7 passos explicam a auto-hipnose para atletas
Psicologia do Desporto 22/09/2016

7 passos explicam a auto-hipnose para atletas

Miguel Lucas Publicado por Miguel Lucas


A auto-hipnose pode ser utilizada para melhorar a sua atenção, desempenho e confiança. A hipnose pode ser definida como um processo que depende da qualidade da comunicação e de alterações do comportamento desejado usando o subconsciente. Quando estamos no estado hipnótico (elevado estado de concentração), um estado de relaxamento e receptividade é alcançado facilitando assim um acesso directo à mente subconsciente, permitindo a sua reprogramação e assim mudar ou implementar processos, estratégias, pensamentos capacitadores ou afirmações desejadas, quer seja pelo atleta (auto-hipnose) ou por um profissional qualificado (hipnoterapia).

A auto-hipnose permite que se estabeleça uma ligação directa à acção desejada, sem bloqueios, sem sabotagens e concentrando todos os recursos do atleta na tarefa a desempenhar.

RELUTÂNCIA

A hipnose é ainda vista com alguma relutância ou descrença, na verdade também eu já tive essa mesma ideia. Provavelmente por influência de alguns programas de televisão ou por histórias que todos já ouvimos acerca de actos anedóticos interpretados por mágicos. Esta hipnose de entretenimento nada tem a ver com a hipnose clínica praticada por profissionais credenciados, sustentada em estudos científicos e encarada com seriedade no mundo científico.
Sob hipnose (elevado estado de concentração), não se consegue levar ninguém a fazer nada que ela não queira, ou que esteja contra o seu sistema de crenças. Os comportamentos, atitudes ou acções só serão alterados com êxito caso o indivíduo queira.

Um equívoco comum que as pessoas apresentam relativamente à hipnose, é que tem forçosamente de envolver um estado profundo de transe, e que se esquece o que se está a experienciar ou que não se tem controlo sobre as próprias acções. Na hipnose ou auto-hipnose propriamente dita, ensinada e aplicada devidamente acontece exactamente o oposto, o que se pretende é que o atleta recorde e controle as suas acções, ainda que induzidas por outrem ou auto-induzidas, inibindo as possíveis barreiras à performance e estimulando o lado criativo e capacitador de si próprio.

A VERDADE E A UTILIDADE

Através da hipnose podemos controlar a dor física, ter um melhor desempenho no nosso trabalho e/ou no desporto, por exemplo podemos mudar as nossas atitudes face às competições. Podemos eliminar medos, preocupações, ansiedades, stress, lidar melhor com as lesões, contratempos, emoções negativas, crenças limitadoras, hábitos incapacitantes, memórias negativas e experiências menos bem conseguidas. No fundo a hipnose ou auto-hipnose funciona como um processo facilitador para o atleta conseguir tornar-se numa pessoa muito mais confiante e bem sucedida

COMO FUNCIONA A HIPNOSE

Quando a hipnose é induzida, entramos num estado alterado da consciência, os processos cognitivos conscientes são drasticamente inibidos, o pensamento analítico fica temporariamente suspenso. Isto permite-nos ter acesso directo à mente subconsciente, onde estão alojados todos os processos automáticos, a raiz dos nossos hábitos, crenças, desejos e medos. Estabelecido este contacto com a nossa mente subconsciente, torna-se mais fácil e rápido fazer novas aprendizagens ou modelar alguns comportamentos, no fundo temos agora a oportunidade de poder reprogramar a mente para que possamos ficar mais aptos para atingir os nossos objectivos.

FOCO

Através da auto-hipnose aprende-se a focar os recursos e faculdades do corpo e mente para a realização e concretização de um objectivo. O nosso cérebro está muitíssimo treinado para estar á escuta do corpo, como bem descreveu António Damásio, o cérebro é, portanto, uma espécie de público forçado do espectáculo do corpo. Por exemplo, se um atleta tem como máximo 50 flexões de braços, normalmente quando se percepciona a chegar às 40, o cérebro foca-se especificamente na sensação de cansaço e dor, comprometendo assim a obtenção do objectivo. Sob hipnose o atleta está focado apenas em “fazer”, a indicação do número de flexões é o único estímulo que o cérebro está a processar, inibindo tudo o que se apresente como obstáculo à realização do objectivo, mesmo a própria dor. A capacidade de focar a mente no objectivo pretendido é promotora do máximo rendimento desportivo.


UM FENÓMENO NATURAL

O estado de hipnose é um fenómeno que ocorre com naturalidade. Podemos verificar isso quer em crianças quer em adultos. Quando as crianças estão completamente absorvidas no visionamento de um filme, a ouvir histórias sobre heróis ou simplesmente a fantasiar. Quando conduzimos um automóvel e chegamos ao local pretendido e não recordamos por onde se passou, quando admiramos uma obra de arte ou olhamos para uma paisagem deslumbrante, ou simplesmente quando sonhamos acordados.
Existem quatro fases no processo de auto-hipnose. Estas fases podem ser aprendidas com facilidade com a ajuda de um praticante qualificado.

  • 1. Fixação
  • 2. Relaxamento
  • 3. Receptividade
  • 4. Repetição de sugestões

BENEFÍCIOS DA HIPNOSE

Quem pode beneficiar da auto-hipnose? Atletas, artistas, músicos, executivos, qualquer pessoa que pretenda melhorar um resultado ou a própria vida. Usando esta poderosa capacidade de foco para promover e desenvolver as capacidade físicas e mentais os atletas removem grande parte das limitações que possam ter. Através do desenvolvimento da capacidade de dar indicações precisas a si próprio e conseguir segui-las sem interferências, os atletas aprendem a colocar-se no seu melhor estado de recursos, utilizando tudo o que o seu corpo e mente possuem, aumentando desta forma as possibilidades de sucesso.

EVIDÊNCIAS

Na actualidade a investigação científica apresenta evidências de que se o atleta se imaginar a executar uma determinada habilidade, exercício ou tarefa desportiva, isto causa uma actividade bioeléctrica muscular (verificado através da técnica de diagnóstico – Electromiografia), parecida à que poderia ocorrer durante a execução física. Por exemplo, se você se imaginar a flectir o braço esquerdo pelo cotovelo, seria possível monitorizar a actividade eléctrica do músculo bíceps, embora nenhum movimento físico ocorresse. No entanto, o padrão de intensidade de activação durante o exercício imagético não seria exactamente igual ao registado durante o movimento real. Apesar das diferenças na intensidade da activação, a imaginação das acções ou movimentos têm o efeito de utilizar e estimular os músculos para a subsequente acção física, e isto traz bastantes benefícios para a promoção do desempenho na actividade desportiva. É também evidente que os impulsos neuronais que passam do cérebro para o sistema muscular durante a visualização de movimentos ou acções podem ser retidos na memória, quase como se o movimento tivesse realmente ocorrido.

As evidências apontam no sentido da utilização da auto-hipnose no treino desportivo ser uma vantagem para a melhoria da performance.

Na minha experiência prática de aplicação da auto-hipnose a atletas, tenho comprovado ser uma ferramenta de trabalho muito enriquecedora. Entre vários objectivos para os quais tenho utilizado a auto-hipnose, destaco a utilidade para o treino da Zona Óptima de Funcionamento Desportivo, a qual apelido nos meus programas de preparação mental “Carregar o Modo Competitivo”. Os atletas simulam em estado de auto-hipnose, cenários possíveis de acontecerem em competição. Desta forma, é possível perceber quais as estratégias mais familiares para os atletas, e que consequentemente possam ter mais probabilidade de ter êxito. A possibilidade de simular cenários, quer de máximo rendimento (e assim “gravar” os estados de óptimo rendimento), quer de dificuldades que possam ocorrer em competição, promove a preparação e consequentemente a confiança do atleta.

Até Já!

Novo usuário?
Comece aqui
Baixe Grátis o e-book “Seja Um Vencedor”
Baixe Grátis o e-book “Seja Um Vencedor”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.

Comentários
Avatar for Miguel Lucas
Mauro Viana

Exelente matéria, com certeza é o caminho que grandes clubes estãoo usando.

Valeu.

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Mauro Viana, Obrigado pelo comentário e bem-vindo à Escola Psicologia.

Acredito que os clubes desportivos possam beneficiar com a auto-hipnose bem treinada nos seus atletas.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
luciano Larrossa

Miguel,

Como desportista já conhecia esse método a alguns anos e posso dizer que pode, num espaço da medio a longo prazo, ajudar na performance desportiva em si. Fechar os olhos e imaginar o que está a acontecer exactamente da maneira como queremos que aconteça aumenta as nossas probabilidades de sucesso. Claro que funciona apenas como uma ajuda e nunca substitui as horas passadas dentro de campo. É ótimo se funcionar como um hábito, tal como o aquecimento ou os alongamentos.

Mais um bom artigo e um grande abraço

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Luciano, obrigado pelo comentário.
Sim a auto-hipnose funciona como um potenciador, e nunca como um substituto. Pode ser aplicada de várias formas e para vários objectivos sempre com a intençao de trazer mais valor naquilo que já fazemos diariamente.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Paulo Faustino

Olá Miguel,

Enquanto ex-atleta que praticou durante muitos anos desporto, tenho de concordar tanto contigo como com o Luciano. De facto a auto-hipnose é fantástica quando se pretende realizar um determinado movimento. Recentemente, onde consigo aplicar melhor a auto-hipnose é no jogo do Bowling. Normalmente visualizo-me a executar a jogada, a forma como a executo e a melhor forma para derrubar todos os pinos. Normalmente os resultados são bastante bons 🙂

A auto-hipnose aplicada ao desporto é igualmente importante, seja para realizar um salto em comprimento, marcar um livre, ou subir uma montanha. Quando se consegue fazer zoom out, analisar o enquadramento e então depois realizar a acção tendo em conta todas as condicionantes, normalmente a eficácia é muito superior!

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Paulo, obrigado pelo comentário.

Realmente a capacidade que o nosso corpo tem é extraordinária, se lhe dermos um objectivo no qual se focar, sem interferências e sem bloqueios, a capacidade de execução é enorme. O resto, bem o resto é treino de qualidade.

Abraço e bons jogos de bowling.

Avatar for Miguel Lucas
Filipe Brígida

Desculpem o comentario, mas tenho reparado que os posts dizem que têm mais comentários do que na realidade têm, neste caso o post tem 4 comentários e diz que tem 18…

é algum erro, ou simplesmente uma técnica?

Abraço!
Filipe Brígida

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Filipe, Bem-vindo à Escola Psicologia.
Obrigado pelo comentário.
Relativamente à questao colocada nao se trata nem de uma técnica nem de nenhum erro. O número de comentários incluem os comentários colocandos directamente aqui no blog mais os retweet.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Filipe Brígida

Agradeço o esclarecimento e boa continuação com este excelente projecto… mais um das escolas online. Quem sabe um dia o Paulo seja administrador de uma comunidade enorme de escolas online e controle o mercado 🙂

Abraço
Filipe Brígida

Avatar for Miguel Lucas
Filipe Brígida

18 não enganei-me, diz que tem 9 comentários

Avatar for Miguel Lucas
Sérgio

Em primeiro lugar, parabéns por esta iniciativa. Já conhecia a Escola Dinheiro e agora esta.
Quanto à auto-hipnose, lembro-me de um episódio que vivi à alguns anos atrás: ia de carro de Lisboa ao Porto e quando cheguei ao Porto achei muito estranho não me recordar de nada do percurso, é como se a viagem tivesse sido instantânea. Cheguei a pensar que tivessem sido os ETs… Agora já descobri porquê.
Já me aconteceram coisas ainda mais estranhas… mas fica para a próxima.
Um abraço!

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Sérgio, bem-vindo à Escola Psicologia.

Todos nós no nosso dia-a-dia fazemos muitas coisas no estado de auto-hipnose, sao acçoes automáticas que se executam com grande eficácia sem a necessidade da atençao consciente.
Gostaria que em altura que ache oportuna nos conte as outras coisa…:)

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Sérgio

Quanto ás outras coisas esquisitas que aconteceram comigo, aqui vai uma:
Há uns anos atrás encontrava-me num Bar com um grupo de amigos à espera de outro grupo, para decidirmos a que discoteca havíamos de frequentar nessa noite. Cada grupo ia num carro e o meu carro levava um. Entretanto, enquanto eles discutiam para onde ir eu estava a olhar fixamente para a televisão quando ouvi alguém referir-se a uma discoteca fora da nossa cidade. Então eu levantei-me e estranhamente disse para não irmos para lá porque íamos ter um acidente à saída da cidade e falei dos pormenores todos desse acidente. Naturalmente, o pessoal riram-se e não acreditaram pois pensavam que eu estava com medo. Então por precaução eu fui atrás do outro carro e devagar. Quando chegámos ao local que eu havia previsto, a camioneta que ia à frente do carro do outro grupo parou repentinamente e o carro enfiou-se na traseira ficando todo machucado. Quando saímos todos dos carros, o outro condutor veio ter comigo e disse-me: – Eu também não acreditei, mas por precaução fui um pouco mais devagar do que o costume e graças a ti ninguém se magoou.
Agora, diga-me lá como é que interpreta este episódio!

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Sérgio, não sei se esta experiência se encaixa num fenómeno de auto-hipnose, Provavelmente não. Não arrisco a qualificar a experiência pela qual passou, pois teria de entrar no campo transcendental, fugindo a uma abordagem cientifica.
No entanto, de uma perspectiva psicológica posso dar algumas clarificações:
– A auto-realização de profecias é um fenómeno que acontece a todos nós (diferenciando-se apenas no grau da experiência). Passo a explicar, quando desejamos, receamos ou necessitamos de algo algo, por vezes se a motivação é grande, de uma forma inconsciente o nosso cérebro mobiliza-se, arranjando recursos disponíveis para a realização das “coisas” desejada, receadas ou necessitadas. Estamos assim a auto-realizar um conjunto de acções que nos leva ao resultado profetizado.

– Porque aconteceu em grupo? pois isso dificulta o enquadramento, mas arrisco a dizer que pode ter acontecido um fenómeno de Auto-realização de grupo.
– No entanto todos esses acontecimentos podem perfeitamente encaixarem-se na coincidência.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
Sérgio

Também não tenho a certeza se tem ou não razão. Quando se refere a coincidência talvez seja a sincronicidade que Jung tanto defendia. Eu acredito que podemos criar acontecimentos síncronos. O problema dos cientistas e académicos é que não conseguem enxergar o que está para além das leis físicas e por vezes recusam aceitar algo só porque não têm meios para comprovar, mas no entanto aceitam de bom grado teorias. Pode até ser apenas uma coincidência, mas quando passo por este tipo de experiências… não consigo descrever por palavras o que sinto no momento.
Miguel, o que pensa acerca da parapsicologia?

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Sérgio, em certa medida concordo consigo. Mas tem de tentar entender, que quem se mune da ciência, segue uma determinada linha de raciocínio, fugindo a isso, podemos tornar-mo-nos incoerente e falarmos sobre algo que desconhecemos. No entanto levo em consideração a possibilidade de existirem outras áreas de explicação. Nem melhores nem piores, simplesmente diferentes.

Relativamente à parapsicologia, é um tema sobre o qual nunca debrucei muito tempo. Mas sendo a minha linha de orientação aquilo que estudei, a psicologia. Procuro, desde que se encaixe e se justifique, soluções de acordo com esta abordagem.
Aceito, quem procura explicações noutras áreas. Eu, até se provar o contrário, tento sempre de forma metodológica, enquadrar os fenómenos à luz daquilo que conheço.

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
marcos

miguel,muito esclarecedora sua materia, como estou em busca de superações vou tentar todas as formas , só de pensar assim estou fazendo um esforço tremendo vcs ñ tem nõção,! com 35 anos pratico o jiu jitsu a 20 quero pelo menos conseguir participar de uma competição. a adrenalina que antecede as competição me consome de uma forma fisica ansiedade, angustias,…etc,então resolvi ñ sofrer, ñ ir para competições e isso fazem 15 anos,então quero reverter essa frustração em vontade.Um projeto para 2011. obrigado pela ajuda

Avatar for Miguel Lucas
Miguel Lucas

Olá Marcos, obrigado pelo comentário

Fico contente que o artigo o possa ter ajudado e acima de tudo que tenha ganho coragem para ir ao encontro daquilo que sonha.

Caso necessite da minha ajuda para algo, não hesite em contactar-me. Boa sorte e persistência

Abraço

Avatar for Miguel Lucas
pedro

como a auto hipnose pode ser empregada em nossos projetos pessoais e qual o tempo necessário de prática para seu domínio e e alcance das metas desejadas;

atenciosamente,
pedro

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *