Estratégias extraordinárias para melhorar a auto-confiança
Desenvolvimento Pessoal 22/09/2016

Estratégias extraordinárias para melhorar a autoconfiança

Miguel Lucas Publicado por Miguel Lucas

No próximo minuto, pense na forma como você se vê a si mesmo. Que grau de autoconfiança você tem em si mesmo? Em que medida você se sente confiante relativamente ao seu trabalho? E quando você está com os seus amigos? Com o seu parceiro, caso tenha um? E em relação à sua família? Qual o grau de confiança no que diz respeito às suas finanças? E em relação a outras coisas, tais como fazer uma apresentação na escola ou trabalho, conversar com um estranho, ou até mesmo falar em público? Você sente-se confiante em si mesmo na grande maioria das situações? Você sente-se confiante, independentemente das situações em que se encontra?

Citação: “A autoconfiança é o primeiro requisito para as grandes realizações.” – Samuel Johnson

Que é a autoconfiança?

A autoconfiança refere-se à segurança no momento respeitante à sua própria dignidade, capacidade e poder, independentemente da situação em que você se encontra. Alguém que é autoconfiante tem um forte senso de convicção e certeza em si mesmo. Ele/ela transpira serenidade, tranquilidade e é auto-consciente.

A autoconfiança é frequentemente associada à posse de certos conhecimentos, de habilidades ou capacidades, inatas ou adquiridas. Apesar de poder possuir uma determinada aptidão numa determinada área ser um importante fator de ajuda ao reforço  da sua autoestima, não é um requisito único para a autoconfiança.

Mesmo alguém que possua poucas competências e/ou aptidões em algo, ainda assim, pode ser autoconfiante. Eu posso não saber algo, mas sentir-me confiante para aprender. A autoconfiança estabelece um paralelo com a intencionalidade face a algo, e a uma perspectiva probabilística de ser capaz de arranjar uma forma de vir a ser bem sucedido.

A falta de autoconfiança é aniquiladora

Você conhece alguém que tenha uma baixa autoconfiança? Como é que essa pessoa age junto de você? Uma pessoa que tem uma autoconfiança baixa ou diminuída, tem uma falta de autocrença, geralmente causada por um sentimento de incerteza sobre qualquer coisa .

Apresento oito comportamentos típicos de pessoas com baixa autoconfiança:

  • Menosprezam a sua capacidade sobre o que são capazes de fazer.
  • Assumem a culpa, mesmo quando não é culpa sua.
  • São excessivamente tímidas e reservadas.
  • São Excessivamente críticas de si mesmo, por exemplo, os perfeccionistas e neuróticos.
  • Ficam presos aos resultados negativos e “falhas” do passado.
  • Excessiva preocupação com os possíveis resultados negativos e de fracasso, mesmo que eles não se tenham manifestado ainda.
  • Têm uma atitude temerosa e efeitos adversos para a maioria das coisas.
  • Fazem muitas coisas para agradar aos outros.

As pessoas com baixa autoestima e baixa autoconfiança tendem a repelir as pessoas ao seu redor. As suas formas de raciocinar e formas de agir desadequadas e limitantes fazem com que se sintam como um “fardo” quando estão com outras pessoas. As pessoas com auto-confiança diminuída, vão reforçando um conjunto de redes neuronais (mapa da consciência), especializadas em ler sinais exteriores (estímulos situacionais) e igualmente interiores (memórias) que promovem o sentimento de culpa,  vergonha, apatia e medo. Acabam por construir um conjunto de redes neuronais especializados na leitura da desgraça, infortúnio e insucesso.

Constatação: A falta de autoconfiança é uma característica incapacitante, pois muitas vezes limita a pessoa  nas suas oportunidades e põe em risco as suas chances de sucesso, o que leva a uma auto-realização de profecias.

Vamos imaginar que você tem um projeto que está encarregado de realizar e coordenar. Digamos que lhe falta auto-confiança, e você prevê que não será capaz de corresponder às expectativas. O que é que acha que vai acontecer em seguida? Muito provavelmente, esta falta de auto-crença vai influenciar os pensamentos e ações que você terá, tanto ao nível consciente como ao nível subconsciente.

Quando você está constantemente pensando num resultado negativo, isto leva a que direcione o seu foco atencional para fora da zona do processo necessário para alcançar um resultado desejável. Isso acaba levando a uma autorrealização de profecias. Ou seja, quando um resultado indesejável acontece, porque você julgava não conseguir alcançá-lo, ele acontece exatamente porque você agiu de acordo com aquilo que antecipou vir a acontecer (não ser capaz de realizar algo com sucesso). Desta forma a sua crença negativa em si mesmo é  reforçada e você continuará a ter uma baixa auto-confiança.

Por outro lado, se você é uma pessoa autoconfiante (se não for imagine ser), tente colocar-se exatamente no mesmo cenário? O que você acha que vai acontecer? As possibilidades serão certamente muito mais positivas e favoráveis. Quando você tem uma elevada certeza de um sucesso iminente, fará tudo o que é necessário para que isso aconteça.

Se você não tem as habilidades, você vai arranjar forma de as adquirir. Se você não tem o conhecimento, você vai aprender. Se algo completamente sem precedentes acontece, colocando-o à prova, de alguma forma a sua confiança acionará as partes do seu cérebro que lhe permitirão encontrar uma solução. Irá acionar um conjunto de redes neuronais especializadas em encontrar soluções para os problemas, é como que uma inclinação mental (tendência) para o sucesso, que, posteriormente reforça a sua autoestima e autoconfiança, levando-o à obtenção de mais sucessos. Mesmo que você tenha começado a partir do mesmo ponto que os outros, se tiver uma autoconfiança bem desenvolvida, irá permitir que possa chegar muito mais além do que alguém que não tem.

Assim, tendo uma autoconfiança elevada e bem solidificada é claramente um trunfo para todos nós na vida. Não só irá promover um estado físico e psicológico melhor e mais positivo, como também prepará-lo para conseguir o que pretende. Ter autoconfiança permite que você destemidamente e conscienciosamente perseguia os seus sonhos.

Uma elevada autoconfiança irá capacitá-lo para a conquista dos seus desafios, não importa o quanto possam parecer insuperáveis para  si. Munido de uma elevada auto-confiança aquilo que se propõe irá parecer-lhe mais razoável de alcançar, promovendo a crença numa vida melhor e mais satisfatória.

No entanto, muitas pessoas têm uma baixa auto-confiança devido a acontecimentos passados. Sobretudo porque enraizaram o hábito de se colocarem num estado de espírito de incapacidade, lamuria e auto-pena. Esta falta de autoconfiança, coloca-as num ciclo infinito de pensamento da desgraça (inclinação mental auto-depreciativa) que conduz a uma incapacidade de gerar cursos de ação promotores de caminhos para a solução.

Estes acontecimentos negativos reforçam-se a si mesmo, fazendo crescer uma espiral negativa de auto-crença incapacitante. Como podemos então quebrar este ciclo auto-depreciativo e negativo?


COMO AUMENTAR A AUTOCONFIANÇA?

Há uma série de maneiras diferentes que você pode usar para aumentar a sua autoconfiança:

Condicionamento

A primeira é através do condicionamento, em que o objetivo é implementar o sentido de autocrença positiva. É uma abordagem virada para um conjunto de estratégias com o objetivo de implementar confiança em si mesmo através de auto-sugestões e ações. O ser humano expressa-se de várias formas de acordo com as capacidades do nosso organismo. A forma de comunicação que usamos no relacionamento com os outros e connosco mesmo, tem um grande peso na construção da nossa auto-confiança.

Exemplos do uso do condicionamento para aumentar a sua autoconfiança:

  • Forma de vestir: Vista-se de forma adequada para as situações, imagem apresentável, clara e que se encaixe na forma como se expressa e movimenta.
  • Linguagem corporal: Caminhar com confiança, colocar o tom de voz firme e com ritmos adequados, ser calmo e composto, cabeça erguida, ter uma boa postura, sorrir.
  • Técnicas mentais: Pensamento positivo, visualização de resultados/cenários positivos, focando os seus pontos fortes e não os fracos.
  • Autoverbalizações: Ser cuidado na forma como fala consigo mesmo, usar afirmações e frases capacitadoras, orientadoras e encaminhadas para a solução do problema/situação. Dizer palavras motivadoras e de incentivo a si mesmo.
  • Técnicas complementares: Ouvir música animada, ler, ver e ouvir matérias de inspiração.

Estas ações são eficazes, porque dão-lhe o impulso necessário para pouco a pouco ir implementando hábitos (expressões, verbalizações, tom de voz, raciocínio, postura) que irão construir numa base sólida a sua autoconfiança. No entanto, os efeitos não são imediatos, você precisa lembrar-se repetidamente e praticar de forma consciente até que se torne numa atitude e forma de estar solidificada/condicionada.

Aquisição de informação significativa

A segunda, é trabalhar em si mesmo para colmatar as lacunas que estão fazendo com que sinta uma baixa autoconfiança. Como mencionado no início deste artigo, a autoconfiança é muitas vezes relacionada com a posse de certos conhecimentos, habilidades ou capacidades. Muitas pessoas não têm confiança em si mesmo, porque eles sentem que lhes falta uma certa competência.

Se for o seu caso, não desespere, é possível melhorar desde que perceba que tem capacidade e vontade para aprender e adquirir conhecimento que lhe permitirá aumentar a confiança em si mesmo. Pessoas que têm um alto nível de competência numa determinada área, muitas vezes desenvolvem uma elevada autoconfiança nessa área, como resultado.

Citação: “A confiança não é uma garantia de sucesso, mas um padrão de pensamento que irá melhorar a sua probabilidade de sucesso, a busca tenaz de maneiras de fazer as coisas funcionarem”. – John Eliot

A competência em qualquer coisa ou área pode ser desenvolvida através da prática, preparação e experiência. A chave para o desenvolvimento de competências, é envolver-se na aquisição de conhecimento, e aplicá-lo várias vezes até que se torne eficaz. Por exemplo, se é um assunto académico, leia, tanto quanto é possível através de diferentes fontes. Se pratica um esporte ou pretende melhorar uma técnica, continue treinando todos os dias.

Se pretender fazer uma apresentação ou falar em público, pratique falando para si mesmo, para amigos e/ou familiares para ir desenvolvendo confiança necessária para uma boa expressão dos conteúdos que irá apresentar. Se for algo social, como falar com um desconhecido, comece com pequenas metas e pequenas abordagens de ir falando com um estranho (pode ser no pedido de uma orientação para um lugar, perguntar quem é a última pessoa da fila, a que horas abre o estabelecimento, entre outras).

Faça as coisas de forma progressiva, não pretenda ou tenha a intenção de resolver e/ou melhorar o seu problema de um dia para o outro, isso levaria ao insucesso. Ao suportar-se na sua experiência treinada e trabalhada, irá paulatinamente sentir-se mais preparado, o que o conduzirá a sentir-se naturalmente mais autoconfiante.

Além da competência, existem os símbolos de valor, dos quais os mais comuns são:

  • Atributos tais como o nível de atratividade e popularidade.
  • As posses materiais, tais como a quantidade de riqueza que você possui, carro, imóvel, marcas de luxo, e assim por diante.
  • Símbolos de status, como as qualificações académicas, as suas conquistas, o título do trabalho.
  • Exemplos de sucesso como vencer um jogo, situações em que você sai vitorioso.

Dependendo do símbolo de valor que acha relevante para você, pode adquiri-lo para aumentar a sua autoconfiança. Por exemplo, você vê pessoas diferentes que buscam coisas diferentes, a fim de reforçar o sentimento de autoestima. Algumas pessoas esforçam-se para se tornarem mais atraentes e populares. Algumas pessoas tentam adquirir bens materiais, como ganhar mais dinheiro e ter artigos de valor. Algumas pessoas procuram obter símbolos de status e títulos. Algumas pessoas lutam por sucesso em tudo aquilo que fazem.

O problema com a aquisição de símbolos de valor para aumentar a auto-confiança, é que o aumento na autoconfiança só dura enquanto os símbolos durarem ou lhes atribuir valor. Se eles forem removidos de você ou perdem a sua relevância como um símbolo de dignidade e valor, muito provavelmente a sua auto-confiança irá diminuir.

Certamente que ter, adquirir ou trabalhar para alguns símbolos de valor, é positivo e promove o aumento da autoestima. No entanto, o que importa abordar relativamente a este assunto, é a forma e a razão pela qual queremos conquistar esses símbolos. Se esses símbolos forem fruto e resultado do seu esforço, dedicação, motivação, trabalho, empenho, alegria e auto-realização, ou seja, se chegou aí, não porque apenas quer ter determinado símbolo de valor, mas sim porque foi uma consequência da sua forma de estar na vida, isto será muito enriquecedor de si mesmo. Porque ao valorizar outras pequenas coisas, por desenvolver aptidões, conhecimento, experiência, habilidades, valores, virtudes, atitudes saudáveis, tudo o resto se seguiu.

Imagine um jogador de ténis que mede o seu valor com base apenas nas suas vitórias nos seus jogos de ténis. Ele continua treinando para aumentar suas chances de vitórias. Sempre que ele ganha, a sua auto-confiança ganha mais um impulso, no entanto, sempre que ele perde, a sua autoconfiança diminui.

Esta pessoa entra num ciclo de sobe e desce da sua autoconfiança, pois está dependente dos resultados dos jogos. Muito provavelmente seria mais benéfico para este jogador, associar também a sua autoconfiança ao nível da sua técnica de servir, de apanhar bolas altas, de velocidade de reação, ou seja, coisas que durante o jogo estão dependentes dele e não apenas do resultado.

Ou, imagine alguém que tem uma baixa autoconfiança e que trabalha como executivo. Ele vê a sua posição na sua carreira (status) como indicador do seu valor pessoal. Ele trabalha muito duro na sua empresa e é promovido sendo promovido a gerente. A sua confiança, o seu senso de valor vai-se  ligando única e exclusivamente à sua posição. Se a empresa sofrer perdas de capital e ele for destituído do cargo ou mesmo despedido, irá fazer baixar a sua autoestima novamente.

Este é um cenário muito comum, em que na grande maioria das vezes pode levar a pessoa à depressão e ansiedade após o despedimento. Aparte das questões financeiras, muitas  pessoas ligam o seu senso de valor pessoal aos seus bens materiais e a símbolos de status, o que pode confirmar-se como uma condição vulnerável para a sua autoconfiança.

Assim, para trabalhar na sua autoconfiança através de uma solução permanente e de longo prazo, temos um terceiro método:

confiança

Trabalhe na sua crença de valor

A terceira forma de trabalhar na sua autoconfiança, é investindo naquilo que valoriza e não apenas nos sinais e/ou símbolos de valor. As duas formas anteriormente referidas podem considerar-se como técnicas auxiliares e facilitadoras para o aumento da sua auto-confiança. São estratégias de âmbito técnico. Na verdade, é como se as duas primeiras formas tratassem dos sintomas do problemas de uma baixa auto-estima (o que é importante e necessário para a pessoa se sentir bem), mas não indo à raíz do problema.

Assim sendo, e para solidificar de forma permanente a sua auto-confiança, temos de trabalhar igualmente no cerne da questão. Temos de trabalhar naquilo que valorizamos e/ou nos valoriza.

A questão prende-se então com o seguinte: coisas, como não ter um nível de competência suficiente, não ser bem sucedido o suficiente, não ter a atitude correta, ser indeciso ou não se expressar de forma assertiva, são tudo sintomas do problema.

A raiz do principal do problema é a sua crença negativa, ou seja, você acredita que necessita primeiro de ter as coisas e/ou conquistar algo para poder sentir-se confiante e ter uma elevada auto-estima. Não podia estar mais errado, porque a autoconfiança e a autoestima não derivam da obtenção das coisas, mas sim da forma como as conseguiu obter. Se foi devido ao seu investimento pessoal, ou se as conseguiu alcançar sem esforço e dedicação?

Quando obtemos sucesso na vida devido às nossas habilidades, aptidões e que dependem do nosso esforço, estamos a contribuir para o nosso capital psicológico, estamos a acrescentar valor a nós mesmos. Este valor que acrescentamos a nós mesmo, pode ser utilizado em qualquer altura, pertence-nos, o que automaticamente promove a melhoria do nosso senso de auto-confiança.

Por exemplo, você acha que precisa de ser bom em alguma coisa previamente para se sentir confiante? Você precisa ter alguns sucessos para que possa sentir alguma autoestima? Você pode pensar que ter uma elevada auto-confiança, é ter uma boa postura, vestir-se de maneira inteligente e falar devagar. E assim por diante. No entanto, ao contrário da crença popular, alguém com absolutamente zero habilidades, sem sucesso no passado e com fracos conhecimentos, pode desenvolver autoconfiança. O que você precisa entender é o seguinte:

A reter: O único pré-requisito para a autoconfiança é um sentimento de autocrença (acreditar em si mesmo).

Pense num símbolo de valor para você. É competência? É a quantidade de dinheiro que você ganha? É sentir-se atraente? Identifique-os primeiro. Então, pergunte a si mesmo: Porque é que isto é um símbolo de valor para mim? Porque é que eu primeiro tenho de ter estes símbolos para me sentir digno e confiante? Onde é que está escrito, ou que lei existe, que diga que estes símbolos de valor são pré-requisitos necessários para poder vir a sentir autoestima e autoconfiança?

Estes pressupostos acerca do que representa um determinado valor (para si) são em grande parte devido à percepção social. Todas as crenças que temos de ter que ter certas habilidades, certos comportamentos, etc, para ter certeza de tudo e sermos confiantes e com uma boa auto-estima, foram implementadas e disseminadas pela sociedade.

O problema que precisa ser abordado é o apego a estes símbolos com se fosse um cheque de autoconfiança. Todas as suas crenças sobre o que representa um determinado valor só podem ser verdadeiras se você permitir que elas sejam verdadeiras. A chave é quebrar a ligação entre todos os acontecimentos externos (como o próprio passado, o nível atual das competências/habilidades, os resultados dos eventos, as opiniões dos outros, etc) como uma avaliação do próprio valor.

Se você não vê a competência como uma representação do seu valor, então ela não será. Se você não vê o dinheiro como uma avaliação do seu valor, então ele não será. Relembre-se que todas essas representações de valor ou símbolos de valor, são apenas os objetos/situações  externas, e não você mesmo. Se você não deixar que uma coisa represente ou tenha valor para si, ou que contribua para o seu valor pessoal, ela não terá.

Citação: A confiança é um estado de espírito pelo qual você acredita que nada é impossível. ” – John Eliot

Torne-se em uma pessoa autoconfiante

Sempre que vir qualquer circunstância em que você não se sente auto-confiante, pergunte-se: Porque não me estou a sentir auto-confiante? De onde é que essa incerteza vem? Ao que é que estou a associar (anexar) a minha auto-estima?

Quando se torna consciente do que você associa ao seu valor pessoal, começará a diminuir e a destruir a terrível crença limitante, de que você só pode sentir-se digno ou confiante face a determinados pré-requisitos. Quando você fizer isso, você vai encontrar-se preenchido por um senso de autoestima que estará sempre presente, independentemente do que aconteça. Você irá perceber que este tipo de auto-estima vai ser o que o levará aos seus resultados desejados, e permitir-lhe ser aquilo que deseja vir a ser.

Se você pretende dar um passo definitivo e tornar-se numa pessoa autoconfiante, confira a minha Palestra em vídeo =>> CLIQUE AQUI

Abraço,

Miguel Lucas

Novo usuário?
Comece aqui
Receba Grátis os Vídeos “Fórmula da Positividade”
Receba Grátis os Vídeos “Fórmula da Positividade”

Dê a si mesmo a oportunidade de florescer e ser bem sucedido!

Comentários
Avatar for Miguel Lucas
Toni Durden

Belo artigo, Miguel. O problema que vejo com auto-confiança é que é simples de entender, porém bastante difícil de se aplicar. Talvez deixando de nos centrarmos muito em nós mesmos, vivendo mais o momento presente e observando o todo e não apenas o ego, tenhamos resultados mais eficientes do que simplesmente nos forçando a diminuir o abismo entre quem somos e quem desejamos ser.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Toni, obrigado pelo comentário.

Sim, sem dúvida que a aplicação das coisas é sempre o mais difícil, mas nem por isso impossível.

Descreveu bem algumas das coisas úteis que se pode fazer para beneficiar o desenvolvimento da confiança.

De qualquer forma a auto-confiança é construída na forma de tentativa e erro, devemos propor-nos à possibilidade de errar, e se errarmos voltar a tentar até que tenhamos sucesso, quando isto acontece, subimos um degrau na nossa auto-confiança. Olhar para o que podemos fazer e não apenas para aquilo que não consegimos fazer.

Bom trabalho nessa auto-confiança 🙂

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Dr Marcelo Quirino

Gostei do texto.

Simples, esclarecedor e direto.

Autoconfiança é um constructo realmente muito abalado nesses dias.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Marcelo, obrigado pelo comentário.

A auto-confiança é a base das nossas ações, e o grau de auto-confiança que temos está relacionado e/ou é proporcional à motivação e energia que colocamos nas coisas. Por esta razão, é na verdade um constructo muito significativo na vida de todos nós.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Cristiano Silvestre

Parabéns! Um dos melhores textos deste site e um dos melhores que já li sobre o tema. Maravilhoso. Direto e esclarecedor. Parabéns mesmo. Divulgarei em minhas páginas em redes sociais.

Obrigado.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Cristiano, obrigado pelo comentário

Fico lisonjeado pelo reconhecimento da utilidade dos nossos artigos.

Agradeço a divulgação, a quantos mais chegarmos mais ajudaremos 🙂

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Gabriel

Muito bom o artigo. Inclusive encaminhei o link para um amigo q não tem uma auto-estima elevada. Eu tbm já passei por momentos de moral baixa. Uma postura negativista só atrai coisa ruim. Mas é dificil mudar a a mentalidade de quem pensa desta forma.
E o pior q estas pessoas atribuem tudo de ruim q acontece à falta de sorte, e acham isto nunca vai mudar. Tanto q meu amigo, para quem mandei o link, me criticou e disse q a falta de sorte não era culpa dele, q sempre vai ser azarado.
Mas espero q ele leia o artigo e comece a pensar de outra maneira.

Abraço.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Gabriel, obrigado pelo comentário.

Por lapso, só agora lhe respondo:(
É mesmo como voce disse, mudar a mentalidade é muito difícil. O primeiro passo é ter que ganhar consciência que algo necessita de ser melhorado, e que queremos fazer coisas nesse sentido, ao invés de resignarmo-nos e olhar para outras coisas ilusoriamente justificativas.

Sorte para o seu amigo.
Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Claudineide Simões

Gostei muito do texto!
Vai me ajudar bastante,
me encontrei em varias
situações descritas aqui.Parabéns!

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Claudineide, obrigado pelo comentário

Fico contente pela utilidade do artigo para você.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
leandra

Ter auto confiança deve ser unico para cada pessoa pois o pisicologico de cada ser trabalha e se desenvolve de um jeito enquanto uns tem uma grande facilidade outros enfrentam grandes dificuldades.

Avatar for Miguel Lucas
Augusto

otimo texto, porém logo no final vc escreve “A chave é quebrar a ligação entre todos os acontecimentos externos”
minha pergunta é COMO FAZER ISSO???? de exemplos

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Augusto, obrigado pelo comentário

O que me referia era tentar passar a mensagem que o nosso valor enquanto pessoa ou aquilo que valorizamos não tem de estar fortemente associado e dependente das situações, conquistas, aquisições externas. Caso um atleta não ganhe uma competição, não quer dizer que enquanto pessoa tenha menos valor, ou que a sua confiança enquanto pessoa tenha necessariamente de depender diretamente disso.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Rodrigo

Olá e parabéns pelo artigo. Gostei muito desse site. Tem me ajudado bastante.

Um dos meus grandes problemas é um nervosismo elevado (pernas, braços, pescoço tremem, coração bate rápido, voz meio sufocada, respiração sem rítmo) quando vou fazer alguma coisa em que eu me sinta exposto, como uma apresentação de trabalho na escola ou tirar uma foto quando tem outras pessoas olhando. Será que isso também é um problema de falta de auto-confiança?

Obrigado.

Avatar for Miguel Lucas
Renata José de Carvalho

Obrigado pelo artigo. Foi muito claro e eficiente espero conseguir colocar em pratica as dicas de como conseguir adquirir auto-confiança. Preciso muito conseguir desenvolver essa caracteristica que não possuo .

Avatar for Miguel Lucas
luisa

Ola, por acaso li este artigo numa fase da minha vida em que sinto alguma desmotivação. Se me ajudou? Bom não é nada de novo,nada que já não tenha lido de varias formas diferentes, talvez centenas de vezes. Eu, pessoalmente acredito que muitas das nossas emoções negativas estão relacionadas com algumas lacunas de nível neurológico. Talvez uma alimentação deficiente não forneça aquilo que o cérebro precise para se alimentar e debilitado o cérebro expressa-se através de emoções negativas,Li recentemente um artigo cientifico que afirmava que a falta de Ómega 3 provoca depressão e consequentemente emoções negativas que leva a.a falta de auto-estima e outras coisas da mesma gama..Com todo o respeito pelo autor acho que o ser humano é ser que ainda não sabe como lidar com as emoções e que apesar de haver centenas ou até milhares de trabalhos realizados ainda estamos num principio. Enquanto não aceitarmos que talvez seja possível viver com aquilo que somos e não paramos de lutar contra a nossa própria, forçando-nos a mudar através de técnicas que não funcionam para a maioria ,etc. Acredito que a vida é uma longa aprendizagem e quanto mais aprendemos com ela mais facilmente a dominamos.
Maria

Avatar for Miguel Lucas
AnonyMos

foda manaow sabidao Ti vai lonnge….. muinto sabio mesmo ajudo mnt… ainda + na fase podre que to d vida xd…. 😀

Avatar for Miguel Lucas
Victor

Sou uma pessoa com auto estima reduzida e este artigo vai me ajudar muito, já comecei este processo de melhorar o meu auto estima há algum tempo estou num bom caminho. Abraços

Avatar for Miguel Lucas
Luana C. F. Reis

Olá Miguel é com grande emoção que deixo minha opinião e agradeço a Deus por capacitar proficionais como você que deixam estes artigos, não tenho palavras para descrever o quanto foi importante para mim pois me vi em cada frase escrita. Obrigada foi de grande importância para mim.

Avatar for Miguel Lucas
Tatah

Oi,Miguel!Eu procurava algo sobre autoconfiança,e Graças a Deus que encontrei o seu texto,pois realmente diz tudo!A minha oscila muito,e eu já achava que a culpa era dos acontecimentos passados,parece que a gente muda,mas tudo aquilo fica gravado,e a gente tem q ter cuidado pra não ficar preso a essas coisas!!!Me olhar no espelho e sinceramente achar tudo bonito,e agir como se já fosse confiante quando me sentia insegura sempre me fizeram fazer sucesso e ter todos os olhares voltados pra mim!Às vezes até me assusto com tanto sucesso!Todas as mulheres ficam inseguras perto de mim,mesmo as loiras e as mais bonitas que já vi!Também consigo o homem que quero, normalmente todos já estão olhando pra mim,mas quando quem eu quero ainda não me viu,dou um jeito de ele me ver e fico olhando,aí ele vem falar comigo!Sou muito invejada!Mas mesmo sendo privilegiada,com rosto,altura e corpo perfeitos,tenho momentos de insegurança que eu não sei como podem aparecer,e quando tô insegura,já faço menos sucesso!Por isso busquei seu texto e fiquei feliz de ter esse novo impulso,pois não desisto do que quero!Já me acostumei com o sucesso e não vou deixa-lo escapar!Obrigada por ajudar as pessoas com seus textos!Você colherá o que está plantando e merece ser muito feliz!Deus lhe abençoe!

Avatar for Miguel Lucas
OcamaruBRES

Oi!Li seu comentário e achei interessante!
Mas acredito que mesmo lendo não ajudaria totalmente pq embora eu tenha família é como se eu não tivesse pois tirando meus pais e minha irmã que convivi há mais de 20 anos(hj tenho 28),eu praticamente não cultivei 100% algum relacionamento pq sinceramente sempre fui alheio a qualquer tipo de relação humana(namoro,amizade,grupos sociais,etc),ou seja,sempre fui uma espécie de espectador vendo a vida de todos passarem.
Nunca Trabalhei em algo que rendesse grana,nunca estagiei(e nem quis pois quase não tinha oportunidade nenhuma enquanto eu fazia faculdade e as que tinham não eram do meu interesse),nunca me dediquei de corpo e alma em vestibular pq sempre preferi máquinas e jogos eletrônicos do que pessoas(ou seres vivos) embora demonstre uma educação que hj em dia é muito raro especialmente em um país como esse cheio de gente que inverte os valores e morrem mais cedo.
Acho que pelo fato de eu ser contra uma maioria de coisas que ocorrem nesse país e no mundo sejam a explicação por eu não ter vida social,amigos,grupos,emprego,ou grana.
Só tenho um canal no Youtube que coloco sobre jogos que jogo,crio e animações e as vezes publico mensagens e desabafos em vídeo dizendo tudo o que penso de muita coisa nessa vida!
Apesar de ter conhecido uma infinidade grande de pessoas sinto que não seria o suficiente para nem ser 1% do que os famosos e aqueles que tem milhares e milhões de pessoas!
E em parte não ligo de ter as coisas e costumes que estão "na moda" mas também não sou nenhum dinossauro ou ogro das cavernas,mas me considero bilhões de vezes diferente de muitos que conheço.
O problema é que já passou da hora de eu ter encontrado(e ainda não encontrei) algo que seja fonte de renda para me sustentar e eu ter vida independente de familiares e de qualquer um.
Ter casa própria,e viver longe da sociedade e de qualquer lei política(quero muito não poder votar nem justificar voto pois não ligo para isso e nem entendo e nem quero entender),jurídica e social pois só tenho vida virtual(exceto na academia que malho,ou ocasionalmente quando ando de bicicleta) e creio que seja minha esperança de ter meu próprio dinheiro.
Mas sei que corro risco de ficar só ou pior:Minha vida ser extinta de corpo e alma sem eu nunca ter realizado um ou outro sonho meu que tenho desde que vim para esse mundo.
E acrescentando a minha lista de metas e sonhos que quero realizar:Fazer atividade física sem sair de casa,poder usar internet e jogos por tempo ilimitado,terminar a criação dos meus jogos e ficar conhecido como aquele que cria jogos extensos sozinho,e criar animações com personagens reais feitos por mim mesmo e muitas outras coisas!
Se eu for bem sucedido ótimo!Caso contrário,meu futuro e minha eternidade estarão em sério risco de serem sombrios ou mesmo de serem extintos!
Especialmente pq evito pessoas e multidões e nada aqui de onde moro me agrada!
Apenas o que faço dentro de casa e no meu quarto!

Avatar for Miguel Lucas
Priscila Moreira

Esse seu artigo foi ótimo pra mim pois eu sempre fui uma pessoa alegre e comunicativa, mais depois que passei por umas dificuldades que me fizeram me sentir incapaz de ser a pessoa extrovertida que sempre fui , eu comecei a achar que eu nao prestava mais que era inferior aos outros e minha alto-confiança foi cada vez piorando até entrar em um estado depressivo.
O que voce disse nesse seu texto é algo que me acrescenta muito, pois nós mostra que as vezes nos apegamos em certos tipos de coisas para nos sentirmos melhores ,porém na verdade cada pessoa tem o seu jeito de ser e pode sim confiar no seu próprio potencial e esquecer as coisas do passado porque se focalizamos nas coisas que nao queremos é isso realmente teremos.
E sempre confiar que podermos conquistar, aquilo que queremos sim basta enfrentar o medo a cada dia e pensar sempre confiante que amanha será um novo aprendizado, que eu posso sim enfrentar meus medos com palavras de confiança, eu posso ,eu vou, eu consigo,
eu sou boa nisso,porque a partir do momento que confiamos em nós mesmos o nosso consciente agi da forma que acreditamos ser.

Avatar for Miguel Lucas
Robson Santos

Ótimo e esclarecedor. Sou professor e gosto muito de tratar desses assuntos com meus alunos. Creio que tais conhecimentos são muito importantes para mim e para aqueles que comigo beberem dessa fonte.
Obrigado.

Avatar for Miguel Lucas
fatima

li cuidadosamente este artigo, estou em uma fase em que estou tentando me encontrar, muitas vezes culpando o mundo pelas minhas falhas e erros, mas estou começando a entender que o mundo é formado por um imã. onde atraimos pensamentos bons e ruins, então resumindo temos que encarar a vida de um jeito melhor, facil não é mas não custa tentar, vou me esforçar..

Avatar for Miguel Lucas
Adriana Leoncini

Para um inicio de semana ler um texto como este, é começar com o pé direito.,apesar de não ser supersticiosa.
Com tantas dificuldades, tantos obstáculos, acabamos perdendo o foco da auto-motivação, auto-confiança.
Gostei muito.

Avatar for Miguel Lucas
Fabia

Miguel, li seu artigo e tenho uma duvida: Você acha que uma pessoa com uma alto estima e alto confiança elevada possa prejudicar uma pessoa próxima a ela que não é auto confiante a melhorar?

Avatar for Miguel Lucas
Rafael

Miguel queria poder conversar mais sobre este assunto com vc.. tem alguma possibilidade de podermos fazer isso? preciso de ajuda para trabalhar o desenvolvimento da minha auto-confiança. Obrigado

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá rafael,

Como deve perceber tenho muitas solicitações de ajuda, não tenho possibilidade de chegar a todos por esta via. Se achar útil por favor pondere marcar uma consulta através do serviço de consulta online que disponibilizo em: http://www.escolapsicologia.com/sessoes-online/

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Clélia Araújo

Olá.Excelente texto. Muito esclarecedor.Devido a perdas até irreparáveis comecei me vendo dentro das características citadas. Estou no momento em que busco reorganizar as ideias e a auto-confiança que sempre existiu em mim.

Avatar for Miguel Lucas
Lucas

Realmente, tenho 18 anos e me vi em muitas coisas que você disse.
Busco muito saber sobre tudo o que obviamente não dá certo, procuro sair e beber muito em certas ocasiões pra fazer o que eu nunca faço e esquecer o quanto eu não sou o que eu queria ser, tento me socializar através da bebida normalmente. Não que eu seja alcoólatra, faço isso quando eu saio o que não são muitas vezes…
Tenho medo de fazer certas coisas, de uma simples pergunta ao professor até a decidir o que vou estudar. Parece que eu crio uma imagem que alguns veem, de inteligente, sociável, pegador, mas não me sinto assim, me torturo toda vez que deito a cabeça no travesseiro, e lembro de tudo de errado que já fiz e a cada situação em que sou exigido, eu não enfrento e encaro por medo de errar, errar o que falar, e se falo, me pego pensando que poderia ter sido muito melhor o que eu disse ou fiz kkkk chega a me assustar, eu realmente prefiro ficar sozinho mas não sou anti-social etc… Acho que me força a fazer certas coisas pra não me sentir um fracasso, sem amigos sem saber fazer nada, sem saber nada sobre determinados assuntos e os assuntos que sei e me interesso ao menos um pouco, são assuntos que ninguém da minha idade gosta de falar e conversar kkkk
Logo socialmente me sinto mal e isso me leva a pensar que todo momento vou fazer uma coisa errada, isso até me levou a ficar em casa nos finais de semana com medo de fazer alguma coisa errada e hoje me trás consequências grandes porque afastei algumas pessoas, fazendo me sentir pior ainda.
Tenho vontade de buscar um psicólogo, mas logo penso, eu sei o que eu penso, sei o porque me sinto mal em determinadas situações, sei que não preciso me punir, me culpar, exagerar, ficar pensando nos erros e tudo mais, sei o que preciso fazer pra mudar e começar, pelo menos eu me convenço que sei, mas insisto em pensar que se eu errar uma vez não vai ter volta e vai ser mais uma coisa pra me lembrar de quando deitar a cabeça no travesseiro, mais uma coisa que vai me afastar dos outros, mais uma coisa errada que fiz, e isso me prende, me faz sentir que não fiz nada de interessante, relevante e considerável até hoje na minha vida com consequências, nunca vou conseguir fazer e acabo culpando meus pais por como me criaram mesmo sabendo que não é só culpa deles e todo mundo tem problemas… Realmente complicado kkkk

Avatar for Miguel Lucas
Maikelly

Outro sintoma de falta de auto confiança que muitas vezes passa despercebido: pessoas com a necessidade de estar sempre com a razão, de provar que estão sempre certas, inconscientemente, não tem autoconfiança, pois necessitam de aprovação dos outros, no fundo, necessitam da aprovação de si mesmas.

Avatar for Miguel Lucas
Érica

Olá, gostei muito do seu texto, estou passando por um momento muito difícil, trabalhei durante 10 anos na área da saúde agora resolvi mudar, depois de uma proposta que recebi, e estou muito insegura, penso que nunca vou conseguir aprender, que tudo que faço poderia ser melhor, tenho muito medo de errar, e é esse medo que me trava e me faz errar, trago todos os dias problemas do trabalho para casa, não curto meus finais de semana, pensando o tempo todo no trabalho, meu DEUS o que faço???

Avatar for Miguel Lucas
SONIA SIMOES DE OLIVEIRA

Olá, Miguel. Quero dizer que este texto está maravilhoso, eu gostei muito e para mim serviu para
mostrar que eu aprendi a ter Auto-Confiança em mim aos 40 anos de idade. E, hoje eu me sinto capaz pois todas as coisas que eu tenho feito deram certo na escola, em casa e no trabalho. Antes eu tentava agradar as pessoas para ser aceita, mas hoje não preciso mais fazer isto. Hoje tenho capacidade de acreditar em mim acima de tudo, voltei a estudar percebi que eu tenho capacidade de aprender a reaprender com a finalidade de ser eu mesma e estou me realizando e poderei ser útil ao próximo.

Avatar for Miguel Lucas
Helem

olá Miguel ,esclarecedor;o artigo,mas muitas das situações,me sinto sufocada em agir com minha alto confiança ,,,então sinto que também muitas pessoas como eu tem sua auto estima elevada e alto confiança ,,,mas dependendo do que se vive determinadas situações que não depende de nós buscarmos estar bem o ambiente o dia a dia os acontecimentos acabam vibrando em total desarmonia e sendo uma dificuldade para buscarmos em si toda aquela força interior chamada auro confiança,,,pois um exército é um exército devido a união dos soldados ,,,e como um soldado irá lutar com um exército ,fica impossível mesmo tendo alto confiança ,então não sei se posso concluir meu pensamento que Auto confiança depende do estado que se encontra e situação vivida??/?,,,

Avatar for Miguel Lucas
Lilian

Oi, Miguel. Eu procurei algo referente de como confiar em si mesmo, porque eu tenho dificuldade quanto a isso. Eu tenho dificuldade de me expressar, de apresentar trabalhos na escola, eu penso na dificuldade das coisas e deixo de fazer, tenho dificuldade de conversar sobre determinados assuntos nao saber o que falar ou responder, sendo que eu sei sobre o assunto… Eu queria uma ajuda sobre isso, de como mudar… Desde ja agradeço 🙂

Avatar for Miguel Lucas
Denise

Parabéns pelo seu brilhante artigo.
Hoje, ele salvou meu dia e creia-me: ele me salvou de muitos equívocos.
Por favor, continue ajudando tantas pessoas como ajudou a mim.
Denise

Avatar for Miguel Lucas
willysgton

Muito bom artigo, precisava ver este artigo…
Pois sou muito estressado, com baixa autoestima, depressao e entre outras coisas…. parabens

Avatar for Miguel Lucas
Maria

Olá, eu tenho uma auto estima baixa, porque sempre nos meus relacionamentos sou insegura, negativa sempre acho que a pessoa não irá me assumir, e começo a fazer situações tipo: provocar ciúmes, inventar situações. Sofro muito com isso e queria uma ajuda!

Avatar for Miguel Lucas
alex

Sabemos que, a auto-confiança melhora o desempenho intelectual. Existem matérias as quais apontam que nós seres humanos usamos apenas 10% de nossa capacidade cerebral e as vezes nem isso. Do ponto de vista profissional e não fictício, como seria se usasse-mos os outros 90%? Isso seria possível? Como? Teríamos nosso intelecto ampliado? Qual sua posição perante estes questionamentos?

Avatar for Miguel Lucas
karla

Parabéns pelo artigo! Sensacional! Ajudou-me muito! karla

Avatar for Miguel Lucas
Artur Marques

Parabéns pelo artigo, muito boa a explicação sobre a auto-confiança. Procurei um texto assim porque justamento me falta confiança, mas a minha eu acredito que seja ocasionada pela minha gagueira, que é algo quase imperceptível para outras pessoa, mas me incomoda muito e sempre me serve de obstáculo para eu ter a confiança desejada. Miguel, você tem alguma dica para mim?

Avatar for Miguel Lucas
Eduardo

Bom texto esclarecedor e capaz de ajudar muitas pessoas a evoluir seu proprio ser rumo a evolução!Paz e luz!

Avatar for Miguel Lucas
Lilian

Encontrei este artigo para que através de uma pesquisa para um trabalho de faculdade em que um dos meus piores requisitos para se tornar uma empreendedora seria devido a minha baixa auto-confiança. Com certeza não será algo somente para responder a questão de prova,mas sobretudo uma lição de vida. Parabéns pelo artigo, é claro que gostaria de aprofundar mais sobre o assunto, mas acredito que essa base foi fundamental para iniciar meu processo de melhoria para minha auto-confiança e auto-crença.
Obrigada!!!

Avatar for Miguel Lucas
JÉSSICA MURTA

Boa tarde,

Ando meio entristecida pela falta de auto confiança, o que gera grandes transtornos. Ultimamente não tenho visto brilhos nas coisas que faço, não me aceito como sou e acredito que por este motivo tenha distanciado tanta gente de mim. Eu adoro as coisas negras e me trancar no quarto tem sido um hobby. Confesso que já fui mais alegre e positiva. Minha garra e perseverança eram invejáveis, hoje vivo a me comparar com outras pessoas, tanto fisicamente quanto financeiramente. Não me acho atraente e não posso ver uma foto das ex do meu namorado que logo começo a chorar desesperadamente por me achar completamente inferior, me sinto péssima. A poucos meses descobri que estou gravida, tenho muito medo de passar coisas ruins para o bebê, pois soube que tudo que sinto o pequeno sente também. Mas lendo o fim do seu texto algo me caiu muito bem, parece que foi escrito para mim: Ao que é que estou a associar (anexar) a minha auto-estima? à beleza?! E quanto ao meu caráter, pois apesar de tudo de ruim que pensam e dizem ao meu respeito sei que sou rara como mulher e como pessoa e que muitas pessoas adorariam estar ao meu lado. Acho que me deixei contaminar por este mundo que não é de nada legal. Sinto falta de me amar e não creio que outra pessoa possa verdadeiramente fazer isso por mim. Faço acompanhamento com o Psiquiatra desde muitos anos, pois fui diagnosticada com o Transtorno de personalidade histriônica. Não sei bem se é a sua área, mas pela grandeza de suas palavras acho que deve saber do que se trata, você sabe me dizer se existe uma forma de tratamento sem que seja necessário eu permanecer tomando os remédios, pq agora que descobri a gravidez eu tive q para e está tudo muito ruim. Obrigada!

Avatar for Miguel Lucas
Ilma Soares Vieira

Adorei o seu texto. Eu gostaria de saber se existe algum tratamento para ganhar autoconfiança principalmente quando eu vejo um homem interessante, quero dar uma cantada nele e morro de vergonha e tenho medo de ganhar um não. Eu imagino que alguém está me observando. Fico com uma impressão de que todo mundo vai rir da minha cara. eu tenho vergonha de fazer uma declaração de namoro. Até hoje. eu tenho vergonha de dar cantada no homem. Ele é que tem que vir a mim. eu tenho vergonha de pedir a um homem para dançar porque fico pensando em ganhar um fora.Por falta de autoconfiança ,já perdi oportunidade.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Ilma, obrigado pelo comentário.

respondendo à sua pergunta. Sim, tenho um produto produzido por mim que certamente irá ao encontro das suas necessidades. Estou a falar da minha palestra em vídeo: Como Melhorar a autoestima e autoconfiança.

Deixo o link: http://www.escolapsicologia.com/cursos/palestra-em-video-como-melhorar-a-autoestima-e-autoconfianca/

Abraço,

Avatar for Miguel Lucas
fernando

Óla, meu caro gostei muito do texto de leitura
Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Fabio

ótimo, apenas difícil de se aplicar no dia-a-dia!!!mas me identifiquei muito!!!Parabéns!!!

Avatar for Miguel Lucas
Robson

Olá, Miguel! Sou do Rio de Janeiro – Brasil. Sempre leio seus artigos e, diga-se de passagem, são excelentes. Sou assolado por esse mal, que é a baixa auto confiança e baixa auto estima. Andei lendo muito também a respeito de um outro assunto, que é a dependência emocional ou co-dependência. Acho que estão ligadas diretamente uma como a outra. Gostaria muito, com base no seu vasto conhecimento, de um dia ver um artigo seu a respeito. Forte abraço e continue com seu trabalho, que é simplesmente maravilhoso! Abraços…

Avatar for Miguel Lucas
Mário

Muito importante isso que o Miguel escreveu sobre identificar o que representa valor para nós. No meu caso, não dou valor as coisas e as habilidades que eu não possuo. O que representa valor pra mim é a minha constante vontade e empenho em me desenvolver como ser humano, de ser a melhor versão de mim mesmo. E estou aumentando cada vez mais a minha autoconfiança. Temos que nos autoconhecer e identificar o que vrrdadeiramente tem valor para nós.

Avatar for Miguel Lucas
Marcia

A linguagem que voce usa é muito simples clara e objetiva, isso facilita muito, tenho aprendido muito com seus textos.Obrigada por tudo.

Avatar for Miguel Lucas
Raquel

Acho que a maior dificuldade de se fortalecer ou construir a auto-confiança e a auto-estima, está em ser cansativo, por ser uma luta constante, diária e nos boicotarmos o tempo todo. Às vezes se dá um passo para frente e dois para trás e acaba-se por desistir na metade do caminho. Parece que estamos num mundo à parte e que o outro, o das pessoas "normais" é tão mais forte. Muito cansativo. E nesse momento, a única certeza que eu tenho é de que a espiritualidade ajuda bastante. A união, a sintonia com Deus nos dão forças para prosseguir. Pelo menos para mim. Foi o que me fez ficar de pé até agora.

Avatar for Miguel Lucas
Bruna

Bom dia, adorei o texto!
E eu me encontrei em boa part, realmente estou preocupada pois quero a mudança, as vezes consigo até mudar porém no outro dia tudo volta… Sinto também que estou perdendo meu relacionamento por falta de auto confiança, sou muito ciumenta e acabo não dando espaço para ele respirar, e eu quero mudar , mas tento e não consigo seguir, como faço, preciso da ajuda. Beijo

Avatar for Miguel Lucas
Bruno Daniel

Sem duvida me ajudou muito !! Muito muito obrigado mesmo por ter postado esse texto com dicas , e ao mesmo tempo cheio de conselhos onde nos ajudam a alcançar nossos desejos sejam eles profissionais , espirituais ou simplesmente viver melhor !! (:
Muito obrigado e abraço a todos

Avatar for Miguel Lucas
Júlia

Muito bom!

Tenho problemas com baixa estima e este artigo começou a abrir meus olhos. rs
Sempre tive esse problema, sempre achando que as outras pessoas eram sempre as melhores e nunca confiando em mim. Gostaria de ler mais sobre este assunto, será que você me indicaria um livro que não seja tão complexo rsrs, pra eu ler e melhorar isso!?

obrigada.

Avatar for Miguel Lucas
daniel

O texto é excelente.
Eu gostaria de saber o que fazer para controlar nossa linguagem corporal e transmitir confiança para os outros.As vezes sei que sou capaz, porém quando sou avaliado costumo tremer um pouco.

Avatar for Miguel Lucas
Maria Regina

Olá!
Ótimo artigo. Estou fazendo um curso (secretariado) e este artigo me ajudará muito. Obrigada! Meu grupo apresentará o trabalho em sala de aula, nosso tema é auto confiança. Agora vou bolar a dinâmica para apresentá-lo.

Avatar for Miguel Lucas
Leandra

Achei espetacular seu artigo! Mas tendo a consciência de que a busca pela auto-confiança é um exercício diário (pelo menos à princípio) gostaria que pudesse indicar alguns livros que ajudem nesse processo.
Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Yasmin

Bom,sou jovem ,e tenho muita pouca auto -estima e confiança,tenho sofrido muito com isso pois acho que sou muito incapaz de fazer muita coisa ,já tenho meus objetivos e sonhos pra seguir ,mais eu penso que sou muito incapaz de realizar cada um deles,procuro ajuda ,você poderia me ajudar,com alguns conselhos?

Avatar for Miguel Lucas
debora

Estava a procura de um texto sobre auto confiança e tive a felicidade de encontrar esse seu. Estou passando por momentos complicados em algumas situações da minha vida e tenho percebido que muitos desses problemas são inerentes a questão da baixa confiança e do negativismo dos meus pensamentos. Achei seu texto muito interessante, pois nos mostra algumas alternativas práticas para remediar essa condição. Com certeza não será um processo rápido, pois envolve muitas mudanças e hábitos, mas vou buscar mudar a cada dia para que eu consiga ser mais feliz e consequentemente fazer feliz os que me rodeiam. Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Aline sousa

Obrigada pelo artigo, me ajudou muito.
Claro que o sentimento ruim não conseguimos araca-lo tão rápido, mais…
O seu artigo nos direciona perfeitamente bem, em como aplicar e quando aplicar.
Eu me comprometo a tentar acreditar mais em mim a realizar.

Obrigada.

Avatar for Miguel Lucas
Diogo

Muito bom o artigo. Pessoas sem autoconfiança tendem também a não reconhecer que essa situação existe e que precisa ser trabalhada para conseguir uma vida mais saudável e de sucesso.

Avatar for Miguel Lucas
Liliana Vasconcelos

Olá! Sou fisioterapeuta, trabalho buscando estimular a consciência corporal que traga um postura confiante. Atendo a alguns pacientes que tem baixa confiança e baixa autoestima. O artigo é muito rico e vou indicar.
Parabéns pelas excelentes colocações.

Avatar for Miguel Lucas
Kelli

PARABÉNS !!
Artigo ótimo ! objetivo e de uma linguagem muito simples e de excelente aplicação no dia a dia !!
Hoje curiosamente busquei esta alternativa e encontrei você !

Estarei acompanhando-o para futuros comentários !
Abraço !
Kelli

Avatar for Miguel Lucas
ANA

Como faço isso? estou em desespero nem para o trabalho tenho vontade de ir como faço

Avatar for Miguel Lucas
Jorge Santos

Tal como referiu Miguel, apesar dos impulsos superficiais que possam ser exercitados, o aspecto chave creio que será mesmo a crença que temos sobre nós mesmos, sobre o modo como nos vemos, sobre o que representamos para nós mesmos, no contexto das exigências sociais e culturais em que estamos inseridos. A auto-imagem é pois a questão fulcral, a ponto de achar que não estando os conflitos relacionados com esta resolvidos, os aspectos mais superficiais apenas poderão ser fonte de frustração. Mais uma vez, conhecermos a nós mesmos será fundamental. Virarmos os nossos olhos para dentro e investigarmos, inquirirmos o que é problema nosso, e tendemos a projectar para o exterior. Uma vez reunindo o foco sobre o que é o nosso conflito interno, o que de facto pode estar a afectar o modo como nos vemos, e que concerteza terá raízes no nosso passado (infância e adolescência), teremos então a possibilidade de reflectir sobre se o que o nosso quotidiano nos apresenta, deverá ou não ser gerido pelas dificuldades que tivemos lá atrás. Conhecermo-nos é pois ganhar capacitação sobre as nossas decisões aactuais, fundá-las em terreno firme, ao recuperar-mos para o nosso consciente, o que desconheciamos sobre o que nos afligia.

Avatar for Miguel Lucas
Simony Ribeiro

Nossa Miguel, seus textos sempre me ajudam! Eu reconheço: minha falta de autoconfiança me atrapalha e muito. Principalmente em relacionamentos, é incapacitante mesmo. Eu penso se eu tivesse mais autoconfiança, talvez as coisas na minha vida tivessem outro rumo… O meu namoro poderia ter dado certo. É muito difícil lidar com as derrotas da vida quando você não tem amor próprio, parece realmente que você não tem valor nenhum, que é sua culpa, que você não merece estar com as pessoas. E parece um circulo vicioso, essa falta de confiança afeta todos os âmbitos da minha vida. Tudo dá errado, e quanto mais eu fracasso mais eu me culpo.

Queria poder mudar minha situação. Mas eu vou mudar isso, eu tenho que mudar, eu sei que posso. Mas ás vezes é tão difícil…

Avatar for Miguel Lucas
regina

Muito obrigada pelo artigo.Estou passando por uma fase difícil de minha vida (desemprego).Neste período tenho feito muitos processos seletivos, passo nas provas objetivas mas quando chega nas avaliações psicológicas sou barrada. Então estava hoje pensando o que poderia estar fazendo de errado nestes testes. Ao ler seu artigo de imediato me identifiquei com vários sintomas por você descritos. Acho que estou realmente precisando desenvolver confiança em mim mesma!
Obrigada.

Avatar for Miguel Lucas
Guilherme

Parabéns pelo artigo! Retirei informações valiosas dele.

Obrigado,

Avatar for Miguel Lucas
Daniel Brand

Gostei bastante do texto. Como diz o texto bíblico que: " O Amor lança fora, todo o medo." acredito veementemente que o medo das consequências nos leva a ter uma baixa auto confiança, pois supervalorizamos os erros e fracassos, pois isso fere nosso ego, mas, e esquecemos que estes fazem parte da nossa vida a todo o tempo. Porém, quando aplicamos o amor naquilo em que fazemos, deixamos de sermos egoístas, e, assim, consequentemente despresamos os fracassos, pois pouco importa a valorização do nosso ego. Mas passamos a sermos racionais, no sentido de conquistar o objeto almejado.

Avatar for Miguel Lucas
Denis

Quer mesmo ter autoconfiança????
Vai nesse link me ajudou muito…

http://hotmart.net.br/show.html?a=V3602964S

Avatar for Miguel Lucas
Glaucia

Fiquei chocada ao me identificar com baixa autoconfiança. Estava pesquisando para um trabalho e ainda estou perturbada em descobrir, por meio do seu artigo, que estou nesta situação. Obrigada por compartilhar conosco.

Avatar for Miguel Lucas
ana

Dei a atenção devida, a todo o conteudo dop seu artigo. Faço os possiveis para adquirir essa autoestima tão ambicionada. Se não fizesse essa "ginástica mental" constantemente, nem sequer me deteria no conteudo das suas "palavras".

Mas é realmente muito díficil, quando se tem alguém a manter -nos por baixo, a fazer-nos acreditar que não, e nós querermos acreditar que sim.

De qualquer das formas um obrigada pelos minutos que me dedicou a mim e a tantos que precisam de ajuda

Avatar for Miguel Lucas
Joyce

Olá, Miguel, você realiza consultas virtuais?

Avatar for Miguel Lucas
Cristina Leonhardt

Eu elaborei uma lista de perguntas para você avaliar se tem autoconfiança o suficiente para tocar os seus projetos. Porque, né a gente fala de seguir os próprio sonhos… mas nem sempre confiamos em nós mesmos para fazê-lo.
Tá aqui: http://cuorecurioso.com/voce-confia-em-si-mesmo-ou-o-maior-numero-de-interrogacoes/

Avatar for Miguel Lucas
Leonardo

Oi, tudo bem?
bom, vamos ao assunto:
Eu sou uma pessoa muito indecisa sobre o que devo fazer, que faculdade cursar, se penso no dinheiro ou na satisfação de estar fazendo algo que gosto, também tenho medo que depois de ter concluído a faculdade eu não consiga um emprego.
No meu trabalho também tem muitas coisas que me pedem para fazer que eu nunca fiz, me dá uma certa desconfiança da minha capacidade, será que consigo? essa é uma perguntas que eu mesmo me pergunto, mais mesmo assim eu luto para fazer, porque eu sei que enquanto eu me limitar vou continuar sempre o mesmo sem melhorias na vida, então eu vou e tento fazer, mesmo com uma frustração originada do medo de não conseguir concluir.
Tenho muitos sonhos, e sei que eu preciso batalhar, mais me falta iniciativa, eu não faço nada para que eles se tornem realidade, entende?
e as vezes me sinto inferior as outras pessoas, por causa de seus status e beleza física…
isso é falta de auto-confiança?
por favor me ajude me respondendo..
Obrigado

Avatar for Miguel Lucas
Lucas

Parabéns pelo artigo Miguel, muito esclarecedor.

Avatar for Miguel Lucas
Mateus

Ótimo artigo! Parabéns muito enriquecedor, estava precisando ler isso!

Avatar for Miguel Lucas
Mauricio

Muito bom o seu trabalho Miguel, agora que achei o seu blog vou passar acompanhar. Escrevo sobre motivação e fiz um texto sobre autoconfiança e linkei com esse seu texto. Gostaria se possível da sua opinião, vou deixar aqui o link e fique a vontade para tirar, não responder, o site não é fonte de renda, é somente pessoal. abs
http://motivacaoninja.com.br/autoconfianca-e-preciso-acreditar-em-seu-potencial/

Avatar for Miguel Lucas
roberta maneiro

ola Miguel, uau!!! me vi nesse artigo ….essa sou eu com meus pensamentos….
só que diferente das características que citou…nao sou nada timida…nao tenho vergonha nenhuma em falar em publico de falar oq penso…enfim…
o meu problema vejo como as pessoas enxergam em mim coisas que eu nao vejo, ou ate vejo e nao acredito que possa ser capaz ou possa ser eu mesma aquela pessoa que dizem me ver…
confiante, comunicativa….
eu nao acredito em mim, tenho crenças muito muito limitantes!! e nao sei como sair disso aos 34 anos… me vejo repetindo pensamentos, situaçoes, medos e nao consigo treinar minha mente para tal mudança

Avatar for Miguel Lucas
Elisabeth

Parabéns pelo artigo, muito bom!

Avatar for Miguel Lucas
Carlos

Olá Miguel, você teria algum email para contato?

Avatar for Miguel Lucas
alexandre gomes

Olá, tudo bem!

Gostaria de agradecer por dividir com todos, os seus conhecimentos. È de suma importância poder retribuir a sociedade uma parcela de ajuda e gratidão, pelos seus resultados obtidos.
Esperamos que com seu exemplo, milhares de pessoas possam se desenvolver e criar novas formas de se relacionar com o mundo, objetivando ser mais auto-confiante.
Obrigado pelas considerações em sua matéria, tenho certeza de que através de suas ações, o mundo irá conspirar para trazer benefícios em dobro em sua jornada.
Sucesso,

Avatar for Miguel Lucas
mauricio

Ola Miguel, tudo que desconfiava ser ou passar em minha vida, voce descreveu perfeitamente neste artigo. Eu tenho 54 anos, mas uma alto estima baixa. Tento estar sempre agradando as pessoas, e no final me sentindo "sabotado" por minhas açoes. Tenho dificuldade em "cantar" uma mulher, sempre me sinto como se eu fosse parecer vulgar, entao as palavras nunca saem com segurança, o que visivelmente fazem com que as mulheres nao se atraiam por mim. Nao sou feio, mas tenho um pouco de vergonha do meu nariz ser um pouco grande e deixo isso me afetar as vezes. Sou um cara que eu gostaria de ter se procurasse um socio, pois sou um cara legal, honesto, feliz, e trabalhador. Quando tinha que apresentar um trabalho na frente da classe, quando era mais jovem, MEU DEUS!!! tremia tanto que era visivel meu nervozismo. E ai ia para casa com vontade de enfiar a cara em um buraco e nunca mais sair. Melhorei muito. Mas ainda falta … Vou estudar suas dicas todos os dias, espero que consiga vencer tudo isso ainda nessa vida! Obrigado pela sua vontade de ajudar os outros que tanto necessitam disto para serem mais felizes.

Avatar for Miguel Lucas
Denise

Ola, gostaria de saber como ainda acreditar em ter autoconfiança, no atual momento ja cansei de tudo e não sei mais o que fazer para ter prazer na vida.

Avatar for Miguel Lucas
Mauricio Dellani

gostei de mais desse artigo, senti que atingiu exatamente aquilo que eu mais precisava, o que eu sentiade fato. sinto ansioso, me sinto as vezes como um grao de aria, não tenho muita auto confiança. sinto isso.. e o artigo escrito aqui me ajudou muito. parabéns. 🙂

Avatar for Miguel Lucas
Dikmar

Olá. Me chamo Dikmar, sempre fui meio timido a vida toda, porém a algumas semanas ou meses atras eu era super hiper confiante, tudo era simples demais para mim, eu fazia de um problemão um probleminha (parecia até que eu tinha tomado uma pilula daquele filme: Sem Limites) queria ser cantor, ou melhor, eu tinha plena convicção de que iria revolucionar o rock e o blues, cheguei a pensar que era a reencarnação do Cazuza, eu tinha certeza de que eu iria no programa do ratinho reencontrar minha mãe de outra vida, Lucinha Araújo… meu sexy and drugs estava bem afiado nunca tinha feito sexo, nem tinha usado drogas, mas agora usava pó, maconha, bebidas alcoólicas e conseguia conquistar garotas super atraentes, meninas que antigamente eu não conseguia nem sentar perto. Bem minha vida estava perfeita não tinha vergonha de andar com calções curtos, de andar com oculos escuro de noite… até me tornei bissexual, afinal, eu era o Cazuza lembra… eu trabalhava a semana toda minha vida estava VIVA. agora estou a semanas em casa, não tenho coragem de sair para a rua, não sou bissexual de verdade, não sou o cazuza, antes eu cantava muito bem, agora não tenho mais confiança em mim mesmo para cantar e tenho vergonha de cantar na presença de alguém (o que é estranho já que eu cantava na rua feito um louco, dava palestras na escola) minha vida está um caos não saio da cama…. se antes eu conquistava todo mundo com minha auto-confiança e auto-estima e era extremamente feliz, hoje não consigo falar com ninguém nos olhos não tenho confiança em mim para nada. E até voltei a engordar…. será que eu estava sob efeito de HIPNOSE DO SUCESSO ou era minha AUTO-CONFIANÇA & AUTO-ESTIMA.

Avatar for Miguel Lucas
Rita Dias

Nossa, demais… Obrigada de novo!

Avatar for Miguel Lucas
Valdir

Fico me perguntando se ter momentos de insegurança não é bom. A felicidade passa pelo outro e as pessoas as vezes procuram se mostrar seguras, felizes, bem sucedidas para ser aceita pelo grupo. Acredito que o homem não sabe de onde vem e não sabe para onde vai, então é normal que todos nós tenhamos questionamentos sobre a vida e a morte, de forma que parece, que para sermos felizes temos que exorcizar o medo e a neurose que é inerente ao ser "Homem", varrer os questionamentos para baixo do tapete. Como diz Millor Fernandes os meus amigos são meus chatos prediletos. O problema principal é que a sociedade, o grupo exige que voce tenha os valores do grupo, e o questionamento entre o grupo e o individuo é que gera conflitos e insegurança quanto a aceitação, nos achamos sabedores e julgadores de tudo e de todos. Se voce quebrar o ovo o pintinho morre, mas se o pintinho lá de dentro quebrar, ele nasce. Moral da historia: acredite em voce, mas antes reconheça que todo mundo tem falhas, todo mundo é igual. O homem deixou de ser uma entidade da natureza, para ser criação da cultura, e criou regras e valores que não são a verdade absoluta e que mudam com o tempo e a observação da natureza. O mundo não vai se adaptar a voce…o segredo é que temos que fazer o bem ao outro, sermos solidários, não esperar recenhecimento, e daí a felicidade e aceitação pessoal vem naturalmente. Acorde e observe as pequenas coisas da natureza, o canto dos passaros, a lua o céu a imensidão do universo, reveja seus valores, escreva o que voce não gosta em voce e leia todo dia. A busca da felicidade tem que ser efetiva, a vida é breve e nós só temos tempo de fazer o que é essencial, o importante e o acidental não. É como uma dor de barriga que começa acidental, fica importante e vira essencial, como só fazem o acidental ficam se borrando uma sobre as outras, deixe a preguiça de lado, reconhaça os valores dos outros elogie antes de esperar um elogio e se mesmo assim receber uma reação negativa, agradeça por estar vivo.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *