Acredita em ti e nas tuas habilidades
Psicologia do Desporto 22/09/2016

Acredita em ti e nas tuas habilidades

Miguel Lucas Publicado por Miguel Lucas


Provavelmente o maior problema que eu encontro em alguns atletas é uma enorme falta de crença nas suas próprias habilidades e capacidades. Não estou aqui a falar de falta de confiança competitiva. O que quero dizer é que a grande maioria dos atletas não acredita ser capaz de fazer aquilo que “supostamente é capaz”, por exemplo um nadador não ser capaz de nadar para os tempos que deseja e treinou. Não acredita ser capaz de expressar todo o seu potencial quando mais necessita e precisa – o dia da competição. Esta falta de crença em si próprio, cria um padrão mental de medo, tensão e desmobilização que pode causar inúmeros problemas antes das competições. Os problemas ou obstáculos mais comuns são:

  • Um enorme sentimento interno de não ser suficientemente bom
  • Nervosismo extremo e incapacitante, por vezes com reacções fisiológicas (sudação exagerada, vómitos, má disposição, dores de cabeça)
  • Pensamentos negativos de vários tipos
  • Níveis baixos de energia (por vezes quando entram no recinto competitivo, surge a sensação de perda rápida de energia)
  • Preocupação excessiva com pequenos detalhes que podem nunca ocorrer
  • Sensação de intimidação face aos adversários
  • Ciúmes de outros atletas
  • Perda de controlo sobre os seus próprios pensamentos

Assim que o atleta comece a acreditar em si próprio, todos estes sintomas ou situações problemáticas na sua grande maioria desaparecerão, permitindo o desenvolvimento de sentimentos e pensamentos positivos, de confiança, de capacidade e instalando-se ainda uma enorme sensação de bem-estar. Tudo isto é promotor para o atleta conseguir colocar-se na sua Zona de Óptimo Funcionamento nos momentos que antecedem a competição.

Um dos factores que na grande maioria das vezes perturba os atletas afectando-lhes o rendimento é o – Nervosismo. Na verdade o nervosismo é uma coisa boa, é sinal que o atleta está a ficar preparado, que todo o seu corpo está a ficar alerta, está a ficar energizado para poder responder de forma eficaz ao desafio que está prestes a acontecer. Por isso o atleta não deverá ficar nervoso por se sentir “nervoso”. A estratégia será aproveitar a grande mobilização energética que o estado “nervoso” recruta de todo o organismo, e utilizá-la a favor da tarefa competitiva. Para que tal suceda o atleta deverá orientar os seus pensamentos para as rotinas pré-competitivas, utilizando o diálogo interno para o guiar em todo o processo. Se o atleta tiver uma rotina pré-competitiva devidamente treinada e implementada, levando em consideração os aspectos de activação motora (aquecimento) e os aspectos de activação mental (rotinas motivacionais, de visualização do gesto perfeito, de capacidade, de superação, de combatividade, de coragem, de tolerância à dor, entre outras) está a promover a colocação na sua Zona de Óptimo Funcionamento e por outro lado a inviabilizar a instalação da preocupação e de todos os aspectos sabotadores.
Uma das formas de poderes trabalhar na crença em ti próprio e nas tuas habilidades e capacidades, é utilizares um recurso que tens sempre ao teu dispor – a tua mente.

VISUALIZAÇÃO DIÁRIA

Passo a explicar, é partilhado pela comunidade científica que as imagens mentais que simulam movimentos sejam eles de que naturezas forem, utilizam os mesmos circuitos motores que os movimentos reais, ainda que a sua intensidade não sejam da mesma magnitude. Partindo deste princípio pressupõem-se que a técnica de visualização é um recurso extremamente importante e potenciador para o treino desportivo.


Aquilo que deverás fazer é implementar de forma sistemática e programada a prática da visualização, antes, durante e depois do treino. Começa pouco a pouco a imaginar na tua mente a técnica que pretendes fazer ou gostarias de vir a conseguir realizar, pensa nisso como se estivesse mesmo a acontecer. Durante o treino foca a tua imaginação e concentração naquilo que visualizaste previamente, se detectares algumas imperfeições imagina novamente como deves fazer, segue essas imagens e executa. Depois do treino revê mentalmente o que fizeste, verifica se existe alguma coisa que poderias ou queres melhorar e visualiza-te a fazer. A visualização, tal como o treino físico é um processo, será e ficará mais eficaz à medida que fores praticando. A visualização permitir-te-á melhorar a capacidade de controlo sobre as tuas imagens e consequentemente sobre o teu aparelho motor.

O único truque para que a visualização tenha efeito – é que apenas os atletas dedicados aplicarão esta técnica todos os dias. Irão existir atletas que farão e aqueles que desejam melhorar, mas não estão para perder tempo com a técnica. Certamente estás no 1º grupo. Assim sendo fico certo que irás sentir mudanças positivas e benefícios extra.

A visualização pode ser aplicada para beneficiar vários aspectos, resumidamente apresento alguns:

  • Para ultrapassar e reduzir o nervosismo extremo
  • Para aprender de forma mais fácil e rápida
  • Eliminar a intimidação competitiva
  • Aumentar e controlar os níveis de energia
  • Controlar e atingir estados de relaxamento
  • Controlara e atingir estados de activação
  • Eliminar a negatividade
  • Ajudar na recuperação da fadiga e lesões
  • Melhorar a consistência competitiva
  • Motivação e ânimo

Começa o mais breve possível, de inicio é aconselhável procurares um lugar calmo e confortável.

Força e boa sorte!

Novo usuário?
Comece aqui
Baixe Grátis o e-book “Seja Um Vencedor”
Baixe Grátis o e-book “Seja Um Vencedor”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.

Comentários
Avatar for Miguel Lucas
Joseph

“A imaginação é mais importante que a ciência, porque a ciência é limitada, ao passo que a imaginação abrange o mundo inteiro.”

Albert Einstein

É isso?

Abraço e sucesso no novo blog.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Joseph, obrigado pelo comentário. Sim concordo com a frase dop Einstein, pois foi o facto de conseguirmos imaginar o mundo, e a partir daí, com o uso da visualização conseguirmos imaginar soluções para os problemas. Mas acima de tudo a imaginação permite sonhar, e os sonhos alimentam o Homem.

Avatar for Miguel Lucas
epape

Olá Miguel, estes artigos são fantásticos. Já tinha lido vários, mas através da Escola Dinheiro. Gostei do ultimo (dos desportos radicais) mas não tinha comentários abertos (não aparece nada…). Muitos parabéns

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Epape, obrigado pelo comentário e bem-vindo à Escola Psicologia.

Espero corresponder às expectativas.

Fico muito agradecido pelo alerta do erro na página.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
DanyOctrome

Já acabou?! Mas… mas…

😀

Foi um post de qualidade. Eu ao início também visualizava a técnica mentalmente mas depois deixei.

Este post, para mim, foi uma espécie de “raspanete-post”. eheh

Vamos lá ver se retomo à visualização mental das técnicas…

Até Já

Avatar for Miguel Lucas
Júlio

Parabéns!
Me indentifiquei com seu texto.

É realmente isso o que acontece comigo.
Por exemplo:
Quando eu jogo futebol na Ed. Física, ou aquele futebol descontraído eu consigo render muito bem e ser um dos melhores.
Mas quando é treino ou jogo, eu fico com receio de errar e acabo perdendo minha confiança e meu rendimento piora muito.

Avatar for Miguel Lucas
Helena

A visualização pode ser usada como a procrastinação? Imaginar que está a fazer o que quer pode ajudar a posteriormente fazer? Ou serve apenas como outra forma de manter a procrastinação?

Ótimo artigo! Obrigada!

Avatar for Miguel Lucas
Helena

Correção: “… pode ser usada *contra* a procrastinação?”

Avatar for Miguel Lucas
marcia

adorei o artigo estou muito desanimada vou estar sempre visitando agora para ver se consigo ao menos me segurar em um emprego pois nem isso estou conseguindo preciso de ajuda tenho que admitir ;

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *