei a mim questionar que estava algo muito errado em mim , que pessoas que faziam parte do meu convivio tinham sorte e eu nao . comercei a ver que elas acreditavam em coisas diferentes das minhas ai foi que comercei a nao dar ouvido o que eu acreditava como verdade e fui em frente acreditando que tambem tinha sorte , foi ai que minha vida comerçou a andar . hoje em dia sou uma nova pessoa trabalho como terapeuta ,cuido de pessoas que tambem tem crenças limitantes . beijossssssssssssssssssssssssssssss

Avatar for Miguel Lucas
Bruno

COMO APAGO UM COMENTARIO AQUI ?

Avatar for Miguel Lucas
kildares

Miguel sou um leitor assíduo dos seus artigos, mas me responda se poder, é possível desenvolvermos estas habilidades na mente naturalmente, ou seja, detectar e organizar apenas através da observação, ou precisamos de uma orientação profissional, pois estou sem esta orientação, mas me identifico bastante com seus artigos.
Abraço e Parabéns.

Avatar for Miguel Lucas
Raquel Tatiana Gonçalves Bernarecki

Dr. Miguel Lucas, seus artigos tem me ajudado muito a me descobrir mais como pessoa, você é um profissional muito capacitado, parabens pelos seus artigos…Por favor continue compartilhando mais assuntos sobre as crenças comigo…Grata

Raquel Tatiana Bernarecki

Avatar for Miguel Lucas
alexandro

Incrível como a maioria das coisas que você falou realmente acontecem comigo, essa de sai da zona de conforto, com medo de começar o novo por causa do subconsciente aconteceu comigo hoje, mas to disposto a mudar isso tudo através do seu site e de mim mesmo, obrigado, Parabéns. !

Avatar for Miguel Lucas
vandeir

Voce faz uma observaçao entre principios e deus. Teria como discorrer a respeito. Respeitosamente aguardo.

Avatar for Miguel Lucas
gera wellington

Preciso de ajuda, de uma definição ou orientação. Minha mente cria imagens, situações que nunca vi na minha vida. Vejo pessoas em minha mente que nunca vi na minha vida! Estou conversando com alguém e de repente surgem essas imagens em minha mente. Por vezes essas circunstancias influenciam meu emocional e em algumas vezes em numero bem menor como se fosse uma premonição. Por causa disso estou afastado do meu trabalho mais de 5 anos. Eu nunca fiz uma busca pela internet ou nada parecido, se alguem tiver um norte ou conhecer alguma instituição eu gostaria de saber.

Avatar for Miguel Lucas
Elizabeth M. Frederico

Excelente artigo! Ajudou-me bastante, pois ultimamente ando questionando todas as minhas crenças. Tenho vários vícios (fumar, beber) afora os vícios morais. Que são os vícios, senão sintomas de pensamento destrutivo, não é mesmo? E eu tenho uma tendência horrível de pensar que não sou merecedora de nada que seja bom! De onde deriva essa crença é o que pretendo descobrir. Assim, procuro beber em todas as fontes que sinto confiáveis (lá vem crença de novo! rsrs) para desconstruir esta negatividade tão entranhada em meu íntimo! Obrigada por compartilhar! Fique na Luz!

Avatar for Miguel Lucas
Raisa

Bom dia!
Acredito que o que você postou, se encaixa no caso dos negros. Hoje em dia, vê-se muito pouco a utilização de negros na área de propaganda/publicidade (MKT no geral). E quando utiliza-se um negro em algum anúncio, logo utilizam ele como por exemplo "um faxineiro" ou "um jogador de futebol". Minha opinião sobre isso é que, o motivo de o negro não se destacar na sociedade tanto quanto o branco (além da diferença de classe econômica e preconceito) é que o negro tem em sua mente uma cultura, uma crença, de que seu futuro é apenas ser cantor, ser jogador de futebol, trabalhar com limpeza, ou catando latinha… Eles não acreditam que podem ser algo mais, e insistem em continuar com esse pensamento que foi passado de geração para geração, de que o negro sempre foi e será um escravo. O que eu vejo no negro de hoje, é acomodação. Eles não tem interesse de correr atrás de objetivos, de serem melhores, de mostrarem para a sociedade que eles também podem ser excelentes médicos, gerentes, diretores de multinacionais. Entende?
No meu ver, a educação no Brasil deveria ter um cuidado especial com as crianças negras, para que elas crescem com uma visão de futuro diferente dos seus antecessores.
Na empresa em que trabalho, por exemplo, só tem 1 único negro entre 100 funcionários brancos. E posso dizer que não é preconceito, pois chamamos muitos negros já para entrevista (era uma vaga na área comercial), mas nenhum tinha os estudos necessários. Na época, entrevistamos então 1 único negro que se diferenciou, porque ele tinha estudado a vida toda em escolas do governo, e sempre foi atrás de cursos de especialização e técnicos que davam bolsa para alunos que viviam com menos de 2 salários mínimos. E inclusive, ele tinha um inglês espetacular, porque correu atrás. Ele era sim muito pobre, porém, correu atrás. E hoje ele é gerente na empresa. Um caso muito raro, sim, mas que deveria se tornar comum. E não se torna comum graças a essa crença que o negro carrega consigo.
O negro tem que lutar pelo seu espaço assim com as mulheres e homossexuais lutam até hoje para ganharem seu espaço na sociedade. Falta incentivo. Mas creio que aos poucos isso vai mudar.
Enfim, excelente texto o seu.
Obrigada!
Raisa

Avatar for Miguel Lucas
lucas

Seu comentário é de extrema ignorancia, Sabemos que o negro no Brasil, quando busca uma oportunidade de emprego, o que lhe é dado sao sempre esses mesmos empregos que voce mesma citou; faxineiro, segurança, etc.. Vemos hoje no Brasil, desde ha muito tempo atras, poucos negros na faculdade. Sera que é porque ele nao quer estudar? Ou será que é porque nao teve tanta oportunidade na vida assim? Visto que, conforme vemos todo o nosso contexto sociocultural, a populaçao negra ainda sofre dos vestigios do que sofreram seus antepassados. Trazidos por trafico negreiro, e jogados na rua quando nao mais necessarios para seus donos.

Fiquei muito perplexo com o seu comentario, Raisa, espero que leia o meu e abra um pouco da sua mente. E nunca trate uma exceção, como exemplo pra algo, principalmente nesse tipo de assunto.

Avatar for Miguel Lucas
Angelita

Primeiramente eu quero dizer que tenho imenso prazer em conhecer e me aprofundar em tudo o que esteja relacionado ao crescimento e desenvolvimento como ser humano e acredito que tudo na minha vida foi ATRAÍDO por mim própria….hoje a tarde eu estava lendo sobre as crenças limitativas (o livro a chave) pela primeira vez, e questionei-me, quais seriam as crenças limitativas que estão impedindo algumas realizações na minha vida….como saber e como identifica-las…… e assim do nada eu simplesmente cheguei a esta página ….e digo-lhe, gostei , muito têm tudo haver…

Avatar for Miguel Lucas
Eliete Doraci de santana mendes

Eu acho que vocês complicam de mais a vida!

Avatar for Miguel Lucas
Ilma Soares Vieira

muito interessante o que o senhor colocou sobre as crenças limitantes. Eu vejo também que existem crenças limitantes quando o subconsciente acredita e aceita ao que vem da influência do meio externo. Por exemplo. O mesmo discurso forjado dos políticos, fanatismo religioso, fofocas, lamúrias, pensamento repetitivo compulsivo, a lavagem cerebral da mídia fazendo propagandas ilusórias com efeito placebo na mente do consumidor para vender automóvel, virar homossexual, o fanatismo religioso, superstições, tabus e preconceitos sócio-culturais, tudo isso contribuem para a alienação cultural que são também crenças limitantes. iA própria mãe da gente vem com ideias pessimistas colocando obstáculos para as coisas não terem sucesso por medo dela e insegurança dela. As crenças limitantes bloqueiam a nossa criatividade e intuição.

Avatar for Miguel Lucas
fabiana

Obrigada por ajudar a quem precisa, pois tudo q falou me ajudou muito e vou por em pratica pq quero muito mudar minhas crenças…por favor continue com este teabalho..

Avatar for Miguel Lucas
abunilha

É preciso ser muito forte para seguir em frente livre das amarras que as crenças nos impoem. Eu particularmente tive a a oportunidade de crescer sem sofrer lavagem cerebral ou alienação. Hoje consigo pensar livremente sem coação de dogmas ou imposições desta ou daquela crença. E é um estado maravilhoso você estar com o seu eu livre para viver o dia dia.

Avatar for Miguel Lucas
Ze´do Pinto Grande

EU PENSO SEMPRE QUE ESTOU FUDENDO A SUA BUNDA, E NO FINAL DAS CONTAS, ESTOU MESMO.

Avatar for Miguel Lucas
Alice

Parabéns pelo artigo! Conheço muito bem o poder do subconciente, tenho provas verdadeiras da essência desta verdade, e mesmo assim, é incrível como temos sempre que vigiar as nossas crenças e pensamentos! Um abraço e obrigada!

Avatar for Miguel Lucas
José Barros

Olá Miguel.
Parabéns pelo seu trabalho e contribuição. Talvez você não imagine o quanto você pode, e está, contribuindo para a melhora de muitas pessoas, eu inclusive.
Você escreve com muita sabedoria e propriedade. É fácil, agradável e excitante ler seus artigos e absorver seus ensinamentos.
Agradeço imensamente.
Abração

Obs.: uma coisa muito desagradável nas suas páginas é este rodapé negro ocupando quase metade da tela. Isso atrapalha muito. Deveria ter a opção de fechá-lo sem ter que aceitá-lo.

Avatar for Miguel Lucas
Elias

Acreditamos em crenças impostas desde a fecundação, aceitamos a imposição, e não nos importamos com nossos poderes interiores.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *