Ansiedade: Mude o que é possível, aceite o resto
Terapias Psicológicas 22/09/2016

Ansiedade: Mude o que é possível, aceite o resto

Miguel Lucas Publicado por Miguel Lucas

Divórcio, demissões, ameaças de terrorismo, problemas financeiros, pressão no local de trabalho, há muitas situações de vida que fazem disparar a ansiedade causando-nos mal-estar. E muitas vezes, a fonte é algo que não podemos mudar. Como é que você sabe quando é hora de obter ajuda para lidar com a ansiedade?

ANSIEDADE NORMAL VERSUS ANSIEDADE PATOLÓGICA

O objetivo funcional da ansiedade conduz-nos a uma estratégia de “luta ou fuga”, estas respostas permitiram aos nossos antepassados longínquos manterem-se a salvo de ursos, leões e outros animais perigosos da altura. Essa tremenda mobilização energética, que faz sentir-se no nosso corpo, mais conhecida como adrenalina, ainda continua a correr na nossa corrente sanguínea ajudando-nos em determinadas circunstâncias. A ansiedade é uma reação natural aos stressores reais da vida.

A saber: No mundo de hoje, esta reação mobilizadora ajuda a motivar-nos, a preparar-nos para as coisas que temos de enfrentar, e às vezes dá-nos energia extra para agir quando precisamos.

Quando nos preparamos para uma entrevista de emprego, sentimos uma transformação no nosso organismo, algo mexe connosco, isso faz-nos pensar em determinadas coisas associadas com o desempenho e consequentemente orienta-nos o comportamento.  Assim, é provável que você gaste um pouco mais tempo a vestir-se ou ensaiando o que vai dizer. Este tipo de ansiedade normal pode motivá-lo a fazer melhor. Esta ansiedade benéfica vai ajudar você a protejer-se e a preparar-se para o desafio.

ansiedade

Mas, como sabemos muito bem, às vezes não é preciso uma ameaça específica, basta apenas a possibilidade de crise para acionarmos o modo de ansiedade. Basta de forma imaginada anteciparmos algum cenário de dificuldade, ameaça ou perda para que todo o organismo lance um sinal de alerta: a ansiedade vai fazer sentir-se nos mais variados sintomas físicos e cognitivos.  A dificuldade vem em aprender a diminuir a intensidade da resposta automática e pensarmos:  “Qual a probabilidade de efetivar-se a ameaça?” ou “O perigo é eminente?” “ou Como poderei retomar o controlo?”

O que torna a resposta de ansiedade um pau de dois bicos é que ela pode assumir uma vida própria. Ao acionarmos o mecanismo do medo, o corpo dispara os sinais de alerta e quase tudo torna-se numa crise potencial. O impensável aconteceu. Assim, em cada esquina, em cada situação, em cada desafio ou problema pode estar o próximo desastre possível.

O PREÇO DA ANSIEDADE

Quando a ansiedade se torna incapacitante, o seu corpo sabe disso. Você tem problemas para dormir, comer e  concentrar-se. Você tem dores de cabeça, o seu estômago fica inquieto e a angústia é enorme. Você pode até ter um ataque de pânico: o coração batendo forte, uma sensação de tontura e até medo de morrer.

Quando a ansiedade atinge intensidades elevadíssimas, tornando-se esmagadora ao ponto de interferir com a funcionalidade do dia-a-dia, quando o impede de ir a lugares, de fazer coisas que precisa fazer,  é quando você precisa procurar ajuda.

Por exemplo quando se sofre de Transtorno de Ansiedade Generalizada, ataques de pânico ou fobia social, a pessoa passa a funcionar como se fosse  uma máquina de preocupação extrema, processando quase todos os estímulos como perigos eminentes na sua cabeça. Se não é uma coisa, é outra. A pessoa fica procrastinando ao ponto de ficar com medo de dar um passo, a pessoa restringe ao máximo toda a sua atividade e passa a funcionar num estado de alerta geral  A pessoa fica muito  nervosa em situações como ir levar o seu filho à escola, conversar com o professor, acabando por não ir. Tudo na vida passa a ser um foco de preocupação extrema, criando um mal-estar quase permanente.

No caso da ansiedade tão esmagadora e incapacitante, as pessoas não conseguem tomar boas decisões. Elas evitam as coisas, ou são incapazes de ser assertivas face à vida porque a ansiedade é demais. Fica-se adiando as tarefas porque instala-se uma elevada incapacidade de concentração e foco.  Todo o dia-a-dia é afetado. Quando alguém chega a este ponto, enfrenta um problema de ansiedade patológica e nociva afetando o bom desenrolar da vida, sendo urgente a ajuda profissional.

COMO LIDAR COM A ANSIEDADE INCAPACITANTE?

Para lidar com a ansiedade incapacitante, “caia na real“. Separe os riscos  e os perigos reais que uma determinada situação apresenta e aqueles que a sua imaginação está a ampliar e a piorar. É uma adaptação ao velho ditado:

“Assuma o controlo das coisas que você pode, e aceite aquelas que você não pode mudar.”

Pergunte-se:

  • Em que situações é que posso e consigo assumir o controlo?
  • Onde é que posso e consigo fazer mudanças?
  • Qual a ação mais pequena e mais fácil que posso fazer para ajudar-me?

Em seguida, faça aquilo que pode ser feito e aceite simplesmente as coisas que não consegue mudar. Se no momento fica com a sensação que existem coisas que têm de ser mudadas, mas não consegue, procure ajuda, esclarecimento e um plano de resolução do problema. Mas, com aquilo que sabe e com aquilo que é capaz, faça no momento aquilo que tem de ser feito e aceite o que não consegue mudar.

Muitas vezes, é possível passar por um ciclo de ansiedade com a ajuda de amigos ou familiares, alguém que possa ajudá-lo a resolver os seus problemas. Mas quando a ansiedade se torna avassaladora, é hora de procurar ajuda de um profissional.

Apresento duas das estratégias eficazes na ajuda da diminuição da ansiedade:

1. DESAFIAR OS PENSAMENTOS NEGATIVOS

Pergunte-se:

  • É este um pensamento produtivo?
  • Este pensamento irá ajudar-me a chegar mais perto do meu objetivo?

Se é apenas um pensamento negativo você pode repensá-lo, então deve ser capaz de substituir esse pensamento. Primeiro através de uma voz de comando:  STOP. ‘Isto é difícil de fazer, mas é muito importante. Ao invés de ficar paralisado pela ansiedade, crie outra mensagem mais capacitadora e construtiva que pode dizer para si mesmo, como por exemplo:  “Talvez eu tenha que aceitar um emprego que eu não gosto tanto, posso ter de viajar mais longe do que quero, mas vou fazer o que tenho que fazer agora. Pelo menos vou ter a segurança do salário a curto prazo. Sendo que posso procurar algo melhor depois. “

Como fazer na prática:

Comece com verbalizações de enfrentamento para a ansiedade. Objetivo: acabar com os pensamentos que levam à ansiedade, e para substituir os pensamentos negativos por pensamentos realistas, racionais e funcionais. Então, quando essas verbalizações são praticadas e aprendidas, o seu cérebro assume-as automaticamente. Esta é uma forma de condicionamento, o que significa que a química do cérebro (neurotransmissores) realmente mudam como resultado dos seus novos hábitos de pensamento, de pensamento positivo.

Como já referi, primeiro, use a paragem de pensamento. Seja gentil, mas firme sobre o assunto. “STOP! Estes pensamentos não são bons para mim. Não são pensamentos saudáveis ??ou úteis, e eu decidi mover-me numa direção melhor e aprender a pensar de forma diferente.” (Você está lembrando e reforçando o seu cérebro cada vez que  fizer essa declaração racional e realista.)

Escolha duas ou três declarações da lista abaixo que julgue poderem ajudá-lo e repita-as para si mesmo de forma convincente tantos dias quanto necessário. (No Inicio você não tem que acreditar totalmente, mas com o tempo isso acabará por acontecer).

crise ansiedade

Quando a ansiedade se manifestar, faça verbalizações gerais:

1. Vou ficar bem. Os meus sentimentos nem sempre são racionais. Eu vou simplesmente relaxar, acalmar e tudo vai ficar melhor.

2. A ansiedade não é perigosa, é apenas desconfortável. Eu estou bem, eu vou continuar com o que estou fazendo ou encontrar algo mais activo e prazeroso para fazer.

3. Neste momento tenho alguns sentimentos que eu não gosto. Provavelmente serão apenas “fantasmas”, no entanto, irão diminuir, enfraquecer e acabar por desaparecer. Eu vou ficar bem.

4. Esta foto (imagem) na minha cabeça não é uma imagem saudável ou racional. Em vez disso, vou focar-me em algo saudável como _________________________.

5. Eu consegui parar e substituir os meus pensamentos negativos anteriormente e vou fazê-lo novamente agora. Estou-me tornando cada vez melhor na substituição desses pensamentos negativos automáticos, e isso faz-me sentir bem.

6. Realmente ainda sinto um pouco de ansiedade, e daí? Não é como se fosse a primeira vez. Não é o fim do mundo. Eu posso e consigo lidar com um pouco de ansiedade. Eu sei como aliviar a ansiedade. Por exemplo posso fazer algumas respirações profundas, descontrair-me e seguir em frente. Isto vai-me ajudar a continuar a melhorar.

Verbalizações para usar quando se prepara para enfrentar situações stressantes:

1. Eu fiz isto antes, então eu sei que posso fazê-lo novamente.

2. Quando isto acabar, eu vou ficar feliz por ter conseguido fazê-lo

3. A sensação que tenho sobre esta situação não faz muito sentido. Esta ansiedade é como uma miragem no deserto. Eu vou continuar a fazer coisas e a caminhar para a frente até que ultrapasse esta sensação e sinta-me melhor.

4. Isto pode parecer difícil agora, mas tornar-se-á cada vez mais fácil ao longo do tempo.

5. Acho que tenho mais controlo sobre estes pensamentos e sentimentos negativos do que alguma vez imaginei. Pouco a pouco e com tranquilidade vou abandonar os meus “velhos” sentimentos e movimentar-me numa nova direção, mais capacitadora e funcional.

Verbalizações para usar quando se sentir angustiado:

1. Eu posso estar ansioso e ainda assim conseguir concentrar-me na tarefa em mãos. Se me concentrar na tarefa, a minha ansiedade irá diminuir.

2. A ansiedade é um antigo hábito a que o meu corpo responde. Eu estou indo com calma e muito bem mudando esse meu antigo hábito. Eu sinto-me confiante, apesar da minha ansiedade, e esta confiança vai crescer. À medida que a minha auto-confiança for crescendo, a ansiedade e os problemas associados irão diminuir.

3. No início, a minha ansiedade era poderosa e assustadora, mas como o passar do tempo ela já não tem o poder sobre mim que eu pensava que tinha. Estou a avançar com cuidado e muito bem o tempo todo.

4. Eu não preciso de lutar contra os meus sentimentos. Eu percebo que esses sentimentos fazem-se sentir em mim, mas posso não lhes ligar, e assim orientar-me por outros melhores.  Eu simplesmente oriento-me pelos meus novos sentimentos de paz, contentamento, segurança e confiança.

5. Todas estas coisas que estão acontecendo para mim parecem esmagadoras. Mas, eu consegui perceber que tudo não passa de uma construção mental minha, e recuso-me a focalizar-me nisso. Ao invés, eu vou falar devagar para mim mesmo, manter o foco longe do meu problema, e continuar com o que tenho que fazer. Desta forma, a minha ansiedade vai acabar por diminuir e desaparecer.

2. APRENDER A RELAXAR

Você pode necessitar de reaprender a respirar e a descontrair-se. Quando as pessoas ficam ansiosas, elas tendem a segurar a respiração.  É importante aprender a fazer uma respiração diafragmática. Acalma o sistema nervoso simpático.  Faça yoga, meditação, ou faça algum tipo de exercício físico. O exercício físico é um excelente redutor de ansiedade. Existem muitas formas e técnicas de relaxamento. Leia o nosso artigo: 10 técnicas poderosas de relaxamento.

Acima de tudo, tente não misturar os seus problemas . Quando as coisas são ruins, há uma razão legítima para sentir-se mal. Mas se você não lidar com isso, irá complicar mais do que apenas o problema ou situação em questão, irá prejudicar os relacionamentos, auto-confiança, auto-estima, podendo até mesmo perder habilidades técnicas,  prejudicando o seu trabalho. Tente não complicar os assuntos ou problemas adicionando outros.

Muitas vezes a sua capacidade de diminuir ou ultrapassar a ansiedade, varia dependendo do tipo de crise que você enfrentou ou enfrenta. Quanto mais grave, mais catastrófico for, mais tempo vai demorar para superar isso. Você pode estar em piloto automático durante várias semanas. Se para além de uma crise de ansiedade você estiver deprimido, as coisas podem complicar-se. Em caso de divórcio, pode demorar meses ou anos para realmente voltar a reestabelecer o equilíbrio emocional.

Ajude-se a si mesmo. Se a ansiedade está deitando você para baixo, apresento um resumo com algumas coisas que você pode fazer para ficar mais relaxado e tranquilo:

  • Não lute contra os seus sentimentos. A ansiedade alimenta-se a si mesma, quanto mais se preocupar com isso, pior fica. Em vez disso, tente identificar o que poderia ter provocado a sua ansiedade. Em seguida, tente colocar essa ameaça em perspectiva.
  • Tenha em mente que você não pode controlar tudo numa situação. Mude o que puder e deixe o resto, seguia o seu curso.
  • O exercício físico é uma ótima maneira de aliviar a tensão e ajudar o seu corpo a sentir-se relaxado.
  • Examine o grau de stress na sua vida e tente encontrar maneiras de reduzi-lo. Leia o nosso artigo: 6 estratégias para combater o stress.
  • Evite cafeína e nicotina, que podem fazer os sintomas de ansiedade piorar.
  • Lute contra a tentação de cair nas malhas do álcool ou drogas não prescritas, para  alívio.

Abraço,

Miguel Lucas

Novo usuário?
Comece aqui
Obtenha Grátis o Programa “Diga Não À Depressão”
Obtenha Grátis o Programa “Diga Não À Depressão”

Receba os vídeos gratuitamente no seu email e aprenda como superar a depressão.

Comentários
Avatar for Miguel Lucas
Teresa Coutinho

Realmente a ansiedade nem sempre é fácil controlar, mas por experiência própria penso que um esforço continuo em conter as emoções, produz bons resultados. Não vale a pena sofrer por antecipação, porque tudo se resolve com tranquilidade e sem problemas. Obrigada pelo tema tão oportuno.

Avatar for Miguel Lucas
Susana

Boa Tarde! Adorei o seu artigo, infelizmente sofro desse mal, mas com passar do tempo sinto que melhorei um pouco, aprendi a controlar, so que as vezes vou abaixo, porque penso que nao tinha nada de ansiedade e ela volta me atacar, odeio quando acontece quando estou a trabalhar, a minha duvida sera que a ansiedade tem cura? é preciso tomar medicação para melhorar? a minha ansiedade piorou deve se a problemas que tive na minha vida, apartir dai nunca mais foi igual como antes…alem de sentir algumas melhoras com o passar do tempo…

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Susana, obrigado pelo comentário.

A ansiedade, ou seja (as sensações corporais e pensamentos associados) são um conjunto de respostas normais na nossa vida. Desta forma não é muito adequado falarmos numa cura (era o mesmo que tentarmos curar a dor física, se deixássemos de sentir dor, ficaríamos disfuncionais). De qualquer forma quando as sensações corporais são muito intensas, elas tornam-se incómodas, e é este incómodo que merece a nossa atenção e tentativa de diminuição ou controlo. A ideia é que temos de perceber que perante determinadas situações que percepcionamos como desagradáveis ou ameaçadoras (mesmo que subtilmente) o nosso organismo está preparado para reagir, é nessa altura que a ansiedade se faz sentir. A sua angústia começa dependendo do tipo de interpretação que faz, ou seja se ficar logo extremamente preocupado, dizendo algo do género: “mas porque é que estou assim outra vez?” Esta pergunta não lhe resolve nada. Mas se disser : “Estou a sentir-me um pouco ansiosa…..deve ser por isto, ou por aquilo, vou aguentar esta sensação desagradável, pois não irá durar muito”. Vou tentar relaxar, ouvir música ou caminhar um pouco para ver se me sinto melhor”.

Certamente este tipo de abordagem irá inibir que continua a aumentar a sua ansiedade até ao ponto de ficar desesperada. Sentir algum incómodo não é o fim do mundo, desde que perceba que existe sempre algo que pode fazer.

Sorte e convicção

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Helton

Estou tão ansioso que naum consigo ler o artigo inteiro!

Avatar for Miguel Lucas
carla

Olá Helton também sofro de ansiedade e a leitura tem me ajudado muito,tenho lido varios e já estou no 4º só esse ano.acho que vale apena vc tentar,escolha um bom livro e boa sorte.

Avatar for Miguel Lucas
Jéssica

Nossa, pessoal achei que eu era a unica que cortava pedaços e não conseguia terminar os artigos. Mas aprendi que temos que fazer uma coisa de cada vez, ou seja, não pulo para outro enquanto não termino.

Isso me ajudou … comprava muitos livro pela ansiedade de ler todos e começava e não terminava.. seguindo o que disse acima, leio um e termino… com toda a atenção mesmo de demore.. eu termino.

Bjus

Avatar for Miguel Lucas
Tatiana

Estou adorando os textos deste site. Sintetizam tudo o que sinto e me dão força pra continuar tentando superar a ansiedade e o pavor de situações de exposição.
Obrigada,
Tati

Avatar for Miguel Lucas
Carol

Olá… sofro desse mau constantemente, são tantas coisas que eu gostaria de fazer… mas me sinto tão incapaz… as vezes não tenho vontade de nada… como se a única coisa que conseguissi fazer é ficar olhando em um ponto fixo, poderia fazer isso por horas… me sinto tão desanimada, sofro disso há um tempo, tenho 18 anos… :/

Avatar for Miguel Lucas
Marta Strelle

Carol, precisas descobrir o porque disso, para seguires em frente se te interessar posso te ajudar. Sou psicologa Clinica contate-me

Avatar for Miguel Lucas
Paulo

EU TENHO 32 ANOS ME SINTO MUITO VELHO PARA TRABALHAR ESTUDAR E FAZER QUALQUER COISAS COMO SE EU NAO TIVESSE MAIS IDADE PARA ISSO E PARA QUALQUER COISAS, TENHO MELDO DE ENVELHECER, ME SINTO INCAPACITADO DE MUDAR ISSO O QUE FAÇO PARA EU SENTIR MOTIVAÇÃO PELA VIDA NOVAMENTE?
PERDI O ANIMO POR ACHAR QUE É TARDE PARA MIM, FAZER QUALQUER COISAS COMO TRABALHAR E ESTUDAR?

POR FAVOR ME AJUDEM

Avatar for Miguel Lucas
Marta Strelle

Paulo, você é super novo têm uma vida pela frente e precisa ser vivida, procure os pontos positivos em tudo oque já passou e levante-se, você é mais forte que isso.

Avatar for Miguel Lucas
Marcia

Olá,
Agradeço muito a escola pedocologia, ajudou-me muito muito num ciclo negativo da minha vida sem motivo aparente.
Um conselho simples e directo que resultou comigo.
Por muito dificil que possa ser, por muita falta de vontade que tenham, aceitem a reação do nosso organismo face a situações de stress (mesmo que não haja motivo em concreto) e façam actividades, no inicio custa muito muito mas aos poucos vai melhorando ate que essas actividades nos vão dar prazer ! É apenas uma fase e não pensem quando vai acabar, ela vai acabar seja quando for. AMEM a vida e aproveitem-na !

Muito Obrigada 🙂

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Marcia, obrigado pelo comentário.

Fico muito contente que possamos ter ajudado e acima de tudo que tenha conseguido aplicar com sucesso na sua vida as estratégias sugeridas em alguns dos nossos artigos.

Agradeço o seu testemunho, pois pode incentivar outra pessoas à melhoria.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Tiago Sousa

Bom dia, tenho todos esses sintomas apenas com 22 anos vivo com a ansiedade a 6 anos, sem um controle vivo, despercebido d tudo, hoje comecei terapia com uma psicologa, so q nao tive retorno ainda, é muito ruim acordar e ver q a ansiedade ja me consome com agonias no peito e no corpo todo.
Leio artigos sobre o assunto e vejo que posso melhorar so que acho q ja estou consumido por esse mal. Adorei o artigo parabens.

Avatar for Miguel Lucas
carlos

Olá, queria expressar a minha mais profunda gratidão por partilhares tão acalentadoras palavras com o mundo. muita gente tem esses problemas e não sabe lidar com eles (o meu caso) e só de ler os teus artigos já dão-nos coragem de seguir em frente e lutar. Mas já agora gostaria de um esclarecimento se possível: Estou de namorada nova, e no entanto tive alguns episódios de disfunção eréctil com ela, que me estão a deixar bastante pra baixo, e fico até com receio de voltar a tentar com ela, porque vem sempre sentimentos negativos de que nao vou funcionar sinto-me mal e acabo por não funcionar. Depois de algumas buscas por ali encontrei este maravilhoso site, e pude perceber que o que eu sinto é ansiedade e excesso de preocupação. Já identifiquei alguns artigos do seu site, vou lê-los acatar os seus conselhos e sair dessa, porque eu quero sair dessa, acho k atingi um estágio avançado em que em qualquer lugar que me encontro passam flashes na mente da minha situação disfuncional e acabo sempre com dor no peito e angustia, e quando estava a ponto de entrar em pânico, achei este site, que me ajudou a acalmar bastante. Vou dedicar-me a leitura dos artigos para sair dessa situação (sou de Angola, provincia de Benguela e não tenho recursos para viajar para a capital, Luanda, em busca de psicólogos, já que na minha provincia parece não ter especialistas nessa área).
Obrigado, e desejo bom trabalho e tudo de bom.
abraços

Avatar for Miguel Lucas
ro

boa tarde tenho lido muito os seus artigos sao muito intressantes parabens. estou com um problema de ansiedade enorme tenho vindo a ter pensamentos de divorciar me sao pensamentos que nao me largam o dia todo por mais que eu queira nao consigo tenho pouco apetite nao me consigo consentrar no trabalho e o meu coraçao bate muito frote fico com a sensaçao que a suloçao e mesmo o divorcio coisa que nao quero o que fazer.

Avatar for Miguel Lucas
francisca nascimento

neste momento estou com esse disturbio mais essas dicas me ajudarão

Avatar for Miguel Lucas
Monick

Ola, a ansiedade esta acabando com minha vida me destruindo aos pouco tenho 26 anos, solteira sem filho e independente, já sofri um ano com síndrome do pânico, perdi ótimas oportunidades de emprego além do desespero me levando a tentativas de suicídio, médicos, internações e remédio já não aguento mais, me ajuda .

Avatar for Miguel Lucas
Flavia dias de aguiar

Tenho transtorno de ansiedade e síndrome do pânico. No final do ano tinha quase todos os dias ataques fui em todos os médicos e não acharam nenhum doença apenas que estava mililitro nervosa e ansiosa. Isto foi me consumindo ao um ponto que pensei que fosse enlouquecer. Foi quando um medico de confiança me receitou um ansiolitco. Tive receio de tomar mas naquele momento aquilo me deu um alivio. Tomei pouco tempo e estou fazendo terapia com uma psicóloga fantástica. Nao tenho mais medo de ter e estou aprendendo a viver e controlar a ansiedade. Vi a luz no fim do túnel e acredito que vou ficar bem. Estava com fobia social, tinha me do de muitas coisas mas nunca vou deixar de enfrentar as coisas da vida.

Avatar for Miguel Lucas
Israel Leite

Dr. Miguel… gosto mto dos seus artigos… da pra ver que voce quer mesmo é ajudar as pessoas a serem saudáveis… sofri com ansiedade generalizada, depressão, fobia social, síndrome do pânico, gastrite, mtas coisas horriveis… mas estou aplicando as técnicas que aqui são descritas, fazendo tratamento com remedio e psicoterapias… combatendo os pensamentos que alicerçam esses transtornos, e me recuperando a cada dia, tem que ter paciência, persistência e nunca desistir ne… obrigado tudo de bom, abraços

Avatar for Miguel Lucas
veronica Brito

maravilhoso o artigo, parabéns ao autor e obrigado por nos ajudar a vencer nossas ansiedades.

Avatar for Miguel Lucas
Drica Furtado

Olá! Já postei alguns depoimentos aqui. Gosto muito de tudo que leio nesse site, que considero uma forma de desabafar. Leio perguntas, respostas, enfim. Sinto todos esses sintomas da ansiedade. Quando me sinto pior tomo ansiolítico / antidepressivo: cloridrato de sertralina, que um neuro/psiquiatra me preescreveu. Acho que vou melhorar, embora esqueça alguns dias. Quando menos espero "ela me ataca". Sei que ainda estou frágil. Tenho sentimentos à flor da pele. Isso me irrita muitas vezes. Hoje mesmo nem sai de casa, acordei triste, chorosa, irritada, respiração curta e desmotivada. Fico querendo ouvir certas coisas das pessoas e fico mal quando não acontece. Fico pior quando me dizem que sou boba, neurótica, insegura. Tenho vontade de não mais falar nada nem com ninguém. Choro e me isolo. Tenho 37 anos e atualmente aceitei namorar com um homem de 30. Isso me incomoda, me achando velha pra ele. Tem momentos que parece que torço pra não dá certo essa relação. Ambos já fomos casados. Triste apago números de telefone, depois me arrependo. Bom dia a todos e me desculpem pelo texto grande e desconexo.

Avatar for Miguel Lucas
Drica Furtado

Sofro de Transtorno de Ansiedade Generalizada, Depressão e Hipertensão. Queria que não, mas quando menos espero "tudo vem abaixo" de novo, como hoje. Estou chorando, sentindo até dor no peito, angústia, dói respirar, deitada em plena 8h, sem vontade de fazer nada. Desliguei os celulares e estou sozinha em casa. Até penso em fazer algo: ouvir música, exercício físico, ler, escrever, pintar, afazeres de casa, etc., mas sinto-me sem forças suficientes. Pra piorar penso muito em minha mãe que perdi há 3 meses num acidente de trânsito gravíssimo. Sinto muito a falta dela e não estou conseguindo lidar com isso tudo.

Avatar for Miguel Lucas
Drica Furtado

Sofro de Transtorno de Ansiedade Generalizada, Depressão e Hipertensão. Queria que não, mas quando menos espero "tudo vem abaixo" de novo, como hoje. Estou chorando, sentindo até dor no peito, angústia, dói respirar, deitada em plena 8h, sem vontade de fazer nada. Meus pés estão frios. Desliguei os celulares e estou sozinha em casa. Até penso em fazer algo: ouvir música, exercício físico, ler, escrever, pintar, afazeres de casa, etc., mas sinto-me sem forças suficientes. Pra piorar penso muito em minha mãe que perdi há 3 meses num acidente de trânsito gravíssimo. Sinto muito a falta dela e não estou conseguindo lidar com isso tudo.

Avatar for Miguel Lucas
Rita de Cássia Federici Yamamoto

Tenho seria crises de ansiedade, já tive sindrome do pânico e muito medo de morrer é horrível parece mesmo que vai morrer, todos esses sintomas eu sinto, já fiz terapia e tomei remédio mas estou aprendendo a lidar comigo mesma.

Avatar for Miguel Lucas
Luisa

Maravilhoso..sofro de ansiedade ..obrigada

Avatar for Miguel Lucas
Lidiane Costa

Muito bom esse artigo.Eu sofro de ansiedade e síndrome do pânico e de fato o que tem me ajudado são os pensamentos positivos na hora das crises.Obrigado por essas informações tão preciosas tenho certeza que ela ajudará muita gente.

Avatar for Miguel Lucas
MARIA EDIJANIA

MAIS UMA VEZ VOCÊ ME AJUDA POR DEMAIS ESTOU NUM MOMENTO MUITO DIFICIL NA MINHA VIDA E ACREDITE ESTOU NO TOPO DO FURACÃO A MINHA LUTA É GRANDE TANTO QUANTO MEU SOFRIMENTO MÁS TENHO FÉ ESPERANÇA E PACIENCIA TUDO VAI MELHORAR E MINHA FAMILIA VAI SER MUITO FELIZ !! OBRIGADA AMIGO !!

Avatar for Miguel Lucas
Creuza

Sofro desse mal tb, p/mim é um problema, pois existe momentos em que tenho vontade de falar, expor meus interesses em algumas reuniões da comunidade ou mesmo na escola de meu filho, e se consigo falar, é com muito esforço, se não consigo falar, fico só me questionando o por que. Queria poder mudar, mais não é fácil!

Avatar for Miguel Lucas
Thamiris

Este foi o melhor site sobre o tema que li até agora, tenho lutado contra a ansiedade, e fiquei muito feliz com oque li aqui, pois era mais ou menos oque já vinha fazendo, me agarrei a fé, e ao invés de ficar pensando no que faz mal, penso que Deus vai me ajudar e me dar a direção, acredito que ler estas dicas foi uma direção dele, tenho sido minha própria pscicóloga, e tenho o melhor ouvinte, o Espirito santo, claro que não sigo uma fé irracional, faço acompanhamento com o meu psiquiatra e tomo os remédios quando é necessário, mas oque realmente é efica contra a ansiedade são atitudes como essas ensinadas aqui, certamente estas dicas vão me ajudar ainda mais! obrigada! Deus abençoe a todos, e força! VAMOS CONSEGUIR!!!!

Avatar for Miguel Lucas
Rose

Nossa parece a minha descrição aqui…

Avatar for Miguel Lucas
Janaina

Tenho 34 anos e vive triste angustiada ,acho que estou velha e não consigo fazer nada ,mas estudar ,ler este artigo por completo consigui ler ,não tenho motivação pra nada sempre acho que vou morrer a qq momento ,meu filho tem 13 anos e eu já fico pensando que logo vai se formar e me deixar ,e assim começo a chorar!!! Sempre acho que vou ter uma doença grave e não vou ter dinheiro pra tratar !! É muito difícil viver assim !!!

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Janaina,

Se está num estado de desespero com a sua vida devido a um conjunto de medos, porque não procura ajuda profissional.

Sabe que aqui mesmo através do Blog da Escola Psicologia você pode marcar uma consulta online?

Deixo aqui o Link, é só copiar e colar no seu browser: http://www.escolapsicologia.com/sessoes-online/

Abraço,

Avatar for Miguel Lucas
Denice

Penso, que a ansiedade é o
Medo do futuro, nossa cabeça somatiza tantas coisas, que acabamos entrando neste processo! Estou me tratando desta disfunção!
Mas a meditação ajuda muito, a oração do arcanjo Rafael(excelente para cura) e o mais importante, APRENDER A SE AMAR!! Porque não aprendemos
A nos amar, nos aceitar que estamos passando por esta tal ansiedade, se revoltar, sentitemos mais crises! Respirar,profundamente, mentalização para a troca de pensamentos e a técnica hoponopono!! (Perdoar- se a si mesmo) estou em tratamento e me sinto muito melhor, graça a Deus! Espero ter ajudado!NAMASTÊ!! Outra coisa muito boa é o REIKKI!!

Avatar for Miguel Lucas
Adriana Alves

A ansiedade já me fez muito mal.Hoje consigo pelo menos identificar quando estou com nivel alto de estresse.O meu corpo avisa através de sensações nada agradáveis.Sinto mal estar,insonia e falta o apetite,mas já foi bem pior.gostei muito do artigo.Acredito que cada um de nós tenhamos capacidade para controlar esses niveis altos de stress e assim melhorar a cada dia..falar com as pessoas certas e buscar ajuda já é um bom começo.Acreditem, tudo pode melhorar.

Avatar for Miguel Lucas
alisson freire

eu tbm sofro com a ansiedade nao posso trabalha direito qualquer coisa fico extressando nao consigo dormi bem tenho falta de apetite sinto muita angustia …

quem pode me ajuda para que eu posso me livra disso por vafor me ajude obg

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *