Como lidar com os sintomas incómodos dos ataques de pânico?
Terapias Psicológicas 22/09/2016

Como lidar com os sintomas incómodos dos ataques de pânico?

Miguel Lucas Publicado por Miguel Lucas


O caminho eficaz para superar os ataques de pânico é treinar a si mesmo a responder de forma calma e sem medo das sensações físicas sentidas. No vídeo que se segue irei apresentar um conjunto específico de estratégias simples mas poderosas para superar os ataques de pânico. Usualmente, a resposta natural e automática que a pessoa tem quando sente as sensações incómodas associadas ao pânico é que contribui para aumentar o problema.

O caminho para superar os ataques de pânico necessita de respostas que são muito diferentes daquilo que você costuma fazer. Se você continuar fazendo a mesma coisa, provavelmente vai continuar obtendo o mesmo resultado. Se pretende aliviar a ansiedade, precisa aplicar uma nova abordagem com métodos diferentes.

Para melhor explicar a forma de deixar de sofrer com os sintomas físicos da ansiedade, mais em baixo apresento um vídeo com um excerto de uma consulta de psicologia online via Skype, onde explico ao meu paciente a forma funcional de lidar com os sintomas dos ataques de pânico.

Os passos que se seguem são um resumo daquilo que apresento no Vídeo:

Passo 1: Reinterpretar racionalmente os sintomas físicos incómodos sentidos no momento em que o pânico se começa a fazer sentir.

Reter: Os sintomas físicos incómodos dos ataques de pânico não provocam dano físico, nem levam à morte.

Passo 2: Avaliar a intensidade do incómodo físico (sintomas da ansiedade) através da utilização de uma escala de (0-10).

Por exemplo: “Sinto o meu coração a bater muito forte e isso causa-me o incómodo de nível 9 (muito elevado)”

Passo 3: Reduzir o incómodo físico, aplicando um conjunto de estratégias de regulação fisiológica. Por exemplo, a respiração, o relaxamento, dirigir a atenção para outras coisas ao redor da pessoa.


Exemplo da técnica a aplicar: Inspirar o ar pelo nariz durante 4 segundos e expirar o ar pela boca durante 4 segundos. Repetir as vezes necessárias até se sentir mais calmo.

Passo 4: Guiar as autoverbalizações (discurso interno) para criar novos pensamentos mais racionais e funcionais e com isso reduzir o incómodo sentido.

Exemplo: “O que estás a sentir é apenas desagradável, nada de mal te vai acontecer, respira fundo e lentamente, descontrai-te…. em breve os sintomas incómodos irão diminuir.”

As estratégias e dicas apresentadas no vídeo foram extraídas de uma consulta com um paciente que ajudei a superar os ataques de pânico:

Se pretender ter acesso ao meu livro: Ataques de Pânico – Saiba como superar os seus medos =>> CLIQUE AQUI

Abraço,

Miguel Lucas

Novo usuário?
Comece aqui
Receba Grátis os Vídeos “Fórmula da Positividade”
Receba Grátis os Vídeos “Fórmula da Positividade”

Dê a si mesmo a oportunidade de florescer e ser bem sucedido!

Comentários
Avatar for Miguel Lucas
Alexandra

Miguel, retornei das férias hoje.No trabalho, havia muito o que ser feito.Foi tudo bem, sem crise.No entanto à noite tenho faculdade, e só de pensar tenho uma crise de uns 2 pontos nesta escala.

Avatar for Miguel Lucas
marcia

Ja tive muito ataque de panico, até cheguei tomar remédio, ainda sinto as vezes , mas você tem me ajudando e muito. Obrigada
Deus te abençoe neste trabalho humanitario

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Marcia, obrigado pelo seu retorno. É muito importante saber se as estratégias que compartilho estão a surtir efeito.

Boa continuação na sua melhoria 🙂

Abraço,

Avatar for Miguel Lucas
João

Olá Miguel, como vai?

Os seus artigos são ótimos, parabéns.
Gostaria de sugerir um tema, caso você já não tenha tratado.
Esse tema seria sobre baixa autoestima em jovens adolescentes, seus dramas e as possíveis consequencias futuras.

Uma grande abraço!

Avatar for Miguel Lucas
samara lopes de souza

eu tenho muitos panicos ja procurei medicos e todos dizem que eu tenho anciedade nunca pensei em passar por isso e horrivel e da tanto medo parece que vou passar mal da um ataque de coraçao sei la e muitas coisas nao posso sentir nada que o dia acaba nao sei o que fazer pois nao tenho como pagar pra ter tratamento pois dependo do sus e as veses nao funciona muito bem

Avatar for Miguel Lucas
sandra

Olá Miguel, Não tinha ataques de pânico, passei a ter de uns meses pra cá. numa das vezes, meu filho precisou chamar o resgate, pois eu estava dirigindo e achei que ia morrer. Muito suor, boca amortecida, braço e pernas amortecidos, não conseguia falar. Um susto grande. Como isso mexe com a gente e outras pessoas não entendem, acham que é frescura. Com seus artigos, comecei a praticar e tem dado certo. MUITO OBRIGADA , não nos abandone, rsrsrs.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *