Como construir um relacionamento extraordinário
Relacionamentos 22/09/2016

Como construir um relacionamento extraordinário

Miguel Lucas Publicado por Miguel Lucas

As melhores coisas na vida como o sucesso, felicidade, amor, dependem da nossa habilidade para criar e manter relacionamentos bem-sucedidos e duradouros. A grande maioria de nós tem nota excelente no inicio dos relacionamentos, para mais tarde nos desleixarmos e acabarmos com uma classificação de não satisfaz. Porque razão os relacionamentos criam problemas tão preocupantes? Por vezes os problemas de relacionamento devem-se a uma falha nas habilidades da inteligência emocional.

Afortunadamente, nunca é tarde demais para desenvolver estas habilidade e melhorar a capacidade de se relacionar de forma emocionalmente inteligente. Assim que implementar no seu reportório emocional e relacional as 5 funções chave das habilidades da inteligência emocional, ficará habilitado para criar relacionamentos mais seguros, bem-sucedidos e duradouros.

Como é que a inteligência emocional pode ajudar os nossos relacionamentos?

Muitas pessoas colocam a sua melhor motivação e atitude no seu novo emprego ou quando pretendem conquistar um novo companheiro, mas tropeçam, quando tentam manter os seus relacionamentos a longo prazo. Isso porque manter uma relação saudável e satisfatória requer uma habilidade única que muitos de nós não temos. Esta habilidade é conhecida como inteligência emocional.

A inteligência emocional é a habilidade para reconhecer, controlar, e comunicar efetivamente as nossas emoções, e reconhecer as emoções nas outras pessoas. Quando as nossas habilidades associadas à inteligência emocional estão bem desenvolvidas, asseguramos uma sólida fundação emocional que nos ajuda a construir um forte relacionamento e a saber comunicar com clareza.

construir relacionamento bom

As habilidades da inteligência emocional irão ajudá-lo a:

  • Construir um relacionamento gratificante e duradouro
  • A ficar calmo e focado, mesmo em situações de tensão
  • Entender as suas próprias motivações, sentimentos e necessidades
  • Reconhecer a diferença entre comunicação prejudicial e útil. Saber “ler” bem as outras pessoas
  • Refutar argumentações e reparar sentimentos feridos
  • Encontrar mais diversão e alegria no seu relacionamento
  • Transformar os conflitos numa oportunidade para construir a confiança

Se você tiver problemas com qualquer uma destas habilidades e gostaria de construir fortes relacionamentos e mais satisfatórios, tenha esperança. A inteligência emocional não é algo com que nascemos – é aprendido. Você pode continuar a aprender e desenvolver as competências da inteligência emocional durante toda a sua vida.

PORQUE É QUE O ACONSELHAMENTO NO RELACIONAMENTO NEM SEMPRE FUNCIONA?

As emoções são os blocos de construção de cada relacionamento nas nossas vidas, e o poder dessas emoções não pode ser negligenciado. As emoções na grande maioria da vezes sobrepõem-se  aos nossos pensamentos e influenciam profundamente o nosso comportamento, quase sempre sem a nossa consciência.

A maioria das pessoas procuram o aconselhamento no relacionamento para encontrarem respostas para problemas em que  acreditam serem as responsáveis pelos seus conflitos, sem perceberem que existem questões  mais fundamentais no cerne do problema. Elas estão a tentar curar os sintomas superficiais de seus relacionamentos disfuncionais, sem examinar as verdadeiras questões emocionais que estão em lume brando. Mas até que as questões fundamentais sejam abordadas, os problemas e os conflitos continuarão.

Consideremos os problemas de relacionamento destas pessoas fictícias:

O António teve experiências de dor física e emocional no início da sua vida, e está determinada a manter sua família unida. Mas a sua esposa tem vindo a ameaçá-lo com o divórcio. Num livro, bestseller, António encontrou a forma de implementar alguns passos para mudar o seu comportamento e tomou coragem para iniciar uma discussão aberta na sua relação com a sua esposa.

Infelizmente, a maioria das boas intenções a que o António se propôs perderam-se, dado que a sua comunicação não-verbal (a verdadeira linguagem do amor) transmitiu apenas as suas necessidades e ignorando as da esposa.

A Juliana chama a atenção para a sua boa aparência e sentido de humor, mas ela nunca se sente confortável com ela mesma. Ela tem lido muitos livros sobre o que os homens querem, ela tem muitos encontros, mas cada vez que ela encontra alguém que ela realmente gosta, a relação dura pouco tempo. Ela culpa aqueles que a desapontam, mas ela não percebe que a sua incapacidade de relaxar e mostrar-se interessada  são as causas dos seus problemas de relacionamento.

A Margarida, cuja mãe estava deprimida quando ela era jovem, tem uma licenciatura em direito numa das mais prestigiadas faculdades de Direito do país. Ela normalmente, parece e age como alguém responsável, mas tem um calcanhar de Aquiles. A incapacidade para enfrentar o conflito tem prejudicado a sua carreira. Apesar da terapia em coaching, e das suas boas intenções, ela permanece presa e incapaz de avançar.

Em cada um destes exemplos, supostamente o aconselhamento no relacionamento prova a sua ineficácia. Porquê? Porque a verdadeira fonte dos problemas na relação, as questões relacionadas com a inteligência emocional, nunca foram abordadas.

AS HABILIDADES DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL E O SEU RELACIONAMENTO

A sua inteligência emocional é o conjunto de habilidades de relacionamento ou habilidades-chave que ajudam a estabelecer relações fortes e a lidar com problemas de relacionamento. Encontre o seu nível de habilidade da inteligência emocional, respondendo às questões deste questionário breve. Responda com: normalmente, às vezes, ou raramente.

  • Você sente-se ligado quando fala com a maioria das pessoas? Ou distrai-se facilmente?
  • Você sente-se confortável com as pausas? Você sente-se à vontade quando ninguém está a falar?
  • Você sente quando alguém se sente incomodado antes de o expressar?
  • Você julga ou crítica alguns dos seus sentimentos e emoções?
  • Você presta atenção à sua intuição ao tomar decisões importantes?
  • Você percebe logo, assim que fica stressado?
  • Você sabe como se acalmar rapidamente quando fica stressado?
  • Você ri e brinca com os outros?
  • Você usa o humor para negociar situações difíceis?
  • Você lida bem com as diferenças e desacordos?

Responder a grande parte destas questões indica que você está a ter um bom inicio para melhor aplicar as habilidades de comunicação com inteligência emocional na sua relação. Se as suas respostas foram maioritariamente, às vezes ou raramente, você provavelmente necessita de algum tipo de ajuda para desenvolver algumas habilidades na sua relação.

Leia: Como melhorar um relacionamento

AS CINCO HABILIDADES CHAVE

Embora cada relacionamento seja único, existem cinco habilidades da inteligência emocional, que são de vital importância para a construção e manutenção de relacionamentos saudáveis.

Habilidade chave nº1: Habilidade para gerir o stress

O stress diminui a sua capacidade de sentir, de pensar racionalmente, e de estar emocionalmente disponível para a outra pessoa, essencialmente, bloqueando a boa comunicação. Isto prejudica a relação. Ser capaz de regular o stress, permite-lhe manter-se emocionalmente disponível. O primeiro passo para comunicar com inteligência emocional é reconhecer quando é que os níveis de stress estão fora de controle e reverter a situação, sempre que possível, para um estado de relaxamento e em consciência. Pondere ler: 6 estratégias para combater o stress.

Habilidade chave nº2: Habilidade para reconhecer e gerir as suas emoções

Trocas afetivas reforçam o processo de comunicação. Estes intercâmbios são desencadeados por emoções básicas, incluindo a raiva, tristeza, medo, alegria e desgosto. Para comunicar de uma forma que se envolva com os outros, você tem que ser capaz de aceder às suas emoções e reconhecer como elas influenciam as suas ações e relacionamentos. No entanto, as suas emoções podem ser distorcidas, anestesiadas, ou recalcadas, especialmente se você já experimentou precocemente alguns traumas na sua vida , como perda, traição, isolamento ou abuso.

Infelizmente, sem consciência emocional, somos incapazes de compreender as nossas próprias motivações e necessidades, ou comunicarmos efetivamente com os outros. A fim de ser emocionalmente saudável e emocionalmente inteligente, você deve trabalhar no sentido de ligar-se ao âmago das suas emoções. Para um melhor esclarecimento acerca deste assunto, pondere ler: Aprenda a gerir as suas emoções e a ter controlo na sua vida.

Habilidade chave nº3: Habilidade para comunicar de forma não-verbal

As formas mais poderosas de comunicação não contêm palavras, e acontecem num ritmo muito mais rápido do que o discurso. Utilizar a comunicação não-verbal é a forma de atrair a atenção dos outros e manter os relacionamentos no bom caminho. Contato ocular, expressão facial, tom de voz, postura, gestos, toque, intensidade, tempo, ritmo e sons que transmitem compreensão ativam o cérebro e influenciam os outros, muito mais do que só as suas palavras.

A nossa maneira de falar, ouvir, olhar e movimentarmo-nos produz uma sensação de interesse, confiança, emoção e desejo de conexão, ou pelo contrário, vão gerar medo, confusão, desconfiança e desinteresse. A comunicação não-verbal não é sobre palavras, mas não se processa necessariamente em silêncio, o tom de voz ou um suspiro bem colocado pode dizer muita coisa.

A comunicação não-verbal tem muito de linguagem visual. Se um conversador está de pé rigidamente, a mensagem que ele envia podem ser bastante diferente do que se ele estiver visivelmente relaxado. Um óbvio olhar rasgado ou um encolher de ombros subtil, pode querer dizer muito, mesmo sem intenção consciente da pessoa. Desta forma, a comunicação não-verbal é vital para manter o relacionamento saudável e forte.

Parte da melhoria da nossa comunicação não-verbal envolve a atenção para:

  • Contacto ocular
  • Expressão facial
  • Tom de voz
  • Postura
  • Gestos
  • Toque

A comunicação não-verbal é um regulador da qualidade das relações, consciente ou inconscientemente envia sinais positivos ou negativos para os outros. Nada revela mais sobre nós para os outros, ou atrai outros para nós, que a comunicação sem palavras. Por este motivo, devemos esforçarmo-nos para conseguirmos ser coerentes entre a forma como nos expressamos e as emoções. que estamos a sentir. Normalmente quando estamos num estado emocional muito ativo, as nossa expressões falam por nós, são sinceras e revelam aquilo que estamos a pensar.

relacionamento forte

Habilidade chave nº4: Habilidade para usar humor e brincar no seu relacionamento

Ser brincalhão e usar o humor pode ajudá-lo a lidar com situações problemáticas e embaraçosas. Compartilhar mutuamente experiências positivas também eleva a moral, pode ajudá-lo a encontrar recursos internos necessários para lidar com a decepção e desgosto, e dar-lhe a vontade para manter uma conexão positiva ao seu trabalho e às pessoas significativas da sua vida.

Utilizar a comunicação lúdica no seu relacionamentos ajuda-o a:

  • Ultrapassar dificuldades. Ao permitir-nos ver as nossas frustrações e decepções de novas perspectivas, risos e brincadeiras  permitem-nos ultrapassar alguns aborrecimentos, dificuldades, e contratempos.
  • Ajustar diferenças. Usar o humor suave, muitas vezes ajuda-nos a dizer coisas que possam ser difíceis sem a criação de um apaziguador.
  • Relaxar e recuperar energia. Brincar e rir, relaxa o corpo e recarrega as nossas baterias emocionais.

Habilidade chave nº5: Habilidade para resolver conflitos nas suas relações

A forma como cada um de nós reage às diferenças e divergências nas relações pessoais e profissionais podem criar distanciamento e hostilidade irreparável, ou pelo contrário pode promover a construção da segurança e confiança.

A forma como você reage às diferenças e divergências nas relações pessoais e profissionais podem criar clivagens  e hostilidade irreparável, ou pode iniciar a construção da segurança e confiança.  A capacidade que cada um de nós tem para gerir os conflitos e perdoar facilmente é apoiada pela capacidade de gerir o stress, e estar emocionalmente disponível para se comunicar verbalmente, e de usar bom humor.

O conflito é normalmente o combustível que alimenta a mágoa, injustiça e perda de respeito. Duas pessoas não podem ter sempre as mesmas necessidades, opiniões e expectativas e isto não tem que ser necessariamente uma coisa ruim! Quando o conflito é resolvido de uma forma saudável, transforma-se na pedra fundamental para a confiança entre as pessoas. Quando o conflito não é percebido como ameaçador ou punitivo, promove a liberdade, a criatividade, confiança e segurança nos relacionamentos.

Resolver os conflitos de uma forma positiva envolve:

  • Estar focado no presente. Quando estamos emocionalmente presentes e sem alimentar velhas mágoas e ressentimentos, podemos reconhecer a realidade da situação actual e vê-la como uma nova oportunidade para a resolução de antigos sentimentos sobre os conflitos anteriores.
  • Escolher os seus argumentos. Considere o que vale a pensa discutir e o que pode ignorar. Escolha as suas batalhas com sabedoria.
  • Ser capaz de perdoar. Se você continua a sentir-se prejudicado, deverá proteger-se. Mas se não for o caso, a resolução de conflito, envolve renunciar à vontade de punir.
  • Colocar um ponto final nos conflitos que não podem ser resolvidos. São necessárias duas pessoas para manter um argumento ativo. Se você não consegue encontrar um ponto comum, abandone o argumento.

Depois de saber como manter-se emocionalmente presente, e controlar o stress, você pode evitar uma reação exagerada ou reagir de forma assertiva em situações emocionalmente tensas. E com a ajuda da comunicação não verbal e do humor você pode evitar e acabar com muitos problemas antes de se transformarem em conflito.

COMO MELHORAR A SUA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

Felizmente a inteligência emocional pode ser ensinada e desenvolvida. Há muita literatura e muitos testes disponíveis para o ajudar a determinar a sua inteligência emocional atual e identificar onde é que você pode precisar fazer algumas melhorias.

  • Torne-se consciente de si. Aprenda a reconhecer as suas emoções e seus efeitos, como você reage ao seu ambiente e como as suas emoções afetam seu comportamento. Use-as para encontrar maneiras de fazer as melhores decisões e resolver problemas em áreas onde você se sente vulnerável.
  • Observe como é que você reage em situações stressantes. Você fica chateado muito rapidamente? Você culpa os outros e fica zangado? Como é que você age quando as coisas ficam tensas? Ser capaz de manter a calma e manter as suas emoções sob controlo em situações difíceis, é importante em casa e no trabalho.
  • Gerencie as suas emoções. Exercite o controlo dos seus sentimentos e comportamentos. Lide com as suas emoções de uma forma saudável. Tome a iniciativa, mostre-se ser digno de confiança por parte do outro e adapte-se à mudança e circunstâncias.
  • Torne-se socialmente consciente. Gaste algum do seu tempo e observe a maneira como interage com as outras pessoas. Examine a forma como as suas ações afetam os outros. Você ouve e pensa sobre aquilo que os outros dizem? Você é uma pessoa de mente aberta e aceita a opinião dos outros? Aprenda a estar atento às pistas emocionais que os outros expressam. Aprecie os que as outras pessoas dizem e porque razão estão a dizer determinada coisa.

A inteligência emocional é uma inteligência que tem a ver com discernimento e compreensão de informação emocional. Uma compreensão intelectual da inteligência emocional é muito importante, mas aquilo que é mesmo necessário para o seu desenvolvimento e aprendizagem, depende de muita prática sensorial não-verbal.

PREPARADO PARA CONSTRUIR UM RELACIONAMENTO EXTRAORDINÁRIO?

Deixe os seus comentários ao artigo e participe com a sua opinião sobre este assunto tão problemático que são os relacionamentos e a criação de relacionamentos extraordinários. Comente!

Abraço,

Miguel Lucas

Novo usuário?
Comece aqui
Receba Grátis os Vídeos “Fórmula da Positividade”
Receba Grátis os Vídeos “Fórmula da Positividade”

Dê a si mesmo a oportunidade de florescer e ser bem sucedido!

Comentários
Avatar for Miguel Lucas
said

Fascinante post, me identifiquei bastante,
sei usar bem essa inteligência emocional, e é como você disse, não se nasce, se aprende, eu aprendi na marra, 😀

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Said, Obrigado pelo comentário e bem-vindo à Escola Psicologia.

Na verdade a inteligência emocional é realmente aprendível durante toda a nossa vida e pode-se ir melhorando através da nossa vontade para melhorarmos os nossos relacionamentos.

Fico contente por usar esta fabulosa ferramenta na sua vida.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Nome

Realmente temos que aprender a lidar com os nossos sentimentos,e é muito importante tentar entender o outros e saber ministrar os seus sentimentos tbm!E o humor é um otimo aliado uso sempre

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Ricalocomotion, obrigado pelo comentário e bem-vindo à Escola Psicologia.

Agradeço a sua opinião e igualmente o fato de comprovar que o humor é uma ótima ferramenta para combater a tensão nos relacionamentos.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Filipe Brígida

Parabéns pelo excelente artigo Gostei!

Projecto piloto na web em Portugal

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Filipe, obrigado pelo comentário e bem-vindo à Escola Psicologia.

Este projecto “julgo” ser pioneiro em Portugal, pelo menos no que diz respeito ao conteúdo virado para o leitor. Tentamos escrever de forma simples, esclarecedora e prática para tentar potenciar a vida de quem assim pretenda.

Conto com a ajuda de todos os leitores para que a informação “percebida” como válida possa chegar ao maior número de pessoas possível.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Pedro, obrigado pelo comentário e bem-vindo à Escola Psicologia.

Desejo-lhe bons relacionamentos com inteligência 🙂

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Carol Biaggio

Mto interessante, as vezes conseguindo se organizar mentalmente conseguimos descobrir sentimentos que pensavamos não existir…ser sicera principalmente te abre muito o coração para amar.
Esse passo me deu mais segurança para amar meu namorado. e reconquistar a confiança dele que estava abalada a 5 anos.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Carol, obrigado pelo comentário e bem-vinda à Escola Psicologia.

Sem dúvida que a abertura e disponibilidade para a relação, é um factor impulsionador de experiências de sentimentos intensos e reconfortantes. A conquista da confiança de ambas as partes é igualmente um promotor da sintonia na relação. Fico contente por ter alcançado esse sentimento.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Rodolfo Martins

Parabéns

Artigo cobre uma lacuna em nossa sociedade , nada melhor do que conhecimento para suprir nossas fraquezas .

Abraços

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Rodolfo Martins, obrigado pelo comentário.

Sim o conhecimento prepara-nos para o sucesso e evita muitos equívocos que possamos cometer.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Daniele Reys

Parabéns,

Gostei muito me ajudou um pouco a perceber coisas que precisava mudar nas minhas ações, atitudes e emoções. Não me considero uma pessoa inteligente emocionalmente, sou insegura, stressada, controladora e muito desconfiada em meu relacionamento. Espero um dia poder saber controlar minhas emoções.

Abraços.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Daniele Reys, obrigado pelo comentário.

Fico muito contente por reconhecer valor no artigo e que este o possa ter ajudado. Com trabalho e dedicação é possível aprender a gerir melhor as emoções e a reconhecê-las quando estas se manifestam. Boa continuação.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Sheila

Maravilhoso tema, vou tentar or em pratica, mais tenho certeza que depois de ler esse artigo melhoarei mais um pouco como pessoa, obrigaduuuuu.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Sheila, obrigado pelo comentário

Fico esperançado que consiga trabalhar na capacidade de lidar e ter consciência das suas emoções no sentido de irem ao encontro daquilo que pretende para si.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Glauciane

Olá.

Gostei muito do post. Aliás, não somente deste, mas dos muitos outros que li.
Preciso aprender a controlar os meus pensamentos, a viver mais o presente… preciso aprender a inteligência emocional.

Parabéns pelo lindo trabalho!

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Glauciane, obrigado pelo comentário.

Ficar a saber que o artigo pode ter desenvolvido uma nova forma de olhar para a possibilidade de aprender a lidar com as suas próprias emoções é para mim muito reconfortante. É importante o feedback dos leitores para ficarmos com a ideia se na prática o leitor consiga aplicar as ideias e as estratégias.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Denis Mascarenhas Dos Santos

Ola…

Adorei o artigo, me identifiquei muito em alguns assuntos do tipo: estresse, controle de emocional, saber lidar em situações difíceis e aceitar mudanças em minha vida, tanto no relacionamento quando na vida profissional!

Mesmo compreendendo a minha situação e sabendo como devo melhorar ainda estou com uma grande dificuldade de lidar com essas minhas dificuldades e outras mais! Se for possível, queria um auxílio do senhor ou, se possível novamente, me encaminhar a algo q possa me ajuda!

Desde – já meus agradecimentos, e novamente digo q foi um excelente antigo, PARABENS!

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Denis, obrigado pelo comentário.

Pondere ler o artigo: http://www.escolapsicologia.com/como-ultrapassar-os-problemas-pessoais/

Boa leitura.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Sonia

Adorei o artigo,a maneira de se expressar é altamente comunicativa,e bem interpretada,Estou com muita dificuldade no controle emocional,precisando, com urgência, eliminar esse descontrole em minha vida,o artigo me trouxe um pouco de Luz, continuarei pesquisando e lendo para que eu encontre essa ajuda, pois,não estava tendo um suporte para isso. muito grata.

Avatar for Miguel Lucas
Patricia Romero

Gostei muito deste artigo. Vou recomendar. Parabéns!

Avatar for Miguel Lucas
angelina milcharek hein

Òtimo artigo! esse assunto é de grande interesse. É totalmente aplicável e relevante em todos os segmentos. Foi muito útil para minha pesquisa .muito obrigada !!!

Avatar for Miguel Lucas
CRISTIANE

ESSE SITE EH MARAVILHOSO, ME PEGO HRS LENDO OS ARTIGOS…MTO BOM,PARABENS. E OBRIGADA POR COMPARTILHAR TANTAS INFORMACOES.

Avatar for Miguel Lucas
CARLOS

ESCREVE P/ME È O MESMO QUE CONTA AS PARTICULA DE UM RELACIONAMENTO,ELAS SÂO CHEIO DE DETALIS QUANDO PERCEBEMOS.não é fc mais dar uma tentacâo de supera tudo que veir pela frente.sò pra ficar com ela.por isso nucar desinta da sua felicidade;lunte sempre sem olhar pra quem!!!

Avatar for Miguel Lucas
Maria José Sales

Olá Miguel! Adorei esse artigo. Ele esclarece muitos assuntos importante para todos nos. Eu particularmente me endentifiquei na parte da emoção. Sou uma pessoa muito elevada emocionalmente.
Lê seu artigo foi bom, assim posso aprender a lidar cm as emoções, e conseguir mantê as minhas relações saudáveis. Gosto de lê bastante e ficar bem informada dos assuntos que jugo importante. Muito sucesso pra vc.

Avatar for Miguel Lucas
francisca moreira

ESSE ARTIGO VOU COMEÇAR COLOCAR EM PRÁTICA, POIS SOFRO COM DESEQUILIBRIO EMOCIONAL. AS VEZES FICO MUITO PRA BAIXO ATÉ MESMO SEM REAGIR AOS PROBLEMAS.EU PRECISO LER E COLOCAR EM PRÁTICA.
ABRAÇOS.

Avatar for Miguel Lucas
Daniela

Pode me indicar literatura sobre o assunto, por favor?
Há tempos quero estudar sobre algo e estou vidrada pelo assunto!

Avatar for Miguel Lucas
João Neto Felix

Muito bom, digo essencial, essencial para mim…mas as coisas começam a ficar difíceis quando a outra pessoa não tem contato com essas informações, ou seja, tudo fica nas minhas costas, eu tenho que sempre respirar fundo, entender tudo, me acalmar, é tudo comigo, enquanto o outro desfere e junto comigo sua desinteligência emocional.

Avatar for Miguel Lucas
Jessica

Gostei..sou estudante de Psicologia. parabéns

Avatar for Miguel Lucas
Antonio Carlos Correa de Oliveira

Tenho um problema sério de relacionam,ento, pois cai em uma crise muito séria de depressão, apóos morte de meu filho. Pelas circunstância do agravamento desta crise, prejudicou em muito a minha relação com minha esposa, e ela não é culpada de nada que aconteceu, pois foi no meu primeiro casamento, pois viuvei. Tenho 3 filhos, e tento buscar toda ajuda possível, para me estabilizar emocionalmente, tanto para continuar casado com ela, pois apesar dos problemas ,que enfrentamos, se houvesse solução, pois, há problemas do lado dela, mas não vou citar, pois ela mesmo tem de fazer, ou buscar ajuda, para ter sobriedade suficiênte para cuidar de meusa filhos. Quando li este artigo, paresse que foi escrito para mim.`Por acreditar muito em Deus, muitas coisas por coincidência acontece Gostaria que respondessem esta mensagem,pois apesar da minha situação ser grave, estou fazendo o possível para resgatar a minha família, pois no passado eu perdi mulhere e filho e mew culpo por isso, então não sou ninguém dizer que outra pessoa é erreda. or favor se puderem me responder, eu agradeço Mais uma pergunta,se há terapia de família…

Avatar for Miguel Lucas
Ieda Maria da Silva Morais

Parabéns! Gostei imensamente do seu trabalho, me ajudou muito; foi objetivo e esclarecedor.

Avatar for Miguel Lucas
claudio

pow tou passando pelo um momento muit dificio com minha namorada muitas brigas atoa ja nâo sei oque fazer você alguma dica?

Avatar for Miguel Lucas
Elza

Parabéns pelo texto, bem esclarecedor, muito didático para leigos como eu.

Muitas vezes sentimos intuitivamente que há problemas nessa área da vida, mas não temos instrumentos suficientes para elaborá-los. Falta informação, cultura e educação, e essas faltas se propagam por gerações.

Somos criados aprendendo uma série de paradigmas que parecem muito "corretos" mas que são propagadores de nossa infelicidade, revestidos com embalagens de "regras sociais", dos quais extraímos "erros imperdoáveis", geralmente dos outros, que nos causam entraves, tanto para a saudável prática do perdão, como da igualmente boa auto-percepção.

É muito confortante encontrar esse material gratuitamente nesse site, um serviço de utilidade pública, pois ao lê-lo, tenho a impressão de "desatar diversos nós", os quais eu nem sabia onde ficavam.

Obrigada!

Avatar for Miguel Lucas
POLLY

OBRIGADO POR MI MOSTRA COMO EU POSSO REAGIR PENCAR EM TUDO……
EU SOU UMA PESSOA MUITO #MIMADA# QUERO TUDO DO MEU JEITO SI NAO FOR ASSIM NAO DAR….. TCHAU BJS

Avatar for Miguel Lucas
Milene

Manter um bom relacionamento e algo que para uns são mais fáceis lidar,
do que para outros, temos que aprender a lidar com o nosso temperamento e com o das outras pessoas.Procurando sempre ter domínio de se próprio, eu tenho um temperamento muito forte e sempre tive dificuldade de lhe dar com isso, mas com a maturidade, maternidade e a experiências que o decorrer do tempo a vida te mostra, acho que agora venho aprendendo de verdade, sabendo lhe dar um pouco melhor, vejo que agora estou conseguindo manter um bom relacionamento com minha própria vida.

Avatar for Miguel Lucas
vanda.mari101@hotmail.com

Amei tudo li,e quero a partir de hoje aprender muito mais.. Muito obrigada mesmo,estava precisando muito..

Avatar for Miguel Lucas
vanda Maria

Não consigo levar um relacionamento muito a diante,me vejo uma pessoa compreensiva amiga companheira,mas acho que sou muito ciumenta,procuro agir diferente,me esforço para minimizar isso,mas ainda não consegui,mas sei que vou conseguir…

Avatar for Miguel Lucas
giselle

Olá, já li livros sobre inteligência emocional mas nenhum livro chegou perto da forma direta e clara como foi abordado neste artigo. Parabéns ao autor, que venham muito mais textos. Agradeço.

Avatar for Miguel Lucas
Marilene da graça de Oliveira

Tenho dificuldades de me comunicar quando vou a um encontro ,amoroso ou conhecer um provável futuro namorado eu travo não tenho assunto oque faço que livro devo ler

Avatar for Miguel Lucas
Sky

Bom dia, parabéns pelo artigo que torna tudo tão simples e acessível a quem o lê.
Identifiquei-me como provavelmente muitas outras pessoas que leram, com quase todos os pontos mencionados. Parece tão simples…mas o difícil para mim tem sido no momento certo por em prática…não é fácil por vezes racionalizar emoções, mas vou evoluindo dia após dia.
Obrigado pela partilha do seu conhecimento.
Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Daiane

Eu gostaria de saber se devo falar a verdade, do que me incomoda… Não gosto de engolir, tenho sérios problemas afetivos com meus pais, já tive convulsões pelo stress … O que devo fazer?

Avatar for Miguel Lucas
gabriele

Eu tenho um relacionamento legal e saudável.
Porém eu tenho dificuldade de ficar perto da pessoa quando estou estressada (estou em época de tcc da faculdade), pq se eu fico perto acabo sendo grossa e quero ficar longe, mas ai meu namorado sente minha falta e fica triste pela situação.
Eu tento evitar de vê-lo quando estou muito estressada, mas isso está recorrente e esta difícil pensar nele. Mas qunado estou mais calma me bate uma frustração de não estar tratando-o tão bem e sinto falta dele vou lá e o trato super bem pra compensar. Mas acho que não é saudável essa mudança brusca de comportamento.

Avatar for Miguel Lucas
zeus

Otem passei por uma situação q faltou tudo, paciencia maturidade com situacao stress inritacao, vir meu problema lendo aqui e quero ajuda..abracos

forasteiro08@gamil.com

Avatar for Miguel Lucas
JOAO PAULO SIMOES DOS SANTOS

MEU RELACIONAMENTO ESTA ABALADO POR CONTA DE OUTRA PESSOA COMO DEVO AGIR O QUE DEVO FAZER PARA VOLTAR A TER A CONFIANÇA DELA NOVAMENTE. ME AJUDEM PELO AMOR DE DEUS ESTOU DESESPERADO …

Avatar for Miguel Lucas
maria da conceição vasconcelos gomes

gostei muito!! me ajudou a perceber algumas dificuldades no meu campo emocional e psicológico.e pode ter certeza que vai ajudar outras pessoa no controle emocional.

Avatar for Miguel Lucas
Henrique

Olá. Conheço minha noiva a pouco tempo, moramos juntos e temos um filho. Não irei fazer muitos rodeios e irei diretamente ao ponto.
Antes de nos conhecermos, ela morava em outra cidade e cursava faculdade, neste época ela namorada e teve seu término do seu antigo relacionamento. Enquanto namorava, ela já tinha relações de amizade com um professor da instituição onde estudava em MG, porem, com o término do namoro, segundo ela, ela se aproximou desta pessoa e teve mais interesse em ter um relacionamento com ele.
Minha dúvida: Isso é um pouco conflitante na minha cabeça. Eu vejo que alunos e professores precisam ter uma relação totalmente ética. A amizade e a proximidade existe, porem precisa haver o respeito, principalmente do professor. Acredito que o que mais me incomoda neste ponto, não é ela ter se relacionado com uma pessoa, mas sim ter sido um professor, onde hoje ela tem vergonha que as pessoas saibam disso e acaba chorando quando tentamos conversar sobre o assunto, pois segundo ela, tal pessoa cometeu abusos contra ela. Com isso, eu fico me perguntando as vezes, onde está a ética e moral tanto dela, como a dele? A dele não me importa, mesmo por que eu nem o conheço. Mas você acredita que isso seria algo para eu considerar no atual momento? Como eu poderia encarar e sanar tal episódio?

Muito obrigado.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *