Deixe os jovens atletas ficarem desapontados, isso ajuda-os a longo prazo - Miguel Lucas
Psicologia do Desporto 22/09/2016

Deixe os jovens atletas ficarem desapontados, isso ajuda-os a longo prazo

Miguel Lucas Publicado por Miguel Lucas

Como pai ou treinador provavelmente você odeia ver seus filhos ou atletas desapontados. Por vezes, quando os resultados não vão ao encontro das expectativas, os jovens atletas ficam tristes, angustiados e parecem ter o peso das suas vidas nos ombros. Você fica igualmente angustiado e quer fazer tudo o que puder para evitar que se sintam decepcionados. Mas isso seria um erro.

Certamente, a decepção não é uma emoção agradável, à primeira vista ela é de facto penosa. Mas isso não significa que é uma emoção que deve ser evitada a todo custo. Pelo contrário, a decepção é realmente uma emoção muito saudável e de efeito positivo que desempenha um papel essencial na busca das crianças e jovens pelos seus objetivos desportivos (e outros).

É muito importante, pais, treinadores e jovens atletas entenderem o que é a decepção e como isso pode ajudar os atletas a alcançar os seus objetivos. O enquadramento saudável de emoções negativas como a decepção, pode realmente impulsionar o seu desenvolvimento como atletas e pessoas.

Decepção e devastação

A decepção é talvez a emoção negativa mais imediata que os atletas experimentam após uma falha percebida. A decepção envolve sentimentos de desejo, perda, desânimo e objetivos frustrados quando eles não cumprem as suas expectativas ou as dos outros.

As crianças e jovens sentirão decepção quando não atingirem os seus objetivos ou sentirem que decepcionaram alguém que lhes é muito significativo. O desapontamento é uma resposta natural ao fracasso, mas algumas crianças e jovens reagem a esses fracassos percebidos com devastação.

Pense em devastação como uma decepção com o volume aumentado. A falta de sucesso é amplificada tão alto que é ensurdecedora e debilitante.

As crianças e jovens atletas que sofrem devastação investem muito em si mesmas, onde a sua autoidentidade e autoestima dependem excessivamente dos seus resultados desportivos. Essa reação emocional também pode ser causada pelo peso da expectativa que os pais depositam na vida desportiva dos filhos.

Os jovens atletas que enfrentam a devastação tendem a reduzir os seus esforços, desistem mais facilmente ou podem desistir completamente do seu desporto para evitar a dor emocional. Essa reação a essa versão extrema da decepção pode fazer com que se sintam incompetentes e inadequados (sentem-se sem valor pessoal), o que, se persistir, diminuirá a sua autoestima e definitivamente prejudicará a obtenção dos seus objetivos desportivos, podendo também afetar a sua vida em geral.

Embora alguma decepção após o fracasso seja normal, as crianças atingidas pela devastação passam grande parte do seu dia desmoralizadas e sentem pena de si mesmas por muito mais tempo do que deveriam.

“Proteger” os jovens atletas da decepção

Provavelmente a tendência natural quando você vê os seus jovens atletas a sentirem-se mal após uma competição menos bem realizada é tentar fazê-los sentir-se melhor. Apaziguar os jovens, tentando distraí-los, acarinhá-los ou amenizá-los, embora possa trazer-lhes algum alívio a curto prazo e fazer com que você também se sinta melhor, faz muito mais mal do que bem.

Muitos pais (com a melhor das intenções) tentam suavizar as dificuldades de vida que os seus filhos enfrentam na esperança de manter o desapontamento à distância. As crianças que não têm experiência em resolver os pequenos contratempos da vida certamente têm mais dificuldade quando enfrentam os grandes.

Apaziguar prontamente os filhos atletas não lhes permite entender o que causou a decepção e descobrir como lidar com a decepção no futuro. Em um primeiro momento, os jovens atletas precisam ficar sentados com a sua decepção e perguntar: “Porque me sinto tão mal?” E “O que posso fazer para deixar de me sentir assim?”

Apaziguar prontamente os filhos atletas também pode comunicar-lhes que você acha que eles não são capazes de lidar e superar os contratempos. Este tipo de reação só interferirá na capacidade de superarem os obstáculos futuros e tornará a decepção mais dolorosa na próxima vez em que ocorrerem falhas, erros ou derrotas.

A atitude certa em relação à decepção

A decepção é uma parte normal, embora difícil, do desporto e da infância em geral. As crianças inevitavelmente sofrerão decepções no desporto, na escola e nas amizades. O modo como as crianças aprendem a lidar com o desapontamento determinará o impacto nas suas realizações e felicidade futuras. Importa ensinar os jovens atletas a ver os obstáculos, recuos e fracassos como oportunidades para melhorar e crescer.

Deve ensinar-se a olhar por uma perspectiva diferente sobre a decepção. Oferecer ferramentas que eles podem usar para evitar ou minimizar a sua decepção no futuro e tornar os obstáculos numa vantagem, aumentando a resiliência, a motivação e a confiança.

Por exemplo: “Sei que neste momento te sentes mal, esperavas outro resultado, mas mais oportunidades virão. Tenta perceber de que maneira te podes preparar melhor?”

Depois de “cair do cavalo”, os jovens atletas naturalmente sentirão um breve período de decepção, mas você deve incentivá-los a recompor-se e voltar a cavalgar, ou seja, voltar a perseguir os seus objetivos desportivos. Mantendo-se positivo e entusiasmado, você pode mostrar-lhes outra maneira melhor de como se podem sentir em resposta ao fracasso e orientá-los a encontrar uma maneira de superar o seu revés e retornar ao seu caminho de conquista.

Em vez da decepção conduzir ao desânimo e fazer com que eles se sintam mal consigo mesmos, você pode ajudá-los a usar a experiência para afirmar as suas capacidades, mostrando-lhes que eles podem vencer seus reveses.

Por exemplo, se o seu jovem competidor não está melhorando tão rápido quanto deseja no seu desporto, você pode dizer-lhe como é comum os atletas terem períodos de estagnação e como essas dificuldades no seu progresso são necessárias e geralmente fundamentais para outro período de melhoria. Você também pode incentivá-lo a continuar a trabalhar com empenho e dedicação e expressar a sua confiança de que o progresso dele continuará.

Como pode responder à decepção dos jovens atletas

A sua atitude e emoções em relação às inevitáveis ​​decepções do seu jovem atleta influenciarão a forma como ele responde aos obstáculos da vida. Podemos olhar as decepções como um treino para a vida adulta. “O desapontamento na infância é, na verdade, uma experiência prática para a vida adulta. Se prontamente camuflamos a experiência emocional da decepção, é como se deixássemos as crianças irem competir sem nunca treinarem para isso.

É muito saudável transmitir a ideia que a falha e a decepção fazem parte da vida e o que importa é a forma como eles reagem ao que sentem. Pode estimular os jovens atletas, mostrando que acredita neles, que eles devem ter fé em si mesmos e que, se continuarem tentando, provavelmente alcançarão os seus objetivos. O mais importante é não agravar a decepção deles com os seus sentimentos negativos sobre os resultados insatisfatórios.

Por exemplo: “A vida é cheia de contratempos e decepções, mas se continuares a trabalhar para melhorar, certamente vai valer a pena.”

Aqui estão algumas sugestões sobre como responder às decepções do seu jovem atleta:

  • Não subestime ou descarte a situação para que ele se sinta melhor.
  • Forneça empatia pelos seus sentimentos, em vez de tentar acalmá-los.
  • Permita que ele expresse os seus sentimentos sobre o revés.
  • Ofereça uma perspectiva que lhe permita outra maneira de encarar sua experiência decepcionante.
  • Ajude a encontrar maneiras de superar as causas das suas dificuldades.
  • Diga-lhe que ele irá superar essas decepções e certamente alcançara os seus objetivos se continuar a esforçar-se e a melhorar.
  • Passe a mensagem que o valor pessoal dele não se resume aos seus resultados desportivos.
  • Dê-lhe um abraço, diga-lhe que o ama e continue com a vida.

Abraço,

Miguel Lucas

 

Novo usuário?
Comece aqui
Obtenha Grátis o Programa “Diga Não À Depressão”
Obtenha Grátis o Programa “Diga Não À Depressão”

Receba os vídeos gratuitamente no seu email e aprenda como superar a depressão.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *